Fóruns

  1. Finanças

    1. Créditos

      Créditos habitação, automóvel, pessoal, ao consumo e afins

      13.704
      publicações
    2. 12.843
      publicações
    3. Seguros

      Seguros de saúde, automóvel, vida, multi-riscos, acidentes pessoais e todos os outros

      1.174
      publicações
    4. 996
      publicações
    5. 4.308
      publicações
    6. 24.876
      publicações
    7. 31.750
      publicações
  2. Fiscalidade e Trabalho

    1. Impostos

      IRS, Segurança social, IMT, IMI e simuladores fiscais

      28.286
      publicações
    2. Segurança Social

      Subsídios, pensões, abonos e outras contribuições de carácter social

      693
      publicações
    3. 1.242
      publicações
    4. Trabalho por conta própria

      Trabalhadores independentes, ENIs e micro e pequenas empresas

      785
      publicações
    5. 2.487
      publicações
  3. Geral

    1. Apresentações

      Quem és, de onde vens e para onde vais?

      721
      publicações
    2. Diversos

      Para falar de tudo o resto

      10.745
      publicações
  4. Fórum

    1. Regras

      Regras do fórum

      2
      publicações
  • Estatísticas de Utilizadores

    22.307
    Total de Utilizadores
    217
    Mais Online
    André Coutinho
    Utilizador Mais Recente
    André Coutinho
    Registado
  • Estatísticas do Fórum

    14.406
    Total de Tópicos
    138.168
    Total de Publicações
  • Tópicos em Destaque

  • Tópicos Recentes

  • Publicações

    • Virtua
      São duas questões diferentes patanisca. Acho que toda a gente concorda contigo quando dizes para não sair dos EUA. Agora com ou sem risco cambial já é uma coisa diferente. Pessoalmente tenho cerca de 30% exposto aos EUA (acionista), sem qualquer hedge. Não há propriamente uma resposta correcta. Eu sei porque tenho os meus 30% (pelos meus testes é um valor interessante em termos de diversificação sem danificar rentabilidade). Desde que cada pessoa tenha noção do que está a fazer e dos riscos incorridos não vejo grande mal. Fundos obrigacionistas em USD é que não fazem sentido. Accionistas é naquela... Eu provavelmente não teria 75% em USD uma vez que quando vou meter gasolina tenho de pagar em EUR, mas honestamente é daquelas questões complexas e sem uma resposta directa e certa.
    • Patanisca
      Bolas, no telemóvel ao consigo editar o post anterior. Mas adiante.  Obrigado pelo vosso feedback. Aproveitou-se e introduziu-se mais detalhe.  Mas ainda assim reflictam nesta perspectiva: Sim, o euro tenderá a valorizar até ao final do ano, sim isso anulará ganhos vindos dos mercados norte americanos. Mas acham que vale a pena mesmo deixar de apostar naquela que tem sido recorrentemente uma das geografias com uma performance sempre excelente a nível bolsista, em virtude de o factor câmbio poder roubar um ano de ganhos?  É que por cá na Europa não existe esta constância que existe nos EUA. Politicamente, lá a coisa está cimentada há centenas de anos, ao passo que na Europa vivem-se e viver-se-ão ainda grandes divergências políticas e económicas, o que comparativamente com os EUA, a meu ver será sempre um mercado menos interessante.  Então não seria preferível a aposta nos EUA, deixar que o câmbio faça o seu estrago quando o dólar desce, mas também aproveitar estar lá investido para tirar rendimento de quando ele sobe?  É que entre ter um SP500 a subir em média 7% ao ano e um stoxx50 que parece uma montanha russa (que até tem estado parada desde 2016), mesmo com o sobe e desce do par eur/USD, eu penso que prefiro manter-me nas terras do tio Sam e não resgatar nada de lá. Apenas virar para a Europa novos reforços até ao final do ano, até o BCE decidir o que vai mesmo fazer.    O que acham vossas eminências? 
    • Patanisca
    • pfonseca
      Tudo depende da definição "margem". Se for 48% de margem sobre o preço de venda, isto é, quando vende a 3,25 sabe que o seu lucro é de 0,48 x 3,25 = 1,56 (48% de 3,23), o cálculo do preço de venda está correcto: p venda = custo / (1-0,48) Se for para acrescentar 48% ao preço de custo, então o cálculo é 1,69 x (1+0,48) = 2,5 euros. Neste caso a sua margem é (2,5 - 1,69) / 2,5 = 1 - (1,69 / 2,5) = 0,32 = 32% Eu prefiro o cálculo1: a margem sobre o preço de venda.
    • carvalho2707
      O chato na raize é isso mesmo, investes o teu dinheiro e depois de financiado podes estar meses para começar oficialmente ou para ser cancelado 
  • Utilizadores Populares

    1. 1
      daniel__
      daniel__
      8
    2. 2
      D@vid
      D@vid
      5
    3. 3
      Cardoso24
      Cardoso24
      2
    4. 4
      gustaferra
      gustaferra
      2
    5. 5
      quirino
      quirino
      2