Jump to content
  • FORMAS DE POUPAR

  • Sign in to follow this  
    luzitano

    Fursado a assinar carta de despedimento

    Recommended Posts

    luzitano

    Boa  noite

    Venho  aqui  com  este  assunto  e  muita  vergonha  mistura.

    Assunto  esse  ,  que  é  o  seguinte:

    Trabalhei  para  uma  empresa  de  transportes , dando  sempre  o  meu  melhor.

    Acontesse  que  a serta  altura  tirarão-me do  serviço  que  fazia , Espanha  Portugal e  meterão-me a faser  serviço  nacional.

    Os  horarios  erão  de  cortar  a  faca e  para  terminar  tirarão-me os  fins  de  semana.

    Reclamei  e  nada  feito.

    acontesse  que  fui  chamado  au  escritorio  para  falar  com  a  entidade  patornal.

    Eu  apareci  nu  dia  marcado  e  hora marcada , convicto  que  ia  ser  despedido  ou  levar  um  raspanete.

    Mas  o  que  acontesseu  foi  o  seguinte:

    Por  ser  Seropuzitio  e  homossexual ou  assina  a carta  de  despedimento  ou  tuda  a  empresa  ia  saber  da minha  tendençia e  da  doença.

    Fiquei  sem rigor , sem mundo (murri  de  vergonha).

    Serto é  que  assinei  a  dita  carta sem  ler  sem  nada.

    Dias mais  tarde voltei para  buscar o  cheque  do  ordenado . mais  uma  ves  tive  de  assinar  um  papel  para  aver  o  cheque.

    Tudo  isto  debaixo  de  vergonha  e  nojo  de  mim  proprio.Assinei

    Agora  passados  quase  2  meses falando  com alguem da  minha  confiança e tandome  tão poco  burrifando  para  o  que  se  possa  falar, gostava que  alguem  me  informasse se  posso  apresentar  queicha  nu  tribunal  por  tal injustiça.

    O meu  muito  obrigado  a  todos. 

    Share this post


    Link to post
    Share on other sites
    José Ribeiro

    ACT: http://www.act.gov.pt/%28pt-PT%29/Itens/QueixasDenuncias/Paginas/default.aspx

    Tribunal do trabalho (não sei a sua localidade, mas é uma questão de se informar): http://codigopostal.ciberforma.pt/dir/empresa2.asp?emp=7665

    Exponha a sua situação a um advogado. Se não tem posses vá à segurança social da sua área de residência.

    Share this post


    Link to post
    Share on other sites
    luzitano

    Boa noite.

    Amigo  muito  obrigado  pela  informação.

    Como  deve  imaginar  não  é  nada  fassil  expor  2  assuntos de qual  o  mais  mal asseite pela  nossa  população.

    Mas  como  dis  o  velho  ditado ,  perdido ,perdido e meio.

    Obrigado pela atenção

    Share this post


    Link to post
    Share on other sites
    carlos2008

    caro luzitano,

    peço desculpa mas você está totalmente enganado : eu tenho 61 anos, sou casado e gosto (sempre gostei) de mulheres , não me considero nenhum "avançado" especial mas votei a favor da descriminalização da IVG  (vulgo aborto) e nada tenho contra os seropositivos e os homossexuais , acho que o mal está na sua cabeça, assuma-se homem ! 

    Evidentemente que você está a ser vítima de uma discriminação estúpida e terceiro mundista que em nada reflecte o sentir mais geral do povo português, não pense isso da generalidade da população porque não é verdade, os portugueses são extraordinariamente tolerantes ! 

    o que é verdade é que o seu patrão é um homem das cavernas e, provavelmente, até é muito menos homem que você, ele deve é ter um bom par de c@rnos e vinga-se nos empregados que julga mais fracos!

    consulte um advogado e faça  valer os seus direitos e dê-lhe uma boa ensinadela !

    Share this post


    Link to post
    Share on other sites
    sollis

    seu patrão é um homem das cavernas e, provavelmente, até é muito menos homem que você, ele deve é ter um bom par de c@rnos

    Nada diz que o patrão é um homem  :-\

    Adiante, claro que pode (e deve) apresentar queixa e fazer valer os direitos, mas cada qual sabe de si e da força que tem e lutar contra tudo.

    Às vezes ficar calado ou dar um outro passo ao lado não é fugir ou esconder, apenas valorizar a pessoa mais importante, o eu proprio.

    Share this post


    Link to post
    Share on other sites
    M_R_J

    Caro luzitano,

    Lamento que tenha passado por essa situação e que tenha chegado a sentir nojo de si próprio.

    Não é demais reafirmar que nem a doença de que padece nem a sua orientação sexual fazem de si uma pessoa menos digna. Quem o discrimina por ser seropositivo e homossexual é que comete uma barbaridade indesculpável.

    Desejo-lhe toda a força para que consiga lutar contra esta infâmia e fazer valer os seus direitos enquanto trabalhador e sobretudo enquanto pessoa.

    Faça uso dos contatos no link abaixo para apoio psicológico e talvez processual.

    http://www.rea.pt/numapoio.html

    Share this post


    Link to post
    Share on other sites
    pauloaguia

    Se ele tivesse feito ameaçado ir contar à mulher de um funcionário que ele andava a dormir com a amante, quer dizer que era contra o adultério? Claro que não, se calhar até tem uma também :P

    Também não quer dizer que neste caso o esteja a discriminar por causa da doença ou da orientação sexual - apenas quer dizer que é chantagista... quando muito abusou do facto do luzitano se discriminar a si próprio ou se estar a tentar proteger do resto da sociedade...

    Obviamente isto não desculpa o que o patrão fez. Muito pelo contrário - pessoalmente acho muito mais grave a chantagem que a discriminação...

    Luzitano, apetece-me dizer quase como o carlos - assume-te, homem! Mas também nem sempre é fácil, sobretudo se for um meio pequeno, cheio de pessoas que ainda se importam com essas coisas... mas acredita que depois do falatório inicial, vais passar a conseguir andar de cabeça erguida sem mais problemas desses... enquanto te continuares a discriminar a ti próprio, dás direito a todos os outros a fazerem-no também.

    Mas no entretanto arranja um corretor ortográfico, por favor  8)

    Share this post


    Link to post
    Share on other sites
    M_R_J
    Luzitano, apetece-me dizer quase como o carlos - assume-te, homem! Mas também nem sempre é fácil, sobretudo se for um meio pequeno, cheio de pessoas que ainda se importam com essas coisas... mas acredita que depois do falatório inicial, vais passar a conseguir andar de cabeça erguida sem mais problemas desses... enquanto te continuares a discriminar a ti próprio, dás direito a todos os outros a fazerem-no também.

    Mesmo que ele viva na comunidade mais tolerante do mundo, pessoalmente acho que ele só deverá revelar a sua sexualidade quando muito bem entender e no contexto que lhe parecer melhor.

    Mas sim, nota-se que está cheio de complexos e talvez seja terapêutico mas não sei. O melhor será mesmo aconselhar-se com quem passou pelo mesmo.

    Share this post


    Link to post
    Share on other sites
    pauloaguia
    Mas sim, nota-se que está cheio de complexos e talvez seja terapêutico mas não sei. O melhor será mesmo aconselhar-se com quem passou pelo mesmo.

    Imagino que enquanto seropositivo haja alguma espécie de acompanhamento médico? Talvez falar com um psicólogo também...

    Share this post


    Link to post
    Share on other sites
    carlos2008

    evidentemente que ninguém anda a revelar as suas tendências sexuais nas paredes do emprego e no café, não foi isso que eu quis dizer e isso aplica-se a homos e a heteros : nós, os heteros, também temos manias e gostos que não são iguais para todos, uns fazem coisas que a outros lhes mete nojo mas isso é com cada um(a) e com o seu parceiro(a) .

    o que eu quis dizer é que se porventura for conhecido que alguém é homo e isso chegar ao chefe ou à colega do 1º andar isso deve ser assumido sem vergonha e com naturalidade.

    conto uma coisa que se passou no meu emprego (somos mais de 300) : um colega nosso tinha, infelizmente, um filho viciado em drogas pesadas e isso era motivo de grande sofrimento pessoal e familiar, como é óbvio, e, na empresa ninguém sabia.

    um dia o filho foi internado numa comunidade terapêutica para desintoxicação e cura - e o meu colega passou a ir às reuniões de pais - onde a 1ª coisa que lhe disseram era que devia assumir isso perante os amigos e colegas sem complexos alguns de forma a tirar aquele "peso" de cima dos ombros dele e da mulher: foi por isso (era um colega bastante próximo) que eu e outros soubemos e o pudemos ajudar e suportar durante a fase da cura do filho - a história acabou bem porque o rapaz hoje é curado, casado e já tem netos e nunca houve mais problemas. 

    não foi necessário publicar na parede: bastou que, naturalmente, os mais próximos soubessem e a questão da homossexualidade eu acho que é idêntica, as pessoas se souberem respeitam e compreendem .

    Eu, desde que uma vez nas férias, numa aldeia em Trás-os-Montes, soube que o senhor Padre lá do sítio ia dormir a casa de uma senhora viúva lá da aldeia e que toda a gente sabia e que a senhora empregada de mesa da estalagem onde eu estava me disse " o que quer, ele é Padre mas é um homem como os outros, ela é viúva, olhe não podemos criticar.." acho aquilo que sempre achei: o povo português é tolerante por natureza, é assim e acabou-se, ao contrário de outros: por isso existem milhares de mestiços em todos os locais por onde passamos, somos assim e isso é positivo , é melhor que ser racista  e xenófobo !

    acho eu !

    Share this post


    Link to post
    Share on other sites
    pauloaguia

    evidentemente que ninguém anda a revelar as suas tendências sexuais nas paredes do emprego e no café

    Sim, também não foi isso que quis dizer :)

    É tal como no exemplo que deste - diz-se a algumas pessoas. A questão é que a partir do momento em que dizes a uma, tens de estar preparado para essa poder contar a outras (às vezes até com a melhor das intenções) e toda a gente ficar a saber.

    Mas eu não me admiraria muito que alguns colegas até já desconfiassem, acontece muitas vezes - e aí cedeste à chantagem para esconder uma coisa que já não fazia sentido esconder...

    Achamos que temos o maior segredo do mundo, sofremos com o peso de o carregar às costas, e quando finalmente se decide a desabafar com alguém, afinal já toda a gente sabe:

    O pai decide finalmente explicar ao filho de 12 anos como são feitos os bebés e ele, desata a chorar e responde:

    - Não quero saber! Promete que não me contas!

    O pai, espantado, pergunta porque razão o filho não quer saber e, ele ainda ainda chorando, responde:

    - Quando eu tinha 6 anos contaste-me que não havia coelho da Páscoa, aos 7 descobri que não havia Fada dos Dentes e aos 8 contaram-me que o Pai Natal eras tu! Se eu descobrir que os adultos não têm sexo... não tenho mais qualquer razão para viver! ;D

    Share this post


    Link to post
    Share on other sites

    Join the conversation

    You are posting as a guest. If you have an account, sign in now to post with your account.
    Note: Your post will require moderator approval before it will be visible.

    Guest
    Reply to this topic...

    ×   Pasted as rich text.   Paste as plain text instead

      Only 75 emoji are allowed.

    ×   Your link has been automatically embedded.   Display as a link instead

    ×   Your previous content has been restored.   Clear editor

    ×   You cannot paste images directly. Upload or insert images from URL.

    Sign in to follow this  

    ×
    ×
    • Create New...
    FinancasPessoais.pt

    Subscreva a newsletter e tenha acesso a todas as novidades do grupo de sites FinancasPessoais.pt e a conteúdos exclusivos.

    Os sites FinancasPessoais.pt respeitam a sua privacidade e vontade:

    Não mostrar mais esta caixa