Jump to content
  • FORMAS DE POUPAR

  • Reclamações mais que triplicam


    Recommended Posts

    Segundo o Diário Económico de hoje, os portugueses estão a reclamar cada vez mais dos bancos. Só no ano passado, as queixas recebidas pela Deco, mais do que triplicaram, atingindo o valor mais elevado de sempre. A banca ocupa assim a terceira posição entre os sectores responsáveis pelo maior volume de reclamações. As queixas ascenderam a 28.962, ou seja, um aumento de 222%, face às 9.000 do ano anterior. O que significa uma média de 80 queixas por dia. O Santander, a CGD e o BCP voltaram a ser os bancos que suscitaram mais reclamações junto da Deco. O Santader liderou com 613 reclamações, seguido pela CGD com 569 e pelo BCP com 376 queixas apresentadas. O Citibank ficou na quarta posição com 312 reclamações. Apesar destas quatro instituições terem sido responsáveis pelo maior número de queixas, a Deco salienta que todos os bancos foram alvos de reclamações.

    A associação diz que mobilizou "os consumidores para o exercício da reclamação relativa aos arredondamentos do crédito à habitação, tendo o site (simulador e cartas tipo) recebido 222.751 visitas..."

    Numa outra secção subordinada ao título queixas dos clientes o D.E. refere que são vários os motivos que levam os clientes a reclamarem da banca. O Diário Económico teve acesso a algumas reclamações junto da Deco. Num dos casos, o cliente queixa-se das comissões cobradas por amortização antecipada, aquando da transferência do CH para outro banco. Noutra das queixas apresentadas o cliente explica que, depois de pedir uma reavaliação do empréstimo da casa, e de assinar um contrato para as devidas alterações, as condições na prática revelaram-se diferentes das acordadas. O cliente verificou que "as taxas não coincidiam com a proposta do gestor", as revisões não estavam a ser respeitadas, e denuncia a alegada "ocultação de informação por parte do gestor da conta".

    E estas reclamações são apenas aquelas que chegaram à Deco. Creio que faltarão contabilizar as que foram apresentadas por escrito no banco ou expressas oralmente ao balcão do mesmo.

    Será que o direito de cidadania chegou finalmente, ou será apenas quando "o calo dói"?

    Link to post
    Share on other sites

    Join the conversation

    You are posting as a guest. If you have an account, sign in now to post with your account.
    Note: Your post will require moderator approval before it will be visible.

    Guest
    Reply to this topic...

    ×   Pasted as rich text.   Paste as plain text instead

      Only 75 emoji are allowed.

    ×   Your link has been automatically embedded.   Display as a link instead

    ×   Your previous content has been restored.   Clear editor

    ×   You cannot paste images directly. Upload or insert images from URL.

    ×
    ×
    • Create New...