Jump to content
  • FORMAS DE POUPAR

  • Sign in to follow this  
    tfcmartins

    IVA no Estrangeiro e Serviços

    Recommended Posts

    tfcmartins

    Boa tarde,

    Estou registado com o CAE 62010 (Atividades de Programação) e 62090 (Actividades Relacionadas com as novas tecnologias), basicamente faço Programação por conta própria.

    Quando abri actividade com isenção segundo o art. 53º por faturar menos de 10000€ disseram-me que:

    - Para faturas nacionais e dentro da União Europeia estaria isento de IVA art. 53, devido a faturar menos que os 10 mil euros.

    - Para países fora da UE, teria que colocar importações e exportações, o que me obrigava a ficar automaticamente no regime de IVA.

    As minhas dúvidas:

    1 - Isto que me disseram é mesmo assim?

    2 - Um dos meus clientes é britânico e estou a passar com isenção de IVA (segundo me disseram), estou a fazer bem?

    3 - Agora vou ter um cliente fora da UE, como faço? Tenho de cobrar IVA? Tenho de mudar a actividade?

    Estou tão confuso com esta situação e nas finanças não me sabem dizer ao certo como as coisas se procedem, alguém me pode ajudar com estas questões?

    Muito, muito obrigado!

    Share this post


    Link to post
    Share on other sites
    Ra

    Estamos a falar de serviços para empresas, certo?

    No meu entender, é o seguinte:

    - Prestações de serviços a empresas dentro da UE e fora da UE: artigo 6º do CIVA. Não cobra iva sendo a liquidação feita pelo adquirente no seu país.

    Menções a colocar:

    Recibo verde: "Regra das localizações - artigo 6º CIVA"

    Programa certificado: "IVA Autoliquidação"

    Faturas manuais: "Artigo 6º, nº 6, alínea a) (a contrario) do CIVA"

    Na minha opinião, apesar de isento ao abrigo do artigo 53º, o motivo da não cobrança de iva não pode ser justificada com a menção desse artigo, pois o artigo 6º é uma regra especial que se sobrepõe.

    Quanto ao artigo 53º:

    - Se apenas praticar serviços para dentro da UE, pode continuar isento ao abrigo do artigo 53º

    - Se começar a praticar serviços para fora da UE, tem de ser alterada para o regime normal do civa.

    Share this post


    Link to post
    Share on other sites
    tfcmartins

    Estamos a falar de serviços para empresas, certo?

    No meu entender, é o seguinte:

    - Prestações de serviços a empresas dentro da UE e fora da UE: artigo 6º do CIVA. Não cobra iva sendo a liquidação feita pelo adquirente no seu país.

    Menções a colocar:

    Recibo verde: "Regra das localizações - artigo 6º CIVA"

    Programa certificado: "IVA Autoliquidação"

    Faturas manuais: "Artigo 6º, nº 6, alínea a) (a contrario) do CIVA"

    Na minha opinião, apesar de isento ao abrigo do artigo 53º, o motivo da não cobrança de iva não pode ser justificada com a menção desse artigo, pois o artigo 6º é uma regra especial que se sobrepõe.

    Quanto ao artigo 53º:

    - Se apenas praticar serviços para dentro da UE, pode continuar isento ao abrigo do artigo 53º

    - Se começar a praticar serviços para fora da UE, tem de ser alterada para o regime normal do civa.

    É exatamente isso, fiquei confuso porque estavam a dizer-me que tinha de cobrar sempre IVA.

    Agora o problema é que passei as faturas (2) com o 53º porque ninguém me tinha dito isto nas finanças, vou ver se dá para reformular, caso não dê como resolvo a situação? Finanças?

    Share this post


    Link to post
    Share on other sites
    Ra

    Se o meu entendimento estiver correto... sim, deve anular e emitir novos.

    Share this post


    Link to post
    Share on other sites
    tfcmartins

    Se o meu entendimento estiver correto... sim, deve anular e emitir novos.

    Um contabilista acabou de me dizer que é o "Artigo 14.º Isenções nas transmissões"... isto é bastante complicado chegar a um entendimento.

    No artigo 6º realmente diz aquilo que preciso (no website que indiquei acima), no entanto as opiniões divergem e acabo por ficar sempre confuso quanto ao melhor a fazer.

    Share this post


    Link to post
    Share on other sites
    Ra

    Disseram-lhe que o artigo 14º do RITI é que isenta os serviços para dentro e fora da UE?

    Share this post


    Link to post
    Share on other sites
    tfcmartins

    Disseram-lhe que o artigo 14º do RITI é que isenta os serviços para dentro e fora da UE?

    Sim foi-me informado isto.. mas continuo na dúvida se será mesmo este artigo ou o que você me indicou, as opiniões divergem bastante quanto a estes temas.

    Share this post


    Link to post
    Share on other sites
    tfcmartins

    Updates:

    Bom praticamente o que me disseram foi que para exportar (fora da UE), passo a regime de IVA normal, o que me força cobrar IVA, perdendo a isenção desses artigos (6º ou 14º).

    Grande salganhada, não encontro ninguém que não me diga uma informação diferente... alguém neste momento presta serviços para fora da UE? Qual a vossa experiência nisto?

    Eu estou completamente perdido...

    Share this post


    Link to post
    Share on other sites
    Ra

    Compreendo que seja difícil encontrar certezas no meio de tanta resposta diferente.

    Mais do que a opinião que dei, não posso fazer.

    Mas, penso eu, facilmente você pode ir riscando as erradas.

    Perca um bocadinho de tempo e leia o artigo 14º do RITI.

    Há lá dois pormenores:

    - transmissão de bens

    - transmissão entre dois sujeitos passivos de dois estados membros.

    Já o artigo 6º do CIVA é bastante complicado para se compreender.

    Não se trata de uma isenção. Trata-se de definir o local onde é tributado o serviço para efeitos de iva. Ou cá ou no país do destinatário.

    E sendo o destinatário uma empresa sujeito passivo de iva lá no país da sede, o local da tributação do serviço será lá. Logo, não cobra o iva na fatura. Trata-se apenas de não o cobrar, não é nenhuma isenção.

    Share this post


    Link to post
    Share on other sites
    eddy9

    Também ando bastante perdido, a informação é muita e a confusão geral. Até agora tenho feito assim para clientes estrangeiros e nacionais pois estou no regime de isenção, mas também não sei se está correcto.

    • Regime de IVA: IVA - Regime de Isenção [art. 53º]
    • Base de incidência em IRS: Sem retenção - art. 9º, nº1 do DL nº42/91, de 22/1
    • A título de: Honorários

    Já agora, é necessário preencher o formulário para evitar dupla tributação?

    Share this post


    Link to post
    Share on other sites

    Join the conversation

    You are posting as a guest. If you have an account, sign in now to post with your account.
    Note: Your post will require moderator approval before it will be visible.

    Guest
    Reply to this topic...

    ×   Pasted as rich text.   Paste as plain text instead

      Only 75 emoji are allowed.

    ×   Your link has been automatically embedded.   Display as a link instead

    ×   Your previous content has been restored.   Clear editor

    ×   You cannot paste images directly. Upload or insert images from URL.

    Sign in to follow this  

    ×
    ×
    • Create New...
    FinancasPessoais.pt

    Subscreva a newsletter e tenha acesso a todas as novidades do grupo de sites FinancasPessoais.pt e a conteúdos exclusivos.

    Os sites FinancasPessoais.pt respeitam a sua privacidade e vontade:

    Não mostrar mais esta caixa