Ir para o conteúdo
Entrar para seguir isto  
José Piloto

Sobretaxa do IRS

Recommended Posts

José Piloto

Com tanta informação, cada uma tratada de modo diferente, fico perdido no meio dela.

Assim agradecia que :

1) Para um reformado, casado, único titular, qual o limite para passar da sobretaxa de 1.75% para 3% ?

2) Para efeitos de IRS o que se entende por salário bruto? É apenas o valor mensal da pensão, ou a soma do valor da pensão + O valor do duodécimo?

     No caso de 1) qual o valor dos dois referidos  se deve utilizar para se saber o escalão respetivo?

Os meus maiores agradecimentos pelo esclarecimento.

 

Partilhar esta publicação


Link para a publicação
Partilhar noutros sites
JRJordao

O valor da sobretaxa é determinado com base no escalão de IRS ou seja, nos rendimentos anuais.

0% para rendimentos coletáveis anuais até €7.000 (primeiro escalão do IRS)
1% para rendimentos coletáveis anuais entre €7.000 e €20.000 (segundo escalão do IRS)
1,75% para rendimentos coletáveis anuais entre €20.000 e €40.000 (terceiro escalão do IRS)
3% para rendimentos coletáveis anuais entre €40.000 e €80.000 (quarto escalão do IRS)
3,5% para rendimentos coletáveis anuais superiores a €80.000 (quinto e último escalão do IRS)

Fonte (e simulador): http://expresso.sapo.pt/economia/2015-12-15-Simulador-saiba-quanto-vai-pagar-de-sobretaxa-de-IRS-em-2016

Editado por JRJordao

Partilhar esta publicação


Link para a publicação
Partilhar noutros sites
pauloaguia

Se, por outro lado, a questão disser respeito à retenção na fonte (fiquei com a sensação que a questão era sobre isto), então a tabela é a que se pode encontrar em http://info.portaldasfinancas.gov.pt/NR/rdonlyres/0D5F6D5F-A59D-4980-8E0B-EBEEE6AF0BC8/0/Despacho_352A_2016.pdf

Quanto aos duodécimos, a retenção na fonte destes é sempre calculada de forma independente do resto. No limite até podem sofrer retenção a taxas diferentes (embora no caso da pensão não estou bem a ver como é que isso iria acontecer).

Partilhar esta publicação


Link para a publicação
Partilhar noutros sites
José Piloto

Obrigado, JRJordão e PauloAguia, fiquei completamente esclarecido ( e satisfeito ). A margem para pagar apenas 1.75% ( 6280 euros ) é muito grande, e eu, infelizmente, nem chego a metade.

Como sou um expert em Matemática, tentei ver como o limite de salário bruto de 6280 € correspondia ao limite do rendimento coletável anual de 40000 € mas não consegui!

 

 

Partilhar esta publicação


Link para a publicação
Partilhar noutros sites
pauloaguia

Como sou um expert em Matemática, tentei ver como o limite de salário bruto de 6280 € correspondia ao limite do rendimento coletável anual de 40000 € mas não consegui!

Não há propriamente uma relação matematicamente exata entre os dois valores... Regra geral os limites para a retenção na fonte levam em conta valores médios de deduções à coleta e coisas assim, que não permitem estabelecer facilmente uma relação direta entre os dois - e como depois cada um tem as suas próprias deduções é por essas e por outras que é feito um acerto de contas ao meter a declaração de IRS...

Mas se multiplicares 6280€ pelos 14 meses dá 87.920€. Tirando as deduções específicas (4104€) e dividindo pelo coeficiente conjugal (2.0), dá um rendimento coletável por titular próximo dos 40.000€...

Partilhar esta publicação


Link para a publicação
Partilhar noutros sites
José Piloto

Não há propriamente uma relação matematicamente exata entre os dois valores... Regra geral os limites para a retenção na fonte levam em conta valores médios de deduções à coleta e coisas assim, que não permitem estabelecer facilmente uma relação direta entre os dois - e como depois cada um tem as suas próprias deduções é por essas e por outras que é feito um acerto de contas ao meter a declaração de IRS...

Mas se multiplicares 6280€ pelos 14 meses dá 87.920€. Tirando as deduções específicas (4104€) e dividindo pelo coeficiente conjugal (2.0), dá um rendimento coletável por titular próximo dos 40.000€...

Obrigado, PauloÀguia. Explicaste tudo muito bem como aliás noutras situações que me tens valido.

É lógico mas não me apercebi logo que, havendo vários regimes - solteiro, casado, único titular, dois titulares,etc - aqueles dois valores não podem, obrigatoriamente serem COMPLETAMENTE correspondentes, mas sim +/-.

Partilhar esta publicação


Link para a publicação
Partilhar noutros sites

Este conteúdo terá de ser aprovador por um moderador

Visitante
Está a comentar como Visitante. Se já se registou, por favor entre com o seu Nome de Utilizador.
Responder a este tópico

×   Colou conteúdo com formatação.   Paste as plain text instead

  Only 75 emoticons maximum are allowed.

×   Foi criada uma pré-visualização automática a partir da ligação que colocou.   Mostrar apenas como ligação

×   Your previous content has been restored.   Clear editor

×   You cannot paste images directly. Upload or insert images from URL.

Entrar para seguir isto  

×
FinancasPessoais.pt

Subscreva a newsletter e tenha acesso a todas as novidades do grupo de sites FinancasPessoais.pt e a conteúdos exclusivos.

Os sites FinancasPessoais.pt respeitam a sua privacidade e vontade:

Não mostrar mais esta caixa