Jump to content
  • FORMAS DE POUPAR

  • Leaderboard

    1. Rick Lusitano

      Rick Lusitano

      Utilizador


      • Points

        46

      • Content Count

        1,397


    2. Nesspc

      Nesspc

      Utilizador


      • Points

        17

      • Content Count

        465


    3. Harvester

      Harvester

      Utilizador


      • Points

        16

      • Content Count

        261


    4. Virtua

      Virtua

      Utilizador


      • Points

        14

      • Content Count

        134



    Popular Content

    Showing content with the highest reputation since 11/06/2019 in all areas

    1. 6 points
      Usas as minhas ferramentas, partilhas o ETF que eu descobri (e uso) e nem uma menção aqui ao je... muito desiludido...muito desiludido 😭🤣 P.S. E é IQQ0 (não EQQ0)
    2. 4 points
      A Mintos lança uma noticia soft, mas não suspende os mercados (PM e SM), uma novidade comparando com outros LO recentemente em problemas. E apesar do downgrade do Rating. Teoria da conspiração: O novo dono, accionista da Mintos e agora da Metrokredit, se quiser pode comprar os milhões em dívida com desconto no SM. E ganhar uns belos milhões sem grande esforço, e mesmo que a MetroKredit tenha muitos caloteiros. Depois tem 2 soluções, já teve os descontos, fica a receber os juros e depois fecha aquilo ou vende os restos a outros. Ou muda o nome, nova licença do BC Russo, abre com novo nome, e a Mintos anuncia um novo fantástico LO vindo da Rússia, que tem os melhores padrões de qualidade, blá, blá. Achei curioso quando soube que a Metrokredit era relacionada com a Mintos, porque seria o 1º LO relacionado a estar na Rússia. Nem a Mogo está na Rússia, está em dezenas de países, incluindo países africanos e na Ásia Central, mas não na Rússia...
    3. 4 points
      Diz o povo... fia-te na virgem e não corras. O LO perde a licença para operar, não pode emitir novos loans... isto é um negócio que só funciona enquanto há dinheiro a rolar. Quem é que vai pagar a buyback guarantee? Se no tempo da Dona Branca houvesse a informática que há hoje, aquilo tambem era uma FinTech. 🙂 Então atenção à lei das probabilidades!
    4. 4 points
      No ano de 2018, ninguém ganhou dinheiro em Fundos de Investimento! Todas as categorias de Obrigações e Ações levaram no toutiço, e, ficou por demais evidente, a elevada correlação entre as diferentes classes de ativos. Se no passado, em períodos de crise, quando as ações vinham por aí a baixo, e a malta refugiava os patacos em Obrigações, Liquidez ou Matérias Primas, que nos amorteciam as quedas, em 2018 não tivemos por onde fugir, levamos no corpo em todas as categorias. Para mim, esta "mudança" de paradigma, só veio confirmar a filosofia que defendo, em investimentos de longo prazo, para uma pessoa jovem, cada vez faz menos sentido ter um perfil de investimento conservador. A "arriscar", é agora, enquanto temos tempo para, se algo correr menos bem, termos um horizonte temporal amplo que nos permita com uma estratégia bem definida, de reforços em "alturas chave" e rebalanceamentos programados, atingir os objetivos a que nos propusemos inicialmente. Feita esta introdução, e tendo em conta que, cada um de nós pensa de maneira distinta, e tem diferentes perfis de investimento, se tivesse de recomendar uma carteira a um amigo, tendo em conta a minha visão e a minha filosofia, seria qualquer coisa dentro deste formato, jogando depois com as alocações de cada classe ativos, e podendo acrescentar um ou outro fundo de obrigações, mediante a tolerância ao risco de cada um: Ex: Carteira 1 – Simplificada – Moderada Obrigações: Rubrics Global Credit UCITS E EUR IE00BCRY5Q93 - Obrigações Corp. Globais -» 20% Mistos: M&G (Lux) Optimal Income A EUR Acc LU1670724373 – Misto Defensivo – » 20% MFS Meridian Funds - Global Total Return Fund A1 EUR LU0219418836 – Misto Moderados - » 15% Acatis Gané Value Event Fonds A DE000A0X7541 – Misto Moderado – » 15% Acções Global: MFS® Meridian Glbl Equity A1 EUR Acc LU0094560744 – Grande Capitalização -» 15% GS Glbl Sm Cap Core Eq E Close LU0245181838 - Small Caps -» 15% No máximo horizonte temporal que estes fundos têm histórico, a partir de 2009-03-05, em Buy & Hold: · Rentabilidade: 10,96% (Anualizada) · Desvio Padrão: 7,82% · Rácio de Sharpe: (Retorno ajustado ao Risco) – 1,4 · Drawdown Máximo: -15,1% Ex: Carteira 2 - Agressiva Obrigações: Rubrics Global Credit UCITS E EUR IE00BCRY5Q93 - Obrigações Corp. Globais -» 15% Mistos: M&G (Lux) Optimal Income A EUR Acc LU1670724373 – Misto Defensivo – » 15% MFS Meridian Funds - Global Total Return Fund A1 EUR LU0219418836 – Misto Moderados - » 10% Acatis Gané Value Event Fonds A DE000A0X7541 – Misto Moderado – » 10% Acções Europa: MFS Meridian European Value A1 EUR LU0125951151 - Grande Capitalização -» 5% MFS® Meridian Europ Sm Cos A1 EUR LU0125944966 – Small Caps -» 10% Acções EUA: Threadneedle Amer Ext Alp R EUR LU1864948812 - Grande Capitalização -» 10% Threadneedle Investment Funds - American Smaller Companies (US) Acc GB00B0WGY707 – Small Caps - » 15% Acções Global: MFS® Meridian Glbl Equity A1 EUR Acc LU0094560744 – Grande Capitalização -» 5% GS Glbl Sm Cap Core Eq E Close LU0245181838 - Small Caps -» 5% No máximo horizonte temporal para esta carteira, desde 2009-03-05, em Buy & Hold: · Rentabilidade 13,15% Anualizada · Desvio Padrão 8,61% · Rácio de Sharp (Retorno ajustado ao Risco) – 1,53 · Drawdown Máximo de : -17% Comparação das duas carteiras, com o IQQ0 – iShares Edge MSCI World Minimum Volatility UCITS ETF, desde 2013-02-12 (Inception Date): Carteira 1: · Rentabilidade 7,13% Anualizada · Desvio Padrão 6,71% · Rácio de Sharp (Retorno ajustado ao Risco) – 1,06 · Drawdown Máximo de : -13,6% Carteira 2: · Rentabilidade 9,25% Anualizada · Desvio Padrão 7,80% · Rácio de Sharp (Retorno ajustado ao Risco) – 1,19 · Drawdown Máximo de : -15,8% IQQ0: · Rentabilidade 13,70% Anualizada · Desvio Padrão 11,57 % · Rácio de Sharp (Retorno ajustado ao Risco) – 1,18 · Drawdown Máximo de : -14,5% E era aqui que eu queria chegar! A rentabilidade do ETF quase dobra a Carteira 1. De 7.13% para 13.70% anualizados, com um Drawdown máximo de apenas 0.9 pontos percentuais superior. O ETF 100% acionista brilha e de que maneira, na gestão dos Drawdowns. Como não recomendo nada a ninguém que eu próprio não subscrevesse, também tenho uma carteira satélite 100% EQQ0 no Invest. Agora venham de lá essas críticas, que eu no final do ano, mostro os gráficos bem verdinhos !!
    5. 4 points
      Viva estimado @DMP não posso estar mais de acordo com este post. Isto é bem verdade pelo menos para mim que estou a tentar diversificar os meus investimentos apostando assim em outros activos com os quais não estou familiarizado, como é o caso, dos fundos de investimento. Assim: 1. Já sigo este tópico à algum tempo com a intenção de adquirir competências neste tipo de produto e posso assegurar que já tirei daqui boas notas nomeadamente, de utilizadores como @D@vid, @5coroas, @Patanisca, @superkinas, @DMP, @Urso_Pardo entre muitos outros, a quem quero desde já agradecer os conhecimentos partilhados e o tempo disponibilizado! 2. Com o passar do tempo tenho vindo a seleccionar alguns fundos fruto de conversas que tenho acompanhado aqui no forum, no sentido de um futuro muito aproximo pedir a vossa opinião relativamente às minhas intenções. 3. Não tendo eu ainda uma ideia concreta de que fundos subscrever e tendo em consideração que sou um investidor com um perfil idêntico ao @Ricardo Oliveira fiquei curioso com a tua sugestão e passo a citar "Com tempo posso-lhe sugerir alguns exemplos de bons fundos que poderá adquirir, e constituir a sua carteira de forma simples." 4. Posto isto, gostaria imenso de ver partilhado esta tua sugestão de carteira pois, revejo-me na forma como tu consideras ser a melhor forma de começar a apostar neste tipo de produto. "...seja qual for o veículo comece de uma forma simples. Por exemplo, três/quatro bons fundos de obrigações/mistos, e outros 3/4 bons fundos de acções." Uma vez mais muito obrigado a todos os que contribuem de forma muito activa para este excelente tópico. Desejos de bons investimentos a todos!
    6. 3 points
      @Mouro Emprestado Estás a ver o MSCI World Low Vol em usd. O IQQ0 segue o índice em euros. O USD como se sabe é moeda de refúgio. Em 2008 o drawdown foi de 39%, não de 47% (do MSCI Low Vol versão em dólares) ou 57% (do MSCI World em dólares) https://www.msci.com/documents/10199/24edc995-39e1-4b0f-980d-9e5a2ec105fe Refiro o mesmo que o DPM disse, acho que ng disse que tinha o risco de obrigações. É apenas uma alternativa ao MSCI World Normal, nem sei se vai continuar a ter uma performance melhor. Mas se tiver um retorno em linha e drawdowns entre 1/2 a 1/3 menores fico feliz 😉 Acredito que tenhas sido a primeira pessoa entre nós a falar do low vol, mas só agora os ETFs (não ligo muito aos índices porque os acho demasiado teóricos/backtest) começam a ter histórico suficiente para eu os ter em consideração. Aqui está análise que fiz há uns meses quando o "descobri" e partilhei com o DMP. E sim, está lá todos os alertas incluindo esse da ligação do low vol com o bull das obrigações!!! http://bit.ly/2Nvxdna
    7. 2 points
      A não ser que tenhas um milhão de euros, já viste o que é comprar as 1.200 acções que compõem o índice MSCI World? Só o trabalho 😕 Claro que podes responder: "ah e tal, vou comprar as 10 maiores acções, dado que explicam para aí uns 80% das variações no índice". Tudo bem, é uma posição aparentemente sensata. Só que a Facebook "amanhã" apresenta os papéis para o Chapter 11 porque o Mark foi preso por "ajudar" o Putin, e com isso vai-se logo 10% da tua carteira. Por arrasto, o restante mercado perde também 20%. Já vais com quase 30% de perdas. ==//== Onde quero chegar? O poder da diversificação é talvez o único almoço grátis no investimento. Sendo assim, se investires num fundo ou índice, basicamente apenas estarás exposto ao risco de mercado. Mas se começares a investir directamente em acções, ficarás também exposto ao risco dessa empresa. Finalmente, enquanto que transaccionar acções em bolsa é relativamente simples e relativamente barato, o mesmo não acontece nas obrigações, onde os mínimos de investimento são bastante mais altos.
    8. 2 points
      Só para dar uma última achega, para não pensarem que o IQ00 é a última bolacha do pacote (não deixa de ser uma excelente alternativa ao iShares Core MSCI World para quem investe em ETFs e não em fundos): https://www.msci.com/documents/10199/4d26c754-8cb9-4fa8-84e6-a51930901367 O Índice teve um DD de quase 50% no anterior crash de 2007-2009. Tudo bem que foi menor que o MSCI World "market cap", mas achar-se que com um índice de acções se consegue ter os retornos normais das acções, com o risco das obrigações, é estar-se bastante enganado. Para além disso, há que ler o que, por exemplo, o Larry Swedroe e outros já analisaram este tipo de índice. Uma das conclusões que chegaram é que o factor que explica os retornos está relacionado com a tendência de descida das taxas de juro desde o início dos anos 80 e que, em situações de aumento das taxas de juro, tendencialmente o índice terá um retorno menor que os normais índices market cap de acções.
    9. 2 points
      Fora de brincadeiras, lendo e relendo as últimas páginas, anda-se aqui a sugerir fundos e comparar com outros (nada contra). "Estes" contra "aqueles". Mas antes de se escolher os fundos de uma carteira, deve-se escolher os activos dessa carteira e, principalmente, a alocação entre os mesmos. Uma carteira 60/40 pode fazer sentido para a pessoa X, mas pode não fazer qualquer sentido para a pessoa Y. Se calhar para esta última, a alocação mais indicada poderá ser uma carteira 20/80. E isto é se apenas tivermos em conta acções e obrigações, porque para a pessoa Z se calhar o que faz sentido é uma carteira baseada no Portfolio Permanente do Harry Browne. E, para a pessoa XYZ se calhar até pode fazer sentido uma carteira com ETFs alavancados 😄😄 😄 Só depois da pessoa achar a "sua" alocação, é que se poderá ir procurar os fundos ou ETFs onde deverá investir.
    10. 2 points
      Mais um possível estoiro na Mintos, desta vez calhou à Metrokredit. Perdeu a liçença para operar na Russia, tem prejuizos avultados, deixará de emitir loans na Mintos, e passou de B- a C (rating Mintos). Por enquanto a venda de loans no SM ainda não foi suspensa, mas já há com descontos de -6% (boa oportunidade para os corajosos 🙂 ) Se vier a ser mesmo mais um Default, desta vez fará moça grande em muita gente ( e quem sabe até talvez na Mintos, eles são parte relacionada), a Metrokredit tem 10 milhoes em Outstanding Loans. A Eurocent, Aforti e Rapido todas juntas nem se aproximam deste valor. Esta bala tambem não me atingiu, porque hà algum tempo começaram a surgir notícias sobre problemas com a Metrokredit, e vendi tudo. O faroeste está animado, é bala para tudo quanto é lado.
    11. 2 points
      É um fórum de discussão, todos temos opiniões diferentes. No forum Autohoje, você vai lá dizer que tem 60k€ para gastar num carro e tem gente a dizer que o Classe C é que é bom, e outros a dizer que o novo série 3 é que arranca alcatrão. A malta dos Audis agora não diz nada porque é uma vergonha ter um Audi hoje em dia.
    12. 2 points
      Digo-lhe o seguinte: - O fundo baseado num factor como aquele que menciona nao tem historico relevante para permitir sequer afirmacoes como as que fez (qualitativas ou irracionalmente quantitativas). Adiciono o seguinte vindo do quem faz o indice que o fundo segue: "The MSCI World Minimum Volatility Index was launched on Apr 14, 2008. Data prior to the launch date is back-tested data (i.e. calculations of how the index might have performed over that time period had the index existed). There are frequently material differences between back-tested performance and actual results." - O outro com o qual comparou e' um fundo algomerado que compra outros fundos feitos pela Vanguard que por sua vez seguem investimento passivo diversificado, por isso nao e' nenhum espanto no longo prazo ou grande parte dos períodos que possa analisar face 'a sua carteira de investimento em 60/40 ou 80/20. - Nao sei que outros "horizontes temporais" testou, mas aquele que colocou era de 2013 para ca'. Francamente parco e nao permite tirar nenhuma conclusao ou tendencia generalizada. - Facilmente a sua carteira e' derrotada em períodos de investimento considerados dado ser composta por uma miscelânea de fundos e ideias sobrepostas. - Considere ser comercial num banco, poderá ter uma carreira de sucesso. Dito isto, sou dos primeiros a aconselhar para a simplicidade e baixo custo, mas nao nos termos em que os apresenta.
    13. 2 points
      Cada vez é mais provavel que a Peachy pertence ao ExpressCredit Group, que tem em comum os mesmos accionistas que a Mintos. O Fintera Group (Kredo, Monego, Tigo), Sun Finance Group (Bino, Kuki, Simbo, Tengo) e o Mogo Finance Group têm os mesmos accionistas e que são os mesmos accionistas da Mintos. https://www.p2p-kredite.com/diskussion/mintos-related-loan-originatorsverbind-zwischen-anbahnern-t7036,start,30.html Em breve irei acrescentar umas breves histórias no fórum do Claus.
    14. 2 points
      Gostaria apenas de comentar que, pelo que entendi, o user 5coroas estava a fazer uma crítica aos políticos e a maneira como as coisas (não) funcionam e não a si. Acho que faz bem em aproveitar qualquer apoio que tenha a receber. Se tem direito a ele deve aproveitá-lo. Para mim, não faz sentido esse apoio estar dependente de certas despesas, principalmente se forem despesas que se poderiam evitar ou reduzir, mas é o país que temos...
    15. 2 points
      Pois...as perversidades do Estado social(ista) que incentiva as pessoas a não se esforçarem para ganharem mais usando as suas próprias capacidades e recursos, de forma a não perderem regalias/esmolas pagas com o dinheiro dos outros. É assim que o pobre permanece pobre e dependente. Veja também que se fizer uma grande amortização ao CH também ficará com mensalidades muito baixas e poderá investir o que sobrou em outros instrumentos mais lucrativos. Pense bem, faça as contas, e veja se compensa mesmo mais manter o tal infame apoio monetário. Há que ousar sair da mentalidade de pobrezinho/dependente do Estado paternalista.
    16. 2 points
      Eu creio que a Mintos guarda um histórico daquilo que já tivemos em carteira. Ou seja, se tu tiveres determinado loan que compraste a 10 de agosto, vendeste a 15 de agosto e hoje voltaste a comprar, a data de aquisição vai ser a 10 de agosto.
    17. 2 points
      Posso ter gerado alguma dúvida no post anterior. Quando mencionei prendas de valor superior a 500€ queria dizer prendas em dinheiro. O amigo estado fica com 10% da prenda. Prendas entregues por ascendentes e descendentes (avós/pais/filhos) estão isentas da taxa, mas mesmo assim têm de ser declaradas. Irmãos e tios não estão isentos. No caso de um irmão, este dá ao pai, o pai declara, depois o pai dá ao outro filho e o filho declara. 😄 Se recebermos uma TV de 4000€ não é preciso declarar. Pode-se colocar a questão é no caso de vender logo a TV. Na prática estaríamos a fazer uma espécie de lavagem de dinheiro, mas isso já deve ser outro assunto.
    18. 2 points
      Como as pessoas sabem se as prendas valem mais de 500 €? Pedem a factura aos convidados? Se sim, no acto da compra, as facturas têm de ter o NIF dos noivos? E nos batizados e nos aniversários? Também temos que declarar as prendas? As prendas ás namoradas e amantes também são alvo de tratamento fiscal? (Desculpem a minha ignorância nestas cerimónias, desconheço o tratamento fiscal delas.) Que cambada de ch****! (AT)
    19. 2 points
      Tem-se falado muito do risco das P2P, isso não é nada comparado com o risco de não declarar uma dúzia de euros em juros. Segundo conversas que já tive com várias pessoas (nada oficial) fiquei com a ideia que as finanças têm a informação toda ou quase toda. Porém, só a consultam quando o computador identifica a pessoa em causa para ter de comprovar a declaração de IRS. Ou seja, podem nunca declarar estes rendimentos e não vos acontecer nada durante toda a vida. Mas se por algum motivo, que pode não ter nada a ver com estes rendimentos, o computador vos identificar, então provavelmente estarão tramados... Um exemplo, muitas pessoas são chamadas pelo IRS quando apresentam a declaração do ano em que se casam. Acho que não deve haver uma única pessoa em Portugal que pague todos os impostos devido ao casamento (faturas da cerimónia/quinta/catering, prendas, etc.). Quem aqui declarou as prendas de valor superior a 500€? (pergunta retórica).
    20. 1 point
      Mas oh Ricardo, repare que eu não apontei nem uma única vez que a sua escolha é má. Mexer o iogurte grego nunca o irá tornar pior do que estava quando lhe retirou a tampa, percebe? É apenas uma questão de preferência. Como já disse anteriormente, eu já tive múltiplos fundos, assim como você coloca, distribuido geograficamente e tal, EUA, Europa, "Oceanásia" e Japão. Hoje prefiro manter apenas os meus best-runners que são simples e estão a investir e a diversificar onde eu quero. Lembre-se que a ideia de investir em FI é já estar a pagar a alguém para fazer a gestão (e diversificação) por si.
    21. 1 point
      Sim, acumula em Curve points. Essa abordagem também é possível. Pode é demorar um bocadinho.
    22. 1 point
      Ja experimentou colocar o ISIN naquela pequena barra de procura no canto superior direito? Veja as seguintes imagens, sao logo as primeiras opçoes em ambos os casos.
    23. 1 point
      No processo de criação de conta temos que enviar fotos do nosso Cartão de Cidadão, frente e verso. Está lá tudo. De qualquer modo, não encontro outra explicação para o sucedido. Como não tirei print screens, não vos posso comprovar, mas fica o alerta a quem interessar.
    24. 1 point
      Efectivamente, não me surpreenderia que o UE/BCE e os EUA começem a aumentar a pressão sobre estes esquemas no Báltico. Desde que começei a brincar com isto (não sou um investidor) cada vez sinto mais forte uma teoria (da conspiração concerteza) de que a Russía está por detrás de grande parte deste negócio, e não penso isso apenas pelas questões de eventual lavagem de capitais: pensem na quantidade de capital que diáriamente é enviado da EU para bancos no Báltico, e quem efectivamente controla os bancos do Báltico? Na noticia (2018 da Lusa da Letónia) que referiste anteriormente, alguem na Lituania terá colocado a questão se as licenças atribuidas (nesse caso à VIA) teriam sido analisadas sob o prisma da segurança nacional. Pois, acho mesmo que é esse o ponto. O mundo está em guerra, e a guerra actual é financeira, quem controlar a maior fatia tem mais poder. Sou um leigo em materia financeira, pelo que se isto soar a estupido, por favor ignorem.
    25. 1 point
      Aqui está um estudo muito completo sobre o investimento noutras moedas na mintos https://todocrowdlending.com/invertir-en-divisas-mintos/
    ×
    FinancasPessoais.pt

    Subscreva a newsletter e tenha acesso a todas as novidades do grupo de sites FinancasPessoais.pt e a conteúdos exclusivos.

    Os sites FinancasPessoais.pt respeitam a sua privacidade e vontade:

    Não mostrar mais esta caixa