Ir para o conteúdo
censurado

Aquisições intracomunitárias - Fecho de actividade

Recommended Posts

censurado

Ainda estou um pouco "verde" nestes assuntos, e tenho uma dúvida que gostaria de ver esclarecida.

Supondo que tenho uma empresa com um número de IVA (VAT number) válido. Pretendo fazer uma aquisição intracomunitária a uma empresa alemã, pelo que não me é cobrado o IVA pela empresa. O produto comprado não será para venda, mas para utilização na empresa. Se depois um dia mais tarde fechar a actividade da empresa vou ter que prestar contas sobre essa compra que fiz? Poderei ter que pagar o IVA nessa altura ou algum imposto?

Partilhar esta publicação


Link para a publicação
Partilhar noutros sites
Ra

No caso de cessação:

- O bem é vendido, liquidando iva na venda.

ou

- O bem passa para a esfera pessoal do empresário, sendo tratado como uma transmissão sujeita a iva (valor sujeito a iva = preço de custo/mercado)

Partilhar esta publicação


Link para a publicação
Partilhar noutros sites
censurado

Só mesmo para não sobrarem dúvidas. Se a empresa fechar e o equipamento não for vendido (se eu decidir ficar com ele) terei que pagar o IVA correspondente?

E se o decidir vender terei que pagar o IVA correspondente ao valor da venda, certo? Imaginando que comprei o equipamento por 1500€, se a empresa fechar 2 anos depois e eu decidir vender esse equipamento por 500€ só pago IVA sobre este valor?

Partilhar esta publicação


Link para a publicação
Partilhar noutros sites
Ra

Se ficar com ele, para uso pessoal, tem de liquidar iva sobre o valor de custo ou de mercado (à data da transmissão/passagem).

Se o vender, cobra iva ao cliente sobre o valor da venda (500, nesse exemplo) e entrega o iva ao estado.

Partilhar esta publicação


Link para a publicação
Partilhar noutros sites
censurado

E se eu decidir vender algo que me custou 1500€ por 100€? Há algum decreto ou lei que determine um certo valor como sendo justo?

Partilhar esta publicação


Link para a publicação
Partilhar noutros sites
Ra

O que determina o preço justo é o mercado/concorrência.

As regras da concorrência não permite que se venda muito acima do valor, nem permite que se venda abaixo do preço de custo. Se por um lado não se conseguiria vender, pelo outro era concorrência desleal.

Se os 100 € for o preço justo, tendo em conta a idade, o desgaste, etc, etc... não vejo nenhum problema.

Partilhar esta publicação


Link para a publicação
Partilhar noutros sites

Este conteúdo terá de ser aprovador por um moderador

Visitante
Está a comentar como Visitante. Se já se registou, por favor entre com o seu Nome de Utilizador.
Responder a este tópico

×   Colou conteúdo com formatação.   Paste as plain text instead

  Only 75 emoticons maximum are allowed.

×   Foi criada uma pré-visualização automática a partir da ligação que colocou.   Mostrar apenas como ligação

×   Your previous content has been restored.   Clear editor

×   You cannot paste images directly. Upload or insert images from URL.


×
FinancasPessoais.pt

Subscreva a newsletter e tenha acesso a todas as novidades do grupo de sites FinancasPessoais.pt e a conteúdos exclusivos.

Os sites FinancasPessoais.pt respeitam a sua privacidade e vontade:

Não mostrar mais esta caixa