Jump to content
  • FORMAS DE POUPAR

  • Sign in to follow this  
    Rui Manuel

    Divida de 1996

    Recommended Posts

    Rui Manuel

    Boa tarde,

    Fui , em 1995, avalista de um emprestimo para uma empresa de construção, e na qual, em 1997 a empresa abriu falência, mas eu, como avalista, fiquei com uma divida para pagar, que ascende neste momento a quase 90.000€.

    Recorri a todas as instancias judiciais para tentar provar que nada devia. Nada consegui.

    Nada posso ter em meu nome. É um tormento, acreditem. Ainda para mais quando nunca vi ou usufrui um tostão da divida em questão.

    Tenho este "tormento" ás costas vai fazer 20 anos em 2016. Pergunto eu: Esta divida não está abrangida por nenhuma lei de prescrição ou caducidade ???  :o

    Grato desde já para quem me possa acender uma luzinha ao fundo do tunel

    Share this post


    Link to post
    Share on other sites
    zzzpt

    Por acaso é uma boa questão, se prescreve para os grandes devedores devia ser igual para os pequenos

    Share this post


    Link to post
    Share on other sites
    ildemaro

    Prescrever prescreve, mas a prescrição é suspensan durante algumas vezes do processo.

    Será necessário consultar o processo e fazer contas.

    Share this post


    Link to post
    Share on other sites
    pauloaguia

    Além disso também depende de quando é que o empréstimo supostamente terminava... imagino que o eventual prazo de prescrição só comece a contar depois disso...

    Já pensou em pedir insolvência? Não ficava muito pior do que está agora e ao fim de 5 anos recomeçava sem dívidas...

    Share this post


    Link to post
    Share on other sites
    Rui Manuel

    Boa tarde. Desde já agradecido pela resposta.

    Gostaria contudo de disponibilizar mais alguns dados para melhor apreciação.

    A divida remonta a 1995 e deveria ter sido paga até Setembro de 1996.

    Durante anos andou não sei por onde. Sei que em 2007 recebi uma notificação do tribunal a informar que devia ao IEFP a quantia de +-50.000€, por ter sido avalista no processo de emprestimo já mencionado. Corri e recorri todas as instancias até ao Supremo. Em 2009 o caso transitou em julgado.

     

    Share this post


    Link to post
    Share on other sites

    Join the conversation

    You are posting as a guest. If you have an account, sign in now to post with your account.
    Note: Your post will require moderator approval before it will be visible.

    Guest
    Reply to this topic...

    ×   Pasted as rich text.   Paste as plain text instead

      Only 75 emoji are allowed.

    ×   Your link has been automatically embedded.   Display as a link instead

    ×   Your previous content has been restored.   Clear editor

    ×   You cannot paste images directly. Upload or insert images from URL.

    Sign in to follow this  

    ×
    ×
    • Create New...
    FinancasPessoais.pt

    Subscreva a newsletter e tenha acesso a todas as novidades do grupo de sites FinancasPessoais.pt e a conteúdos exclusivos.

    Os sites FinancasPessoais.pt respeitam a sua privacidade e vontade:

    Não mostrar mais esta caixa