Jump to content
  • FORMAS DE POUPAR

  • Search the Community

    Showing results for tags 'salario'.



    More search options

    • Search By Tags

      Type tags separated by commas.
    • Search By Author

    Content Type


    Forums

    • Finanças
      • Créditos
      • Bancos
      • Seguros
      • Imóveis
      • Incumprimento e Penhoras
      • Poupar dinheiro
      • Investimentos
    • Fiscalidade e Trabalho
      • Impostos
      • Segurança Social
      • Direitos do trabalhador
      • Trabalho por conta própria
      • Heranças
    • Geral
      • Apresentações
      • Diversos
    • Fórum
      • Regras

    Find results in...

    Find results that contain...


    Date Created

    • Start

      End


    Last Updated

    • Start

      End


    Filter by number of...

    Found 17 results

    1. Boa tarde. Tenho uma dúvida que gostava que me esclarecessem. Comecei a trabalhar numa fábrica em que o valor acordado a receber é de 800€ de salário base. Fiz algumas horas este mês e hoje quando recebi, reparei que só tinham pago 640€. Ainda não vi a minha folha de ordenado porque pelos vistos, aqui, não a dão. Se o valor recebido for abaixo do valor acordado, há alguma coisa, legalmente falando, que eu possa fazer? Obrigado
    2. Bom dia, Sou novo neste forum e tenho uma duvida que gostava que me pudessem esclarecer quanto a taxas e valores. Neste momento trabalho numa empresa Portuguesa mas recebi uma proposta para trabalhar para uma empresa estrangeira,mas continuar ca em Portugal. Não sei como funciona esta situação das taxas e claro tenho de tirar benefícios nesta situaçao pois nao quero ser prejudicado. Podem ajudar por favor? Desde já muito Obrigado Cumprimentos
    3. Bom dia, Celebrei ha menos de 2 meses um contrato a termo certo com duração de 6 meses com uma empresa que não tem vindo a cumprircom diversas situações entre elas a que se segue. No meu contrato tenho uma clausula que diz "... sendo o pagamento efetuado até ao dia 5 do mês posterior a que disser respeito.". Acontece que este pagamento nao tem sido feito ate ao dia 5 atrasando sempre 5 a 10 dias. Queria saber quais são os meus direitos neste caso visto que este procedimento me dificulta muito a gestao das minhas contas. Obrigada.
    4. Olá a todos, Vou começar a trabalhar no dia 19 deste mês (19/11/2018). Ou seja, vou ter 2 semanas de trabalho até ao final do mês. Sei que é normal haver pagamento de salário parcial nestas situações. A minha dúvida é: existe obrigatoriedade por parte da empresa de pagar este montante? O contracto não fala nesta situação, nem me foi mencionada. Obrigado!
    5. Boa tarde, Assinei contrato sem termo no dia 18/10/2018, e até hoje dia 6 de novembro ainda não recebi. Não vale a pena estar a detalhar, mas pelo que vejo e ouço, desconfio que os dinheiros estão a ser desviadas e servem para tudo menos para pagar aos trabalhadores. A minha dúvida é a seguinte: chegando o dia 1 de dezembro, se tiver sem receber o salário de outubro (que diz respeito ao periodo de 18 a 31 de outubro) e sem receber o salário de novembro (que diz respeito ao mês todo), poderei despedir-me por justa causa? Será que o outubro parcial e o novemebro contam como dois meses em atraso? É que visto a situação acho que seria justo despedir-me com a lei do meu lado, visto que basicamente me estão aqui a roubar, mas não posso continuar aqui até ao final do ano a trabalhar de graça! Obrigada desde já.
    6. Bom dia, Fui recentemente aumentado e como tal subi na Tabela de retenção na fonte. Como me estão a pagar retroactivos a 25% e 50% desde Jan. deste ano, o que aconteceu no fim foi que este mês tive um salário liquído inferior ao costume. Essa situação é legal?
    7. Paulo Cameirao

      Horas Extra

      Bom dia a todos, Trabalho para a minha actual entidade patronal desde Abril de 2016, na qualidade de Gestor de Mercados Externos. Grande parte do meu trabalho é feito no exterior, em países com a Alemanha, Austria, Holanda, Suiça, Reino Unido e Espanha. Participo também em feiras internacionais 3 a 4 vezes por ano. Passo fora do país entre 20 a 25 semanas por ano. Quando estou em Portugal, trabalho na empresa com hoário das 08:00 às 12:00 e das 14:00 às 18:00, 8 horas portanto. Quando estou fora, em virtude das longas distancias a cobrir, agenda de visitas a clientes apertada, nunca trabalho menos de 12 horas por dias, tendo por vezes de ficar fins de semana e feriados a trabalhar. O mesmo acontece nas feiras, que normalmente incluem sempre um fim de semana e com dias de trabalho que por vezes chegam às 14 horas. Uma vez que a empresa nunca nada me pagou pelo horas suplementares ou dias de feriado ou fim de semana passados fora, reuni há cerca de um ano com a administração tendo lhe feito sentir o meu descontentamento com a situação. já que, sempre que por qualquer motivo eu precsava de faltar um dia ou uma tarde, ou chegava atrasado ou saia mais cedo, esses dias ou horas me eram descontados no salário. Chegamos então a um acordo verbal, segundo o qual, o trabalho suplementar no estrangeiro, seria compensado não em forma de retribuição, mas com o gozo de dias de folga, sem prejuizo do meu trabalho na empresa. Tudo certo até aqui. No sentido de compensar as inumeras horas que trabalho a mais quando no entrangeiro, comecei a chegar ao trabalho por volta das 8:30, ou seja 30 minutos mais tarde e sempre que tivesse passado um dia de feriado ou fim de semana fora, tirava esses dias quando estivesse em Portugal. Acontece que, no final de Julho a empresa apresentou-me uma conta corrente de horas, na qual esquece de mencionar os dias que estive fora e que trabalho sempre acima das 12H dia, bem como fins de semana, já para não falar nas vezes que tenho de apanhar o avião às 6:00 da manha e tenho por isso de me levantar às 03:30 da manhã, alegando que teria de dar à empresa 14 dias. Contestei como é obvio, relembrando-os do combinado, e apresentando uma relação de todos os dias passados em viagem desde a minha admissão, contabilizados a 12 horas/dia, fins de semana, feriados e afins que nunca me foram pagos. Entretanto no inicio de Agosto fui operado, e estive de baixa entre o dia 3 e 31 de Agosto, periodo durante o qual a empresa fecha para férias. Recebi já parte do meu salario pago pela segurança social em virtude da baixa médica, mas nada recebi da empresa relativo aos primeiros dias de Agosto em que trabalhei nem tão pouco o subsídio de férias que todos os meus colegas receberam. Uma vez que estive de baixa e impedido de gozar férias, estou a goza-las agora entre o dia 3 e 19 se Setembro, Já contactei a empresa para que esclareça o porquê de não me terem pago, resposta até agora: nenhuma. Concluo portanto que a empresa se achou no direito de reter a minha retribuição para acerto de contas, ainda que este acerto a ser feito tenha de ser a meu favor, pois segundo a minha contabilidade, entre dias e horas fora do país a empresa deve-me mais 700 horas, entre horas extra, feriados e fins de semana no exterior. Podem por favor, aconselhar o que posso fazer e o melhor caminho a seguir?
    8. Carl

      Duvidas sobre IRS descontado

      Ola pessoal, Estou com uma discussão com a empresa e não chegamos a entendimento: - Sou casado, unico titular, sem filhos; - Trabalho para randstad, com salario base de 700 euros; - Pagam sobre o regime de salario dividido /30 dias todos os meses, e em cada recibo sempre vem 10 dias do mes anterior e 20 dias do mes corrente. O mes passado (Abril) descontaram-me 7,60% de IRS, este mês (Maio) descontaram 7,60% sobre os 10 dias referentes a Abril e 2,50% sobre os 20 dias referentes a Maio. Quando pergunto porque dizem-me que é porque no mês passado não atingi o valor para ser descontado e como este mês ganhei um pouco mais, entao por isso IRS duas vezes. Primeiro, sobre o IRS; tendo em conta a tabela eu nunca deveria chegar aos 7,60% Em economias.pt/docs/tabelas_irs_2018.pdf diz "casado unico titular sem filhos, ate 705 eur desconta 2,50%" Envio capturas dos recibos em adjunto. As minhas perguntas sao: - Porque me cobram outra vez os 7,60? (se ja me descontaram os 7,60 no mes passado nao deveriam voltar a descontar este mes!) - Porque me descontam IRS duas vezes? - Estou correto em relação á % de IRS que devo descontar? - Acham que os meus recibos estão bem? Obrigado
    9. Bom dia exmos srs. Considerando uma situação hipotética de um trabalhador que durante o mês de fevereiro trabalhou apenas 13 dias (8h diarias e 4h semanais), com um vencimento de 580€ mensais. Qual deverá ser a formula de calculo? Existe algum artigo do codigo do trabalho que faça referencia a essa formula? CPS.
    10. Romeu Batista

      Licença parental

      Estive de licença parental em novembro e dezembro. Tendo como exemplo o novembro, em que estive de licença 5 dias, a empresa onde trabalho descontou-me um valor diário de 30 EUR. Este valor corresponde ao total do meu salário divido pelos dias úteis. Já a segurança social paga-me por dia cerca de 23 EUR, correspondentes ao meu salário divido por 30 dias. Resulta então que estou a perder 7 EUR por dia, o que não pode estar correto. Não deveria a empresa calcular da mesma forma o valor diário a descontar, relativamente à seg.social?
    11. Boas malta Preciso que me esclareçam uma duvida, vou assinar contrato o salário base é o mínimo 557€, e alimentação o subsidio são 4,52€, e subsídios natal/ferias na totalidade em duodecimos, o meu patrao disse que o valor liquido ao final do mes ronda os 630€ eu acho que essas contas dele estao mal, pelos meus calculos não deveria rondar os 660€-670€?
    12. Boa tarde, Neste momento, estou a auferir 2 rendimentos de 2 trabalhos diferentes, com contratos por conta de outrém. Porém, tenho dúvidas relativemnte ao acerto que será feito no final do ano, pois pelo 2ª trabalho o valor não é suficiente para descontos de IRS. Exemplificando: Salário 1 Bruto: 1000 eur IRS (casado, 2 titulares, 1 dependente): 9,6 % SS :11 % Salário 2 Bruto: 200 eur IRS (casado, 2 titulares, 1 dependente): 0 % SS: 11% Dizem-me, nos RH, que será melhor atribuir uma taxa de desconto mensal de IRS caso contrário, no final do ano, ao preencher o IRS serão feitos acertos. Podem explicar este situação? Se eu não quiser descontar mensalmente, quais os cálculos que devo fazer para atingir o valor do acerto? Se quiser descontos, qual a taxa máxima a aplicar? são os 9,6%? ou tenho de somar os salários brutos sendo, 1000+200=1200 IRS: 13.7%? Agradeço a ajuda, Carla Santos
    13. Boa tarde, Gostaria de saber se alguem aconselha o melhor enquadramento para colaborar a full time para uma empresa estrangeiro, embora na europa. E supondo que gostaria de receber na ordem dos €2000.00 lquidos, quanto teria de ser o meu salário mensal para cobrir o pagamento da segurança social e descontar IRS (%) (colocando o dinheiro deste de lado para ter para pagar no final do ano). Agradeço a antenção que me possam dispensar.
    14. Estando uma pessoa em união de facto, como se deve encarar o enquadramento para efeitos do cálculo do salário líquido ? - Não casado - Casado único titular/dois titulares? Obrigado
    15. José Piloto

      Sobretaxa do IRS

      Com tanta informação, cada uma tratada de modo diferente, fico perdido no meio dela. Assim agradecia que : 1) Para um reformado, casado, único titular, qual o limite para passar da sobretaxa de 1.75% para 3% ? 2) Para efeitos de IRS o que se entende por salário bruto? É apenas o valor mensal da pensão, ou a soma do valor da pensão + O valor do duodécimo? No caso de 1) qual o valor dos dois referidos se deve utilizar para se saber o escalão respetivo? Os meus maiores agradecimentos pelo esclarecimento.
    16. Boa tarde, a minha entidade patronal pretende pagar apenas 50% do salário este mês. O que pretendo saber é se o que querem fazer é legal. Se é, quais os descontos que devem processar para que eu não fique prejudicado futuramente na atribuição de um subsidio. Obrigado, Manuel
    17. Bom dia, Tenho uma pequena dúvida. A minha entidade patronal coloca na intranet os recibos de vencimento, mas não coloca todas as taxas que desconto. Ou seja, informa que desconto x para a segurança social, y para a sobretaxa, z para o IRS, mais aquilo e menos aquilo, e não coloca a incidência nem o valor (percentagem) dessa mesma incidência. Isso é legal? Eu não deveria visualizar todas as percentagens dos meus descontos? Obrigado Nuno Ferreira
    ×
    ×
    • Create New...
    FinancasPessoais.pt

    Subscreva a newsletter e tenha acesso a todas as novidades do grupo de sites FinancasPessoais.pt e a conteúdos exclusivos.

    Os sites FinancasPessoais.pt respeitam a sua privacidade e vontade:

    Não mostrar mais esta caixa