Jump to content
  • FORMAS DE POUPAR

  • Search the Community

    Showing results for tags 'mais-valias'.

    • Search By Tags

      Type tags separated by commas.
    • Search By Author

    Content Type


    Forums

    • Finanças
      • Créditos
      • Bancos
      • Seguros
      • Imóveis
      • Incumprimento e Penhoras
      • Poupar dinheiro
      • Investimentos
    • Fiscalidade e Trabalho
      • Impostos
      • Segurança Social
      • Direitos do trabalhador
      • Trabalho por conta própria
      • Heranças
    • Geral
      • Apresentações
      • Diversos
    • Fórum
      • Regras

    Find results in...

    Find results that contain...


    Date Created

    • Start

      End


    Last Updated

    • Start

      End


    Filter by number of...

    1. Boa tarde, Preciso de declarar este ano uma mais-valia referente à venda de um imóvel, mas parece-me que existe um aspeto não muito correto no cálculo da mais-valia por parte da Administração Fiscal. Ou seja, ao valor de aquisição do imóvel é aplicado o coeficiente de desvalorização monetária. Muito bem, correto. Então, mas às despesas de aquisição, nomeadamente SISA/IMT, pago há dezenas de anos, não é aplicada qualquer correção monetária? Isto parece-me extremamente injusto, pois € 1.000 pagos há trinta anos, hoje representam muito mais e deveriam ser abatidos à mais-valia, mas
    2. Gostaria de saber como preencher anexo G para o cenário seguinte : Adquiri um imóvel em copropriedade (50%+50% ) em 2002 Mais tarde em 2014 comprei os 50% e fiquei proprietário dos 100% Em 2020 vendi o imóvel Como devo preencher o Quadro 4 do Anexo G a entregar este ano ? Antecipadamente Grato .
    3. Guest

      Anexo G ou J? E o englobamento

      Durante 2016 realizei resgates de fundos e ETFs tanto nacionais como estrangeiros, embora todos eles através de bancos nacionais. Aqui ficam as dúvidas que tenho: 1 - Devo preencher as mais/menos-valias todas no anexo G identificando o NIF do intermediário financeiro que é nacional? Ou devo dividir e deixar os fundos nacionais no anexo G e os fundos internacionais no J, quadro 9.2? 2 - Globalmente tive uma mais-valia nos fundos nacionais (imaginemos 1000€) e uma menos-valia nos internacionais (imaginemos 1500€). Se os declarar em anexos separados e quiser fazer o englobam
    4. Boa tarde. Não percebi se para um imóvel vendido em 2020 podemos considerar o valor pago do empréstimo que tínhamso como despesa para o cáclculo da mais-valia. Pelo que percebi até 2020 poderíamos abater este valor mas estou comm essa dúvida. Em caso afirmativo, esse valor é considerado na despesa? Obrigada pela ajuda.
    5. Boa tarde. Aproximando-se a entrega do IRS referente a 2020 vou ter de declarar a venda do meu imóvel e encontro-me cheio de dúvidas sobre as mais-valias e que despesas podem ser contabilizadas para abater às mesmas. Comprei a habitação em fevereiro de 2016 por 75.000 euros. Recorri a empréstimo bancário para tal. Entre 2016 e 2020 foram realizadas obras de melhoramento no imóvel, das quais tenho facturas da aquisição dos materiais. Vendi a habitação em Agosto de 2020, por 190.000 euros e recorri a imobiliária. Liquidei empréstimo habitação de 62.000 euros. Nesse mesmo m
    6. Guest

      Mais valias

      Boa noite. No IRS 2020, uma situação em que foram vendidos dois imóveis ( dois artigos) resultando numa mais valia de um deles e uma menos valia no outro, uma poderá anular a outra? É que o total das duas dá menos valia! Obrigada!
    7. Guest

      Mais Valias em Compropriedade

      Bom dia, em 2010 eu e a minha namorada adquirimos um imovel em 50% de compropriedade cada um. Em 2013 casamos e em 2020 vendemos a propriedade por mais 127.000 do que adquirimos. ainda em 2020 reinvestimos esse valor num novo imovel, mas já em conjunto. Hoje quando faço a simulação de irs, se colocar no Anexo G quadro 4 os 50% de cada sujeito e os respetivos valores o resultado é o lugar ao pagamento do imposto. Embora se fizer a consolidação dos valores totais num só sujeito (os 100%), não existe lugar a mais valias!!! A minha duvida é se devo colocar os 2 titulares a 50%
    8. Bom dia, Estou no processo de vender a minha habitação própria permanente, um T2 em Agualva Sintra, creditada na CGD, e ao mesmo tempo estou a pedir um crédito noutro banco, com o meu namorado, para a compra de uma moradia em Grândola (estamos na fase do CPCV). Tenho várias questões que agradecia a vossa ajuda: - Não sei quanto tempo vai levar a venda do T2, pelo questiono se o tenho de passar para habitação secundária e quanto tempo tenho para o fazer caso a moradia nova seja para habitação própria permanente. - A ideia é um dia converter a moradia em AIRBNB, para já vamos faz
    9. Teresa Branco

      Herança e mais valias

      Boa Noite,Herdei parte de um imóvel de um tio-avô que, não tendo filhos ou esposa, acabei por herdar eu, a minha irmã, uma prima e a minha tia-avó (que neste caso foi cabeça de casal). O seu falecimento foi em 2016 e tenho conhecimento que o imposto de selo foi pago no valor de 3.157.07€ com o valor patrimonial tributário de 30.010.00€,Vendemos o imóvel o ano passado pelo que o valor dividido foi de 41.001€ dividido por 3 partes tendo em conta que a minha tia-avó cedeu a sua parte, ficando com outros bens, com o nosso acordo.A minha questão é sobre as mais valias e se as vou ter que pagar agor
    10. Boa tarde, Agradeço o esclarecimento da seguinte dúvida relativa à declaração de mais-valias de venda de imóvel que faz parte de herança indivisa por falecimento da minha mãe em 2008 (sendo herdeiros o meu pai e eu). Trata-se de habitação secundária e que foi vendida em 2019. Sendo parte de herança indivisa, tenho dúvidas sobre como declarar as mais-valias em IRS. Creio que devem ser declaradas tanto pelo meu pai como por mim (nas declarações de IRS respectivas), mas desconheço quais as percentagens que cabem a cada um. A título de exemplo: Habitação adquirida em 2000 por 60.000
    11. Boa noite! Em Março deste ano comprei um terreno para construção (é assim que está registado na caderneta predial) pelo valor de 33.000,00 €. Entretanto, surgiu a possibilidade de o vender por 82.500,00 €, mas o negócio ainda não está firmado. Aquando da compra tive de pagar o IMT (2.145,00 €), o Imposto de Selo (264,00 €) e registo na conservatória (700,00 €). Todos estes valores podem ser considerados como encargos? A ideia seria investir os 49.500,00 € (diferença entre os 82.500,00 € e os 33.000,00 €) numa HPP, sendo que terei de recorrer a crédito para o valor remanescente
    12. Peço o favor de me esclarecerem sobre as seguintes situações: 1º Compro o novo imóvel antes de vender o imóvel atual, onde irei ter mais-valias. Posso depois declarar como reinvestimento a compra? De forma a não pagar imposto sobre as mais-valias? 2º Compro o novo imóvel antes de vender o imóvel atual, onde terei mais-valias, e apenas peço crédito ao banco de 50% do valor sendo os outros 50% pagos por empréstimo de familiares. Quando vender o imóvel atual, com o lucro pago aos meus familiares, ficando só com o credito bancário. Como posso demonstrar que reinvesti as mais-valias
    13. Joana Milheirico

      Re.investimento de mais-valias de HPP

      Bom dia, comprei um imóvel HHP em 04/2015 - 180.000 apenas em meu nome, que irei vender em 09/2020 por 225.000, gerada uma mais-valia de 45.000. Pretendo fazer novo financiamento no banco de terreno + auto-construção, no entanto este imóvel irá ficar em meu nome e do meu namorado. Alterarão de alguma forma os cálculos de reinvestimento uma vez que o novo imóvel vai estar em nome de 2 pessoas e o vendido apenas estava em nome de 1? Em caso de terreno+auto-construção como é comprovado o reinvestimento das mais-valias, basta a diferença entre o valor do orçamento inicial ou avaliação ba
    14. Guest

      Mais-Valias Não residente

      Boa tarde, Surgiu-me uma dúvida no preenchimento da declaração de IRS que gostava esclarecida. Em 2010 adquiri um imóvel para habitação própria permanente por 95000€ com recurso a crédito bancário. Em 2019 vendi por 105000€ (devia ao banco cerca de 88000€) e adquiri um novo imóvel para habitação própria permanente onde reinvesti a totalidade do lucro. Em 2019 o meu agregado familiar residia em Portugal com a morada fiscal portuguesa (esposa e dois filhos) e apenas eu sou não residente. É possível alguém esclarecer se tenho mais-valias a pagar? Fazendo a declar
    15. Bomdia. Vendemos nosso apartamento em dezembro de 2018. Em nossa declaração do IRS de 2019, tínhamos a intenção de reinvestir. Este ano, 2020, não queremos mais reinvestir. Como preenchemos o Anexo G para pagar o imposto da Mais-Valias em 2020? Muito obrigada.
    16. Guest

      Mais-valias

      Boa tarde, Comprei apartamento em 2017 para HPP sem recurso a crédito, sou casada com estrangeiro que não reside cá. Estou a pensar vender para ir viver com o meu marido, fora de Portugal. Gostaria de saber que despesas me esperam em relação a eventaul mais-valia. Obrigada
    17. Boa tarde, Gostava de obter ajuda para o esclarecimento da seguinte questão: Vendi uma casa em Janeiro de 2020, por 120.000,00€, cujo valor patrimonial é de 15.976,00€. Acresce informar que tenho uma desvalorização de 80%, conforme Atestado Médico de Incapacidade Multiusos. O rendimento coletavel do casal são 30.000,00€ Pretendo usufruir da proposta aprovada em 27 Novembro 2018 para isenção de mais-valias imobiliárias, por ser Reformado com mais de 65 anos (Dec-Lei nº 71/2018 de 31 de Dezembro de 2019). Onde me devo dirigir, a fim de ser informado convenientemente, para
    18. Guest

      Mais valias de terrenos

      Boa tarde, Em 1982, 30 pessoas compraram uma quinta. Entrou-se com processo de urbanização e loteamento. Foi cedida zona à Câmara. Em 2006 o loteamento foi aprovado. Para isso o coletivo teve imensas despesas com projetos, autorizações, obras O nosso lote tem o valor patrimonial de115 000 euros. Vendemo-lo em 2019 por 95000 euros. Há lugar a mais-valias? em que anexo do irs se deve declarar?
    19. Fui recentemente surpreendida por um esclarecimento das finanças a propósito da não isenção do reinvestimento de uma mais-valia com a alienação de um imóvel. A situação concreta é a seguinte: - Adquiri um imóvel (B) em Novembro de 2017, com recurso parcial a crédito; consequentemente (e por sugestão do banco que financiou a operação) alterei a residência fiscal para este novo imóvel; - Continuei a viver no imóvel anterior (A) até Junho de 2018, altura em que o coloquei à venda; - O imóvel anterior (A) foi efectivamente alienado em Março de 2019, tendo reinvestido o lucro da
    20. fpbrites

      IRS - Anexo G - Coeficiente

      Boa tarde, Em 2008, antes de estar casado, comprei um imóvel com a minha actual esposa em que ambos éramos proprietários de 50% (cada um de nós tinha a caderneta predial do imóvel com a quota parte de 50%). Este imóvel foi vendido em 2019, já estando casado. Ao preencher o anexo G, tenho que preencher duas linhas (4001 e 4002) por cada sujeito passivo proprietários do bem alienado sendo que optamos pela tributação conjunta certo? Ao mesmo tempo para este imóvel tive despesas com obras de melhoramento e imobiliária. Sendo que faço o coeficiente de 50% do valor de venda e val
    21. Boa tarde, Vendi e escriturei um imóvel já em início de 2020 recorrendo aos serviços de uma agência imobiliária que, entretanto, faturou e solicitou o pagamento da sua comissão no final de 2019. Poderei abater a fatura da agência imobiliária como despesas ao montante das mais-valias a declarar no próximo IRS (mesmo sendo a fatura do ano anterior)? Na declaração de 2019 não é possível aplicar em despesas de habitação, certo? Obrigado e cumprimentos.
    22. Guest

      Mais-valias

      Boa tarde O simulador apresentado é de grande utilidade, mas não prevê a situação de quem adquiriu um bem, neste caso uma fracção de um imóvel, em duas fases: 50% numa altura ( ainda em escudos) e outros 50% noutra altura, recentemente. Como calcular, neste caso? Atenciosamente, L.Lima
    23. Marisa Teixeira

      Mais-valias aplicadas em imóvel doado

      Boa tarde a todos. Eu e o meu companheiro (não somos casados) vendemos uma casa que estava em nome dos dois. Entretanto, ele recebeu a doação de uma casa (só está em nome dele) e temos o objetivo de investir na remodelação dessa casa que servirá como nosso alojamento próprio e permanente (mas que está somente no nome dele). Neste caso eu tenho de pagar alguma coisa pela minha parte das mais-valias por não ter lá o meu nome? Ou basta apresentar comprovativo de que lá vivo para ficar isenta? Alguém me pode ajudar? Obrigada.
    24. luís_correia

      Cálculo de mais valia

      Boa tarde a todos. Estou na eminência de vender uma moradia, que não é a minha habitação permanente, nem nunca foi. Encontro-me a trabalhar no estranageiro, pelo que não entrego declaração de IRS em Portugal. Ora, comprei a casa em 2005 por 45900€, tenciono vendê-la em Abril deste ano (2020), a um familiar meu, que por sua vez vai pedir um crédito ao banco. A minha questão é a seguinte, até que valores posso declarar na venda, por forma a não pagar nenhuma mais-valia? Isto porque o familiar que me vai comprar a casa, tenciona pedir um emprestimo bancario, com o máximo
    25. Boa tarde, Tenho procurado obter informação relativa a mais-valias e reinvestimento mas é sempre mencionado para quem vende habitação e compra nova habitação. Menos pesquisando o código do IRS não consigo encontrar de forma claro algo relativo ao seguinte caso: Venda terreno rural herdado para compra de 1ª habitação permanente (reinvestimento). No caso de se pretender vender um imóvel que não habitação (terreno rural herdado) para compra de 1ª habitação permanente, é possível ser considerado como reinvestimento e como tal estar isento de tributação de mais valias/menos v
    ×
    ×
    • Create New...