Jump to content
  • FORMAS DE POUPAR

  • Leaderboard

    1. Nesspc

      Nesspc

      Utilizador


      • Points

        56

      • Content Count

        300


    2. Rick Lusitano

      Rick Lusitano

      Utilizador


      • Points

        55

      • Content Count

        1,015


    3. Harvester

      Harvester

      Utilizador


      • Points

        38

      • Content Count

        95


    4. Patanisca

      Patanisca

      Utilizador


      • Points

        34

      • Content Count

        1,087



    Popular Content

    Showing content with the highest reputation since 06/18/2019 in all areas

    1. 10 points
      Que formula usaste para calcular a YTM com os dados apresentados? Thanks Fazes muito bem em obter mais conhecimento, pois é um grande investimento, podem aumentar os teus retornos (financeiros ou de outra natureza) e/ou reduzir/minimizar perdas. Os instrumentos financeiros que têm mais informação e cálculos são aqueles tem mais risco/retorno. E são precisamente nesses instrumentos, que o mundo financeiro come os menos formados e que não fazem todos cálculos. São criados assim, complexos para isso mesmo. Mas não é o caso da YTM. Como tens interesse em aprender, neste caso matemática financeira, vou mostrar todas fórmulas usadas, para também outras pessoas aprenderem (e evitar eu responder repetidamente). Como a Mintos usa a convenção de contagem de dias de 360 dias, foram esses os dias que usei. Nas Finanças, as 3 convenções mais usadas são, 360 e 365 dias e actual (365 dias em anos normais e em anos bissextos usam 366 dias). (A Viventor em Bullet loans usa 365 dias e em Installment loans usa 360 dias). (As fórmulas estão simplificadas e é usada a notação do Excel, de forma a serem entendidas mais facilmente, na práctica poderia apresentar-las para serem matematicamente mais "bonitas", mas o resultado final é o mesmo) Juros = Principal * Tx. Juro * Dias corridos / 360 dias Desconto = - (Principal * Tx. Desconto) (no meu quadro do Excel, apesar de taxa ser negativa, eu converti os descontos para positivos, para poder mostrar o retorno total, e ser mais intuitivo. Como conveti para negativo um valor negativo, o resultado final será positivo, exemplo, - ( - 2,00€ ) = 2,00€. Será este valor final positivo que irá ser usado para restantes cálculos usando o valor de desconto) Prémio = - (Principal * Tx. Prémio) (eu converti os prémios para negativos, para poder mostrar o retorno total, e ser mais intuitivo. Será este valor final negativo que irá ser usado para restantes cálculos usando o valor de prémio) Retorno total = Principal + Juros + Desconto ou Prémio (como inverti acima os sinais dos descontos e prémios, esta fórmula é igual tanto Desconto como para Prémio, pois descontos são valores positivos e os prémios são negativos) Tx. Retorno (Juro) = Juros / Principal * 360 dias / Dias corridos (se quiser saber qual a taxa de retorno anualizada dos juros recebidos. É uma manipulação matemática da 1ª fórmula) Tx. Retorno (Juro & Desconto ou Prémio) = Juros / (Principal - Desconto ou Prémio) * 360 dias / Dias corridos (se quiser saber qual a taxa de retorno anualizada dos juros recebidos juntamente com desconto recebido ou prémio pago. No 1º denominador é o valor investido) YTM (Yield to Maturity) = ((Principal + Juros) / (Principal - Desconto ou Prémio) - 1) * 360 dias / Dias corridos (A YTM é uma medida de rentabilidade anualizada, que calcula os fluxos financeiros recebidos em função do valor pago e em função do tempo que falta para a maturidade) Nota: A Mintos na mudança do dia na plataforma, apartir das 22h00 Portugal, demora a recalcular a YTM, apesar de diminuir logo os prazos dos loans, não refaz a YTM de imediato. A Mintos calcula a YTM para loans Current, baseando-se apenas no prazo original do loan, e não no periodo total, englobando também o Grace ou Late Period, o que tem lógica, porque não se sabe se o loan vai ficar late ou não. Para os mais tech-savy, SIM a Mintos permite exportar folhas de Excel dos loans no PM, no SM e das nossas carteiras. => Data mining. Só não dá para o Excel fazer ele próprio a compra e venda de loans. Os investidores profissionais (Mercados Financeiros), usam sofware próprio que recebe em real-time, informação sobre os mercados, que identifica oportunidades de investimento, e que até podem comprar e vender automaticamente (algoritmos, Data Science, Machine Learning/AI).
    2. 5 points
      Lê este tópico. E o tópico do Salvador sobre ETFs. Aprende sobre determinados tipos de carteiras e o seu risco. Depois cria uma carteira de investimento, com os seguintes activos: - Acções Mundiais (pode ser um index fund da Fidelity no Best, no GS Global Core ou então um ETF como o iShares Core MSCI World) - Obrigações soberanas de prazo intermédio europeias ou mundiais que tenham protecção cambial (tens um da PIMCO de obrigações mundiais com protecção cambial, por exemplo). Voilá, não precisas de mais nada. Andares a inventar com activos extremamente específicos e, ainda por cima, sem teres delineado uma carteira a longo-prazo, é meio caminho andado para perderes dinheiro e nunca mais investires neste tipo de produtos. PS: Embora ao início parece ser complicado, acredita, investir não tem muito que saber!
    3. 4 points
      À duas ou três páginas atrás isso podia ser afirmado. Tudo a carregar forte no SM da Mintos com descontos de 1% ou mais e no PM com campanhas de Cashback... Entretanto já estamos na fase das crises 😜
    4. 4 points
      No mínimo deixo investido pelo menos 1200 euros em P2P mas em algumas alturas aumento este valor para o dobro ou mais.. Neste momento estou a ponderar comprar um pc gaming todo xpto portanto estou a diminuir a minha exposição no geral. Quanto ao dormir à noite vou dormindo mas sou sincera estou sempre a pensar na previsão da próxima crise na Europa e sempre a tentar ficar informada para sair a tempo. Mas sinceramente acho que se houver um problema não vou conseguir sair a tempo assim como 90% dos investidores.. Se um dia perder o dinheiro vou ficar chateada sem dúvida porque me custou a ganhar e juntar esse dinheiro. Já ponderei tirar todo o dinheiro e deixar só os juros que ganhei a render mas como é pouco não ia ganhar nada por mês nem para pagar o tarifário do telemóvel e netflix.
    5. 4 points
      Guia anti frustração SixthContinent - Usar a app apenas para contabilizar o login diário e ver saldos - Não usar logins de terceiros como autenticação no site, como o do Facebook e Amazon - Compras sempre no site, já tinha dito e repito, app só mesmo para contabilizar o login diário e ver saldos - Deixar passar 1 dia depois da data de emissão do vale para o utilizar - Para comprar na loja de Itália, iniciar na app a compra, deixar o vale no carrinho, ir ao site e terminar a compra - Amazon Pay é de evitar, nem sempre funciona - Usar cartões MB NET para pagar as compras ou cartão de crédito - A opção de pagamento a selecionar é sempre a primeira, as outras não dão em Portugal - Download dos vales pelo site - Nunca deixar para os últimos 2 dias as compras dos vales, se falha a compra bloqueam os créditos e pode demorar 1 dia para ficarem disponiveis e no último dia tem imensa gente a comprar - Evitar ter um navegador (browser) com muitas proteções de privacidade, como evitar fingerprint ou eliminar os coockies no fim da sessão, é o melhor para não conseguir comprar nada e ficar com a conta bloqueada Nota: Irei atualizando a lista à medida que apareçam novos problemas ou sejam eliminados alguns destes A app tem mais buracos que um queijo suíço e o site só funciona a um nível mais básico, tem mais barreiras para evitar fraudes, que funcionalidades. De forma resumida, tudo o que refiro aqui é uma forma de evitar frustrações, eliminando camadas que o site tem e a app, que estão mal implementadas e não funcionam ou funcionam de forma intermitente. Insistir em ir pelo mesmo caminho leva sempre ao mesmo local, o destino não muda, nem a viagem. A definição de loucura é fazer sempre o mesmo e esperar resultados diferentes.
    6. 4 points
      enquanto vou vendo as teorias de conspiração sobre a mintos , run Wild... parece-me uma tipica lavagem de dinheiro russo...perdem sempre algum. e parecem ter aproveitado a promoção do cashback e dos tradings feitos , para inserir/disfarçar estes loans que apelos vistos ainda continuam... o problema é que podem afectar os loan originators e a plataforma em caso de investigação. por precaução estou para já temporariamernte fora desses LO. A Kuki tenho sérias duvidas da sua continuidade, assim como a Bino O mercado polaco tem muita concorrencia, muitos defaults , sem uma criteriosa gestão de rrisco não vão longe .Este nivel de angariação de dinheiro que me parece uma fuga para a frente, tal como a Eurocent antes de falir , teve uma subida grande nos loans dados...e parece-me existirem mais LO na Polonia com este Padrão... A Bino tem a mesma filosofia na Kuki, mas o facto dos payday loans acabarem em julho na letonia , deve ser fatal para eles e outros LO, com o mesmo modelo de negócio, ainda para mais com capitais proprios negativos e prejuizos. Os balticos são paises pequenos e até há uns anos atras eram considerados pobres. Se tivermos enconta que os LO são quase todos detidos por donos oriundos destes paises , de onde veio este dinheiro todo para criar estes LO em diversos paises e suportar prejuizos constantes , mesmo para quem está a iniciar o negócio ... enquanto isso deixo uns factos sobre o Banco Bni Europa - Deu prejuizo em 2018 - Tem 70 milhoes aplicados em diversas Plataformas P2P . - Investiu 15 Milhões na Lendrock em 2018 , o novo loan originator da mintos. Pareçe que é uma Startup.
    7. 4 points
      Pelo menos a Robocash e a Mintos não o fazem assim, até porque têm isso muito claro. No caso da Mintos e para te dar um exemplo concreto: buyback: late payment interest received 0.00 se passares com o rato em cima dos 0.00 verás que o que foi adicionado à tua conta foi 0.0033335481930291 este é o numero de casa decimais com que a Mintos trabalha. É assim em todas as operações. Se passares com o rato por cima do valor indicado na lista do Account Statement, verás sempre o valor com esse numero de casas décimais. Na Robocash se clicares em "without rounding" verás algo assim: € 6.0521852054795 Repara, por exemplo na Robocash o auto-invest faz investimentos a partir de 1€, se o arredondamento fosse apenas a duas casas decimais, então o juros seriam sempre comidos pela plataforma. A questão dos arredondamentos pode até não ser significativa, mas é um aspecto a considerar. Lembro-me de quando era miúdo ter lido num livro sobre "as grandes burlas" de alguem que ao fazer um software para uma instituição financeira, fez a coisa de forma a que os arredondamentos a partir da casa decimal do "... de judas" (não me lembro do numero exacto) fossem parar à conta dele, o azar é que rapidamente chamou a atenção o valor que a sua conta alcançou. Não posso jurar que a história seja verdadeira, mas que me lembro de a ter lido, isso sem dúvida. Cumps.
    8. 3 points
      Isso é muita aposta, não é nada comparado aos tradings que estou habituado, saí dos mercados de Bolsa havia dias que nem dormia devido a transacções "alavancadas" que efectuava.. nunca mais voltei á mesmas, adora as crypto mas só vejo acho que era suicidio para mim entrar nesses mercados como jurei a mim mesmo nunca mais voltar e sair para as P2P , o bicho cá ficou a remoer também e após muitos meses de pesquisa e conhecer bem a Mintos , decidir colocar tudo o que sei em prática, mais logo publico aqui como tudo começou. o que faço não poderá ser sustentável a longo prazo e não é fácil se dissesse o que faço não fazia sentido para maioria dos investidores e mesmo para mim, no entanto tudo o oposto é que tornou surreal e funcional. Decidi com calma apenas ir descrevendo os meus pequenos passos aqui com o pessoal , não coloquei nada em fóruns fora. se conseguir no mínimo manter a sustentabilidade da coisa, havendo liquidez na Mintos tenho uns contactos de conhecidos estrangeiros com que falo regularmente e gostava de ver isto aplicado a uma carteira com Euros em Peso ..... Ou posso vender isso ao Real Madrid ao preço que eles pagaram pelo Félix , podem me ajudar a reformar mais cedo a minha unidade de Trabalho é o toda a gente odeia "0,01 €" Sabes o conto árabe e verdadeiro ? já que gostas de apostas o que escolhias se te oferecesse 0.01€ e durante 30 dias te dava o dobro do que tinhas, ou 1 Milhão de euros logo ???
    9. 3 points
      Bem, na minha opinião, o histórico é interessante para comparar as diferenças entre vários fundos. E também para perceber como o gestor reagiu perante períodos de alta ou baixa e comparar com outros gestores. Para além disto, para mim não me "interessa" a idade do fundo! Até acho que fundos mais recentes (caso tenham a estratégia correcta para mim) podem ser mais interessantes! Mas, dos vários fundos que mencionas, para mim todos têm um "problema"! São muito específicos em termos de sector. Penso que estes fundos específicos poderão ser interessantes para pessoas com estratégias de diversificação mais especifica. Ou seja, se for para compor uma carteira com vários fundos de vários sectores diferentes faz sentido! Mas numa estratégia de diversificação mais geral, e para reduzir o custo da carteira, penso que investir em poucos fundos gerais é mais indicado. Como dizes, ainda ninguém conseguiu encontrar uma bola de cristal fiável! Por isso, analisa em relação à tua estratégia se algum se encaixa! E não te esqueças de ter atenção às letras pequeninas com os custos!!! P.S.: Por muito profissionais que os gestores dos bancos sejam e muito boa intenção que tenham, eles acabam sempre por ser "vendedores" que trabalham para uma instituição que deverá apresentar lucros. Por isso, devemos sempre olhar para a nossa estratégia e ver se as sugestões que aparecem são compatíveis connosco! É comum, nós como investidores, não conseguirmos expressar a nossa estratégia para outras pessoas (incluindo os gestores dos bancos) e depois isso gera que recebamos sugestões baseadas, ou na preferência dessas pessoas ou baseadas numa estratégia "tipo" que funciona como one-fits-all.
    10. 3 points
      Vocês são tão minuciosos com o vosso loans 😉
    11. 3 points
      Boas! Para o pessoal que tem 2 cartões Universo, i.e., sendo um de cada cônjuge ou namorado/a, pai/filho etc... e que não estão ligados ao mesmo cartão Continente, descobri que é mais vantajoso na Galp usar o cupão de desconto de um cartão e pagar com o outro. E ainda existe a possibilidade de recuperar (passados 3 dias), com o cartão que fez o pagamento, um cupão de 6 cêntimos daqueles que vão junto aos outros cupões do continente. Já testei também com os outros cupões de 10 cêntimos que dão nas compras do continente e deu "não autorizado". Fiz o teste ao abastecer 60 litros, paguei 84,54€ e recuperei 10,10€ em cartão continente, sendo: => Do primeiro cartão Universo/Continente com cupão de 10 cêntimos = 6,00€ => Do segundo cartão Universo 2,76€ equivalente a 3,26% do valor total de 84,54€ (se pagasse com o primeiro cartão só me daria 4 cêntimos por litro = 2,40€, portanto aqui já ganhei mais 0,36€) => Passados 3 dias fui à app do segundo cartão e recuperei o cupão de 6 cêntimos que me deu mais 1,34€. Confesso que aqui não percebi porque é que não me deu os 6 cêntimos por litro, tendo dado uma média de 2,233 cêntimos/litro. Descobri também que (no meu caso) o cupão de 6 cêntimos voltou a ficar activo na semana seguinte e voltei a usá-lo. Em 78,85€ com 57,6 litros de gasóleo Evologic deu-me mais 1,41€. Fiquei novamente confuso porque não percebi como chegou àquele valor. Como o cupão de 6 cêntimos é válido até ao dia 30 deste mês, tenciono até lá abastecer novamente a viatura e testar novamente este procedimento. Espero que esta dica vos seja útil para aproveitarem uns trocos 💰 Já me esquecia de dizer que pago com cartão Universo a débito para evitar a taxa dos 0,50€.
    12. 3 points
      Desde o ano passado que não tenho um unico Mogo em carteira, pouco me interessa que sejam rating A, B ou C, (aliás não ligo assim muito para os ratings da Mintos) assim como não tenho nenhum de qualquer LO que não pague "lates". Penso que aceitar essas condições, é dar aos LO ainda mais uma ferramenta para usarem conforme lhes der jeito, nada os obriga a reportar uma mensalidade efectivamente paga, como paga, podem bem dá-la como late. Para mim tenho como certo que grande parte dos LO manipulam os "lates" conforme lhes dá jeito. Pelo menos que pagem a taxa acordada.
    13. 3 points
      Gostava de perceber se alguém aqui acredita que num cenário de crise conseguirá desmobilizar (e perceber isso atempadamente). Mesmo em empréstimos de CP nas plataformas que tenham MS, vai haver muito pessoal a vender e poucos a comprarem. A ideia que eu tenho da crise é que rebenta e apanha tudo de surpresa 😅 é claro que alguns se vão safar. Mas imaginem que sai um artigo em que a Mintos não aguenta mais de 3 meses, quando esse artigo sair muitos já tinham conhecimento. Ate podemos falar dos resultados financeiros como um sinal de alertas mas se empresas auditadas por grandes empresas conseguem através de uma “engenharia financeira” alterar resultados durante vários anos, quanto mais plataformas sem legislação a regular... O importante é keep it simple s... Não investirem mais do que estão dispostos a perder.
    14. 3 points
      Bem visto. Eu defendo sempre que falar em valores absolutos não faz sentido porque o que é muito para mim é pouco para ti. Mas de facto se houver quem tenha investido 100% em P2P, mas for um indivíduo solteiro e jovem, com rendimento baixo e que esses 100% representem 1000€, e pouco tem a perder, embora esse pouco para ele seja muito, não é um montante life changer. Portanto acho que é legítimo a tua pergunta, mas mais do que valores absolutos, podias ficar a saber o peso do P2P perguntando antes "quantos meses de rendimento do agregado é que têm em P2P"? Continua a ser um valor relativo mas mais significativo daquilo que pretendes saber, que é até que ponto é que a malta está a arriscar em P2P, para tentares ter um enquadramento da tua situação. Posto isto eu posso-te dizer que o que tenho em P2P já dava para me safar se ficasse desempregado durante uns 2 anos e meio. Portanto se amanhã acordasse e o P2P tivesse todo desaparecido, tinha que me refugiar em calmantes, fortes. Mas isso ia modificar muito a vida? Ia obrigar-me a mudar alguma coisa? Nada. Seria um impacto contabilístico apenas. Serve?
    15. 3 points
      A YIELD do Excel tem limitações nos pagamentos mensais. Pois só aceita pagamentos de juros, anuais, semestrais e trimestrais, (frequência de pagamentos por ano de 1, 2 e 4 respectivamente). A YIELD do Excel como podemos ver é mais vocacionada para as Obrigações, em que há "poucas diferenças" entre elas. A fórmula manual da YTM apresentada acima é precisa para loans com apenas 1 pagamento, como os Short-term loans, Invoice Finance, e outros Bullet loans. Para loans que sejam Installment loans, ou seja, pagam mensalmente, juros ou principal + juros, a YTM manual perde exactidão, umas centésimas. Teria que construir uma fórmula mais complexa e necessitaria de saber o que cada loan pagava mensalmente, se só juros, se principal e juros, e qual o montante de cada, teria que ser individualmente em cada loan usando a informação contida no " Payment Schedule" da Mintos. A Mintos como tem esta informação na sua base de dados, consegue calcular mais facilmente. Porquê este trabalho todo? Porque a YTM calcula o reinvestimento dos fluxos financeiros durante o prazo, até à maturidade, para isso, tínhamos que saber, quanto recebemos todos meses em juros e principal e seria calculada a YTM com estes reinvestimentos até a maturidade. Por isso até lá, por umas centésimas de erro nos installment loans, uso a fórmula manual para os installment loans e bullet loans (correcta).
    16. 3 points
      A intenção do Governo não é para o contribuinte pagar menos imposto. É principalmente uma medida de cobrança de mais tributos. E para o PCP e BE é uma medida IDEOLÓGICA de penalizar os "capitalistas" (incluindo aforradores e investidores de retalho). Porque os investimentos são taxados a menos do que o rendimento do trabalho (28% vs. +28,5%). Em que o rendimento do trabalho é para esses partidos autocráticos proto-ditactoriais o único rendimento legitimo e ético. Mas também.se pode optimizar. Juntar os rendimentos com os prejuízos. Se o Estado inventa, os contribuintes alteram o planeamento fiscal.
    17. 3 points
      A “cena” é que isto é um fórum de partilha de informação e não agradamos a todos. Neste caso não gostaste de ter um voto negativo. Então e nas situações em que ajudas centenas e milhares de pessoas e tens apenas 2 votos positivos? A dica é boa (tenho dúvidas - opinião pessoal) mas estou a ver que isso de ganhar 15€ está a tornar-se banal. Existem outras a fazer o mesmo.
    18. 3 points
      Se continuares a ler, o Claus também perguntou ao Martins (CEO). Isso de LO não venderem no SM, pode-se dar a volta. Os LO criam uma conta de investidor, que compra os seus loans no PM, e depois coloca-os à venda no SM. E descobriram no fórum, que é apenas uma conta que vende no SM com -1.0 a -1,1%, 7992069. Fui confirmar na minha carteira de descontos no SM a taxas de -0.7% a -1,1% e esta conta tem vendido Kuki, Bino, Simbo (todas são subsidiárias do Sun Finance Group). (Nos loans comprados com taxas inferiores a -0,7%, existe mais contas diferentes de vendedores devido ao trading, que compram com maiores descontos e revendem com descontos inferiores) Nos loans que compramos, há um PDF com Assignment Agreement do loan (ver no "My Investments"): Loan comprado no PM: 1. The Assignor: the Loan Originator ou the Partner -> Vendedor (Loan Originator) 2. The Assignee’s Portal-ID number: xxxxxxx -> Comprador (nosso número de investidor na Mintos) Loan comprado no SM: (RESALE) 1. The Assignor’s Portal-ID number: 7992069 -> Vendedor 2. The Assignee’s Portal-ID number: xxxxxxx -> Comprador (nosso número de investidor na Mintos) Pelo número do vendedor é de alguém que criou a conta de investidor em 2018 ou 2019. Alguém tem nº da Mintos perto, entre 5xxxxxx e 8xxxxxx? (Assim dava para despistar a data de inscrição deste vendedor) Mas são loans com o máximo de 2 dias de vida, portanto exclui algum ou alguns investidores que estejam a desfazer a(s) sua(s) carteiras, com descontos entre -0.7% a -1,1%. Se os loans vão tendo descontos diferentes (para ter liquidez mais depressa, como não vendia depressa a -1.0%, ele subiu para -1.1%) e são sempre loans recentes, lançados em várias ondas (conjunto de loans de 1 LO de cada vez), várias vezes ao dia, durante vários dias, prova que é uma estratégia de venda dinâmica. Não foi ninguém que selecionou os loans da sua carteira num dia e pôs à venda com desconto, por engano e se foi se embora durante uns dias, sem consultar as suas contas. É alguém que sabe que o está a fazer. E alguém com centenas de milhar em loans. Com tanto dinheiro investido, não deve ser nenhum investidor com pouco conhecimento financeiro.
    19. 3 points
      Haverá aqui quem te derá melhor resposta, com uma linguagem mais financeira, mas mesmo assim adianto... Se olhares para a coisa de forma estática, para um empréstimo X o capital Y à taxa K, terás sempre mais juros (para esse empréstimo) se todos os juros forem pagos no final do empréstimo juntamente com o principal, mas se olhares para a coisa de forma dinamica, e fores recebendo o principal mais juros a cada mês, e fores sempre reinvestindo os valores recebidos, vais beneficiar do efeito do juro composto. Se cada reinvestimento for feito novamente á mesma taxa K, no final, acabas por ter maior rendimento para o mesmo capital inicial (Y) investido.
    20. 3 points
      O SM está super saturado. Principalmente com descontos grandes. Quem quer fazer trading, nos últimos dias está tramado, pois vende pouco. Será que termina hoje a campanha de Cashback? Ela a acabar poderá ajudar a limpar um pouco o SM. Estes descontos todos deu cabo da minha diversificação na Mintos. Preciso de despachar um monte de Kuki. Não gosto de ter mais 10% em Kuki, e tenho 30%. No ano passado por esta altura, andávamos todos lixados com a Mintos, pouca oferta de loans, taxas muito baixas, chegando a ter 9% de taxa máxima. E devido às compras da Mogo e Lendo, os investidores tinham excesso de liquidez, originando Cash drag na Mintos. Muitos tiraram dinheiro da Mintos, provocando grandes entradas noutras plataformas e secando-as em loans e nas taxas. Agora é o contrário. Excesso de oferta de loans, excesso de taxas de juro, excesso de descontos. Se está assim no Verão, época mais morta, como será em Dezembro? PS: Estou carregado de Kuki, vendo Kuki com desconto. Se alguém quiser, avise.
    21. 3 points
      Lembro-me de alguém, num outro fórum - acerca da portabilidade numa operadora que ocrreu mal durante 15 dias -, a quem a operadora quis "compensar" oferecendo 1 mensalidade de um VF RED (cca de 20 EUR). O user, ciente dos seus direitos, recusou a "generosa" oferta. Reclamou dos seus legítimos direitos (compensação legal de 20 EUR/dia * 15 dias = 300 EUR). Há casos - não sei se será este o caso -, em que a "compensação", oferecida pela empresa prevaricadora, é uma fração daquilo que é legitimamente devido. Cá para mim, deram-nos uma "salsicha" de 10 EUR e tínhamos direito a um "porco", principalmente se interpuséssemos uma ação conjunta (como tantas vezes se houve acontecer nos EUA). Se alguém, mais "sabedor" de leis (ou mais conhecedor das CGU do cartão Universo) tiver na ideia um montante para a (legítima) compensação devido a este "erro informático", sff poste aqui! Nos Preçários estão sempre previstas compensações em caso de incumprimento por parte do cliente, mas nada em sentido contrário [incumprimento por parte do Intermediário Financeiro (Banco, Financeira, ...). Pela Reciprocidade, devia-se exigir os mesmos valores - previstos nos Preçários do IF -, nos casos de incumprimento por parte destes [IF's]. Em minha opinião, assim é que seria justo, porque senão nós - Consumidores -, estaremos sempre a ser penalizados duplamente: [legitimamente] quando incumprimos e [ilegitimamente] quando não incumprimos e o IF incumpre! UPDATE]: recebemos SMS a dar conta de que os 10 EUR creditados no cartão Continente foram compensação devido ao problema técnico que ocorreu no Débito em conta Universo. E agradecem a Confiança [e sermos Consumidores "mansos"] Desculpem o desabafo! Cumps Sim, se fossem corteses seria isso que fariam (realço o se)... Notem bem: um contrato não é para toda a vida (embora possa sê-lo). Um casamento (por exemplo) é um contrato. Se um dos contraentes quiser terminar o contrato, ou alterar as suas regras, tem [deve] de avisar o outro contraente. Por uma questão de cortesia, quem rescinde ou cessa um contrato deve justificar a sua decisaão, mas pode [optar por] não fazê-lo. Nós [Clientes] também não somos obrigados a justificar a Cessação de um Contrato, desde que o façamos dentro dos prazos estabelecidos no Contrato. [Offtopic]: Nesta vida pode-se fazer tudo, não se deve é fazer o que é contrário à Lei. Ou seja, eu aqui até posso, por exemplo, ofender [ou ser ofendido] por anónimos. Devo fazê-lo? Não, porque viola as regras da boa educação, da boa convivência em sociedade, e, as Regras do próprio fórum. [Ontopic]: Vejam rúbricas (Cláusulas) contatuais de "Resolução" e/ou Cessação" nos Contratos. Todo e qualquer Contrato deve prever "Resolução" e/ou Cessação" sob pena de ser nulo (não há Contratos eternos! Friso eternos (não é vitalícios!).
    22. 3 points
      Hoje já apanhei loans com -1%, tudo Kuki (14.5-15%). Agora os Kuki passaram a ter desconto de -1,1%. Mas também há com desconto de -1,1%, Kredo, Simbo, Bino, (14-14,5%).
    23. 2 points
      ehehe Yes, i do E faço trade (altcoins) e hold nas principais com maior taxa na BTC (não diria LP porque isso é muito subjetivo mas enquanto os ventos correrem desta forma, vou na corrente, who knows ) Grande ideia que esse pessoal teve ! Sei de pessoal que ganha muito papel em ICO´s porque recebem uma % por mês, o que significa que a valorização é "quase" secundária. No meu caso cheguei a investir apenas em 2 ICOs. O meu lema na parte especulativa é "não inventar". Simplificar e não abusar . Porque a adrenalina de corridas ou apostas comparativamente a este mercado é suave...
    24. 2 points
      O grande problema está em saber quando a crise é iminente quando se vai a ver já passaram uns anos... A eterna questão de quem investe ehehe Eu penso em ter uma estratégia que me permita dormir durante a crise (se é que isso é possível 😐 ) porque market timming, muitos tentam, "nem um" acerta..
    25. 2 points
      Ora isso dá um portfolio de 500.000, pelo que... Conservadora? Diria que de quase total falta de confiança nas P2P, e possívelmente terás razão. Como já alguem referiu, é bom levantar certas questões, para fazer reflectir. Eu penso que o "exito" das P2P se deve ao facto da facilidade com que quase qualquer um, põe "dinheiro a render" (prepositadamente não quis usar o termo investir), contráriamente a outros produtos financeiros que requerem algum, senão bastante mesmo, conheciento, quer para aceder quer para gerir. É realmente fácil por dinheiro nas P2P, possívelmente não será tão fácil e rápido de retirá-lo como muitos julgam ser. A experiência do tipo do milhão, não é aplicável nem a todos, nem em outras plataformas que não a Mintos. Uma assunto que nunca vi debatido é "planos de saída", na minha ignorância, julgo que isso é algo a ter em conta e que pode condicionar a forma como se fazem os investimentos (tranches, prazos, etc) especialmente em plataformas sem MS como a Grupeer, onde, por exemplo, penso que ter toneladas de loans de pouco montante, torna muito mais demorada uma eventual saída, do que ter poucos de maior montante (na Grupeer, o risco é basicamente o mesmo, num caso ou noutro, penso eu), com prazo estabelecido (e obviamente não reeinvestir na mesma plataforma, ou vai dar nos tais muitos loans). Mais para reflectir...
    ×
    FinancasPessoais.pt

    Subscreva a newsletter e tenha acesso a todas as novidades do grupo de sites FinancasPessoais.pt e a conteúdos exclusivos.

    Os sites FinancasPessoais.pt respeitam a sua privacidade e vontade:

    Não mostrar mais esta caixa