Ir para o conteúdo
  • FORMAS DE POUPAR

  • Pesquisar na Comunidade

    A apresentar resultados para as etiquetas 'desemprego'.



    Mais opções de pesquisa

    • Procurar por Etiquetas

      Escrever etiquetas separadas por vírgulas, que representam o tema específico do tópico. Exemplos: "irs", "acções", "descontos", "férias".
    • Procurar por Autor

    Tipo de Conteúdo


    Fóruns

    • Finanças
      • Créditos
      • Bancos
      • Seguros
      • Imóveis
      • Incumprimento e Penhoras
      • Poupar dinheiro
      • Investimentos
    • Fiscalidade e Trabalho
      • Impostos
      • Segurança Social
      • Direitos do trabalhador
      • Trabalho por conta própria
      • Heranças
    • Geral
      • Apresentações
      • Diversos
    • Fórum
      • Regras

    Encontrar resultados em…

    Encontrar resultados que…


    Data de Criação

    • Início

      Fim


    Data de Actualização

    • Início

      Fim


    Filtrar por número de…

    21 resultados encontrados

    1. Boa noite, queria saber se isto já vos aconteceu e se sim como resolver. Fui de féria, durante 15 dias, no dia anterior recebo uma chamada do meu patrão a dizer para não ir trabalhar e sem data de abertura definida. Perguntei se tinham fechado o estabelecimento de vez e não me disseram nada. Apenas pediram o NIB para depositar o ordenado deste mês. Disse que telefonaria mais tarde para dar o NIB, mas ligo, ligo e ninguém me atende. Hoje decidi passar por lá e ele tinham levado tudo. Estou sem respostas e o mais grave, sem carta de despedimento. Continuo a ligar e nada, ninguém atende. Como é que faço para ter direito ao fundo de desemprego?
    2. Bom dia, Estou "entalado", e precisava de ajuda para ver se tenho ou não alguma saída. 2 sócios, 2 firmas distintas. Estou com contrato à 4 anos - entrei com, dizem eles "apoios à contratação". A firma apresentou-me o seguinte, sendo que disseram logo à partida não ter dinheiro nem para indemnização e nem para restituir os apoios ao estado. . rescindir o contrato nessa firma para depois celebrar outro numa outra firma de outro sócio (não aceitei - quero mesmo sair!!) . carta para o fundo de desemprego - não passam, pois dizem não ter dinheiro para restituir os apoios recebidos Conversa a bem e honesta já a fiz, disse que não prescindia dos meus direitos, não assinei nada e que não queria passar para outra firma, queria sair mas com os meus direitos. É complicado explicar isto tudo muito bem :), mas basicamente, onde estou não têm dinheiro, e o outro quer-me me "apanhar" para a firma dele... Estou entalado...
    3. Boa tarde. A questão que aqui coloco poderá parecer descabida mas é fundamental para mim. Estou desenpregada desde 2/04/2018 e por atraso no envio dos papeis que teria que entregaro centro de emprego, efectuei a minha inscriçãono dia 3/05/2018. No site da SS direta aparece, desde esse dia "pedido em análise" .alguém me sabe dizerse haverá alguma hipótese de ainda vir a receber este mês alguma coisa? Sou Mãe solteira e tendo despesas fixas, não me é nada conveniente ficar o mês todo sem nada receber. Obrigadaa quem me puder/souber esclarecer.
    4. Sou trabalhadora por conta de outrém e em simultâneo tenho uma empresa unipessoal em actividade, da qual não recebo remuneração. Gostaria de saber se, em caso de desemprego involuntário, mantenho o direito ao subsidio de desemprego como trabalhadora por conta de outrém apesar de possuir a empresa unipessoal.
    5. Visitante

      Irs 2018

      Boa tarde Tenho uma questao. Faço o irs como uniao de facto, tenho um dependente, e a minga mulher não recebe qq rendimento. Nunca consegui fazer o Irs com ela pois pede sempre para colocar valores e que a declaraçao nao pode ir a zeros. Como faço para resolver isto
    6. Bom dia. O meu vizinho está aqui comigo e precisa da vossa ajuda. Quer mudar de trabalho porque não se sente bem onde está. É possível chegar a um acordo com a empresa e sair com extinção de posto de trabalho? Ou qual a forma de garantir a vida familiar temporáriamente obtendo o subsídio de desemprego? Obrigado pela ajuda prestada!
    7. Rexy

      Questão

      Boa noite. Sou novo por estas bandas portanto não sei se algo do género foi perguntado ou não por aqui. Desde já peço desculpa pela minha ignorância, mas destes aspetos eu percebo pouco ou quase nada, portanto prefiro perguntar a alguém que me possa ajudar em todos e mais alguns assuntos que possam surgir. Eu estive a trabalhar por conta de outrem no ano passado até ao término do meu contrato, em Julho de 2017. A minha questão é, agora que o meu contrato acabou e não mo renovaram, os meus pagamentos/descontos ou outro tipos de pagamentos continuam a ser efetuados ou deve ser feito algum tipo de renovação ou algo do género? Agradeço desde já a ajuda, tanto para este tópico como para futuros tópicos (tenho mesmo muitas questão e vejo-me a criar bastantes tópicos mesmo.) Obrigado, desde já, pela ajuda. Os melhores cumprimentos.
    8. Rui_Silva

      Tipos de Contas e Encargos para desempregados

      Olá a todos, Actualmente encontro-me desempregado. Possuo um conta no Santtander Totta, já vai para mais de 10 anos. Que opções ou plano é que existem para desempregados, para que os mesmos fiquem protegidos no que toca a "Pagamento de Despesas de Conta" e outros encargos que o banco pretenda cobrar? Desconheço que tipos de serviços é que o banco poderá cobrar. Caso exista alguém que se encontre, já tenha passado ou saiba como reagir/precaver nestas situações, agradecia a ajuda/orientação. Pois uma vez desempregado pretendo, como é de esperar, reduzir todos os encargos possíveis. Encontro-me desempregado, mas activo. No sentido que estou a frequentar um CET, por isso a conta em questão tem actividade. Obrigado
    9. Boa tarde. Gostaria de saber a vossa opinião, por favor. A minha mãe trabalhou x anos em França, auferindo desde 2014 uma pensão de 200 euros. Em 2015, foi para o desemprego ficando a auferir o relativo ao ordenado mínimo. Há pouco tempo recebeu uma carta da segurança social para apresentar a natureza da pensão de França, cujos comprovativos foram entregues em devido tempo. Este mês, não recebeu subsídio de desemprego. Fui consultar a sua situação na segurança social direta onde me deparo com uma notificação em que deve devolver todo o valor do subsídio de desemprego!?!? Mas afinal, não tem direito pelo o que trabalhou???? São dois países e dois sistemas contributivos diferentes, nenhum paga o outro!! Que injustiça é esta???? Obrigada.
    10. Boa noite. Tenho dois contratos de trabalho com duas entidades diferentes e estou na eminência de nenhum dos dois me ser renovado. Caso isso aconteça e eu fique em situação de desemprego, como é feito o calculo para efeitos de subsidio de desemprego? É contabilizado apenas um dos contratos, ou os dois, ou o de remuneração mais elevada? Obrigado, Ana
    11. Ana Catarina25

      Subs de desemprego

      Ola, quem está desempregado e nunca trabalhou em portugal, mas já trabalhou fora de Portugal, tem direiro ao subsídio de desemprego social?
    12. ericpno

      Subsídio de desemprego e ENI

      Boa noite estou a pensar abrir atividade para prestar uns serviços em part-time mas também trabalho por conta de outrem com contrato. O meu contrato irá acabar para o ano e vão me passar o papel para o desemprego, a minha questão é, tenho direito ao desemprego? Ou por ter atividade aberta irei perder direito? Obrigado desde já a todos Eurico Santos
    13. Boa noite. Estou em vias de ficar desempregado e gostaria de saber se tenho direito a subsidio mas, como seria de esperar, a Segurança Social está a tardar em responder, portanto venho aqui pedir o vosso auxilio. Sou novo e devido aos estudos, bolsas e estágios comecei a fazer descontos tarde. Assim, tenho no total 12 meses de descontos: 9 meses (de Outubro de 2014 a Agosto de 2015) de uma empresa com que rescindi contrato por minha iniciativa e mais 3 desta para quem comecei a trabalhar novamente em Julho deste ano. Entre uma e outra não recebi subsidio pois na primeira fui eu que apresentei a demissão. O meu contrato termina em Dezembro e o posto de trabalho será extinto nessa altura. Como não gosto do que faço e devido a um acumular de situações e atropelos de direitos que não vou aqui enumerar, não tenho vontade de esperar tanto se no fim não tiver direito a subsidio. Portanto, em Dezembro quando o contrato não for renovado, vou receber subsidio? Se por acaso me rescindirem o contrato antes disso, a partir de quando tenho direito a começar a receber o subsidio? Obrigado desde já pela vossa ajuda.
    14. Estou de momento a receber subsidio de desemprego referente a 18 meses de trabalho por conta de outrem. Surgiu a possibilidade de suspender para trabalhar como independente e passar recibos para uma empresa. A minha questão é se depois de terminar o contrato de prestação de serviços, posso retomar o subsidio de desemprego que suspendi anteriormente?
    15. Visitante

      DUVIDA DE DESEMPREGO

      Bom dia, trabalho a um ano como secretaria administrativa e o chefe acaba de me despedir e que ia embora no fim de mês de setembro, de imediato liguei para contabilidade da empresa para saber em que regime ele me tinha despedido, e eles me explicaram como tinha contrato sem termo que ele me despedia declarando "denuncia do contrato no período experimental", será que tenho direito a subsidio de desemprego? antes de isso trabalhei 6 meses noutra empresa isso também conta?
    16. Estou a trabalhar como funcionária de uma empresa há 10 anos e gostaria de começar um negocio em meu nome num projecto meu. A empresa em questão não me dá o mútuo acordo para sair e se o quiser fazer tenho de dar 2 meses à casa. Gostaria de saber se caso o meu negócio novo venha a falhar, se tiver de vir a fechar a minha empresa, se tenho alguma protecção no desemprego. Isto porque estou há muitos anos seguidos a descontar. Obrigada.
    17. Visitante

      Dúvida em despedimento

      Em principio serei despedido no final desta semana do meu actual emprego por extinção de posto de trabalho. Pensei que fosse ocorrer amanhã, fim do mês, dia 31. Mas sendo na próxima sexta-feira, dia 3 de junho, terei direito ao fundo de desemprego já no mês de junho? Receberei o correspondente a um salário de 3 dias e fundo de desemprego dos restantes dias? Obrigado
    18. Boa noite, Trabalho desde 2004 em Portugal sendo que de Agosto 2014 a Setembro 2016 Trabalhei em Espanha. Voltei a trabalhar em Portugal de Outubro de 2015 até ao momento, sendo que existe a possibilidade do meu posto de trabalho ser extinto em breve. Sei que posso obter acesso ao subsídio de desemprego através da entrega do formulário U1, no entanto tenho dúvida se as remunerações que recebi em Espanha vão ser contabilizadas para o cálculo do subsídio de desemprego, ou seja, para encontrar a remuneração de referência. Se ficar desempregado em Maio, significa que para o cálculo do subsídio de desemprego vai ser tido em conta as remunerações de Março de 2015 a Fevereiro de 2014. Visto que de Março de 2015 a Setembro de 2015 trabalhei em Espanha necessito que este valor seja considerado para o cálculo. Alguém sabe ? Qual a legislação aplicável ? Obrigado. MC, VDLO
    19. paraquedista

      Reforma

      Boa tarde, agradeço ajuda se for possível, estive a fazer as contas quando devia pedir a reforma á SS, e pelas minhas contas seria em 03-05-2016, portanto 3 meses antes de acabar o desemprego, que seria 03-08-2016, mas antes de fazer asneiras peço ajuda para ter a certeza, comecei o desemprego em 21-06-2013 o total é de 1140 dias será que estou certo, já agora faço 49 anos descontos para a SS e faço 64 anos em setembro deste ano e estive em Angola em serviço Militar cerca de 18 meses, terei alguma penalização. Obrigado
    20. manuela bras

      sub.desemprego /actividade aberta

      boa tarde ,Gostaria de saber se alguem me podia exclarecer na seguinte situaçao...Fiquei desempregada a 04 de fevereiro e conto com mais de 400 dias trabalhados logo a partida teria direito ao sub. Entreguei os papeis para o requerer dia 12 de fevereiro mas ontem dia 19 lembrei me de nao ter fechado atividade nas finanças (que abri para passar apenas 3 recibos o ano passado) falando com um conhecido este disse me que poderia fechar atividade ate com 30 dias antes da data do desemprego... ontem fechei atividade com a data de 30 de janeiro ( 5 dias antes do fim do meu contrato) e fiz questao de o entregar o comprovativo segurança social antes que o pedido fosse indeferido... agora mesmo assim fico na incerteza e no receio de como so entreguei ontem seja indiferido na mesma... se alguem me poder dar uma luz pf
    21. Visitante

      subsidio de desemprego parcial

      Gostava de saber se alguém me pode ajudar: - Estava a receber subsidio de desemprego e abri actividade nas finanças para ficar como trabalhador a tempo parcial, ou seja, continuo a receber subsidio de desemprego parcial. Fui ao iefp informar desta situação e disseram me que assim já nao precisava de fazer as apresentações obrigatórias e de fazer a procura activa de emprego, e fiquei toda contente! Só que depois fui a segurança social e lá disseram-me para pedir essa informação por escrito ao iefp, como se desconfiassem que fosse mesmo verdade. afinal, tenho ou nao de continuar a cumprir as mesmas obrigações? obrigada desde ja
    ×
    FinancasPessoais.pt

    Subscreva a newsletter e tenha acesso a todas as novidades do grupo de sites FinancasPessoais.pt e a conteúdos exclusivos.

    Os sites FinancasPessoais.pt respeitam a sua privacidade e vontade:

    Não mostrar mais esta caixa