Ir para o conteúdo
Luna30

Arrendamento vs Impostos

Recommended Posts

Luna30

Boa tarde,

Tenho um imóvel, com crédito habitação, que pretendo arrendar e gostaria que me ajudassem a perceber quais os encargos fiscais que terei de suportar.

De acordo com o que pesquisei, perderei a insenção de IMI e passarei a pagar IRS relativamente ás rendas declaradas, mas não faço ideia de como calcular estes valores. Será que me podiam ajudar?

O imóvel é de 1995, em Sintra, e tem um valor predial de cerca de 33.000 EUR

Para decidir o valor da renda, tenho que considerar estes encargos, porque caso a mesma não dê para suportá-los, mais vale vender o imóvel, apesar de perder cerca de 20.000 EUR relativamente ao valor que paguei por ele à cerca de 3 anos.

Agradeço desde já a vossa ajuda.

Partilhar esta publicação


Link para a publicação
Partilhar noutros sites
pauloaguia

33.000€? Isso ainda é segundo as regras de avaliação antigas, não?

Sendo o caso, então o IMI será de 33.000 * 0.7% = 231€

Seja como for podes consultar as taxas no Portal das Finanças - Consultar -> Taxas do Município.

Quanto ao IRS, a forma mais simples é voltar a pegar no simulador e acrescentar o valor das rendas... Assim depressa vês a diferença relativamente ao cenário em que não as recebias - como disse o Aforrador, há muitos fatores que entram para esse cálculo... De realçar que a esse rendimento passas a poder deduzir custos que tenhas com o imóvel (como o condomínio, obras, etc).

Notar ainda que, a menos que o imóvel venha a ser habitação própria e permanente do inquilino, perdes também o direito à dedução das amortizações e juros com o crédito à habitação, caso ainda estejas a tirar partido disso...

Partilhar esta publicação


Link para a publicação
Partilhar noutros sites
Visitante Pimenta79

Boa tarde,

Isso não é assim tão linear. O rendimento é declarado no anexo F de rendimentos prediais e é englobado aos outros rendimentos, excepto os de capital que têm a opção de englobamento ou tributação autónoma.

Verifique se o contrato de empréstimo lhe permite arrendar enquanto este vigorar.

Partilhar esta publicação


Link para a publicação
Partilhar noutros sites
Luna30

Olá a todos!

Agradeço as vossas respostas e peço desculpa por não ter respondido mais cedo.

Depois de confirmar alguns e fazer as contas, chego à conclusão que arrendar é um péssimo negócio :(

Resumindo,

- Perdemos a isenção do IMI, o que significa um encargo anual de cerca de 1.343€ (67.195€ x 0,2%);

- No IRS, declarando 6.000€ (500€ x 12) e deixando de colocar os juros e amortizações, perdemos cerca de 2.800 EUR!!!! em relação ao ano passado. Ou seja, no ano passado recebemos 2.100€ e assim teríamos que pagar 680€;

- Mesmo que as condições do crédito habitação se mantivessem iguais (o que duvido), teríamos de continuar a contar com um encargo anual de cerca de 4.500€;

Desta forma, na melhor das hipóteses, teriamos que continuar a suportar um encargo de 2.643€ por ano (6.000€ - 4.500€ - 1.343€ - 2.800€), para manter uma casa que provavelmente vai continuar a desvalorizar.

Acham possível? Ou será que me enganei muito nas contas?

Mais uma vez, obrigado pela vossa ajuda.

Partilhar esta publicação


Link para a publicação
Partilhar noutros sites
Visitante latrum

Há para aqui qq equivoco nas suas contas!

Qual é o valor matricial que consta na caderneta predial?

Esse valor e resultante de avaliação pelo CIMI ou CCPIIA?

É q se calhar pode ser vantajoso pedir uma avaliação!

Olá a todos!

Agradeço as vossas respostas e peço desculpa por não ter respondido mais cedo.

Depois de confirmar alguns e fazer as contas, chego à conclusão que arrendar é um péssimo negócio :(

Resumindo,

- Perdemos a isenção do IMI, o que significa um encargo anual de cerca de 1.343€ (67.195€ x 0,2%);

- No IRS, declarando 6.000€ (500€ x 12) e deixando de colocar os juros e amortizações, perdemos cerca de 2.800 EUR!!!! em relação ao ano passado. Ou seja, no ano passado recebemos 2.100€ e assim teríamos que pagar 680€;

- Mesmo que as condições do crédito habitação se mantivessem iguais (o que duvido), teríamos de continuar a contar com um encargo anual de cerca de 4.500€;

Desta forma, na melhor das hipóteses, teriamos que continuar a suportar um encargo de 2.643€ por ano (6.000€ - 4.500€ - 1.343€ - 2.800€), para manter uma casa que provavelmente vai continuar a desvalorizar.

Acham possível? Ou será que me enganei muito nas contas?

Mais uma vez, obrigado pela vossa ajuda.

Partilhar esta publicação


Link para a publicação
Partilhar noutros sites
Visitante latrum

Contas certas, são assim:

67195,92 X 0,4% = 268,78 € / ano

A taxa nesse munícipio é de 0,4 para imóveis avaliados pelo CIMI

Cumps

OK, tem razão!!

Eu estava a fazer x2%, em vez de 0,2%!! :-[

Assim dá 134 EUR!!

Partilhar esta publicação


Link para a publicação
Partilhar noutros sites

Este conteúdo terá de ser aprovador por um moderador

Visitante
Está a comentar como Visitante. Se já se registou, por favor entre com o seu Nome de Utilizador.
Responder a este tópico

×   Colou conteúdo com formatação.   Paste as plain text instead

  Only 75 emoticons maximum are allowed.

×   Foi criada uma pré-visualização automática a partir da ligação que colocou.   Mostrar apenas como ligação

×   Your previous content has been restored.   Clear editor

×   You cannot paste images directly. Upload or insert images from URL.


×
FinancasPessoais.pt

Subscreva a newsletter e tenha acesso a todas as novidades do grupo de sites FinancasPessoais.pt e a conteúdos exclusivos.

Os sites FinancasPessoais.pt respeitam a sua privacidade e vontade:

Não mostrar mais esta caixa