Ir para o conteúdo

Recommended Posts

Visitante Ricardo3

Viva,

neste caso a procura de informação fiável e honesta, ainda que demore a tomada de decisão, poderá ser a melhor forma de gestão destes valores.

Como procurar essa informação: Profissionais honestos e qualificados (não se encontram de forma fácil, lá está, demora um pouco mas recupera-se o tempo lá mais para a frente);

Como se distingue entre este tipo de profissionais, aqueles que, efectivamente interessam? Contactando com muitos, comparando as indicações que são dadas por cada um deles e comparar esta com informação/conhecimento que se pode obter de fontes como publicações especializadas, livros(se houver tempo);

Caso não tenha disponibilidade para procurar soluções para o seu património, de forma a reduzir risco(nunca eliminá-lo, convém notar) e encontrar equilíbrio entre o perfil da pessoa/aforrador/investidor e o tipo de soluções propostas, então mantenha o dinheiro em depósitos a prazo. 

Nota final: onde vivemos, até podem existir alguns balcões de alguns bancos, seguradoras e consultores de investimento.  Podemos e devemos começar por aí.

No país existem milhares de profissionais, desde o imobiliário ao estritamente financeiro.

 Esse montante merece o melhor aconselhamento e justifica a procura num raio bastante alargado.

Cumprimentos

 

Partilhar esta publicação


Link para a publicação
Partilhar noutros sites
JRJordao

Sem prejuízo de outras soluções complementares, há o DP a 5 anos do BNI que rende 2,50%. Pode colocar aí até 91k (100k - juros), ou 182k se abrir conta conjunta com a esposa.

Em soluções sem garantia de capital, talvez não colocar mais de 50k em cada.

Editado por JRJordao

Partilhar esta publicação


Link para a publicação
Partilhar noutros sites
Eurico, o presbítero

Desculpem o off-topic (ou até talvez nem tanto), mas se já é complicado para alguém aplicar 250K, imaginem aquelas pessoas a quem lhes sai o Euromilhões e ficam, assim de um momento para o outro, com vários milhões nas mãos. Deve ser uma canseira... :

Partilhar esta publicação


Link para a publicação
Partilhar noutros sites
5coroas
há 3 minutos, Eurico, o presbítero disse:

Desculpem o off-topic (ou até talvez nem tanto), mas se já é complicado para alguém aplicar 250K, imaginem aquelas pessoas a quem lhes sai o Euromilhões e ficam, assim de um momento para o outro, com vários milhões nas mãos. Deve ser uma canseira... :

Para alguns (muitos) ganhar o euromilhões ou afins, acaba por ser a pior coisa que lhes poderia acontecer na vida.

Partilhar esta publicação


Link para a publicação
Partilhar noutros sites
Mouro Emprestado

Entrar com valores desses, de uma assentada, num portfolio de fundos ou ETFs, pode ser contraproducente caso apareça um bear market logo a seguir (2007 a 2009 o MSCI World desceu 55%, repito, cinquenta e cinco porcento). Mas, a médio prazo, carteiras diversificadas recuperaram rapidamente dessas perdas.

Que tal começar com valores baixos, sei lá, 50k, numa carteira diversificada de fundos/ETF's de acções e obrigações (50/50) ?

No tópico dos fundos e dos ETF's tens lá vários tipos de carteiras (cada pessoa deve decidir a sua própria carteira e estratégia).

 

15 minutes ago, Eurico, o presbítero said:

Desculpem o off-topic (ou até talvez nem tanto), mas se já é complicado para alguém aplicar 250K, imaginem aquelas pessoas a quem lhes sai o Euromilhões e ficam, assim de um momento para o outro, com vários milhões nas mãos. Deve ser uma canseira... :

 

Ahahahahah

Editado por Mouro Emprestado

Partilhar esta publicação


Link para a publicação
Partilhar noutros sites
quim
há 13 horas, Visitante Ricardo3 disse:

Viva,

neste caso a procura de informação fiável e honesta, ainda que demore a tomada de decisão, poderá ser a melhor forma de gestão destes valores.

Como procurar essa informação: Profissionais honestos e qualificados (não se encontram de forma fácil, lá está, demora um pouco mas recupera-se o tempo lá mais para a frente);

Como se distingue entre este tipo de profissionais, aqueles que, efectivamente interessam? Contactando com muitos, comparando as indicações que são dadas por cada um deles e comparar esta com informação/conhecimento que se pode obter de fontes como publicações especializadas, livros(se houver tempo);

Caso não tenha disponibilidade para procurar soluções para o seu património, de forma a reduzir risco(nunca eliminá-lo, convém notar) e encontrar equilíbrio entre o perfil da pessoa/aforrador/investidor e o tipo de soluções propostas, então mantenha o dinheiro em depósitos a prazo. 

Nota final: onde vivemos, até podem existir alguns balcões de alguns bancos, seguradoras e consultores de investimento.  Podemos e devemos começar por aí.

No país existem milhares de profissionais, desde o imobiliário ao estritamente financeiro.

 Esse montante merece o melhor aconselhamento e justifica a procura num raio bastante alargado.

Cumprimentos

 

5*

Partilhar esta publicação


Link para a publicação
Partilhar noutros sites
JRJordao
5 hours ago, Eurico, o presbítero said:

Desculpem o off-topic (ou até talvez nem tanto), mas se já é complicado para alguém aplicar 250K, imaginem aquelas pessoas a quem lhes sai o Euromilhões e ficam, assim de um momento para o outro, com vários milhões nas mãos. Deve ser uma canseira... :

Se calhar por isso é que alguns desistem e gastam-no todo ;) 

Partilhar esta publicação


Link para a publicação
Partilhar noutros sites
JRJordao
1 hour ago, Zaigard said:

Eu tenho falado a esse meu familiar sobre o banco bni e sobre por lá algum dinheiro num deposito a prazo que é seguro, mas ele ri-se sobre a ideia de entregar dinheiro seu a um banco angolano...

Em Portugal, está ao abrigo do mesmo Fundo de Garantia de Depósitos que a CGD, Santander ou Montepio.

https://bnieuropa.pt/fundo-de-garantia-de-depositos/

Editado por JRJordao

Partilhar esta publicação


Link para a publicação
Partilhar noutros sites
D@vid
há 19 horas, Duracellpt disse:

@D@vid, falta aí os CTPMs que também podem ser interessantes para os objectivos iniciais. 

Estão incluídos nas Dívidas ( Obrigações, Certificados de Aforro, Etc. )

  • Voto Positivo 1

Partilhar esta publicação


Link para a publicação
Partilhar noutros sites
rmesq

Divide & Conquer

  • Imobiliário
  • Carteira de fundos ou ETFs de gestão passiva
  • ETFs ou Acções (ou outros instrumentos) geridos mais ativamente
  • Aplicações mais conservadores (Certificados de aforro, DPs "normais")
  • Capital de risco (financiar uma startup, qualquer coisa do género)

Dito isto, é tudo uma questão de %. Imobiliário eu compraria 1 ou 2 apartamentos pedia um empréstimo para não perder liquidez e com esses valores as taxas deviam ser irrisórias e dava a carteira de fundos de gestão passiva como garantia.

Eu gosto de seguir os mercados, às vezes tenho momentos mais on-the-job que outros mas se tivesse uma % engraçada geriria com mais afinco, o tal senhor pode ter tempo e vontade e sempre dá para fazer umas brincadeiras.

Acho que faz sentido ter sempre uma % em aplicações conservadoras e eu tenho um gosto especial por jovens com ideias inovadoras (sendo eu um deles :D) e como tal acho que uma aposta num bom cavalo pode vir a ganhar muitas corridas e com 10k se faz uma brincadeira dessas que pode correr bem, muito bem..

 

  • Voto Positivo 1

Partilhar esta publicação


Link para a publicação
Partilhar noutros sites
Cardoso24

@rmesq

Então mas para apostar num bom cavalo, não é preciso perceber sobre esse mercado? É que senão as ODDs são quase as mesmas que o Sporting ser campeão XD

Não aconselho a ninguém acções só porque tem dinheiro. O motivo é simples, se o primeiro negócio corre bem a tendência é de ganhar confiança, aumentar os valores e esse é o caminho para a ruína. Já li uma história destas (era um espanhol).

Não é porque se tem mais dinheiro que é mais fácil ganhar. Quem consegue ganhar com 5, ganha com 10. 

Partilhar esta publicação


Link para a publicação
Partilhar noutros sites
rmesq

@Cardoso24 eu estava-me a referir ao investimento em capital de risco, há imensas empresas de VC que aceitam novos investidores e têm toda uma estrutura preparada para investimentos.

Partilhar esta publicação


Link para a publicação
Partilhar noutros sites
jgrave82

A maioria das pessoas são cépticas em relação a bancos online ou aplicações fora do tradicional (depósitos e certificados).... Aí reside o problema

Partilhar esta publicação


Link para a publicação
Partilhar noutros sites
maj.lraep

Pois é investir agora também não é fácil com o mercado em máximos.

Há opiniões para todos os gostos, aqui tens mais uma de um blog.

Depende também do perfil de risco.. eu considero que devemos ter sempre uma parte em algo muito seguro e prevísivel.

 

Partilhar esta publicação


Link para a publicação
Partilhar noutros sites
D@vid
há 10 horas, maj.lraep disse:

Pois é investir agora também não é fácil com o mercado em máximos.

Há opiniões para todos os gostos, aqui tens mais uma de um blog.

Depende também do perfil de risco.. eu considero que devemos ter sempre uma parte em algo muito seguro e prevísivel.

 

Vou ouvindo essa conversa dos máximos desde 2009, aliás, se formos a pensar um pouco, gostamos sempre de arranjar uma pequena desculpa para o não investimento nos mercados, se estão a cair o melhor é não entrar porque estão a cair e sabe-se lá até onde irão, se estão a subir espera-se uma queda a qualquer momento e portanto é melhor não entrar.

Andamos sempre á procura de algo seguro e com uma boa rentabilidade, e isso bloqueia a maior parte das pessoas, acabam por optar por DPs miseráveis que só dão dinheiro a ganhar aos bancos, ou a comprar certificados de aforro com taxas actuais bastante baixas, ou se está disponivel para investir para um prazo alargado e com diversificação, ou então o melhor é deixar estar como está, não se pode é dizer que se quer investir, quando na realidade o que se quer é ter o capital "garantido" e ganhar uma taxa de juro fixa e no mínimo 4% :D, isso não é investir, é aforrar.

  • Voto Positivo 1

Partilhar esta publicação


Link para a publicação
Partilhar noutros sites
maj.lraep
Agora mesmo, D@vid disse:

Vou ouvindo essa conversa dos máximos desde 2009, aliás, se formos a pensar um pouco, gostamos sempre de arranjar uma pequena desculpa para o não investimento nos mercados, se estão a cair o melhor é não entrar porque estão a cair e sabe-se lá até onde irão, se estão a subir espera-se uma queda a qualquer momento e portanto é melhor não entrar.

Andamos sempre á procura de algo seguro e com uma boa rentabilidade, e isso bloqueia a maior parte das pessoas, acabam por optar por DPs miseráveis que só dão dinheiro a ganhar aos bancos, ou a comprar certificados de aforro com taxas actuais bastante baixas, ou se está disponivel para investir para um prazo alargado e com diversificação, ou então o melhor é deixar estar como está, não se pode é dizer que se quer investir, quando na realidade o que se quer é ter o capital "garantido" e ganhar uma taxa de juro fixa e no mínimo 4% :D, isso não é investir, é aforrar.

 

eu pessoalmente vejo as coisas assim:

uma parte - seguro (depósito coberto pelo FGD)

uma parte - risco mais intermédio

uma parte - risco mais elevado (stocks)

 

agora as % já com cada um consoante a sua vida pessoal

 

Partilhar esta publicação


Link para a publicação
Partilhar noutros sites
Cardoso24
há 1 hora, maj.lraep disse:

eu pessoalmente vejo as coisas assim:

uma parte - seguro (depósito coberto pelo FGD)

uma parte - risco mais intermédio

uma parte - risco mais elevado (stocks)

 

agora as % já com cada um consoante a sua vida pessoal

 

Realmente é como dizes, depende de cada pessoa. 

Eu thn a maior % em stocks e derivados. E se contarmos P2P como sendo de risco elevado, ainda sobe mais um bocado.

  • Voto Positivo 1

Partilhar esta publicação


Link para a publicação
Partilhar noutros sites
Cardoso24
há 2 horas, D@vid disse:

Vou ouvindo essa conversa dos máximos desde 2009, aliás, se formos a pensar um pouco, gostamos sempre de arranjar uma pequena desculpa para o não investimento nos mercados, se estão a cair o melhor é não entrar porque estão a cair e sabe-se lá até onde irão, se estão a subir espera-se uma queda a qualquer momento e portanto é melhor não entrar.

Andamos sempre á procura de algo seguro e com uma boa rentabilidade, e isso bloqueia a maior parte das pessoas, acabam por optar por DPs miseráveis que só dão dinheiro a ganhar aos bancos, ou a comprar certificados de aforro com taxas actuais bastante baixas, ou se está disponivel para investir para um prazo alargado e com diversificação, ou então o melhor é deixar estar como está, não se pode é dizer que se quer investir, quando na realidade o que se quer é ter o capital "garantido" e ganhar uma taxa de juro fixa e no mínimo 4% :D, isso não é investir, é aforrar.

Essa história que ouves faz sentido para traders, nao para investidores de LP, e é isso que a maioria não sabe, se é uma coisa ou outra.

A questão é que aquele blog está muito bem fundamentado, e não é daqueles sensacionalistas.

Ninguém vai acertar no TOPO, isso não existe e a quebra constante de máximos que é normalmente um bom sinal deve ser acompanhado como mandam as regras e não com as divergências que temos neste momento. É claro que não é tudo igual ao que vêm nos livros mas nao podemos estar à espera que algo suba desta forma, sem volume e com indicadores overbought sem que exista uma correção. No LP nada a dizer, no curto prazo esta euforia vai longa...por mim pode continuar, mas não vejo isto a correr bem até pode ser daqui a 1, 2, 3 meses...

 

 

 

  • Voto Positivo 1

Partilhar esta publicação


Link para a publicação
Partilhar noutros sites
D@vid
há 2 horas, maj.lraep disse:

eu pessoalmente vejo as coisas assim:

uma parte - seguro (depósito coberto pelo FGD)

uma parte - risco mais intermédio

uma parte - risco mais elevado (stocks)

 

agora as % já com cada um consoante a sua vida pessoal

 

Correcto, para mim a alocação anda á volta de 20% em liquidez de curto prazo ( que podem ser depósitos como fundos de investimento de tesouraria ), 70% para médio/longo prazo 5 anos para cima ( fundos, obrigações, outras oportunidades como acções etc ) 10% para muito longo prazo acima dos 8 anos ( seguros de capitalização, Unit Linked, fundos de investimento...

Dentro destas percentagens depois é jogar com o risco, a idade etc..

Partilhar esta publicação


Link para a publicação
Partilhar noutros sites
D@vid
há 10 minutos, Cardoso24 disse:

Essa história que ouves faz sentido para traders, nao para investidores de LP, e é isso que a maioria não sabe, se é uma coisa ou outra.

A questão é que aquele blog está muito bem fundamentado, e não é daqueles sensacionalistas.

Ninguém vai acertar no TOPO, isso não existe e a quebra constante de máximos que é normalmente um bom sinal deve ser acompanhado como mandam as regras e não com as divergências que temos neste momento. É claro que não é tudo igual ao que vêm nos livros mas nao podemos estar à espera que algo suba desta forma, sem volume e com indicadores overbought sem que exista uma correção. No LP nada a dizer, no curto prazo esta euforia vai longa...por mim pode continuar, mas não vejo isto a correr bem até pode ser daqui a 1, 2, 3 meses...

 

 

 

Correcto amigo Cardoso, mas também te digo uma coisa, que se lixem as subidas :D, se eu tiver um fundo tipo BPI Brasil Valor, em que estou a ganhar 119% e o meu perfil de investimento é o longo prazo, a mim não me preocupa nada se de repente o fundo cair 80%... claro que estou a exagerar ( eu nem tenho esse fundo nem invisto no Brasil directamente ) e acertar num fundo que sobe num ano 120% é algo muito difícil, mas o que eu quero dizer, é que se tudo está a subir então que suba, á vontade, porque quando as coisas começarem a cair elas caem com a minha carteira no verde, há sempre correcções, mas prefiro que elas venham quando estou a ganhar, eu sempre preferi, e prefiro um mercado mais estabilizado, com a volatilidade controlada, com subidas e descidas sustentadas, mas se as coisas agora estão assim ( por esta altura no ano passado estava tudo a levar pancada da grossa ) então teremos de saber lidar com  isso.

Partilhar esta publicação


Link para a publicação
Partilhar noutros sites
scpuser

Se o seu familiar tem 250k para investir, tem dinheiro para ter consultoria de qualidade. Pedir aconselhamento num fórum (mesmo que da especialidade, e de qualidade como este) não é lá grande ideia.

Das duas uma: ou entrea a um consultor, ou investe em investimentos que entende.

 

Partilhar esta publicação


Link para a publicação
Partilhar noutros sites

Este conteúdo terá de ser aprovador por um moderador

Visitante
Está a comentar como Visitante. Se já se registou, por favor entre com o seu Nome de Utilizador.
Responder a este tópico

×   Colou conteúdo com formatação.   Paste as plain text instead

  Only 75 emoticons maximum are allowed.

×   Foi criada uma pré-visualização automática a partir da ligação que colocou.   Mostrar apenas como ligação

×   Your previous content has been restored.   Clear editor

×   You cannot paste images directly. Upload or insert images from URL.


×
FinancasPessoais.pt

Subscreva a newsletter e tenha acesso a todas as novidades do grupo de sites FinancasPessoais.pt e a conteúdos exclusivos.

Os sites FinancasPessoais.pt respeitam a sua privacidade e vontade:

Não mostrar mais esta caixa