Jump to content
  • FORMAS DE POUPAR

  • Sign in to follow this  
    malou

    IRS sobre acto isolado e estágio profissional

    Recommended Posts

    malou

    Bom dia.

    Este ano o filho de 20 anos começou a trabalhar e recebe do estágio profissional em Nov e Dez total ca. 1000€. Além disso tem que passar um ato isolado de 3.500€, ou seja os ganhos total em 2015 são 4.500€. Alguém pode me informar como de calcular os impostos a pagar se ele vai entregar o irs sozinho?

    Até agora ele fazia parte de agregado familiar (casados, um titular - «deficiente», um dependente) e pergunto me se é mais vantajoso de continuar fazer parte ou não!?

    Agradeço imenso qualquer ajuda.

    Edited by malou

    Share this post


    Link to post
    Share on other sites
    pauloaguia

    Uma vez que os rendimentos dele são inferiores ao salário mínimo nacional e que tem menos de 25 anos pode continuar a ser incluído no vosso agregado familiar. 

    Mas há várias variáveis que seria preciso ter em conta para dar uma resposta minimamente convicta sobre qual a melhor opção (depende dos rendimentos dos pais, das deduções que cada um poderá fazer, etc). Se é verdade que em princípio haverá menos imposto a pagar se o rendimento dele for tributado separadamente, por outro poderão deduzir mais se ele for incluído na vossa declaração.

    O melhor é, em chegando a altura de meter a declaração de IRS, fazerem as simulações dos dois cenários e verem qual é o mais vantajoso. 

    Share this post


    Link to post
    Share on other sites
    Guest malou (visitante)

    Obrigada.

    Tenciono fazer isso, mas percebi sempre que simular com anexo B (acto isolado) está só disponível na segunda fase (no site das finanças) e se nós vamos entregar sem ele seria na primeira fase e assim não conseguira comparar com antecedência, penso eu.... :(

    Vou estar atento aos simulardores que aparecem :)

    Para já gostaria de perceber como é calculado para ele sozinho e qual a taxa aplicada sobre (parte do/) o ato isolado?

    Cps.

    Share this post


    Link to post
    Share on other sites
    pauloaguia

    Os rendimentos se distribuem da seguinte forma:

    * categoria A: 1000€
    * categoria B: 3500€

    Aos rendimentos da categoria A são deduzidos 4104€, ou seja, é como se não existissem sequer

    Aos rendimentos da categoria B são deduzidos 25% (admitindo o caso mais geral - a percentagem pode ser diferente para outro tipo de serviços, é uma questão de consultar o artigo 31º para ver o que se aplica ao caso dele), ou seja, o rendimento tributável é de 2625€.

    Como este valor o põe no primeiro escalão, e admitindo que não tem rendimentos de outras categorias, quer dizer que lhe será aplicada a taxa de 14,5%, ou seja, a coleta será de 380,63€. Este valor poderá ainda ser deduzido em função das despesas que tenha, nomeadamente o que tenha registado no eFatura em nome dele ou benefícios fiscais com um PPR, por exemplo (ver artigos 78º e seguintes para mais detalhes)

    Share this post


    Link to post
    Share on other sites

    Join the conversation

    You are posting as a guest. If you have an account, sign in now to post with your account.
    Note: Your post will require moderator approval before it will be visible.

    Guest
    Reply to this topic...

    ×   Pasted as rich text.   Paste as plain text instead

      Only 75 emoji are allowed.

    ×   Your link has been automatically embedded.   Display as a link instead

    ×   Your previous content has been restored.   Clear editor

    ×   You cannot paste images directly. Upload or insert images from URL.

    Sign in to follow this  

    ×
    ×
    • Create New...
    FinancasPessoais.pt

    Subscreva a newsletter e tenha acesso a todas as novidades do grupo de sites FinancasPessoais.pt e a conteúdos exclusivos.

    Os sites FinancasPessoais.pt respeitam a sua privacidade e vontade:

    Não mostrar mais esta caixa