Jump to content
  • FORMAS DE POUPAR

  • Sign in to follow this  
    clinton

    TRABALHO EM PARTIME-Contin.

    Recommended Posts

    clinton

    Na sequência da mensagem que aqui deixei há uns dias "há novidades!!!"

    Na clinica onde faço partime trato sinistrados de seguradoras, resultantes de acidentes de trabalho e dtes ocasionais( uma injecção, um penso,etc.) e dtes que levam mais tempo, 15 dias/1 mês ou mais (ESTES DTES NORMALMENTE PEDEM RECIBOS).Devido ao facto de ser a 1ª vez que faço partimes, a minha dúvida:

      O dono da clinica sugeriu-me que: 1-Em relação aos dtes ocasionais, que pagavam pouco, eu não preciso passar recibo e fico com a totalidade do que ganhe. 2-Em relação aos dtes que levam mais tempo, TENHO QUE PASSAR RECIBO( e destes metade do que receba fica para a clinica).3-Em relação aos sinistrados das Seguradoras, não tenho que passar recibo, MAS A TOTALIDADE DO QUE É PAGO FICA PARA A CLINICA.

        A minha pergunta é: o que faço? 1º pagaram-me um ordenado, uma vez  ao dia 1 do mês a seguir, no outro mês dia 20!!!! do mês a seguir e agora surgiram-me com esta "ideia" .  Só mais uma questão.Nos recibos que passo, imaginemos que um dte paga 50 euros.Do recibo que vou passar de 50 euros, vou descontar 21,5% ?

                      OBRIGADO.Agradecia que me esclarecessem, por favor.

                                  clinton

    Share this post


    Link to post
    Share on other sites
    Pedro Ventura

    Nada como existir um contrato de prestação de serviços com direitos e deveres devidamente esclarecidos.

    Se ultrapassa os 10.000€ anuais deve efectuar retenção na fonte a todos os clientes com contabilidade.

    Se não ultrapassa ou se forem clientes sem contabilidade não deve fazer retenção na fonte

    Share this post


    Link to post
    Share on other sites
    pauloaguia

    Muito cuidado com isso. Não sei se foi mal explicado ou se fui eu que percebi mal, mas pareceu-me que tu é que passas recibo dos 50? E depois entregas 25 à clínica?

    Mas quando for calculado o IRS no próximo ano, por exemplo, vai ser calculado sobre os 50, certo? Parece-me a mim que estão a arranjar uma forma de fugir aos impostos que têm de pagar passando-os para cima de ti...

    Das duas uma: ou passas um recibo em nome da clínica no valor dos 50 e depois passas tu um à clínica no valor de 25 pelos trabalhos prestados à clínica (o teu rendimento é oficialmente de 25 portanto); ou a clínica te passa um recibo de 25 que tu depois possas descontar aos teus rendimentos (mas um recibo de quê? Não se pode propriamente dizer que a clínica é tua fornecedora, julgo eu...)

    Share this post


    Link to post
    Share on other sites

    Join the conversation

    You are posting as a guest. If you have an account, sign in now to post with your account.
    Note: Your post will require moderator approval before it will be visible.

    Guest
    Reply to this topic...

    ×   Pasted as rich text.   Paste as plain text instead

      Only 75 emoji are allowed.

    ×   Your link has been automatically embedded.   Display as a link instead

    ×   Your previous content has been restored.   Clear editor

    ×   You cannot paste images directly. Upload or insert images from URL.

    Sign in to follow this  

    ×
    ×
    • Create New...
    FinancasPessoais.pt

    Subscreva a newsletter e tenha acesso a todas as novidades do grupo de sites FinancasPessoais.pt e a conteúdos exclusivos.

    Os sites FinancasPessoais.pt respeitam a sua privacidade e vontade:

    Não mostrar mais esta caixa