Jump to content
  • FORMAS DE POUPAR

  • Sign in to follow this  
    jaimix

    [Duvida] Declaração de IRS Filhos/Solteiros/União de Facto

    Recommended Posts

    jaimix

    Bom tarde,

     

    Gostaria que me tentassem esclarecer a algumas duvidas.

     

    Vivo à menos de 1 ano com uma pessoa, temos diferentes moradas fiscais ainda (somos solteiros) e entregamos sempre o IRS em separado.

    Não temos nada declarado em que vivemos em união de facto. Apenas solteiros.

    Ha 2 anos tivemos um filho.

    Poderemos os 2 declarar como dependente? Ou só ela?

     

    Desde já o meu obrigado  :)

    Edited by jaimix

    Share this post


    Link to post
    Share on other sites
    pauloaguia

    Só um de vocês é que o pode declarar como dependente.

    Share this post


    Link to post
    Share on other sites
    nfs

    Jaimix desculpa utilizar o teu tópico mas o título serve bem para a minha dúvida 

    Boas, a situação é  a seguinte a qual expus no e-balcão e recebi duas respostas:

    Perante a entidade patronal tanto eu como a minha companheira estamos a declarar a união de facto, descontando como tal, vindo nas declarações de vencimento e declaração de rendimentos 2015 casados 2 titulares e 1 dependente, no entanto ao fazer as várias simulações verifico que nós é mais vantajoso submeter o IRS separados com a opção solteiros, sendo neste caso o dependente inserido numa das declarações, podemos nesta situação submeter como solteiros? Porque metendo união de facto e selecionando tributação conjunta " NÃO" não é tão vantajoso. 

    Fiz a mesma pergunta no e-balcão de ambos em que cada um responde assim :

    Resposta ao Meu:

    A Autoridade Tributária e Aduaneira (AT) agradece o seu contacto.
    Em face da sua questão e atendendo a que vivem como unidos de facto, poderão optar pela entrega da declaração de IRS/2015 em separado, escolhendo a opção solteiros. Neste caso de entrega da declaração de IRS em separado, o dependente só poderá constar numa das declarações.
    Com os melhores cumprimentos 
    AT- Autoridade Tributária e Aduaneira

    Resposta a minha companheira :

     A Autoridade Tributária e Aduaneira (AT) agradece o seu contacto.
    No caso de optarem pela entrega em separado e atendendo a que são unidos de facto, o dependente, só pode constar numa das declarações modelo.3 de IRS/2015.

    Atendendo a que na entidade patronal, optou por "casado 2 titulares", poderá submeter a declaração de IRS/2015 sozinha, mas terá de seleccionar a opção unidos de facto e escolher que NÃO opta pela tributação conjunta dos rendimentos.
    Com os melhores cumprimentos 
    AT- Autoridade Tributária e Aduaneira

    Agradeço ajuda, a diferença é de apenas 80€ mas ainda dá pra comer uma boa mariscada ?

    Share this post


    Link to post
    Share on other sites
    pauloaguia

    Consegues perceber de onde vem a diferença? Sinceramente não estou a ver em que é que preencher duas declarações como solteiros ou duas declarações como unidos de facto (nem sabia que tal era possível) faça diferença...

    Share this post


    Link to post
    Share on other sites
    nfs
    há 6 horas, pauloaguia disse:

    Consegues perceber de onde vem a diferença? Sinceramente não estou a ver em que é que preencher duas declarações como solteiros ou duas declarações como unidos de facto (nem sabia que tal era possível) faça diferença...

    Desculpa Paulo mas não percebi a tua resposta, penso que ao preencher o modelo 3 se for em união de facto com tributação conjunta apenas se entrega uma declaração com os valores dos 2 sujeitos passivos, se escolher tributação separada entrega-se 2 declarações, mas pela simulação é  mais vantajoso entregar 2 declarações como solteiros e não como união de facto, no entanto pela resposta da AT fiquei sem saber se posso ou não, pela lógica devia ser obrigado a fazer como união de facto visto que desconto como tal, mas se for assim mais vale dizer no trabalho que somos solteiros não vejo vantagens nenhumas nisso

    Share this post


    Link to post
    Share on other sites
    pauloaguia

    Talvez porque não te dei resposta nenhuma :)

    Fiz uma pergunta - onde está a diferença? É no cálculo do imposto apurado, na deduções...?

    Share this post


    Link to post
    Share on other sites
    nfs
    há 1 hora, pauloaguia disse:

    Talvez porque não te dei resposta nenhuma :)

    Fiz uma pergunta - onde está a diferença? É no cálculo do imposto apurado, na deduções...?

    Pois não sei, deve ser na dedução, mas mais vale um gajo ser solteiro ?

    Share this post


    Link to post
    Share on other sites
    Guest Riis1985

    Boa Tarde,

     

    Sou familia monoparental... vivo sozinha com o meu filho. Não existe guarda partilha nem nada em tribunais... Eu é recebo o abono de familia. No entanto a pai da criança perguntou-me se eu me importava que ele colocasse a criança no seu IRS. Isso é legal? uma vez que a criança mora comigo....

     

    Muito obrigada a todos

    Share this post


    Link to post
    Share on other sites
    pauloaguia
    há 3 minutos, Visitante Riis1985 disse:

    Sou familia monoparental... vivo sozinha com o meu filho. Não existe guarda partilha nem nada em tribunais... Eu é recebo o abono de familia. No entanto a pai da criança perguntou-me se eu me importava que ele colocasse a criança no seu IRS. Isso é legal? uma vez que a criança mora comigo....

    Diz o Código do IRS, no seu artigo 13º:

    Citação

    consideram-se dependentes:
    a) Os filhos, adotados e enteados, menores não emancipados, bem como os menores sob tutela;
    b ) Os filhos, adotados e enteados, maiores, bem como aqueles que até à maioridade estiveram sujeitos à tutela de qualquer dos sujeitos a quem incumbe a direção do agregado familiar, que não tenham mais de 25 anos nem aufiram anualmente rendimentos superiores ao valor da retribuição mínima mensal garantida; 
    c) Os filhos, adotados, enteados e os sujeitos a tutela, maiores, inaptos para o trabalho e para angariar meios de subsistência;
    d) Os afilhados civis.

    Aqui a minha dúvida é se se pode considerar que o teu filho está sob a tutela do pai apesar de morar noutro local.

    Confirmem isso junto das Finanças.

    Share this post


    Link to post
    Share on other sites

    Your content will need to be approved by a moderator

    Guest
    You are commenting as a guest. If you have an account, please sign in.
    Reply to this topic...

    ×   Pasted as rich text.   Paste as plain text instead

      Only 75 emoji are allowed.

    ×   Your link has been automatically embedded.   Display as a link instead

    ×   Your previous content has been restored.   Clear editor

    ×   You cannot paste images directly. Upload or insert images from URL.

    Sign in to follow this  

    ×
    FinancasPessoais.pt

    Subscreva a newsletter e tenha acesso a todas as novidades do grupo de sites FinancasPessoais.pt e a conteúdos exclusivos.

    Os sites FinancasPessoais.pt respeitam a sua privacidade e vontade:

    Não mostrar mais esta caixa