Ir para o conteúdo
  • FORMAS DE POUPAR

  • cristinapp

    retoma do subsidio de desemprego

    Recommended Posts

    cristinapp

    Será que me poderiam ajudar?

    Trabalhei numa empresa de 2010 a 2105 de janeiro na qual fui despedida e deram-me a carta para obter o subsidio de desemprego. Entretanto em março de 2015 encontrei um trabalho na qual tive um mês e sai porque o horários que me foram ditos na entrevista não eram o que me estavam a pedir. na qual o transporte era complicado, logo a seguir encontrei trabalho noutra empresa em abril de 2015 e despediram-me em janeiro de 2016. fui tentar recorrer ao subsidio de desemprego na qual me mandaram uma carta a disser que não tenho direito. A minha questão é se estará correcto pois no ano passado fui a seg.social e disseram-me que teria de estar 6 meses a descontar para puder ter direito novamente ao subs. de desemprego. 

    Partilhar esta publicação


    Link para a publicação
    Partilhar noutros sites
    pauloaguia

    Não basta isso - a nova situação de desemprego tem de ser involuntária, por exemplo. Também fico na dúvida se aquela troca de empresas não te pode ter baralhado a situação devido a uma suspensão de subsídio mal feita ou algo do género e que agora esteja a impedir o reinício do pagamento (estou a especular uma vez que não conheço os detalhes do caso)...

    Dá uma vista de olhos à página da SS sobre o Sub. Desemprego e vê o que tiras dali para o teu caso em concreto. Tenta perceber se faltou algum procedimento que devia ter sido seguido... http://www.seg-social.pt/subsidio-de-desemprego

    Em qualquer caso, devias contactar novamente a SS para confirmar o que se passou e perceber se ainda vais a tempo de mudar a situação...

    Partilhar esta publicação


    Link para a publicação
    Partilhar noutros sites
    Wakka

    Será que me poderiam ajudar?

    Trabalhei numa empresa de 2010 a 2105 de janeiro na qual fui despedida e deram-me a carta para obter o subsidio de desemprego. Entretanto em março de 2015 encontrei um trabalho na qual tive um mês e sai porque o horários que me foram ditos na entrevista não eram o que me estavam a pedir. na qual o transporte era complicado, logo a seguir encontrei trabalho noutra empresa em abril de 2015 e despediram-me em janeiro de 2016. fui tentar recorrer ao subsidio de desemprego na qual me mandaram uma carta a disser que não tenho direito. A minha questão é se estará correcto pois no ano passado fui a seg.social e disseram-me que teria de estar 6 meses a descontar para puder ter direito novamente ao subs. de desemprego. 

    Não são 6 meses a descontar.

    A não ser que tenha mudado novamente, se não estou em erro são 360 dias de descontos nos últimos 2 anos.

    Ou seja de Janeiro de 2014 a Janeiro de 2016 tens de ter trabalhado pelo menos 360 dias. Parece-me que é o caso pois trabalhaste de Janeiro de 2014 a Janeiro de 2015 e depois de Abril de 2015 a Janeiro de 2016.

    Como foste despedida em Janeiro também ainda não passaram os 90 dias para requereres o subsídio de desemprego, por isso esta parte não se aplica.
    Acho que tens que descontar também os dias em que recebeste subsídio de desemprego à totalidade dos dias (cerca de 2 meses, de Janeiro a Março).

    Mesmo com tudo isto, a meu ver, tendo sido despedida e tendo os requisitos de descontos, tens direito, mas como disse o Paulo convêm contactares a Seg.Social.
    A única coisa que me ocorre é as empresas para as quais trabalhaste em 2015 não terem efectuado os descontos para a segurança social ou estes trabalhos terem sido part-time.

     

    Partilhar esta publicação


    Link para a publicação
    Partilhar noutros sites
    Visitante Rutxi
    A 01/03/2016 at 16:42, Wakka disse:

    Não são 6 meses a descontar.

    A não ser que tenha mudado novamente, se não estou em erro são 360 dias de descontos nos últimos 2 anos.

    Ou seja de Janeiro de 2014 a Janeiro de 2016 tens de ter trabalhado pelo menos 360 dias. Parece-me que é o caso pois trabalhaste de Janeiro de 2014 a Janeiro de 2015 e depois de Abril de 2015 a Janeiro de 2016.

    Como foste despedida em Janeiro também ainda não passaram os 90 dias para requereres o subsídio de desemprego, por isso esta parte não se aplica.
    Acho que tens que descontar também os dias em que recebeste subsídio de desemprego à totalidade dos dias (cerca de 2 meses, de Janeiro a Março).

    Mesmo com tudo isto, a meu ver, tendo sido despedida e tendo os requisitos de descontos, tens direito, mas como disse o Paulo convêm contactares a Seg.Social.
    A única coisa que me ocorre é as empresas para as quais trabalhaste em 2015 não terem efectuado os descontos para a segurança social ou estes trabalhos terem sido part-time.

     

    Olá gostaria que me ajudassem. Eu faz segunda 15dias que suspendi o subsídiode desemprego porque fui trabalhar á experiência para uma pastelaria. Até agora nada de contrato e quero sair pois aquilo que disseram não se concretizou trabalho mais de 48h e n tenho fds. Só uma folga de semana. Consigo ativar o subsídio de desemprego novamente? OBG desde já

     

    Partilhar esta publicação


    Link para a publicação
    Partilhar noutros sites

    Este conteúdo terá de ser aprovador por um moderador

    Visitante
    Está a comentar como Visitante. Se já se registou, por favor entre com o seu Nome de Utilizador.
    Responder a este tópico

    ×   Colou conteúdo com formatação.   Paste as plain text instead

      Only 75 emoji are allowed.

    ×   Foi criada uma pré-visualização automática a partir da ligação que colocou.   Mostrar apenas como ligação

    ×   Your previous content has been restored.   Clear editor

    ×   You cannot paste images directly. Upload or insert images from URL.


    ×
    FinancasPessoais.pt

    Subscreva a newsletter e tenha acesso a todas as novidades do grupo de sites FinancasPessoais.pt e a conteúdos exclusivos.

    Os sites FinancasPessoais.pt respeitam a sua privacidade e vontade:

    Não mostrar mais esta caixa