Ir para o conteúdo
Visitante Teresa Neves

Casas e falencia de bancos

Recommended Posts

Visitante Teresa Neves

Boa tarde

Tenho uma questão para os entendidos. Num caso de um banco falir dizem por aí que o nosso dinheiro, desde que o valor em depósito seja inferior a 100 000, está seguro (o que eu não acredito minimamente nisto mas pronto, já me conhecem no forum). E se eu estiver a pagar uma casa (pedi emprestimo ao banco) e esse banco falir? Como ficará a situação da casa? Cumprimentos,

Teresa Neves

Partilhar esta publicação


Link para a publicação
Partilhar noutros sites
Visitante Teresa Neves

JRibeiro

Estive a ler atentamente o link que me enviou. Acho-o muito interessante e acredito naquilo que escreve. Sei que virão tempos muito dificeis e não só para os portugueses. Eu rasgo todos os cartões de crédito que meu banco me envia e nem cheques tenho (em principio vou vender a casa e para não passar vergonha vou encomendar agora um pacote de cheques). Só tenho uma prestação da casa e mesmo assim ando aflita (por isso abri este tópico) a pensar no que pode acontecer se o BES falir. Mas eu acho-me mesmo tola: ando aqui no forum com minhas dúvidas quando 80% dos portugueses estão a gozar umas férias e nem se preocupam minimamente....se calhar devia pensar menos. Obrigado por ter tirado minha dúvida. Cumprimentos

Teresa

Partilhar esta publicação


Link para a publicação
Partilhar noutros sites
José Ribeiro

Eu rasgo todos os cartões de crédito que meu banco me envia e nem cheques tenho (em principio vou vender a casa e para não passar vergonha vou encomendar agora um pacote de cheques). Só tenho uma prestação da casa e mesmo assim ando aflita (por isso abri este tópico) a pensar no que pode acontecer se o BES falir. Mas eu acho-me mesmo tola: ando aqui no forum com minhas dúvidas quando 80% dos portugueses estão a gozar umas férias e nem se preocupam minimamente....se calhar devia pensar menos.

Não pense tanto no que os outros andam a fazer ou pensam. Abstenha-se, isso sim, de fazer parte do sistema consumista!...

Obs. http://www.forumfinancas.com/index.php?topic=1742.msg22282#msg22282

Partilhar esta publicação


Link para a publicação
Partilhar noutros sites
pauloaguia
Não pense tanto no que os outros andam a fazer ou pensam. Abstenha-se, isso sim, de fazer parte do sistema consumista!...

Subscrevo completamente o conselho do JRibeiro :)

Mas nunca percebi a preocupação que tanta gente manifesta relativamente ao banco ao qual devem dinheiro poder ir à falência. Têm medo de quê? Será que a Teresa me consegue explicar?

É que é mais fácil desmistificar um cenário concreto, e eu nunca consegui perceber qual é o receio neste caso...

Partilhar esta publicação


Link para a publicação
Partilhar noutros sites
lothar_m

Mas nunca percebi a preocupação que tanta gente manifesta relativamente ao banco ao qual devem dinheiro poder ir à falência. Têm medo de quê?

Sendo que é possível, que o banco em questão, tenha vendido o credito a um terceiro (fundo, banco de investimento, etc) pelo que a divida pode já nem ser um activo do banco.

Partilhar esta publicação


Link para a publicação
Partilhar noutros sites
MiguLuso

Subscrevo completamente o conselho do JRibeiro :)

Mas nunca percebi a preocupação que tanta gente manifesta relativamente ao banco ao qual devem dinheiro poder ir à falência. Têm medo de quê? Será que a Teresa me consegue explicar?

É que é mais fácil desmistificar um cenário concreto, e eu nunca consegui perceber qual é o receio neste caso...

O unico medo se calhar é se o banco falir, os devedores terem de pagar a divida na sua totalidade e não em prestações.

Partilhar esta publicação


Link para a publicação
Partilhar noutros sites
Visitante Teresa Neves

O meu medo é, como o último forista afirmou, ter de pagar tudo de uma só vez, ou os juros do banco que comprasse o BES (neste caso)  fossem muito mais altos. Então, e se ninguem comprasse este banco, teria de dar logo o dinheiro todo? Cumprimentos,

Teresa

Partilhar esta publicação


Link para a publicação
Partilhar noutros sites
pauloaguia

Bem, se ninguém comprar a dívida e a entidade deixar de existir, a dívida também deixa de existir :) (claro que isso não acontece).

Quanto ao ter de pagar de uma vez ou de os juros mudarem, esse risco não se coloca. Caso o banco falisse (e está muito longe disso), o que acontecia é que os seus bens eram distribuídos pelos credores do banco. Entre esses bens encontram-se os contratos de crédito, pois representam dinheiro a entrar ao longo dos anos. Se as taxas de juro são mais baixas do que deviam ou o prazo demasiado longo, se calhar o crédito vale menos para os credores do banco, mas isso é lá entre eles - para mudar as condições do contrato só com o acordo do cliente, que não tem culpa nenhum de que o banco tenha ido à falência.

Partilhar esta publicação


Link para a publicação
Partilhar noutros sites

Este conteúdo terá de ser aprovador por um moderador

Visitante
Está a comentar como Visitante. Se já se registou, por favor entre com o seu Nome de Utilizador.
Responder a este tópico

×   Colou conteúdo com formatação.   Paste as plain text instead

  Only 75 emoticons maximum are allowed.

×   Foi criada uma pré-visualização automática a partir da ligação que colocou.   Mostrar apenas como ligação

×   Your previous content has been restored.   Clear editor

×   You cannot paste images directly. Upload or insert images from URL.


×
FinancasPessoais.pt

Subscreva a newsletter e tenha acesso a todas as novidades do grupo de sites FinancasPessoais.pt e a conteúdos exclusivos.

Os sites FinancasPessoais.pt respeitam a sua privacidade e vontade:

Não mostrar mais esta caixa