Jump to content
  • FORMAS DE POUPAR

  • Sign in to follow this  
    Fernando F

    Arrendei(enquanto inquilino) uma casa , posso deduzir as rendas do IRS?

    Recommended Posts

    Fernando F

    vou-me mudar para uma casa arrendada pela primeira vez, posso deduzir as rendas do IRS?

    A pergunta é quicá um bocado inocente, sei que antigamente se podia, mas agora com todos estes cortes...

    Houve alguma alteração a esta lei, ou ainda posso deduzir as rendas do IRS?

    Share this post


    Link to post
    Share on other sites
    Habiba

    Tenho a mesma duvida… no entanto, encontrei esta informação numa revista: “Só quem assinou um contrato de arrendamento até 31 de dezembro de 2011 é que ainda pode deduzir parte das rendas no IRS”.

    Alguém me pode confirmar a “legalidade” da informação?

    Ângela

    Share this post


    Link to post
    Share on other sites
    Ra

    Artigo 85.º

    Encargos com imóveis 

    1 - São dedutíveis à colecta 15 % dos encargos a seguir mencionados relacionados com imóveis situados em território português ou no território de outro Estado membro da União Europeia ou no espaço económico europeu desde que, neste último caso, exista intercâmbio de informações:(Redacção dada pela Lei 64-B/2011, de 30 de Dezembro)

    a) Juros de dívidas, por contratos celebrados até 31 de Dezembro de 2011, contraídas com a aquisição, construção ou beneficiação de imóveis para habitação própria e permanente ou arrendamento devidamente comprovado para habitação permanente do arrendatário, até ao limite de (euro) 591;(Redacção dada pela Lei 64-B/2011, de 30 de Dezembro)

    B) Prestações devidas em resultado de contratos celebrados até 31 de Dezembro de 2011 com cooperativas de habitação ou no âmbito do regime de compras em grupo, para a aquisição de imóveis destinados a habitação própria e permanente ou arrendamento para habitação permanente do arrendatário, devidamente comprovadas, na parte que respeitem a juros das correspondentes dívidas, até ao limite de (euro) 591;(Redacção dada pela Lei 64-B/2011, de 30 de Dezembro)

    c) Importâncias pagas a título de rendas por contrato de locação financeira celebrado até 31 de Dezembro de 2011 relativo a imóveis para habitação própria e permanente efectuadas ao abrigo deste regime, na parte que não constituam amortização de capital, até ao limite de (euro) 591;(Redacção dada pela Lei 64-B/2011, de 30 de Dezembro)

    d) Importâncias, líquidas de subsídios ou comparticipações oficiais, suportadas a título de renda pelo arrendatário de prédio urbano ou da sua fracção autónoma para fins de habitação permanente, quando referentes a contratos de arrendamento celebrados a coberto do Regime do Arrendamento Urbano, aprovado pelo Decreto-Lei n.º 321-B/90, de 15 de Outubro, ou do Novo Regime de Arrendamento Urbano, aprovado pela Lei n.º 6/2006, de 27 de Fevereiro, até ao limite de (euro) 591.(Redacção dada pela Lei 64-B/2011, de 30 de Dezembro)

    Share this post


    Link to post
    Share on other sites
    Guest FG

    bom dia

    sou proprietario de um andar arrendado.Sei que com a nova lei posso optar por pagar uma taxa independente de irs sobre o valor que recebo de renda.a minha duvida é:Mesmo assim esse valor recebido de renda entra no calculo do meu irs como tradalhadora dependente?O meu escalao pode subir?esta possibilidade é para o irs de 2012?

    obrigado FG

    Share this post


    Link to post
    Share on other sites
    Ra

    bom dia

    sou proprietario de um andar arrendado.Sei que com a nova lei posso optar por pagar uma taxa independente de irs sobre o valor que recebo de renda.a minha duvida é:Mesmo assim esse valor recebido de renda entra no calculo do meu irs como tradalhadora dependente?O meu escalao pode subir?esta possibilidade é para o irs de 2012?

    obrigado FG

    É para o irs referente aos rendimentos de 2013.

    Como funciona?

    - Se optar pelo englobamento, o rendimento das rendas será somado aos restantes rendimentos do agregado familiar ( como por exemplo, os de trabalho dependente ) e o escalão de irs será influenciado por este rendimento.

    - Se não optar pelo englobamento, os rendimentos prediais serão taxados autonomamente à taxa de 28%. E somente a soma dos restantes rendimentos é que irá influenciar o escalão.

    Share this post


    Link to post
    Share on other sites
    Guest Antonio C.

    Vivo neste momento numa casa minha mas pretendo mudar para outra mais adequada às minhas necessidades. O que pretendo é arrendar a minha e ir para uma arrendada, ou seja, serei senhorio e inquilino ao mesmo tempo.

    Alguém sabe se posso declarar apenas a diferença das rendas (recebidas-pagas)? Ou será que tenho que pagar imposto sobre as rendas recebidas e depois apenas posso descontar uma pequena parte das rendas pagas?

    Parece-me que o segundo caso é bastante injusto, mas nada que não estejamos habituados em Portugal.

    Obrigado pela ajuda!

    Share this post


    Link to post
    Share on other sites
    pauloagsantos

    António, claro que é o 2º caso.

    arrenda a sua casa, paga imposto desse negócio.

    vai viver para uma casa arrendada, pode deduzir parte das rendas no IRS.

    Atenção a duas coisas. O valor da dedução das rendas no IRS será possivel até 2017, mas irá baixar em cada ano. Em 2012 o valor máximo chegava a 591€, em 2013 será 502€, em 2014 será 413,70€, em 2015 será 325,05€, em 2016 será 236,40 e em 2017 será de 147,75. Em 2018 acabará a dedução.

    Se tiver um empréstimo sobre a sua habitação poderá ter problemas com o banco em arrendar a sua casa. O melhor seria nem dizer nada ao banco. Primeiro porque ao deixar de ser a sua habitação permanente, este poderia mudar as condições do empréstimo. Segundo porque a casa ao ter um inquilino e no cenário de você deixar de pagar ao banco, este teria problemas ao vender a casa uma vez que teria problemas ao colocar o inquilino de lá para fora.

    Share this post


    Link to post
    Share on other sites
    Guest fernandovieira

    Boa tarde. PAgo de renda 275 euros mes. Desse valor qual o que no final do ano poderei declarar no IRS para descontar. Ou seja qual a percentagem ? Como faço para calcular. Coloco la todos os meses de 2012 e depois multiplico por que valor decimal ?

    Share this post


    Link to post
    Share on other sites
    pauloagsantos

    Fernando,

    você coloca sempre o valor total das rendas. as finanças depois é que fazem as contas.

    o mesmo se passa com as despesas de saude e de educação, é sempre colocado o total.

    Share this post


    Link to post
    Share on other sites
    Fernando F

    Essa situaçao de a partir de 2018 deixar de ser possivel receber reembolso de irs pelas rendas é curioso.

    O estado por um lado avança com reembolsos de coisas relacionadas com o comercio diário, imagino que para combater a fuga ao fisco, por outro acaba com o beneficio fiscal das rendas.

    Vá-se perceber....

    Share this post


    Link to post
    Share on other sites
    Guest Silvina Lemos Sousa

    Boa tarde. Gostaria que me esclarecesse uma dúvida, que é a seguinte: fiz um contrato de arrendamento em abril de 2000. Nessa altura estava casada com o meu marido e os recibos eram passados no nome dele. Em 2010 separei-me, no entanto os recibos mantêm-se em nome dele. Como posso resolver esta situação para que possa declarar as rendas no IRS de 2012? Obrigada pela atenção. Carla Pinto 

    Share this post


    Link to post
    Share on other sites
    ClaudioOPA

    Essa situaçao de a partir de 2018 deixar de ser possivel receber reembolso de irs pelas rendas é curioso.

    O estado por um lado avança com reembolsos de coisas relacionadas com o comercio diário, imagino que para combater a fuga ao fisco, por outro acaba com o beneficio fiscal das rendas.

    Vá-se perceber....

    Concordo plenamente com o seu comentário,quando as rendas deixarem de ter benefício fiscal presumo que vá haver muita fuga ao fisco por parte dos senhorios..

    Share this post


    Link to post
    Share on other sites
    ClaudioOPA

    Boa tarde. Gostaria que me esclarecesse uma dúvida, que é a seguinte: fiz um contrato de arrendamento em abril de 2000. Nessa altura estava casada com o meu marido e os recibos eram passados no nome dele. Em 2010 separei-me, no entanto os recibos mantêm-se em nome dele. Como posso resolver esta situação para que possa declarar as rendas no IRS de 2012? Obrigada pela atenção. Carla Pinto

    Se os recibos estão em nome do seu ex-marido e já não preenchem o irs em conjunto, penso não poder beneficiar do benefício fiscal. Presumo que tenha de pedir uma mudança no contrato ao senhorio para que passe só para seu nome o contrato,e daí os respectivos recibos.

    Share this post


    Link to post
    Share on other sites
    Ra

    Boa tarde. Gostaria que me esclarecesse uma dúvida, que é a seguinte: fiz um contrato de arrendamento em abril de 2000. Nessa altura estava casada com o meu marido e os recibos eram passados no nome dele. Em 2010 separei-me, no entanto os recibos mantêm-se em nome dele. Como posso resolver esta situação para que possa declarar as rendas no IRS de 2012? Obrigada pela atenção. Carla Pinto 

    Essa situação podia estar salvaguardada se no acordo amigável de divórcio -ou em caso de litigioso, decidido pelo juíz- estivesse definida para quem ficava a casa.

    E oficiosamente a conservatória ou o tribunal comunicava a alteração ao senhorio. E assim ficaria o contrato apenas em seu nome.

    Assim, na minha opinião, visto que o ex-marido já não lá mora -por isso ele não vai declarar a despesa- , e certamente o arrendamento está no nome dos dois, eu tentaria junto do senhorio a alteração dos recibos. Não custa tentar... e pelo menos daqui para a frente regularizava essa situação.

    Share this post


    Link to post
    Share on other sites
    Guest FernandaC

    Fiz um contrato de arrendamento em 2012, sei que o senhorio registou o mesmo nas finanças, no entanto ainda nãi fiz alteração de morada. Posso deduzir as rendas no IRS

    Share this post


    Link to post
    Share on other sites
    Guest Jose Braz

    Boa tarde. Peço ajuda para a seguinte duvida: em Março de 2012 divorciei-me; tinha crédito a habitação, que veio a ser vendida em Agosto; entretanto aluguei casa; no IRS de 2012 posso incluir o valor de juros pagos pela aquisição e as rendas pagas pelo aluguer?

    Obrigado

    Share this post


    Link to post
    Share on other sites
    Guest Telma

    Boa tarde!

    A minha duvida para o IRS Referente ao ano 2012 é a seguinte:

    Em 2012 arrendei uma casa (Como Inquilino) gostaria de saber se durante este ano posso deduzir as rendas, mesmo sendo o contrato de 2012?

    E já agora, se a resposta seria sim, gostaria de saber qual é o campo a preencher...??

    Obrigado :D

    Share this post


    Link to post
    Share on other sites
    Ra

    Fiz um contrato de arrendamento em 2012, sei que o senhorio registou o mesmo nas finanças, no entanto ainda nãi fiz alteração de morada. Posso deduzir as rendas no IRS

    A condição para a dedução é ser para habitação permanente.

    Para as finanças a habitação permanente é igual à morada fiscal.

    Share this post


    Link to post
    Share on other sites
    Guest Abujok

    A condição para a dedução é ser para habitação permanente.

    Para as finanças a habitação permanente é igual à morada fiscal.

    Para proceder a essa alteração de morada fiscal, que documentos tenho de mudar? (se necessário mesmo)

    Share this post


    Link to post
    Share on other sites
    Ra

    Para proceder a essa alteração de morada fiscal, que documentos tenho de mudar? (se necessário mesmo)

    Alterando o cartão de cidadão automaticamente é actualizada em todos os serviços.

    Share this post


    Link to post
    Share on other sites
    Guest Abujok

    Alterando o cartão de cidadão automaticamente é actualizada em todos os serviços.

    Obrigado! Tendo em conta que estou residente á 2 anos na mesma casa e nunca coloquei os recibos em IRS, será que posso colocar todos juntos ainda este ano? Se possivel retificava o IRS se o valor a descontar valesse a pena.

    Share this post


    Link to post
    Share on other sites
    Ra

    Obrigado! Tendo em conta que estou residente á 2 anos na mesma casa e nunca coloquei os recibos em IRS, será que posso colocar todos juntos ainda este ano? Se possivel retificava o IRS se o valor a descontar valesse a pena.

    Apenas dá para colocar nos respectivos anos de pagamento. Logo os pagamentos de rendas nos anos anteriores não dá para meter este ano.

    Mas quando fala "ainda este ano", quer dizer referente ao ano 2012, certo?

    Se só agora alterar a morada, a mudança só terá efeito agora em 2013, logo em 2012 as moradas ainda não correspondiam.

    Share this post


    Link to post
    Share on other sites
    Guest C~´audia

    Bom dia! vivo numa arrendada e com contrato registado nas finanças..declarei no irs mas na simulação diz que não recebo nada,porquê?

    Share this post


    Link to post
    Share on other sites
    ABCD

    Bom dia! vivo numa arrendada e com contrato registado nas finanças..declarei no irs mas na simulação diz que não recebo nada,porquê?

    Trata-se da sua casa de habitação permanente ou de sazonalidade?

    Tem rendimentos de trabalho?

    Parece-me que contando a situação toda se torna mais fácil de ajudar.

    Share this post


    Link to post
    Share on other sites

    Join the conversation

    You are posting as a guest. If you have an account, sign in now to post with your account.
    Note: Your post will require moderator approval before it will be visible.

    Guest
    Reply to this topic...

    ×   Pasted as rich text.   Paste as plain text instead

      Only 75 emoji are allowed.

    ×   Your link has been automatically embedded.   Display as a link instead

    ×   Your previous content has been restored.   Clear editor

    ×   You cannot paste images directly. Upload or insert images from URL.

    Sign in to follow this  

    ×
    ×
    • Create New...
    FinancasPessoais.pt

    Subscreva a newsletter e tenha acesso a todas as novidades do grupo de sites FinancasPessoais.pt e a conteúdos exclusivos.

    Os sites FinancasPessoais.pt respeitam a sua privacidade e vontade:

    Não mostrar mais esta caixa