Jump to content
  • FORMAS DE POUPAR

  • IRS checklist


    JRJordao

    Recommended Posts

    JRJordao

    image.png.8479e0e09455b560b35cb5bd8e5a27c9.png

    https://irs.portaldasfinancas.gov.pt/dadosagregadoirs/

    Já é possível verificar/atualizar, até dia 15 de Fevereiro,

    - a composição do agregado familiar

    - (opcional) a entidade para consignação de IRS (sem custo para o contribuinte) e IVA (com custo para o contribuinte)

    Mais detalhes neste artigo do Contas-Poupança.

    Edited by JRJordao
    • Upvote 1
    Link to post
    Share on other sites
    • Replies 98
    • Created
    • Last Reply

    Top Posters In This Topic

    • JRJordao

      43

    • blueray

      11

    • Diogo Duarte

      9

    • Wakka

      7

    Top Posters In This Topic

    Popular Posts

    Já submeti a minha declaração, no meu caso está dentro do normal. Por telefone disseram-me que desde que esteja tudo ok, podia perfeitamente submeter hoje, evitando aqueles picos de afluência no

    Sim, só é preciso pegar na calculadora se sem englobar os depósitos e rendimentos de capitais, estamos no 1.º ou 2.º escalão mas englobando já estamos no 3.º. Se mesmo englobando ainda estivermos no

    Declarar todos os juros brutos e respetiva retenção no anexo E quadro 4B com código E20, uma linha por banco. Exemplo com o IGCP (certificados) Simular sem e com este anexo e ver qual s

    Posted Images

    JRJordao

    Aproveitem também para verificar/atualizar o IBAN da vossa conta bancária. Este deverá posteriormente surgir pré-preenchido na vossa declaração de IRS.

    https://sitfiscal.portaldasfinancas.gov.pt/dados/iban/alterar

    No ano passado, alguns contribuintes tiveram um IBAN pré-preenchido desatualizado (de uma conta antiga) na declaração, e não deram por isso ao efetuar a entrega. O que se tornou especialmente complicado quando se tratava de uma conta já encerrada ou da qual já não eram titulares.

    Lembrem-se que a responsabilidade de verificar os dados utilizados na declaração de IRS é do contribuinte.

    Edited by JRJordao
    • Upvote 1
    Link to post
    Share on other sites
    Wakka
    há 2 horas, JRJordao disse:

    Aproveitem também para verificar/atualizar o IBAN da vossa conta bancária. Este deverá posteriormente surgir pré-preenchido na vossa declaração de IRS.

    https://sitfiscal.portaldasfinancas.gov.pt/dados/iban/alterar

    No ano passado, alguns contribuintes tiveram um IBAN pré-preenchido desatualizado (de uma conta antiga) na declaração, e não deram por isso ao efetuar a entrega. O que se tornou especialmente complicado quando se tratava de uma conta já encerrada ou da qual já não eram titulares.

    Lembrem-se que a responsabilidade de verificar os dados utilizados na declaração de IRS é do contribuinte.

    Infelizmente apesar de ter atualizado o meu IBAN também tive exatamente o mesmo problema o ano passado, mas como confirmo sempre os dados vi que era de uma conta já encerrada há uns anos (a primeira que introduzi no portal). 

    Espero que esse bug não ocorra novamente, apesar de a responsabilidade de verificar os dados ser do contribuinte, o contribuinte tem um certo nível de confiança na plataforma (e esse nível de confiança, falo por mim, tem aumentado de ano para ano), não podemos culpar somente o contribuinte nem somente as finanças na questão do bug do ano passado, há que ser uma meia culpa para cada lado. Tanto quanto sei as finanças admitiram o erro, corrigiram-no e nenhum contribuinte ficou prejudicado.

    Ainda assim, os dados devem ser sempre confirmados e nunca é demais lembrar isso, não só no IBAN mas em todos os outros campos preenchidos automaticamente. 

    • Upvote 1
    Link to post
    Share on other sites

    Agora fiquei com uma dúvida:

    Podendo, em união de facto, escolher se quero ser tributado em regime separado ou de unido de facto, devo actualizar o meu estado civil para "unido de facto"?

    Ou seja, escolhendo essa opção, depois posso submeter à mesma o IRS como separado, se me for mais vantajoso?

     

    Link to post
    Share on other sites
    JRJordao
    há 8 horas, DAMP disse:

    Podendo, em união de facto, escolher se quero ser tributado em regime separado ou de unido de facto, devo actualizar o meu estado civil para "unido de facto"?

    Ou seja, escolhendo essa opção, depois posso submeter à mesma o IRS como separado, se me for mais vantajoso?

    (Desde 2015) Podes sempre entregar em separado. Mas só podes entregar em conjunto se estiveres "casado" ou "unido de facto".

    Deves mudar o teu estado civil, desde que cumpras os requisitos para seres considerado "unido de facto". Depois simulas os dois cenários e optas pelo mais vantajoso.

    • Thanks 1
    Link to post
    Share on other sites

    Muito obrigado.

    Pois, não percebi é porque é que me mudaram o estado civil novamente, de unido para solteiro. 

    Vou tratar disso então, obrigado

    Link to post
    Share on other sites
    • 3 weeks later...
    • 2 weeks later...
    • 3 weeks later...
    Luis H.
    há 1 hora, JRJordao disse:

    Já estão disponíveis no portal as despesas para dedução à coleta de 2020.

    A diferença em relação ao e-fatura é o facto de incluir também outras despesas como taxas moderadoras, propinas e rendas de casa.

    JRJordao, bom dia.

    Tire-me uma dúvida. 

    As subscrições de PPR, já vem automaticamente colocado no irs automático? Certo?

    O que temos que fazer? Aparece algo se queremos usufruir do benefício fiscal? 

    É normal aceder ao benifício fiscal sem englobar rendimentos? São coisas distintas, não é?

    Obrigado.

    Link to post
    Share on other sites
    JRJordao

    As subscrições de PPR costumam vir já preenchidas no anexo H da declaração. Recomendo confirmar sempre, pois a correção dos valores declarados é responsabilidade do contribuinte.

    O usufruto do benefício fiscal é assim a norma. Quem não o quiser (para poder resgatar sem penalização fiscal) terá que eliminar os dados da declaração.

    Este benefício é independente de se optar ou não por englobamento de determinados rendimentos.

    • Thanks 1
    Link to post
    Share on other sites
    baga
    há 50 minutos, JRJordao disse:

    O usufruto do benefício fiscal é assim a norma. Quem não o quiser (para poder resgatar sem penalização fiscal) terá que eliminar os dados da declaração.

     

    Apagando os dados do anexo H estamos assim a recusar o benefício fiscal do Estado, e em contrapartida não temos penalização fiscal ao resgatar o PPR noutras condições, correto? Não há qualquer outra penalização nem é considerado fuga fiscal?

    Link to post
    Share on other sites
    JRJordao
    há 8 minutos, baga disse:

    Apagando os dados do anexo H estamos assim a recusar o benefício fiscal do Estado, e em contrapartida não temos penalização fiscal ao resgatar o PPR noutras condições, correto? Não há qualquer outra penalização nem é considerado fuga fiscal?

    Não tendo usufruído do benefício, não há nada a penalizar. Apenas se penaliza quem beneficiou e depois não cumpriu as regras (neste caso de permanência).

    Não é fuga, pois nem se trata de um rendimento, é uma despesa (o montante aplicado no PPR).

    • Thanks 1
    Link to post
    Share on other sites
    • 3 weeks later...
    Wakka
    há 39 minutos, JRJordao disse:

    Já está disponível o IRS de 2020 (atalho).

    Nota: Não é uma recomendação para fazerem já a entrega

    Acabei de tentar fazer o automático e o manual. Tenho uma diferença de 1200€ em ambos os resultados.
    Infelizmente não consigo ver a demonstração de resultados do automático para tentar perceber a diferença. Tenho que verificar o IRS manual para ver se consigo perceber o que está a falhar porque o automático parece-me estar correto.

    EDIT: Ok acho que já percebi. Aparentemente o manual não está a incluir as despesas dos dependentes.

    EDIT2: Exatamente. Confirmado. Após adicionar manualmente as despesas dos dependentes já dá o mesmo valor. Agora há que confirmar que está de facto tudo correto :D 

    Edited by Wakka
    • Thanks 1
    Link to post
    Share on other sites
    JRJordao
    há 16 minutos, Wakka disse:

    EDIT: Ok acho que já percebi. Aparentemente o manual não está a incluir as despesas dos dependentes.

    EDIT2: Exatamente. Confirmado. Após adicionar manualmente as despesas dos dependentes já dá o mesmo valor. Agora há que confirmar que está de facto tudo correto :D 

    Bug #1: check! :D

    Bug #2: Anexo F (rendas) não incluído nos dados preenchidos automáticamente.

    Link to post
    Share on other sites
    Wakka
    há 13 minutos, JRJordao disse:

    Bug #1: check! :D

    Bug #2: Anexo F (rendas) não incluído nos dados preenchidos automáticamente.

    Bug #2: Check, acabei de tentar simular um IRS com rendas, aconteceu o mesmo.

    Entretanto o portal das finanças já não deixa simular, já está com erros :D 

    Link to post
    Share on other sites
    Wakka
    há 5 minutos, blueray disse:

    Pois no meu caso, devia de haver um bug, porque dá me menos 30% de reembolso que o ano passado!!

    Hehehe

    Link to post
    Share on other sites
    Diogo Duarte

    e pelos vistos o complemento de layoff de quem recebeu o ano passado não esta a aparecer nas simulações!
    A autoridade tributaria informa que a segurança social é que devia ter comunicados os valores!
    Uma vez que não esta tudo nos conforme não podemos submeter o irs ????

    Link to post
    Share on other sites
    JRJordao
    há 46 minutos, blueray disse:

    Pois no meu caso, devia de haver um bug, porque dá me menos 30% de reembolso que o ano passado!!

    A questão de todos os anos :D

    Não descartando a hipótese de bug, pode também ter a ver com os rendimentos vs retenções + despesas. Foram todos semelhantes aos de 2019?

    há 27 minutos, Diogo Duarte disse:

    e pelos vistos o complemento de layoff de quem recebeu o ano passado não esta a aparecer nas simulações!
    A autoridade tributaria informa que a segurança social é que devia ter comunicados os valores!
    Uma vez que não esta tudo nos conforme não podemos submeter o irs ????

    Com valores errados nunca deves submeter, pois tens responsabilidade na correção da declaração.

    Tens a escolha entre corrigires e enviares já, ou aguardares que corrijam.

    Link to post
    Share on other sites
    Diogo Duarte

    Não é bem assim. Quando a AT disponibiliza o IRS automático têm de se responsabilizar digo eu que esteja tudo ok. Ninguém sabe como inserir esse valor. E se é suposto ser a SS a comunicar se não o fez, já não o irá fazer entretanto. 

    Link to post
    Share on other sites

    Join the conversation

    You are posting as a guest. If you have an account, sign in now to post with your account.
    Note: Your post will require moderator approval before it will be visible.

    Guest
    Reply to this topic...

    ×   Pasted as rich text.   Paste as plain text instead

      Only 75 emoji are allowed.

    ×   Your link has been automatically embedded.   Display as a link instead

    ×   Your previous content has been restored.   Clear editor

    ×   You cannot paste images directly. Upload or insert images from URL.




    ×
    ×
    • Create New...