Jump to content
  • FORMAS DE POUPAR

  • Sign in to follow this  
    Gecko

    Valor a pagar de IRS????!!!!!

    Recommended Posts

    Gecko

    Caríssimos, peço a vossa ajuda para desembrulhar esta situação. Fiz uma simulação do IRS e acabei de ter um choque!

    Sou trabalhador independente (atividade principal como formador e ocasionalmente como auditor) e no ano de 2017 tive um rendimento de €6805,50. Não tenho outras fontes de rendimentos, sou solteiro e vivo com os meus pais. Ao simular o IRS disse que eu tenho a pagar €405,63. Isto está certo? Como é possível ter de pagar tanto se ganho pouco mais que o salário mínimo?

    E caso esteja certo há alguma coisa que possa fazer para baixar este valor? Por exemplo, julgo que há a opção de pedir a tributação de acordo com as regras da categoria A em certos casos, salvo erro se a maior parte do vencimento vier de uma só entidade. O grosso dos meus rendimentos (€6600 +/-) provem da atividade de formador prestada sempre á mesma entidade, os restantes €200 +/- são de visitas de cliente mistério para outras duas empresas. Posso pedir a tributação de acordo com as regras da categoria A?

    Tal como disse vivo com os meus pais e a minha mãe tem cancro da mama e foi-lhe atribuída uma incapacidade de 60%. Posso incluí-la nos "Ascendentes em comunhão de habitação" sendo eu a viver em casa deles e não o oposto?

    Finalmente, no campo de "cessação de atividade" há uma alínea que diz "No ano a que respeita a declaração ocorreu a transmissão da totalidade do património afeto ao exercício de atividade empresarial e profissional para a realização de capital social nos termos do art.º 38.º do CIRS?" O que significa isto trocado por miúdos?

    Há mais alguma coisa que as pessoas na minha situação costumem fazer para reduzir o imposto a pagar?

    Obrigado a todos|

    Share this post


    Link to post
    Share on other sites
    Guest PJA
    há 13 minutos, Gecko disse:

    Sou trabalhador independente (atividade principal como formador e ocasionalmente como auditor) e no ano de 2017 tive um rendimento de €6805,50. Não tenho outras fontes de rendimentos, sou solteiro e vivo com os meus pais. Ao simular o IRS disse que eu tenho a pagar €405,63. Isto está certo? Como é possível ter de pagar tanto se ganho pouco mais que o salário mínimo?

    A partir deste ano os trabalhadores independentes beneficiam também do mínimo de existência (dedução mínima garantida a todos), pelo que, se mantiver esse nível de rendimentos, não pagará qualquer imposto no próximo ano. No entanto, em 2017, as regras ainda eram outras... 

    há 14 minutos, Gecko disse:

    E caso esteja certo há alguma coisa que possa fazer para baixar este valor? Por exemplo, julgo que há a opção de pedir a tributação de acordo com as regras da categoria A em certos casos, salvo erro se a maior parte do vencimento vier de uma só entidade. O grosso dos meus rendimentos (€6600 +/-) provem da atividade de formador prestada sempre á mesma entidade, os restantes €200 +/- são de visitas de cliente mistério para outras duas empresas. Posso pedir a tributação de acordo com as regras da categoria A?

    A opção pelas regaras da categoria A a que se refere apenas é possível:

    Citação

    8 - Se os rendimentos auferidos resultarem de serviços prestados a uma única entidade, exceto tratando-se de prestações de serviços efetuadas por um sócio a uma sociedade abrangida pelo regime de transparência fiscal, nos termos da alínea B) do n.º 1 do artigo 6.º do Código do IRC

    Se é o seu caso deve assinalar as opções correspondentes no quadro 5 do anexo B.

    há 14 minutos, Gecko disse:

    Tal como disse vivo com os meus pais e a minha mãe tem cancro da mama e foi-lhe atribuída uma incapacidade de 60%. Posso incluí-la nos "Ascendentes em comunhão de habitação" sendo eu a viver em casa deles e não o oposto?

    De acordo com a ajuda ao preenchimento da folha de Rosto:

    Citação

    QUADRO 7 - ASCENDENTES E COLATERAIS 

    No quadro 7A são identificados os ascendentes que vivam, efetivamente, em comunhão de habitação com os sujeitos passivos, desde que não aufiram rendimentos superiores à pensão mínima do regime geral, não podendo o mesmo ascendente ser incluído em mais do que um agregado familiar.

    Para além da identificação dos ascendentes, deve indicar-se, se for caso disso, o respetivo grau de incapacidade permanente, quando igual ou superior a 60%, desde que devidamente comprovado através de atestado médico de incapacidade multiúso.

    Em 2017 o valor anual da pensão mínima do regime geral é de 3.700,48 €.

    No quadro 7B são identificados os ascendentes (que não vivam em comunhão de habitação com os sujeitos passivos) e colaterais até ao 3.º grau que não possuam rendimentos superiores à retribuição mínima mensal, podendo, neste caso, o mesmo ascendente ou colateral até ao 3.º grau ser incluído em mais do que um agregado familiar.

    Em 2017 o valor anual da retribuição mínima mensal é de 7.798,00 €.

     

    há 14 minutos, Gecko disse:

    Finalmente, no campo de "cessação de atividade" há uma alínea que diz "No ano a que respeita a declaração ocorreu a transmissão da totalidade do património afeto ao exercício de atividade empresarial e profissional para a realização de capital social nos termos do art.º 38.º do CIRS?" O que significa isto trocado por miúdos?

    Se não sabe, provavelmente não se lhe aplica. Basicamente, pergunta se passou parte do seu património qu eestava afecto à sua actividade para uma sociedade. Consulte o artigo 38º do CIRS e talvez perceba melhor.  

    há 14 minutos, Gecko disse:

    Há mais alguma coisa que as pessoas na minha situação costumem fazer para reduzir o imposto a pagar?

    Arranjar mais despesas de saúde ou educação, por exemplo, para deduzir à coleta. No entanto, obviamente, mais despesa significa que ainda fica com menos dinheiro do seu lado do que ficaria pagando o imposto.
    Também há quem prefira ir fazendo retenção na fonte, de forma a diminuir o imposto a pagar agora (e, tipicamente, até ter direito a reembolso de parte do imposto já pago). Não diminui o imposto a pagar, mas sim o montante que tem de pagar de uma vez.

    Em qualquer caso, como referi no início, dado que as regras deste ano mudaram, e caso mantenha o nível de rendimentos, provavelmente não terá de se preocupar muito com isso...

    Share this post


    Link to post
    Share on other sites
    Gecko

    O.K. Obrigado pela ajuda. Realmente foi mau timing para mim as regras não terem mudado um ano antes :(

    Share this post


    Link to post
    Share on other sites

    Join the conversation

    You are posting as a guest. If you have an account, sign in now to post with your account.
    Note: Your post will require moderator approval before it will be visible.

    Guest
    Reply to this topic...

    ×   Pasted as rich text.   Paste as plain text instead

      Only 75 emoji are allowed.

    ×   Your link has been automatically embedded.   Display as a link instead

    ×   Your previous content has been restored.   Clear editor

    ×   You cannot paste images directly. Upload or insert images from URL.

    Sign in to follow this  

    ×
    ×
    • Create New...
    FinancasPessoais.pt

    Subscreva a newsletter e tenha acesso a todas as novidades do grupo de sites FinancasPessoais.pt e a conteúdos exclusivos.

    Os sites FinancasPessoais.pt respeitam a sua privacidade e vontade:

    Não mostrar mais esta caixa