Ir para o conteúdo
  • FORMAS DE POUPAR

  • quaseinvestidor

    Fiscalidade relativa a ações, REITs e dividendos

    Recommended Posts

    quaseinvestidor

    Olá a todos,

    Sou novo aqui no fórum e não sei bem se aqui é o local mais indicado para colocar as minhas dúvidas, mas aqui vai.

    Nunca investi em ações, nem em quaisquer produtos bancários, mas queria a partir do próximo ano começar a investir através da corretora Degiro.pt em ações (com dividendos) e REITs. Não estou muito interessado em ETFs porque me parecem um pouco instáveis e estou mais à vontade para investir em ações e REITs. As minhas dúvidas prendem-se com a fiscalidade e a declaração de IRS. Nunca fiz nenhum declaração de IRS, por ter somente 18 anos e nunca ter trabalhado. Li no site da CGD que não teria que declarar os dividendos (http://saldopositivo.cgd.pt/como-declarar-os-investimentos-irs/2/). Os anexos de IRS que vi na internet parecem-me muito confusos e as cores até fazem mal aos olhos. Acho que é por isso que muita gente que conheço coloca o IRS online ou manda alguém colocar, mas mesmo aí é por vezes confuso.

     

    O que é terei que declarar e quais os impostos que terei de pagar, tendo em conta que investirei na Europa, em Hong Kong, Estados Unidos e talvez em Portugal? Investirei em ações com dividendos (VZ, T, por exemplo) e em REITs. Por exemplo li que em Hong Kong não existe imposto sobre dividendos, mas terei de pagar 28% de imposto em Portugal, mas depois li que a Degiro desconta automaticamente o imposto (retenção em fonte) e por isso não terei que declarar no IRS. É verdade?

    Como é que posso evitar a dupla-tributação?

    Como é que funciona o reinvestimento dos dividendos em ações? Terei de contactar empresa a empresa, ou a Degiro tem uma opção que possa escolher?

     

    Obrigado a todos. Sei que são muita dúvidas, mas também tenho muito tempo para as tirar e para adquirir conhecimentos (já sei os riscos que corro ao investir e como funciona os investimentos; só a fiscalidade é que ainda me é ligeiramente estranha), pois só para o próximo ano é que começarei a investir.

    Partilhar esta publicação


    Link para a publicação
    Partilhar noutros sites
    ruicarlov

    ETFs mais instáveis que ações e REITs? :huh:

    Conhece o princípio de minização de risco por diversificação, correcto?

    Ter o património investido em diversas ações tem menos risco do que estar all-in num par de ações. Uma pessoa pode ser fã ou não de fundos e ETFs, mas daí a chamá-los de mais instáveis que ações é um bocado difícil de engolir.

    Se a sua corretora faz retenção na fonte dos 28% dos dividendos, então não necessita de os declarar. Ações de alguns países estão sujeitos a dupla-tributação. No caso dos EUA, pode-se preencher um formulário para reduzir a tribuatação lá de 30% para 15%. Na declaração de IRS é possível declarar no anexo J os valores pagos no estrangeiro para serem considerados como crédito de imposto. Cada vez que vende uma ação terá uma mais ou menos-valia. Esses valores têm de ser declarados no anexo G ou J, consoamente a ação seja portuguesa ou estrangeira, respectivamente.

    Quanto ao reinvestimento de dividendos, não estou muito por dentro que opções tem a DeGiro para esse efeito, mas o mais provável é ter de executar uma nova operação de compra na corretora.

    É por estas e por outras que considero o investimento em fundos e ETFs de capitalização de dividendos a estratégia mais eficiente a nível fiscal.

    Partilhar esta publicação


    Link para a publicação
    Partilhar noutros sites
    scpuser

    Há ETFs de tudo e mais alguma coisa, depende de quais falas. Agora é verdade que a co-relação de REITs e o stock market é tudo menos linear.

    Os reinvestimentos são feitos com operação de compra.

    @ruicarlov

    On 6/29/2016 at 1:09 PM, ruicarlov said:

    É por estas e por outras que considero o investimento em fundos e ETFs de capitalização de dividendos a estratégia mais eficiente a nível fiscal.

    Sim em Portugal é bem capaz de ser o melhor a nível fiscal, se não optares pelo englobamento e não tiveres boas deduções. Mas algumas pessoas, como eu, investem com based num modelo de free cash flow, e por isso capitalização não funciona. Eu se não vir o flow do cash (cof cof) é como achar que não estou a investir. :-)  

    Partilhar esta publicação


    Link para a publicação
    Partilhar noutros sites

    Este conteúdo terá de ser aprovador por um moderador

    Visitante
    Está a comentar como Visitante. Se já se registou, por favor entre com o seu Nome de Utilizador.
    Responder a este tópico

    ×   Colou conteúdo com formatação.   Paste as plain text instead

      Only 75 emoji are allowed.

    ×   Foi criada uma pré-visualização automática a partir da ligação que colocou.   Mostrar apenas como ligação

    ×   Your previous content has been restored.   Clear editor

    ×   You cannot paste images directly. Upload or insert images from URL.


    ×
    FinancasPessoais.pt

    Subscreva a newsletter e tenha acesso a todas as novidades do grupo de sites FinancasPessoais.pt e a conteúdos exclusivos.

    Os sites FinancasPessoais.pt respeitam a sua privacidade e vontade:

    Não mostrar mais esta caixa