Forums

    1. Créditos

      Créditos habitação, automóvel, pessoal, ao consumo e afins

      12,845
      posts
    2. 3,112
      posts
    3. Seguros

      Seguros de saúde, automóvel, vida, multi-riscos, acidentes pessoais e todos os outros

      949
      posts
    4. 346
      posts
    5. 4,021
      posts
    6. 24,273
      posts
    7. 26,233
      posts
    1. Impostos

      IRS, Segurança social, IMT, IMI e simuladores fiscais

      24,290
      posts
    2. Segurança Social

      Subsídios, pensões, abonos e outras contribuições de carácter social

      448
      posts
    3. 878
      posts
    4. Trabalho por conta própria

      Trabalhadores independentes, ENIs e micro e pequenas empresas

      548
      posts
    5. 1,663
      posts
    1. Diversos

      Para falar de tudo o resto

      10,380
      posts
    1. Regras

      Regras do fórum

      2
      posts
  • Member Statistics

    22,172
    Total Members
    193
    Most Online
    Newest Member
    Pac
    Joined
  • Forum Statistics

    12,550
    Total Topics
    123,208
    Total Posts
  • Tópicos em Destaque

  • Tópicos Recentes

  • Publicações Recentes

    • Fundos de Investimento
      By Beatriz_P · Posted
      Os senhores desculpem. Eu escrevi um texto demasiado longo (foi quase um desabafo) e, talvez por isso, não perceberam o que eu escrevi ou não me expliquei convenientemente. Eu não tenho os fundos há muito tempo.Pelo contrário. Eles foram adquiridos ou nos últimos dias de Novembro ou nos primeiros de Dezembro de 2015, não posso agora precisar (não tenho aqui comigo os papeis). Portanto, estamos a falar de apenas 2 meses (ou 3 meses no máximo). E eu expliquei aqui a razão dessa compra. Foi-me sugerida pela gestora do banco Banif e eu aceitei. Eu explico: O meu marido, em vida, era entendido em jogar na bolsa e tinha dinheiro aplicado em acções e outros papeis do Banif e não só. Ele tinha um grande amigo de juventude e de curso no banco e portanto sentia-se à vontade nesses negócios. Havia uma grande ligação entre as nossas famílias. Acontece que, com estas mudanças no banco, esse director nosso amigo saiu do banco por acordo (com boa indemnização) e pouco tempo depois dá-se o falecimento trágico do meu marido. Tudo isto foi muito rápido e inesperado. Como acho que compreendem, tudo isto foi terrível para mim e muito, muito doloroso. Durante meses, eu desliguei completamente destes assuntos materiais. Só no final do ano passado fui alertada pelo senhor amigo da família dessa questão e fui ao banco. Foi então, nos últimos meses do ano passado e por sugestão da doutora do banco, que todos os valores da conta foram vendidos e passados para fundos do Banif. Disse-me, na altura, que essa era a melhor solução e que o dinheiro estaria seguro nesses fundos caso algum problema sério acontecesse ao banco. Garantiram-me que os fundos do Banif eram independentes do banco e estavam a ser geridos por uma das melhores empresas de fundos de Portugal (acho que até me chegou a dizer da Europa). Por isso aceitei vender tudo do tempo do meu marido e passar o dinheiro para os fundos do Banif.  Em resumo, eu ter agora o dinheiro nestes 3 fundos de investimento do Banif não foi nenhuma decisão tomada "há muitos anos" ou algo assim muito pensado como uma decisão "para a vida". Pelo contrário. Aconteceu tudo muito de repente. Fui alertada para a situação e tive de agir, acreditando que me estavam a aconselhar bem. Portanto, muito recentemente (há 2 ou 3 meses, no máximo) colocaram-me o dinheiro nos fundos de investimentos do Banif para me salvarem de um prejuízo ainda maior e que, pelo que eu leio e oiço falar, aconteceu mesmo, com coisas do Banif. A ideia dos fundos era resguardarem-me dessa situação.  A ideia era, portanto, temporária. Agora, que eu pretendo vender os fundos (aliás, era essa a ideia original, o dinheiro estar lá temporariamente até passarem os problemas no banco), é que deparo com a dificuldade de estarem baixos e se os vender agora perder dinheiro significativo. Foi esta questão que eu vim perguntar aos senhores. Se devo conservar os fundos do Banif por mais algum tempo na esperança que eles possam subir de preço e só vendê-los nessa altura ou se os devo vender já esta semana, mesmo perdendo, já fiz as contas por alto, e perco nunca menos de 13 mil euros. É claro, se a solução for vender já os fundos, mesmo com este prejuízo, depois tenho que saber onde devo aplicar o dinheiro que dali vai sair, o que não é problema menor. Se eu o colocar num depósito a prazo à taxa de juro ao ano de 1,5% acham que estou a fazer bem? Não gostei do atendimento do banco Santander e até me sentia melhor se mudasse de banco.  Agradeço aos que me leram e peço desculpa se fui novamente demasiado longa mas minhas explicações, mas reparei que houve senhores que não entenderam bem o que eu procurei explicar e agora procurei ser mais clara. Obrigada.  
    • Fundos de Investimento
      By Patanisca · Posted
      Na minha opinião, colocar as poupanças de uma vida em investimentos com risco de perda de capital, quando já se está na reforma, é contraproducente. Supondo que havia uma descida de 20% ou 30% a curto prazo, levaria alguns aninhos a recuperar dessas perdas. E nessa fase da vida pode já não haver janela temporal útil para recuperar essas perdas. Daí se aconselhar fundos de Acções para gente nova, ir progressivamente rebalanceando para activos de menor risco, ou até sem risco, conforme a idade avança.   Isto é falso.  Não se antevêem grandes recuperações a curto prazo, que consigam anular as perdas desde Agosto 2015. Em jeito de exemplo, o STOXX50, para voltar a níveis que teve no verão, terá que recuperar 25%. E da maneira que a Europa anda, se conseguir fechar 2016 positivo já é uma sorte.
    • Reforma do IRS 2015: FAQ
      By pauloaguia · Posted
      Se foram marcadas como sendo de educação deviam aparecer como tal no quadro geral. Tens a certeza que estás a ver na conta do NIF certo? Ou poderá dar-se o caso de teres atividade por conta própria e as teres marcado como despesas da tua atividade em vez de despesas pessoais? Só os manuais? Certamente que não... As despesas que podem ser admitidas como sendo de educação e os CAEs que as entidades correspondentes devem ter estão discriminados no Código do IRS: http://info.portaldasfinancas.gov.pt/pt/informacao_fiscal/codigos_tributarios/cirs_rep/irs78d.htm Não pode. Por isso mesmo precisa que seja o contribuinte a fazê-lo. Pessoalmente, esse caso dos supermercados acho que já devia ter sido resolvido - há muita gente a meter essas despesas como se fossem restauração e não devia. Mas o fisco nunca mais dá a volta à coisa (para mim bastava obrigar as faturas a serem registadas logo com a categoria certa pelo comerciante - estamos a falar de grandes comerciantes a quem esse tipo de imposição não seria um transtorno assim tão grande como isso). Se o NIF do clube não corresponder a um CAE que dê direito a essa dedução, não vai dar. Mas o Governo falava há tempos em que ia alterar os impressos do IRS para permitir dar a volta a este tipo de questões... Não, esse tipo de verificações devia ir sendo feito ao longo do ano, não deixar tudo para agora...   Sim, é tudo outros. O limite é de 250 euros por sujeito passivo. Ou seja, no caso de um casal com filhos, por exemplo, o limite é de 500€ porque só os pais são sujeitos passivos de IRS. Mas as despesas dos descendentes entram para o bolo também, sim (não que faça grande diferença na maioria dos casos).
    • Fundos de Investimento
      By FoxNinja · Posted
      Tem os fundos à muito pouco tempo, na minha opinião se não precisar do dinheiro fique com os fundos e espere por melhores dias. Os investimentos em fundos deviam ser melhor explicados até porque existe o risco de perdas e quem for impaciente ou tiver medo o mais certo é sair a perder. Esta é apenas a minha opinião...    
    • IRS após divórcio
      By pauloaguia · Posted
      Não percebi a pergunta... porque achas que alguém os devia deduzir?
  • Popular Contributors

    1. 1
      FoxNinja
      4
    2. 2
      pauloaguia
      4
    3. 3
      Patanisca
      2
    4. 4
      ABCD
      2
    5. 5
      D@vid
      1