Jump to content
  • FORMAS DE POUPAR

  • Sign in to follow this  
    jrRibeiro

    Atraso na Entrega do IRS

    Recommended Posts

    jrRibeiro

    Viva!

    Através do mágico google tomei conhecimento deste fórum no qual exponho a minha dúvida...

    A minha mãe esteve sem trabalhar e a receber o RSI durante 2 anos, não entregando IRS visto não ter rendimentos que assim a obriguem.

    Em 2011, a Seg. Social mandou uma carta a dizer que tinham arranjado uma ocupação (e dou destaque à palavra 'Ocupação', visto ser esta a causadora do problema) e que para continuar a usufruir do RSI teria de aceitar.

    Ora, isto durou entre Novembro de 2011 até Maio de 2012.

    A minha mãe, na sua inocência, visto o salário ter sido exactamente igual ao RSI que recebia pensou que assim o continuou a receber e este ano novamente não entregou o IRS referente ao ano 2011 o que despertou um problema visto ter 2 meses (Novembro e Dezembro) de salário dependente.

    Explicada a causa, passemos à resolução: Na repartição de finanças disseram-lhe que deveria entregar pela Internet (nem após várias tentativas de explicação sobre a inexperiência de uma senhora já com uma certa idade, sugeriram um filho ou conhecido a quem pudesse pedir, mas este não é o caso), mas que de uma multa já não se safava.

    Eu então fiz hoje (20 de Julho) a declaração com o Software deles e submeti normalmente (está com o estado: Aguardar Validação).

    A minha questão é referente à dita multa que terá de pagar e após uma pesquisa encontrei o seguinte:

    Se verificou um erro na entrega do IRS ou se se esqueceu de entregar a declaração dentro dos prazos' date=' poderá ter de pagar uma multa. Os valores das multas diferem consoante o atraso no prazo de entrega do IRS.

    Valor das coimas devido a atraso na entrega do IRS.

    - Até 30 dias depois do prazo:

        Terá de pagar uma multa de 25 euros.

    - Mais de 30 dias depois do prazo:

        Se o erro prejudica o fisco, envie outra declaração até 60 dias antes de terminar o prazo de caducidade. A coima mínima é de 50 euros.

        Se o erro prejudica a si, preencha a declaração nova até 90 dias depois de receber a nota de liquidação de IRS. A coima mínima é de 50 euros.

    - Mais de 60 dias depois do prazo:

        Será instaurado um processo e o contribuinte ficará sujeito a multa até 2500 euros.

    [i']in http://www.online24.pt/multas-por-nao-entregar-o-irs/

    Na simulação do IRS mostrou, entre outras coisas, no fim o valor final:

    Cálculo sem imposto: 0.00€

    Ou seja, caso tivesse entregue a tempo, nem a minha mãe devia nada ao estado e vice-versa.

    Pegando na citação do online24 visto o estado não ter sido prejudicado deduzo que a coima mínima seja de 50€, visto não terem passado 90 dias desde 30 de Abril que foi a data limite de entrega pela Internet.

    Irão surgir surpresas, ou estou correcto que o valor será de 50€?

    Muito Obrigado por qualquer ajuda que possam dar!

    Os melhores cumprimentos

    Share this post


    Link to post
    Share on other sites
    Guest Ra

    Quanto às multas, não estou muito dentro do assunto, nem sei se dá para pedir algum tipo de redução, ou até mesmo dispensa.

    Esperemos que alguém o ajude nessa questão.

    Quanto ao trabalho dependente desses dois meses, não lhe falaram na possibilidade de a sua mãe estar dispensada de fazer a declaração?

    Artigo 58.º

    Dispensa de apresentação de declaração

    Ficam dispensados de apresentar a declaração a que se refere o artigo anterior os sujeitos passivos que, no ano a que o imposto respeita, apenas tenham auferido, isolada ou cumulativamente:

    a) Rendimentos tributados pelas taxas previstas no artigo 71.º e não optem, quando legalmente permitido, pelo seu englobamento; (Red. Dec.-Lei n.º 238/2006 de 20/12 )

    B) Rendimentos de pensões pagas por regimes obrigatórios de protecção social, de montante inferior ao da dedução específica estabelecida no n.º 1 do artigo 53.º(Red. Dec.-Lei n.º 238/2006 de 20/12 )

    c) Rendimentos do trabalho dependente de montante inferior ao da dedução específica estabelecida na alínea a) do n.º 1 do artigo 25.º. (Aditada pela  Lei n.º 3-B/2010-28/04)

    O montante é 4104 euros.

    Share this post


    Link to post
    Share on other sites
    jrRibeiro

    Sim, disseram isso agora da 2ª vez que lá fui, afinal não é mesmo preciso, fizeram tamanha confusão porque não consultaram o valor e disseram que qualquer tipo de trabalho dependente tinha de fazer irs.

    Para o ano já sei pois ultrapassa esse valor.

    Muito obrigado pela ajuda!

    Share this post


    Link to post
    Share on other sites

    Join the conversation

    You are posting as a guest. If you have an account, sign in now to post with your account.
    Note: Your post will require moderator approval before it will be visible.

    Guest
    Reply to this topic...

    ×   Pasted as rich text.   Paste as plain text instead

      Only 75 emoji are allowed.

    ×   Your link has been automatically embedded.   Display as a link instead

    ×   Your previous content has been restored.   Clear editor

    ×   You cannot paste images directly. Upload or insert images from URL.

    Sign in to follow this  

    ×
    ×
    • Create New...
    FinancasPessoais.pt

    Subscreva a newsletter e tenha acesso a todas as novidades do grupo de sites FinancasPessoais.pt e a conteúdos exclusivos.

    Os sites FinancasPessoais.pt respeitam a sua privacidade e vontade:

    Não mostrar mais esta caixa