Fóruns

  1. Finanças

    1. Créditos

      Créditos habitação, automóvel, pessoal, ao consumo e afins

      13.693
      publicações
    2. 12.806
      publicações
    3. Seguros

      Seguros de saúde, automóvel, vida, multi-riscos, acidentes pessoais e todos os outros

      1.172
      publicações
    4. 992
      publicações
    5. 4.304
      publicações
    6. 24.776
      publicações
    7. 31.500
      publicações
  2. Fiscalidade e Trabalho

    1. Impostos

      IRS, Segurança social, IMT, IMI e simuladores fiscais

      28.243
      publicações
    2. Segurança Social

      Subsídios, pensões, abonos e outras contribuições de carácter social

      689
      publicações
    3. 1.233
      publicações
    4. Trabalho por conta própria

      Trabalhadores independentes, ENIs e micro e pequenas empresas

      772
      publicações
    5. 2.458
      publicações
  3. Geral

    1. Apresentações

      Quem és, de onde vens e para onde vais?

      718
      publicações
    2. Diversos

      Para falar de tudo o resto

      10.737
      publicações
  4. Fórum

    1. Regras

      Regras do fórum

      2
      publicações
  • Estatísticas de Utilizadores

    22.261
    Total de Utilizadores
    217
    Mais Online
    Andreia Dias
    Utilizador Mais Recente
    Andreia Dias
    Registado
  • Estatísticas do Fórum

    14.362
    Total de Tópicos
    137.646
    Total de Publicações
  • Popular neste momento

  • Tópicos em Destaque

  • Tópicos Recentes

  • Publicações

    • carlos2008
      ainda bem que resolveste isso, como vês é relativamente simples quando temos razão. o banco não aceitar a certidão de óbito é natural, se te colocares no lado deles verás que essa certidão apenas prova o óbito , não prova que a pessoa não possuía bens que, afinal, é aquilo que o advogado te recomendou que fosses buscar, as provas de que o teu avô não tinha bens. com isso fica arrumada a questão para vocês e o banco só terá que assumir o seu prejuízo.
    • pfonseca
      Uma lista interessante, toda em português. Devias colocá-la no tópico "livros recomendados", para quem andar à procura de bilbliografia. Sugeria que desses mais um pouco de detalhe do que trata cada livro. Eu, infelizmente, não li nenhum deles. O "Dinheiro à Vista", que dizes ser o ABC das Finanças Pessoais, explica o que é uma acção, uma obrigação, um fundo de investimento, um ETF, um índice, porque é que o valor de uma obrigação baixa quando a taxa de juro sobe,ou ao contrário, o que é a taxa de juro, real, nominal, inflacção, como se negoceiam esses títulos, como funciona a bolsa, os riscos do investimento, etc?
    • Visitante Santos
        Obrigada por tudo.  Falei ontem com um advogado que me mandou apenas ir ás finanças pedir a certidão de inexistência de bens e imóveis e ao cartório também pedir uma certidão de inexistência de bens. Disse que depois de ter estas certidões, para me dirigir outra vez ao banco e insistir na entrega dos papeis (visto que da primeira vez o banco não quis aceitar a certidão de óbito e ainda pediram 80€ para abrir o processo, processo este que não percebemos qual seria, por isso recusamos-nos a pagar tal valor!). No caso do banco voltar a não aceitar a documentação, então sim, o advogado disse para irmos ter com ele outra vez.  Vamos ver o que vai acontecer... Mais uma vez, obrigada pelas respostas e pelo tempo prestado.
    • gustaferra
      A Tese era um elogio até a pouco, só debitavam opiniões vagas foste rigoroso nas tuas ideias.  Relativamente ao Excel, que mencionaste eu já usava o excel para a minha contabilidade doméstica para ai 7 anos, onde sabia onde gastava , onde recebia, o cash flow gerado.  Como é óbvio tb tenho Depósitos a Prazo como refugio e a tal almoçada financeira para imprevistos!! Com o passar do tempo e as poupanças a crescer e as taxas de DP a cair tive necessidade de pesquisar e actualizar-me em novas tipologias de investimento, apesar ter formações em economia e finanças não sei tudo....  E então tenho diversificado e procurado maiores taxas de rentabilidade ( qq investimento é superior aos DP) e não tem sido dificil essa diversificação!!  Com a crescente contas bancarias / de investimento/ e não bancárias tive de procurar outras maneira de contabilizar as mais valias e ter informação financeira resumida... como já falei anteriormente deixei o excel e passei a usar o Boonzi....  Conheço amigos da áreas das engenharias e com pesquisa começaram a dominar acções e tem feito crescer o património financeiro, não é necessário ser especialista em financeira.  Como é óbvio cada um tem de encontrar a tipologia de investimento que melhor se sente á vontade, se for DP que seja .... cada um sabe o nelhor para si ...  
    • Visitante PJA
      Essa informação não consta da habilitação de herdeiros? À partida devia ser lá que devia procurar a resposta... Qualquer balcão de heranças ou a leitura da legislação (Código Civil, a partir do artigo 2024º) ajudará a esclarecer. Mas, grosso modo: cada filho do falecido tem direito a uma parte igual uma vez que fala em noras e netos suponho que haja outros filhos que também já faleceram? Nesse caso: se faleceu antes do seu avô, então a quota parte desse filho é distribuída em partes iguais pelos filhos dele se faleceu depois do seu avô, então deve entregar um cheque ao cabeça de casal da herança desse filho e ele que depois faça a divisão (ou então, confirme com esse cabeça de casal qual a quota parte que toca a cada herdeiro) Uma resposta mais objectiva, só com a relação dos herdeiros e respectivos graus de parentesco...
  • Utilizadores Populares

    1. 1
      gustaferra
      gustaferra
      13
    2. 2
      Pedro Pais
      Pedro Pais
      13
    3. 3
      pfonseca
      pfonseca
      7
    4. 4
      Cardoso24
      Cardoso24
      7
    5. 5
      Greedy
      Greedy
      6