Jump to content
  • FORMAS DE POUPAR

  • terei direito a subsidio de desemprego


    Recommended Posts

    luis viegas

    boa noite.

    estou a trabalhar numa empresa desde 2018 com contratos anuais renovaveis ( mais 2 anos noutra empresa do grupo )

    em fevereiro que é quando sao renovados os contratos o meu foi renovado novamente.

    agora descobri que os meus colegas com o mesmo tempo e funcoes ficaram efectivos na empresa.

    o aumento do ordenado dos meus colegas nao me preocupa.

    para mim foi um atestado de imcompetencia. 

    ja nao me sinto com mesma vontade de ir trabalhar. 

    tenho a carta de pedido de demissao para entregar explicando que:

    " Fico agradecido por todas as oportunidades que me foram concedidas, porém as condições de trabalho não me permitem continuar a desempenhar as minhas funções com o máximo empenho, dedicação e motivação, como sempre o fiz."

    a minha duvida é se terei direito a subsidio de desemprego

    Link to post
    Share on other sites
    JRJordao
    há 11 horas, luis viegas disse:

    (...)

    ja nao me sinto com mesma vontade de ir trabalhar.

    (...)

    a minha duvida é se terei direito a subsidio de desemprego

    Não, pois sai por sua iniciativa e sem justa causa do ponto de vista legal.

    Link to post
    Share on other sites
    PaulaSar

    Nunca terá direito ao subsidio de desemprego se se despedir. A não ser que tenha provas do que afirma, mas a empresa não é obrigada a passá-lo a efectivo. E essa carta de despedimento pode lhe dar chatices.

    Eu mandei as minhas cartas de despedimento mais ou menos nos seguintes termos. Já foi à muitos anos. A empresa que trabalhei, esta pelo menos, não era problemática. A minha carta foi entregue em mão.
    Eu não o aconselho a fazer isso. Mande carta registada com aviso de recepção.

    "....

    Exmos, Senhores,

    Eu ???? vossa colaboradoras à ?? anos, nos termos legais venho rescindir o contrato de trabalho de tempo indeterminado, com S........, SA. com morada rua  ???. Dando aviso prévio de 60 definido por lei. pretendo cessar contrato no dia ???. Cumprindo assim o prazo legal definido por lei. Pretendo também usar os 22 dias úteis de férias, nos últimos dias do prazo de aviso prévio. Pretendo também no ultimo dia do contrato receber os valores que legalmente tenho direito e finalizar assim o contrato de trabalho.

    Como colaborador sinto me privilegia em ter feito parte da vossa empresa. Mas tendo-me surgido uma oportunidade única e na necessidade de dar um novo rumo profissional à minha vida. Venho comunicar a minha intenção de rescindir o contrato de trabalho com a vossa empresa.

    Despeço-me cordialmente, agradecendo mais uma vez a oportunidade e o privilégio de trabalhar com uma equipa excepcional, nestes anos que me fizeram crescer e evoluir profissionalmente.

    Com os meus melhores cumprimentos,

    P

    ..."

    Mas há imensos exemplos de cartas de despedimento, só o sr sabe qual se aplica a si e qual a que deve usar. Tente fazer uma carta simples e sem muitos argumentos. Pode só pedir para não renovar o contrato. Mas isto não lhe dá subsidio.
    Nunca tente mostrar desagrado com a empresa. Não se esqueça que eles melhor que ninguém sabem a sua situação. 
    Para ter direito ao subsidio de desemprego tem que ser a empresa a rescindir o contrato de trabalho. Mas só alguns tipos de despedimento dão direito a subsidio. A empresa não querer prolongar o contrato dá direito.

    Link to post
    Share on other sites
    PaulaSar
    A 03/04/2021 às 00:43, luis viegas disse:

    agora descobri que os meus colegas com o mesmo tempo e funcoes ficaram efectivos na empresa.

    Só uma nota. Podem até tem o mesmo tempo de trabalho, mas o sr não sabe se os contratos tem o mesmo tempo. Podem ser de 6 meses. E mesmo que sejam a empresa é livre de fazer o período de tempo que quiser por contrato e funcionário. Nesse aspecto ninguém lhe dá razão.

    Link to post
    Share on other sites
    Vítor A
    A 03/04/2021 às 00:43, luis viegas disse:

    boa noite.

    estou a trabalhar numa empresa desde 2018 com contratos anuais renovaveis ( mais 2 anos noutra empresa do grupo )

    em fevereiro que é quando sao renovados os contratos o meu foi renovado novamente.

    agora descobri que os meus colegas com o mesmo tempo e funcoes ficaram efectivos na empresa.

    o aumento do ordenado dos meus colegas nao me preocupa.

    para mim foi um atestado de imcompetencia. 

    ja nao me sinto com mesma vontade de ir trabalhar. 

    tenho a carta de pedido de demissao para entregar explicando que:

    " Fico agradecido por todas as oportunidades que me foram concedidas, porém as condições de trabalho não me permitem continuar a desempenhar as minhas funções com o máximo empenho, dedicação e motivação, como sempre o fiz."

    a minha duvida é se terei direito a subsidio de desemprego

    Condições de atribuição

    • Residir em território nacional
    • Estar em situação de desemprego involuntário
    • Ter capacidade e disponibilidade para o trabalho
    • Estar inscrito para procura de emprego no centro de emprego da área de residência
    • Ter o prazo de garantia exigido: 360 dias de trabalho por conta de outrem com registo de remunerações nos 24 meses anteriores à data do desemprego.
    Link to post
    Share on other sites
    luis viegas
    há 13 horas, PaulaSar disse:

    Nunca terá direito ao subsidio de desemprego se se despedir. A não ser que tenha provas do que afirma, mas a empresa não é obrigada a passá-lo a efectivo. E essa carta de despedimento pode lhe dar chatices.

    Eu mandei as minhas cartas de despedimento mais ou menos nos seguintes termos. Já foi à muitos anos. A empresa que trabalhei, esta pelo menos, não era problemática. A minha carta foi entregue em mão.
    Eu não o aconselho a fazer isso. Mande carta registada com aviso de recepção.

    "....

    Exmos, Senhores,

    Eu ???? vossa colaboradoras à ?? anos, nos termos legais venho rescindir o contrato de trabalho de tempo indeterminado, com S........, SA. com morada rua  ???. Dando aviso prévio de 60 definido por lei. pretendo cessar contrato no dia ???. Cumprindo assim o prazo legal definido por lei. Pretendo também usar os 22 dias úteis de férias, nos últimos dias do prazo de aviso prévio. Pretendo também no ultimo dia do contrato receber os valores que legalmente tenho direito e finalizar assim o contrato de trabalho.

    Como colaborador sinto me privilegia em ter feito parte da vossa empresa. Mas tendo-me surgido uma oportunidade única e na necessidade de dar um novo rumo profissional à minha vida. Venho comunicar a minha intenção de rescindir o contrato de trabalho com a vossa empresa.

    Despeço-me cordialmente, agradecendo mais uma vez a oportunidade e o privilégio de trabalhar com uma equipa excepcional, nestes anos que me fizeram crescer e evoluir profissionalmente.

    Com os meus melhores cumprimentos,

    P

    ..."

    Mas há imensos exemplos de cartas de despedimento, só o sr sabe qual se aplica a si e qual a que deve usar. Tente fazer uma carta simples e sem muitos argumentos. Pode só pedir para não renovar o contrato. Mas isto não lhe dá subsidio.
    Nunca tente mostrar desagrado com a empresa. Não se esqueça que eles melhor que ninguém sabem a sua situação. 
    Para ter direito ao subsidio de desemprego tem que ser a empresa a rescindir o contrato de trabalho. Mas só alguns tipos de despedimento dão direito a subsidio. A empresa não querer prolongar o contrato dá direito.

    tem razao no que diz. mas se nao me meteram efectivo em fevereiro nao me vao meter em fevereiro de 2021 porque ja foram 3 contratos. e sendo assim é melhor tratar de vida e nao me sentir no trabalho um incompetente em relacao aos meus colegas

    Link to post
    Share on other sites
    PaulaSar

    Se já fez os 3 contratos espere que a empresa o dispense, ai sim terá direito ao subsidio de desemprego. Se não o fizerem passa a automaticamente a efectivo, assim que lhe pagarem o 1 mes (acho) de segurança social. A empresa tem um prazo para o avisar que não vai renovar o contrato. Já estamos em abrir, se o seu contrato acabou em fevereiro e tem os descontos pagos até hoje já está a efectivo. O tempo de duração do contrato nada tem a haver com competência, a empresa decide o prazo dos contratos para cada pessoa. Trabalhei em empresas que algumas pessoas entravam logo a efectivas, umas só tinham contrato de um mes e outras de um ano. A empresa é que decide. Muitas vezes depende das habilitações e da experiência profissional. Se o lugar é temporário ou não. O sr aceitou o contrato quando entro, o contrato foi feito para si. Não se pode basear nos outros colegas.

    Eu entrei em muitas empresas a ganham muito menos que os outros, a fazer o mesmo trabalho. Alguns entravam logo a efectivos e não foi por causa disso que eu fiquei descontente. E no fim dos meus contratos passava ou não a efectiva. Não porque era má profissional, muitas das vezes era substituída por pessoas a ganhar menos. Sem razão nenhuma, só porque sim.

    Link to post
    Share on other sites

    Join the conversation

    You are posting as a guest. If you have an account, sign in now to post with your account.
    Note: Your post will require moderator approval before it will be visible.

    Guest
    Reply to this topic...

    ×   Pasted as rich text.   Paste as plain text instead

      Only 75 emoji are allowed.

    ×   Your link has been automatically embedded.   Display as a link instead

    ×   Your previous content has been restored.   Clear editor

    ×   You cannot paste images directly. Upload or insert images from URL.

    ×
    ×
    • Create New...