Jump to content
  • FORMAS DE POUPAR

  • zmiguel

    Taxa variável ou taxa fixa

    Recommended Posts

    zmiguel

    Viva,

    Tenho neste momento 2 propostas para negociar o credito habitação, o resto das variaveis (prazo, seguros, euribor 12, etc) sao iguais, a minha duvida está em escolher taxa fixa a 10 anos ou variável?

    TX fixa a 10 anos, TAN: 2,396, o valor parece ser interessante, mas será que irá subir a euribor para compensar ou não? 10 anos é um bom período? 

    TX variável, TAN: 1,9 com laguma possibilidade de negociar e chegar aos 1,75, mas aqui o risco de a 3 ou 4 anos a euribor estar a 1% poderá não compensar.

    Qual a vossa opinião, dado que neste caso nao dá para fazer futurologia.

    Cumprimentos,

    Share this post


    Link to post
    Share on other sites
    Pedro Pais

    Dependerá mais das tuas perspectivas futuras pessoais, projectos de vida e folga orçamental. Quanto mais restrito fores, mais sentido faz a taxa fixa, mas pelo menos para já pagas por isso. Se por outro lado estiverem confortável com o que futuro possa trazer, é possível que a taxa variável te seja favorável. 

    Mas enfim, não há uma resposta definitiva. 

    • Upvote 1

    Share this post


    Link to post
    Share on other sites
    zmiguel

    Sim concordo que não haverá uma resposta definitva, poderemos ter sempre uma ou outra ideia para esse futuro.

    Mas será que num prazo de 10 anos, portanto 2017 ate 2027 a média da euribor nesses 10 anos não será igual ou acima de 1%? Quanto tempo o mercado manterá a euribor abaixo de 0%, será que não bastara a economia melhorar um pouco na europa para as mesmas voltarem a subir?

    Comparando esta taxa fixa com a média das taxa variavies que estam a ser aplicacdas pela mercado, a diferença não é muita.

    Um dos aspectos negativos da TX fixa é o de na amortização ser 2% contra o 0.5% da variavel.

    Edited by zmiguel

    Share this post


    Link to post
    Share on other sites
    Pedro Pais
    A 11/26/2016 at 10:57, zmiguel disse:

    Mas será que num prazo de 10 anos, portanto 2017 ate 2027 a média da euribor nesses 10 anos não será igual ou acima de 1%? Quanto tempo o mercado manterá a euribor abaixo de 0%, será que não bastara a economia melhorar um pouco na europa para as mesmas voltarem a subir?

    Não faço a mínima ideia, infelizmente.

    Share this post


    Link to post
    Share on other sites
    zmiguel

    A minha ideia foi lançar um pouco a discussão sobre isso de forma a podermos ter aqui uma ideia geral das diferenças, vantagens e desvantagens de uma situaçao e de outra.

    Share this post


    Link to post
    Share on other sites
    Guest Jonas

    Boa tarde,

    tenho uma dúvida semelhante em relação à compra de um carro através de ALD:

    - taxa variavél (12M): TAN:2.5%, TAEG: 3.206%

    -taxa fixa: TAN: 3.5%, TAEG: 4.238%

    Há perspetiva de aumento das taxas Euribor nos próximos tempos?

    Valerá a pena arriscar uma taxa variável tendo em mente uma diferença de 689€ no final dos 5 anos de contrato?

    Obrigado de antemão

    Jonas

    Share this post


    Link to post
    Share on other sites
    FoxNinja

    Desenterrando um pouco o tópico, estou no processo de obter um crédito a habitação... e também estou com o dilema da taxa fixa ou variável.

    Estava e pensar fixar a taxa a 30 anos... em 30 anos muita coisa pode acontecer por isso é uma visão de longo prazo.

    Claro que cada caso é um caso mas valerá a pena pagar mais para nos protegermos no futuro? Não gostava muito de daqui a uns anos dizer "se soubesse o que sei hoje" :)

    Qual é a vossa opinião sobre a matéria?  Os bancos que estou a negociar é com o CTT e o Bankinter.

    Share this post


    Link to post
    Share on other sites
    Guest PJA
    A 04/08/2018 às 11:07, FoxNinja disse:

    Desenterrando um pouco o tópico, estou no processo de obter um crédito a habitação... e também estou com o dilema da taxa fixa ou variável.

    Estava e pensar fixar a taxa a 30 anos... em 30 anos muita coisa pode acontecer por isso é uma visão de longo prazo.

    Claro que cada caso é um caso mas valerá a pena pagar mais para nos protegermos no futuro? Não gostava muito de daqui a uns anos dizer "se soubesse o que sei hoje" :)

    Qual é a vossa opinião sobre a matéria?  Os bancos que estou a negociar é com o CTT e o Bankinter.

    Historicamente falando, os empréstimos a taxa variável são, em média, mais baratos que os de taxa fixa. Isto em termos médios - obviamente que quem contratou um empréstimo a taxa fixaem 2006 ou 2007, antes da escalada das taxas Euribor, saiu a ganhar, mas se eu soubesse quando essas coisas vão acontecer provavelmente também conseguia acertar nos números do EuroMilhões :P  Tirando outliers como este (que haverá sempre), olhando para um histórico das taxas fixas e das taxas Euribor, verifica-se que estas tendem a ficar sempre abaixo das primeiras durante longos períodos de tempo. E para quem controla as suas contas (como julgo ser o caso) dificilmente será apanhado de surpresa por nova escalada das taxas sem ir o banco primeiro tentar renegociar o contrato (o que hoje em dia é bem mais fácil do que era há 10 anos atrás, também)

    Não obstante, a paz de espírito tem um preço e pode chegar à conclusão que, ainda assim, compensa pagar um pouco pela mesma. Só não conheço é casos em que a taxa seja fixa por 30 anos. Tipicamente é por 5 ou, quando muito, por 10. Pode querer confirmar junto das instituições bancárias o tipo de soluções que apresentam, e depois, face a números concretos, será sempre mais fácil fazer as contas...

    Share this post


    Link to post
    Share on other sites
    5coroas
    A 04/08/2018 às 11:07, FoxNinja disse:

    Desenterrando um pouco o tópico, estou no processo de obter um crédito a habitação... e também estou com o dilema da taxa fixa ou variável.

    Estava e pensar fixar a taxa a 30 anos... em 30 anos muita coisa pode acontecer por isso é uma visão de longo prazo.

    Claro que cada caso é um caso mas valerá a pena pagar mais para nos protegermos no futuro? Não gostava muito de daqui a uns anos dizer "se soubesse o que sei hoje" :)

    Qual é a vossa opinião sobre a matéria?  Os bancos que estou a negociar é com o CTT e o Bankinter.

    É uma decisão dificil pois cada uma das opções pode vir a ser a melhor ou a pior dependendo daquilo que nos trouxer o futuro, ou seja não sabemos à partida qual é a melhor, logo apostar por uma ou por outra é quase indiferente. O arrependimento ou o "que boa escolha que eu fiz" podem vir a corresponder a ambas as opções.

    A minha preferência vai contudo para a taxa variável e o que eu faria seria aproveitar o capital que nestes próximos tempos me sobraria da diferença entre a taxa variável e a fixa e o gastaria desde já a amortizar a divida ou a investi-lo em algo. 

    Um conselho que lhe dou é ponderar bem se a compra da casa que escolheu é mesmo uma boa decisão, será que por exemplo não seria preferível uma mais pequena, ou uma mais perto do local do trabalho (mesmo que fosse mais cara mas que a longo prazo, compensasse os custos da deslocação), ou uma num local em que seja mais fácil de a vender no futuro, ou uma mais antiga, ou uma...ou seja a escolha da casa é uma das escolha mais importantes que fazemos nas nossas vidas, e como tal antes de colocar-mos o pé nesta grilheta há que equacionar todos os prós e os contras. Quanto mais folgada estiver a grilheta melhor.

    Edited by 5coroas

    Share this post


    Link to post
    Share on other sites
    FoxNinja

    As taxas estão baixas por isso mais para baixo não vai, no longo prazo a tendência é subir.

    Os CTT não fazem taxa fixa pelo que me apercebi. 

    Posso é jogar com os valores e ir amortizando antecipadamente logo que seja possível. Assim mantenho a prestação baixa mesmo que subam as taxas de juro.

    Share this post


    Link to post
    Share on other sites
    5coroas
    há 16 minutos, FoxNinja disse:

    As taxas estão baixas por isso mais para baixo não vai, no longo prazo a tendência é subir.

     

    Sim, mas podem demorar a subir, ou subir pouco e depois voltarem a descer, etc, etc, ou seja nada é seguro e nem sei se os Bancos oferecem mesmo taxas fixas durante 30 anos?!?

    Share this post


    Link to post
    Share on other sites
    FoxNinja

    O Bankinter o máximo que faz é a 30 anos. Ter uma prestação fixa a 30 anos é um sinal de estabilidade praticamente durante todo o empréstimo... por isso é que me fez pensar e o valor proposto é bastante bem suportável. 

    Tendo em conta que o nível de vida tem tendência a melhorar salvo haja alguma crise o valor da prestação ficaria sempre “fácil” de pagar. Mesmo assim poderia fazer amortizações antecipadas, levava era com penalizações de 2% em vez dos 0,5% da taxa variável.

    Share this post


    Link to post
    Share on other sites
    5coroas
    há 26 minutos, FoxNinja disse:

     

    Posso é jogar com os valores e ir amortizando antecipadamente logo que seja possível. Assim mantenho a prestação baixa mesmo que subam as taxas de juro.

    Exacto, era isto que estava a sugerir, em vez de pagares por exemplo 500euros com uma taxa fixa, pagas agora 400euros com uma variável e os 100euros vão para amortizar. É o que eu tenho feito (às vezes invisto outras vezes amortizo). Além disso, cada vez que se amortiza, a prestação/seguros baixam e como tal ainda sobra mais dinheiro para amortizar/investir. Também é importante que não se pague qualquer taxa pelas amortizações parciais e que o Banco permita o uso de pequenos montantes para esse efeito.

    há 3 minutos, FoxNinja disse:

    O Bankinter o máximo que faz é a 30 anos. Ter uma prestação fixa a 30 anos é um sinal de estabilidade praticamente durante todo o empréstimo... por isso é que me fez pensar e o valor proposto é bastante bem suportável. 

     

    Veja bem se não há mesmo por lá algumas letrinhas pequeninas a considerar que em determinadas circunstâncias a taxa fixa pode deixar de ser assim tão fixa.

    Share this post


    Link to post
    Share on other sites
    5coroas
    há 8 minutos, FoxNinja disse:

    levava era com penalizações de 2% em vez dos 0,5% da taxa variável.

    Mais um contra da taxa fixa. Os 0,5% são por cada amortização parcial ou só no caso de amortização total?

    há 11 minutos, FoxNinja disse:

     

    Tendo em conta que o nível de vida tem tendência a melhorar salvo haja alguma crise o valor da prestação ficaria sempre “fácil” de pagar. 

    Não se esqueça do custo dos eventuais futuros filhos.

    Share this post


    Link to post
    Share on other sites
    CDCD

    @FoxNinja mas quais são os valores que tens na mesa, caso possas/queiras partilhar? Isso é o mais importante para tomar a decisão. Podes fazer algumas simulações com vários cenários de evolução da euribor. Há 6 anos que a euribor3M anda em torno do 0% +/- 0,3 e a descer. Ninguém sabe quando irá subir e como será essa subida.

    Como sou da velha guarda, intuitivamente tenho tendência para as taxas variáveis. As taxas fixas cheiram-me sempre a artimanhas dos bancos (podendo estar errado, claro).

    Share this post


    Link to post
    Share on other sites
    FoxNinja
    há 16 minutos, 5coroas disse:

    Mais um contra da taxa fixa. Os 0,5% são por cada amortização parcial ou só no caso de amortização total?

    Os 0.5% são por cada amortização parcial... 

    A ideia da taxa fixa veio também da influência da minha irmã que neste momento está na Holanda e lá os créditos a habitação são praticamente todos feitos com taxa fixa. Ora partindo do principio que as regras de um país "mais evoluído" empurra os empréstimos para a taxa fixa isto deve ter por base algum principio. (penso eu)

    Cá em Portugal como vemos muito a curto prazo temos a tendência a facilitar. Claro que cada um pensa por si e nada me impede de "simular" uma taxa fixa e o excedente amortizar quando quiser. Tem é que haver disciplina e ir abatendo.

    Por exemplo por cada 5000€ abatidos antecipadamente tenho uma penalização de 25€.

     

    há 1 minuto, CDCD disse:

    @FoxNinja mas quais são os valores que tens na mesa, caso possas/queiras partilhar? Isso é o mais importante para tomar a decisão. Podes fazer algumas simulações com vários cenários de evolução da euribor. Há 6 anos que a euribor3M anda em torno do 0% +/- 0,3 e a descer. Ninguém sabe quando irá subir e como será essa subida.

    Como sou da velha guarda, intuitivamente tenho tendência para as taxas variáveis. As taxas fixas cheiram-me sempre a artimanhas dos bancos (podendo estar errado, claro).

    Atualmente os bancos estão a fazer com a Euribor a 12 meses.

    Vou optar entre o Bankinter ou CTT

    Edited by FoxNinja

    Share this post


    Link to post
    Share on other sites
    5coroas
    há 12 minutos, FoxNinja disse:

     

    A ideia da taxa fixa veio também da influência da minha irmã que neste momento está na Holanda e lá os créditos a habitação são praticamente todos feitos com taxa fixa. Ora partindo do principio que as regras de um país "mais evoluído" empurra os empréstimos para a taxa fixa isto deve ter por base algum principio. (penso eu)

    Ou talvez os holandeses pelos rendimentos elevados que têm, se possam dar ao luxo de serem mais prudentes optando por solicitar mais aos bancos produtos com taxas fixas...quanto a nós não sei, é como com os seguros, é prudente ter bons seguros, mas será que podemos dar-nos ao luxo de os ter?

    É melhor não fazermos comparações com a Holanda, pois é como se estivéssemos a falar noutra dimensão. 

    Edited by 5coroas

    Share this post


    Link to post
    Share on other sites
    pauloagsantos

    sempre, mas sempre taxa variável e não é apenas pela % menor de penalização em caso de amortização.

    vamos ser sinceros os bancos não estão no mercado para perder dinheiro e ainda sabem fazer melhor as contas que 99,99% de nós.

    o banco quando propõe uma taxa fixa por um determinado período, vai fazer um estudo para esse periodo e ainda vai introduzir uma margem de segurança. acenam com a bandeira da prestação fixa para o cliente (o que pode parecer atractivo) para o lucro mais eles será sempre superior do que se o cliente opta-se pela taxa variável.

     

    Share this post


    Link to post
    Share on other sites
    FoxNinja

    Curiosamente nunca me foi impingido a taxa fixa eu é que perguntava por ela 🙂 estou em conversações com os dois bancos mas já interiorizei que a taxa fixa vou eu estipular internamente e quando tiver o montante que pretendo vou amortizando antecipadamente.

    • Upvote 1

    Share this post


    Link to post
    Share on other sites
    Greedy
    A 06/08/2018 às 14:05, 5coroas disse:

    Veja bem se não há mesmo por lá algumas letrinhas pequeninas a considerar que em determinadas circunstâncias a taxa fixa pode deixar de ser assim tão fixa.

    A prestação não vai ser sempre a mesma, porque apesar da taxa spread ser fixa, o valor do seguro vai variar ( sempre para cima ) quanto mais anos passam .. ou seja quanto mais velha a pessoa fica, maior é a penalização no seguro .. isto aos 50 - 60 anos de idade é um rombo grande no valor a pagar mensalmente

    É preciso simular muito bem as coisas  e ter em conta factores que não controlamos ( doenças/cirurgias caras inesperadas ) ou factores que controlamos ( ter filhos ) que tem grande impacto no dia-a-dia em termos de despesas / poupanças.

    Share this post


    Link to post
    Share on other sites
    5coroas
    há 20 horas, FoxNinja disse:

    Curiosamente nunca me foi impingido a taxa fixa eu é que perguntava por ela 🙂 estou em conversações com os dois bancos mas já interiorizei que a taxa fixa vou eu estipular internamente e quando tiver o montante que pretendo vou amortizando antecipadamente.

    Qual é o valor minimo que o Banco permite amortizar?

    Share this post


    Link to post
    Share on other sites
    FoxNinja

    Valor mínimo não sei mas pessoalmente acho que menos de 5000€ não vale a pena porque não deve causar impacto significativo na prestação.

    Share this post


    Link to post
    Share on other sites
    5coroas
    há 15 minutos, FoxNinja disse:

    Valor mínimo não sei mas pessoalmente acho que menos de 5000€ não vale a pena porque não deve causar impacto significativo na prestação.

    Mas manter a disciplina para juntar e não gastar os 5000 euros (há sempre tentações) custa mais do que ir amortizando logo que se tenha o minimo exigido. De igual modo supõe que demoras 10 meses a juntar 5000 euros e que o minimo são 500euros; se fores amortizando cada mês esses 500 euros, estarás 9 meses mais cedo a ter reduções sucessivas na prestação e nos seguros, sempre é dinheiro e quanto mais cedo estiver nas tuas mãos melhor será. A não ser que tenhas o montante a aguardar que chegue aos 5000euros em algum investimento que dê alguma rentabilidade, e aí sim pode ser uma melhor decisão.

     

    Isto do amortizar também funciona bem como a poupança: grão a grão enche a galinha o papo.

    Edited by 5coroas

    Share this post


    Link to post
    Share on other sites
    parm

    Não sei avaliar a taxa fixa ou variável mas posso acrescentar algo sobre amortizar.

    Ao amortizar pode acontecer uma das seguintes situações:

    - Manter o prazo: a prestação mensal baixa. Cria uma folga no orçamento que pode ir para poupança ou consumo.

    - Reduzir o prazo: reduzir o prazo de forma a que a prestação fique próxima ao valor actual. Se não estamos em situação de aperto mantenho o mesmo valor da prestação e reduzo o prazo (o maior impacto é na poupança dos seguros).

    Share this post


    Link to post
    Share on other sites
    FoxNinja
    há 1 hora, 5coroas disse:

    Mas manter a disciplina para juntar e não gastar os 5000 euros (há sempre tentações) custa mais do que ir amortizando logo que se tenha o minimo exigido. De igual modo supõe que demoras 10 meses a juntar 5000 euros e que o minimo são 500euros; se fores amortizando cada mês esses 500 euros, estarás 9 meses mais cedo a ter reduções sucessivas na prestação e nos seguros, sempre é dinheiro e quanto mais cedo estiver nas tuas mãos melhor será. A não ser que tenhas o montante a aguardar que chegue aos 5000euros em algum investimento que dê alguma rentabilidade, e aí sim pode ser uma melhor decisão.

     

    Isto do amortizar também funciona bem como a poupança: grão a grão enche a galinha o papo.

    Posso perguntar no banco se existe montante mínimo para amortizar mas penso que não até porque eles cobram sempre 0.5% por cada amortização seja qual for o valor.

    Edited by FoxNinja

    Share this post


    Link to post
    Share on other sites

    Your content will need to be approved by a moderator

    Guest
    You are commenting as a guest. If you have an account, please sign in.
    Reply to this topic...

    ×   Pasted as rich text.   Paste as plain text instead

      Only 75 emoji are allowed.

    ×   Your link has been automatically embedded.   Display as a link instead

    ×   Your previous content has been restored.   Clear editor

    ×   You cannot paste images directly. Upload or insert images from URL.


    ×
    FinancasPessoais.pt

    Subscreva a newsletter e tenha acesso a todas as novidades do grupo de sites FinancasPessoais.pt e a conteúdos exclusivos.

    Os sites FinancasPessoais.pt respeitam a sua privacidade e vontade:

    Não mostrar mais esta caixa