Forums

    1. Créditos

      Créditos habitação, automóvel, pessoal, ao consumo e afins

      12,845
      posts
    2. 3,112
      posts
    3. Seguros

      Seguros de saúde, automóvel, vida, multi-riscos, acidentes pessoais e todos os outros

      949
      posts
    4. 346
      posts
    5. 4,021
      posts
    6. 24,273
      posts
    7. 26,231
      posts
    1. Impostos

      IRS, Segurança social, IMT, IMI e simuladores fiscais

      24,290
      posts
    2. Segurança Social

      Subsídios, pensões, abonos e outras contribuições de carácter social

      448
      posts
    3. 878
      posts
    4. Trabalho por conta própria

      Trabalhadores independentes, ENIs e micro e pequenas empresas

      548
      posts
    5. 1,663
      posts
    1. Diversos

      Para falar de tudo o resto

      10,380
      posts
    1. Regras

      Regras do fórum

      2
      posts
  • Member Statistics

    22,172
    Total Members
    193
    Most Online
    Newest Member
    Pac
    Joined
  • Forum Statistics

    12,550
    Total Topics
    123,206
    Total Posts
  • Tópicos em Destaque

  • Tópicos Recentes

  • Publicações Recentes

    • Reforma do IRS 2015: FAQ
      By pauloaguia · Posted
      Se foram marcadas como sendo de educação deviam aparecer como tal no quadro geral. Tens a certeza que estás a ver na conta do NIF certo? Ou poderá dar-se o caso de teres atividade por conta própria e as teres marcado como despesas da tua atividade em vez de despesas pessoais? Só os manuais? Certamente que não... As despesas que podem ser admitidas como sendo de educação e os CAEs que as entidades correspondentes devem ter estão discriminados no Código do IRS: http://info.portaldasfinancas.gov.pt/pt/informacao_fiscal/codigos_tributarios/cirs_rep/irs78d.htm Não pode. Por isso mesmo precisa que seja o contribuinte a fazê-lo. Pessoalmente, esse caso dos supermercados acho que já devia ter sido resolvido - há muita gente a meter essas despesas como se fossem restauração e não devia. Mas o fisco nunca mais dá a volta à coisa (para mim bastava obrigar as faturas a serem registadas logo com a categoria certa pelo comerciante - estamos a falar de grandes comerciantes a quem esse tipo de imposição não seria um transtorno assim tão grande como isso). Se o NIF do clube não corresponder a um CAE que dê direito a essa dedução, não vai dar. Mas o Governo falava há tempos em que ia alterar os impressos do IRS para permitir dar a volta a este tipo de questões... Não, esse tipo de verificações devia ir sendo feito ao longo do ano, não deixar tudo para agora...   Sim, é tudo outros. O limite é de 250 euros por sujeito passivo. Ou seja, no caso de um casal com filhos, por exemplo, o limite é de 500€ porque só os pais são sujeitos passivos de IRS. Mas as despesas dos descendentes entram para o bolo também, sim (não que faça grande diferença na maioria dos casos).
    • Fundos de Investimento
      By FoxNinja · Posted
      Tem os fundos à muito pouco tempo, na minha opinião se não precisar do dinheiro fique com os fundos e espere por melhores dias. Os investimentos em fundos deviam ser melhor explicados até porque existe o risco de perdas e quem for impaciente ou tiver medo o mais certo é sair a perder. Esta é apenas a minha opinião...    
    • IRS após divórcio
      By pauloaguia · Posted
      Não percebi a pergunta... porque achas que alguém os devia deduzir?
    • Fundos de Investimento
      By Beatriz_P · Posted
      Agradeço muito aos senhores que falaram do meu caso. Um pergunta-me quanto eu estou a perder. Bem, desde o dia que eu comprei os fundos (nos finais de Novembro ou início de Dezembro, não consigo precisar), por sugestão da senhora do banco Banif, até ao dia de hoje (estive agora mesmo na página do Banif a confirmar - eles têm lá a data já da próxima segunda-feira) somando os prejuízos nos três fundos, vão já em dezenas de milhar de euros. Não só as descidas (logo nos três fundos) foram grandes como os valores aplicados são de algum porte, já que são a soma das economias de uma vida de trabalho, minha (fui professora durante mais de 40 anos de serviço) e, principalmente, do meu marido, que era quem geria e se preocupava mais com a parte financeira da família. Por esta razão é que ando muito preocupada. E também porque no banco não me dão solução. Só me dizem para aguardar. Por exemplo, fui ontem a uma dependência importante do banco Santander, aqui no centro de Lisboa, e senti que fui literalmente "chutada" para o lado, Quando disse que era cliente do banco Banif, a senhora que me atendeu, muito friamente, nem adiantou conversa. Travou logo o discurso e disse-me para eu me dirigir à agência Banif onde tenho a minha conta domiciliada e que "só lá" os colegas me poderiam dar informações. Fiquei muito frustrada e sem saber se, verdadeiramente, sou já cliente do Santander. Ao que parece, não sou. Dão a entender que me encontro numa penumbra em que não sendo já cliente do Banif, porque faliu, também não sou cliente, de pleno direito, do Santander, porque, visivelmente, nem troco me passaram. Ainda perguntei pelos produtos do banco Santander onde pudesse aplicar o que tenho, por taxas dos depósitos a prazo, etc., nas nada obteve resposta. A funcionária respondia-me sempre o mesmo, secamente, para eu colocar essas perguntas na minha agência ex-Banif. Só "eles" me poderiam responder. Senti-me indesejada. A vontade que me deu - foi mais um impulso, eu sei - foi desfazer-me de tudo o que tenho no banco Banif, mesmo tendo todo este prejuízo, e sair para outro banco, Afinal sou livre e não tenho que estar forçada onde estou e não quero estar. Logo ali na baixa, como há muitos bancos, entrei num e expliquei à directora (uma senhora muito simpática e distinta) a minha situação. Conversámos longamente. A senhora aconselhou-me a fazer um depósito a prazo e disse-me que ia ver qual a melhor taxa que me poderia oferecer. Disse-me que precisava de efectuar alguns telefonemas aos seus superiores, mas que, para os valores que eu lhe falei, talvez me pudesse conseguir uma taxa de 1,5% ao ano, livre de preocupações e riscos. A senhora ficou com o meu contacto e vai telefonar-me depois das festas do carnaval com notícias. Pelo menos soube ouvir-me e demonstrou ser muito humana e atenciosa. Valha-nos isso. O que me está a tolher o pensamento e a decisão, neste momento, é eu vender os fundos que tenho no Banif com tanto prejuízo. Lá disseram-me que bastava que, dentro de uma ou das semanas, saísse uma "boa notícia" nos jornais que os fundos subiriam e que as minhas perdas seriam anulada. É este impasse do "sobe e não sobe" ou das "boas notícias" que tardam em chegar, que me está a colocar dúvidas e a deixar-me sem saber o que fazer, que decisão tomar. Continuar nos fundos e esperar que eles subam? Sair já, mesmo a perder dinheiro, e aplicá-lo num banco a prazo? Os senhores acham que uma taxa de 1,5% para um depósito a um ano seria bom? Muito agradeço a amabilidade de me lerem e a vossa opinião.
    • Análise: AbbVie Inc (NYSE:ABBV)
      By jaguas · Posted
      A AbbVie Inc é um laboratório farmacêutico global que emergiu após o spin-off da Abbott Laboratories no dia 1 de Janeiro de 2013. O produto chave da AbbVie é o Humira, um FNT (Fator de Necrose Tumoral) biológico injetável utilizado no tratamento de Artrite Reumatoide e condições semelhantes, com vendas de $10,59 mil milhões em 2013, $9,3 mil milhões em 2012 e $7,9 mil milhões em 2011. Estima-se que o Humira é responsável por mais de metade da receita mundial do mercado de medicamentos para o tratamento de artrite reumatoide (AR). 
      Além do tratamento de AR em adultos, o Humira também é aprovado para outros usos, incluindo a artrite idiopática juvenil, psoríase, espondilite anquilosante, colite ulcerativa, espondilartrite axiais e a doença de Crohn. A patente do Humira nos EUA está prevista para expirar no final de 2016, e a patente europeia equivalente está prevista para expirar na maioria dos países da EU em Abril de 2018. Os concorrentes no tratamento de AR incluem o Remicade (comercializado pela Johnson & Johnson), Simponi (Johnson & Johnson) e Enbrel (Pfizer). Analise completa desta empresa do sector farmecêutico: http://frugalistico.com/abbvie-inc-nyse/  
  • Popular Contributors

    1. 1
      FoxNinja
      4
    2. 2
      pauloaguia
      4
    3. 3
      Patanisca
      2
    4. 4
      ABCD
      2
    5. 5
      D@vid
      1