Ir para o conteúdo
mjorgea

Mês da Euribor a aplicar

Recommended Posts

mjorgea

Viva,

Gostaria que alguém, com mais experiencia me esclarecesse perante uma questão que me parece relativamente simples :

As minhas prestações mensais,de crédito à habitação são indexadas à Euribor 6M, vencem-se a 28 de cada mês.

Na alteração da prestação para os próximos 6 meses, a ter ínicio em 28-Dez-2008, o meu Banco baseou-se na  Euribor 6M de Outubro (5,178%).

Será legitimo ?

Dando cumprimento ao nº 3 do deceto-lei 240/2006 e à propria Clausula do meu contrato de Mutuo : “O empréstimo vence juros à taxa correspondente à média aritmética simples das taxas Euribor a seis meses, apurada com referência ao mês imediatamente anterior ao do inicio de cada período semestral de vigência do presente contrato … “ , não deveria ser aplicada a média do mês de Novembro (4,295%) ?

Estarei a interpretar mal ou de facto devo reclamar com o Banco ?

Obrigado pela ajuda e até breve

Excelente 2009 para todos,

Manuel Jorge Araújo

Partilhar esta publicação


Link para a publicação
Partilhar noutros sites
larekiku

Viva,

Gostaria que alguém, com mais experiencia me esclarecesse perante uma questão que me parece relativamente simples :

As minhas prestações mensais,de crédito à habitação são indexadas à Euribor 6M, vencem-se a 28 de cada mês.

Na alteração da prestação para os próximos 6 meses, a ter ínicio em 28-Dez-2008, o meu Banco baseou-se na  Euribor 6M de Outubro (5,178%).

Será legitimo ?

Dando cumprimento ao nº 3 do deceto-lei 240/2006 e à propria Clausula do meu contrato de Mutuo : “O empréstimo vence juros à taxa correspondente à média aritmética simples das taxas Euribor a seis meses, apurada com referência ao mês imediatamente anterior ao do inicio de cada período semestral de vigência do presente contrato … “ , não deveria ser aplicada a média do mês de Novembro (4,295%) ?

Estarei a interpretar mal ou de facto devo reclamar com o Banco ?

Obrigado pela ajuda e até breve

Excelente 2009 para todos,

Manuel Jorge Araújo

Boas colega

O meu foi revisto também em Dezembro e a média foi a de Outubro...também    :'( :'( :'(

Mas pelo que me informei parece que é assim...infelizmente

Dá uma espreitadela aqui no forum, já há outro tópicos sobre isso e inclusivé no blog do Pedro, acho que há um artigo sobre isso e podes ver este link já aqui mencionado

http://clientebancario.bportugal.pt/dsb/ProdutosBancarios/Chabitacao/Tjuro_Chabitacao.htm

agora??? resta esperar para Junho...com a média de Abril!!!!

Partilhar esta publicação


Link para a publicação
Partilhar noutros sites
Ana Domingues

Olá boa noite,

Já agora peço esclarecimento neste campo. Pelo que li, percebi que no meu caso, fiz escritura no dia 21 de Dezembro, só comecei a pagar em Janeiro, logo a minha revisao de euribor (que é de 6m) deveria ser baseada na taxa de Novembro (4,295%)?? Certo?? É que recebi agora a carta do banco a mencionar uma taxa de juro nominal de 5,0950%, correspondente a uma taxa efectiva anual de 5,2157%.

Já agora peço que me esclarecam se estes valores são os correctos, visto que a taxa de juro de Novembro era relativamente mais baixa.

Cumprimentos

Ana Domingues

Partilhar esta publicação


Link para a publicação
Partilhar noutros sites
Speedbird

Olá Ana,

Vc cometeu dois erros :

1. Foi fazer a escritura antes de Janeiro, quando então já teria uma euribor mais baixa. Este erro não tem solução.

2. Aceitou uma taxa de 6 meses. Deve mudar para 3 meses o mais rápido possivel.

Abraço,

Speedbird

Partilhar esta publicação


Link para a publicação
Partilhar noutros sites
Nuno

Ana,

A taxa nominal tem também em conta o spread, suponho que tenha um spread de 0.8% e se assim for está correcto: 5.095% = 4.295% + 0.8% :D

Partilhar esta publicação


Link para a publicação
Partilhar noutros sites
Semper

Olá Ana,

Vc cometeu dois erros :

1. Foi fazer a escritura antes de Janeiro, quando então já teria uma euribor mais baixa. Este erro não tem solução.

2. Aceitou uma taxa de 6 meses. Deve mudar para 3 meses o mais rápido possivel.

Abraço,

Speedbird

não percebo como é que o nº 2 possa ser um erro. o nº 1 entendo por uma questão fiscal.

Partilhar esta publicação


Link para a publicação
Partilhar noutros sites
hsfarao

Mesmo dizer o n.º 1 é um erro parece-me exagerado, até porque um crédito habitação não é por norma contratado a curto prazo.

Se agora parece um erro ter contratado o crédito em Dezembro e não em Janeiro, muito provavelmente irá dizer-se o mesmo em Janeiro porque é quase certo que a média Euribor de Fevereiro vai ser ainda mais baixa do que a de Janeiro. Isto para disser que por certo ainda vai ter muitos meses de Novembro em que a revisão da taxa de juro nesse mês a vai compensar, isto porque em Dezembro de alguns anos há-de a Euribor estar mais alta do que no mês anterior, ao contrário do que aconteceu este ano.

O ter aceitado uma taxa a 6 meses também não é erro, são opções que cada um toma, que estão tão certas como quem opta por 3 ou 12 meses ou taxa fixa, isto tendo em conta os motivos que invoquei no parágrafo anterior.

Partilhar esta publicação


Link para a publicação
Partilhar noutros sites
pauloaguia

Acresce que fiquei com ideia que o empréstimo nem foi contratado agora... já vem pelo menos do ano passado. E nem sempre a Euribor desceu de Dezembro para Janeiro...

Quanto `a opção entre os 3 ou 6 meses, pessoalmente preferiria os 3 meses pois historicamente esta taxa costuma ser mais baixa ou sobe pouco mais que a de 6 meses (ja a de 6 meses, teve momentos em que esteve bem mais alta que a de 3). No entanto, a estabilidade do orçamento familiar pode ser a prioridade e manter a prestação fixa durante prazos mais longos pode ser preferível para muita gente do que pagar menos de juros. Como o hsfarao diz, sao opções...

Quanto `a questão da Ana, e para complementar um pouco a resposta do Nuno, relativamente `a taxa efectiva nao e´ fácil dizer se esta correcta ou nao. Esta taxa leva em conta todos os custos do empréstimo, nomeadamente comissões, seguros, etc. Mas o que interessa e´ sobretudo a taxa nominal (pois esses custos ou já estao pagos, na sua maioria). Partindo do principio que o spread e´ de 0,8% estará correcta, como o Nuno referiu...

Partilhar esta publicação


Link para a publicação
Partilhar noutros sites
Semper

Mesmo dizer o n.º 1 é um erro parece-me exagerado, até porque um crédito habitação não é por norma contratado a curto prazo.

so mencionei que o nº1 podia ser um erro em termos fiscais por causa da isenção do imi.

a questão dos 3/6 meses penso que já ficou bem explicada o porquê de não ser um erro.. depende de cada um, até porque durante a vida do empréstimo, a diferença em € para a E3M será "de reduzida a nula".

Partilhar esta publicação


Link para a publicação
Partilhar noutros sites
hsfarao

so mencionei que o nº1 podia ser um erro em termos fiscais por causa da isenção do imi.

Recebido e assimilado.

Partilhar esta publicação


Link para a publicação
Partilhar noutros sites
pauloaguia

so mencionei que o nº1 podia ser um erro em termos fiscais por causa da isenção do imi.

Ai esta bem, concordo contigo.

Mas nao foi isso que disseste no post original - deixaste subentendido que foi um erro por causa da evolução da Euribor ;)

Partilhar esta publicação


Link para a publicação
Partilhar noutros sites
Semper

Ai esta bem, concordo contigo.

Mas nao foi isso que disseste no post original - deixaste subentendido que foi um erro por causa da evolução da Euribor ;)

nao. disse claramente que podia concordar ter sido um erro por uma questão fiscal..

Partilhar esta publicação


Link para a publicação
Partilhar noutros sites
pauloaguia

nao. disse claramente que podia concordar ter sido um erro por uma questão fiscal..

Desculpa... estava-te a atribuir a autoria da mensagem do Speedbird  :-[

Erro meu...

Partilhar esta publicação


Link para a publicação
Partilhar noutros sites
Semper

Desculpa... estava-te a atribuir a autoria da mensagem do Speedbird  :-[

Erro meu...

imaginei que fosse isso. no problem! :)

Partilhar esta publicação


Link para a publicação
Partilhar noutros sites
Ana Domingues

Olá! Já me informei com diversas pessoas e com o banco! A taxa está correcta porque a Euribor começou a descer no fim de Outubro, e em Novembro não teve quebras tão significativas como em Dezembro... logo só serei beneficiada na próxima revisão.

No entanto tenho a dizer que a minha escritura foi feita no ano de 2004 (isto a propósito da vossa discussão), e nessa altura os juros eram simpáticos...

Quanto à euribor, vou propor ao banco passar de 6 para 3 meses (para acompanhar mais de perto o mercado)

Obrigado pelas vossas opiniões!!!

Ana Domingues

Partilhar esta publicação


Link para a publicação
Partilhar noutros sites
zinho

Viva,

Gostaria que alguém, com mais experiencia me esclarecesse perante uma questão que me parece relativamente simples :

As minhas prestações mensais,de crédito à habitação são indexadas à Euribor 6M, vencem-se a 28 de cada mês.

Na alteração da prestação para os próximos 6 meses, a ter ínicio em 28-Dez-2008, o meu Banco baseou-se na  Euribor 6M de Outubro (5,178%).

Será legitimo ?

Dando cumprimento ao nº 3 do deceto-lei 240/2006 e à propria Clausula do meu contrato de Mutuo : “O empréstimo vence juros à taxa correspondente à média aritmética simples das taxas Euribor a seis meses, apurada com referência ao mês imediatamente anterior ao do inicio de cada período semestral de vigência do presente contrato … “ , não deveria ser aplicada a média do mês de Novembro (4,295%) ?

Estarei a interpretar mal ou de facto devo reclamar com o Banco ?

Obrigado pela ajuda e até breve

Excelente 2009 para todos,

Manuel Jorge Araújo

Manuel é o seguinte,eu em tempos reclamei por escrito ao banco de portugal,e o mesmo informou-me por escrito que como entidade reguladora bancária não pode em caso algum intrevir em contratualização entre banco e cliente enfim,custuma-se a dizer que a união faz a força reclama ao banco de portugal.

Partilhar esta publicação


Link para a publicação
Partilhar noutros sites
pauloaguia

Manuel é o seguinte,eu em tempos reclamei por escrito ao banco de portugal,e o mesmo informou-me por escrito que como entidade reguladora bancária não pode em caso algum intrevir em contratualização entre banco e cliente enfim,custuma-se a dizer que a união faz a força reclama ao banco de portugal.

zinho, neste caso em concreto nao ha porque reclamar. O procedimento do banco segue a lei. A resposta do BdP provavelmente seria nesse sentido.

O BdP apenas garante que a lei esta a ser cumprida. Nao sei qual foi a tua situaçao, mas o BdP pode e deve intervir em caso de ilegalidades dos bancos. Ja no que diz respeito a situaçoes contratuais (como a negociaçao do spread, por exemplo) nada pode fazer - alias, a bem da propria concorrencia entre bancos.

Partilhar esta publicação


Link para a publicação
Partilhar noutros sites

Este conteúdo terá de ser aprovador por um moderador

Visitante
Está a comentar como Visitante. Se já se registou, por favor entre com o seu Nome de Utilizador.
Responder a este tópico

×   Colou conteúdo com formatação.   Paste as plain text instead

  Only 75 emoticons maximum are allowed.

×   Foi criada uma pré-visualização automática a partir da ligação que colocou.   Mostrar apenas como ligação

×   Your previous content has been restored.   Clear editor

×   You cannot paste images directly. Upload or insert images from URL.


×
FinancasPessoais.pt

Subscreva a newsletter e tenha acesso a todas as novidades do grupo de sites FinancasPessoais.pt e a conteúdos exclusivos.

Os sites FinancasPessoais.pt respeitam a sua privacidade e vontade:

Não mostrar mais esta caixa