Jump to content
  • FORMAS DE POUPAR

  • Guest Maria M

    Anexo G?

    Recommended Posts

    Guest Maria M

    Boa noite,Gostaria de pedir a v/ ajuda para o seguinte: resgatei no final do ano passado um fundo flexível. Na declaração que recebi do banco o assunto é identificado como "declaração de movimentos de registo/depósito de valores mobiliários (art 125º do código do IRS - CIRS e artigo 129º do código do IRC - CIRC).Comprei em 2008 por 2000 € e resgatei por 2011,43 € - despesas 0€ Pelo que li por aqui, entendi que só posso entregar em maio, por precisar do anexo G... correto?  que quadro e código devo preencher?Agradeço antecipadamente a ajuda.Um abraço

    Share this post


    Link to post
    Share on other sites
    D@vid

    Fundo flexivel? está a falar em concreto de um fundo de investimento mobiliário/imobiliário? não tem que entregar nenhum anexo G, mas seria melhor até colocar aqui o nome do fundo...se é mesmo um fundo de investimento.

    Share this post


    Link to post
    Share on other sites
    Guest Maria M

    Boa tarde,

    A declaração que recebi  do Banco diz:

    DOSSIERS DE VALORES MOBILIÁRIOS - MOVIMENTOS DO ANO

    Fundos de Investimento:

    PTYETLMOOO7  ---              ES ESTRATÉGIA ACTIVA II-FUNDO FLEXIVEL (NIF 501882618)

    Obrigada pela atenção,

    Maria M

    Share this post


    Link to post
    Share on other sites
    D@vid

    Boa tarde,

    A declaração que recebi  do Banco diz:

    DOSSIERS DE VALORES MOBILIÁRIOS - MOVIMENTOS DO ANO

    Fundos de Investimento:

    PTYETLMOOO7  ---              ES ESTRATÉGIA ACTIVA II-FUNDO FLEXIVEL (NIF 501882618)

    Obrigada pela atenção,

    Maria M

    É apenas informativo, apenas fala nos movimentos efectuados nesse tipo de aplicação, no entanto, esse tipo de aplicação pode ser declarada no IRS, mas para isso teria de ter pedido a respectiva declaração ao banco, e não seria no anexo G mas sim anexo E, e podia nem compensar, mas para o caso em concreto o que interessa saber é que não tem de declarar nada.

    Share this post


    Link to post
    Share on other sites
    Guest Nicolau Almada

    Boa tarde

    Agradeço que me expliquem o que devo declarar no anexo G.

    -Em 2013, a minha esposa mais dois irmãos e a mãe deles (minha sogra) venderam um imóvel,  que tinha sido adquirido pelos meus sogros pela quantia de doze mil escudos em 1973.

    -O meu sogro faleceu em 1992-06-02 mas a minha sogra ainda é viva.

    -Na data do óbito do meu sogro o imóvel tinha um valor de 80,39€ que serviu de base de liquidação.

    -O imóvel foi vendido pela quantia de 10.00,00€ mas tem o valor patrimonial de 12.570,00€.

    -Pergunto: Se há quatro vendedores mas não têm a quota parte igual na venda, qual é a % a utilizar por cada vendedor no preenchimento do anexo G, no caso concreto - quanto declara a minha sogra - e cada um dos três filhos.

    -Pergunto: Qual é o valor que conta para as mais valias - o valor da venda 10.000,00€ ou o valor patrimonial 12.570,00€.

    _ Se possível indicar quais os valores em euros que cada uma das partes deve declarar para efeitos de mais valias.

    Um muito obrigado antecipadamente.

    -

    Share this post


    Link to post
    Share on other sites
    Ra

    Boa tarde

    Agradeço que me expliquem o que devo declarar no anexo G.

    -Em 2013, a minha esposa mais dois irmãos e a mãe deles (minha sogra) venderam um imóvel,  que tinha sido adquirido pelos meus sogros pela quantia de doze mil escudos em 1973.

    -O meu sogro faleceu em 1992-06-02 mas a minha sogra ainda é viva.

    -Na data do óbito do meu sogro o imóvel tinha um valor de 80,39€ que serviu de base de liquidação.

    -O imóvel foi vendido pela quantia de 10.00,00€ mas tem o valor patrimonial de 12.570,00€.

    -Pergunto: Se há quatro vendedores mas não têm a quota parte igual na venda, qual é a % a utilizar por cada vendedor no preenchimento do anexo G, no caso concreto - quanto declara a minha sogra - e cada um dos três filhos.

    -Pergunto: Qual é o valor que conta para as mais valias - o valor da venda 10.000,00€ ou o valor patrimonial 12.570,00€.

    _ Se possível indicar quais os valores em euros que cada uma das partes deve declarar para efeitos de mais valias.

    Um muito obrigado antecipadamente.

    -

    1º - Calcular as quotas partes:

    Os 50% que pertenciam ao seu sogro, são divididos da seguinte forma:

    50% / 4 (mãe + 3 irmãos) = 12,5% cada

    Quotas:

    Mãe = 50% + 12,5% = 62,5%

    Cada irmão = 12,5%

    2º Declaração das vendas:

    A mãe declara a venda com dois momentos de aquisição:

    1- Compra de 50% em 1973 pelo valor de 59,86 / 2 = 29,93, com venda em 2013 pelo valor de 12750 * 50% = 6375. Esta venda está excluída de tributação e é declarada no Anexo G1, quadro 5.

    2- Aquisição de 12,5% em 1992 pelo valor de 80,39 * 12,5% = 10,05, com venda em 2013 pelo valor de 12750 * 12,5% = 1593,75. Anexo G, quadro 4.

    Os irmãos apenas declaram igual ao ponto 2.

    Share this post


    Link to post
    Share on other sites
    pauloaguia

    Creio que o primeiro ponto pode estar incorreto - quando os herdeiros são o cônjuge e 2 ou mais filhos, o cônjuge tem direito a 1/3 da herança e os filhos dividem entre si o resto. O que daria 50%+1/3*50% = 66,66% para a mãe e 2/9*50%=11,11% para cada um dos filhos.

    Naturalmente, se havia outros bens à herança ou se os herdeiros tiverem todos concordado, as partilhas podem ter sido feitas de outra forma.

    De qualquer forma, é uma questão de validar isso no título de propriedade e depois ajustar as contas que o Ra indicou para a segunda parte.

    Share this post


    Link to post
    Share on other sites
    Ra

    Na minha opinião, o minimo garantido pelo conjuge é 1/4... e não 1/3. Artigo 2139º do Código Civil.

    Como indicaram que "a minha esposa mais dois irmãos e a mãe deles (minha sogra) venderam um imóvel" penso que o imovel estava indivisivel (era de todos).

    Share this post


    Link to post
    Share on other sites
    pauloaguia

    Na minha opinião, o minimo garantido pelo conjuge é 1/4... e não 1/3. Artigo 2139º do Código Civil.

    Como indicaram que "a minha esposa mais dois irmãos e a mãe deles (minha sogra) venderam um imóvel" penso que o imovel estava indivisivel (era de todos).

    Tens razão evidentemente. Acho que já não é a primeira vez que faço esse erro.

    Gostava era de saber onde é que fui buscar o 1/3 como mínimo :P

    Share this post


    Link to post
    Share on other sites

    Your content will need to be approved by a moderator

    Guest
    You are commenting as a guest. If you have an account, please sign in.
    Reply to this topic...

    ×   Pasted as rich text.   Paste as plain text instead

      Only 75 emoji are allowed.

    ×   Your link has been automatically embedded.   Display as a link instead

    ×   Your previous content has been restored.   Clear editor

    ×   You cannot paste images directly. Upload or insert images from URL.


    ×
    FinancasPessoais.pt

    Subscreva a newsletter e tenha acesso a todas as novidades do grupo de sites FinancasPessoais.pt e a conteúdos exclusivos.

    Os sites FinancasPessoais.pt respeitam a sua privacidade e vontade:

    Não mostrar mais esta caixa