Jump to content
  • FORMAS DE POUPAR

  • Sign in to follow this  
    m.elis

    painéis fotovoltaicos - apoio para as PME?

    Recommended Posts

    m.elis

    Olá bom dia,

    Tenho algumas dúvidas que precisava de esclarecer. Tenho que corrigir um trabalho sobre    painéis foto-voltaicos em pequenas empresas ou IPSS, mais concretamente se a sua aplicação é ou não rentável, não do ponto de vista da empresa que instala mas do ponto de vista da empresa que pretende mudar as suas fontes de energia e opta por painéis fotovoltaicos.

    Excluindo a componente ambiental, embora importante não é essencial neste caso, o que eu pretendia saber era se no ano de 2011 o Estado, através do QREN que apoiava as PME, ainda o está a fazer? Ou se agora as empresas que queiram introdizir essas mudanças têm que pedir financiamentos bancários como se fossem modernizar a empresa com uma grande máquina.

    O que tenho lido não me tira as dúvidas: http://www.paineissolares.gov.pt/solar2010.html e www.renovaveisnahora.pt, precisava de experiências concretas - boas ou más - do ponto de vista empresarial e não dos particulares.

    Muito obrigada pela potencial ajuda. Preciso de muita pois percebo pouco ou nada disto, mas há uns iluminados no M.E. que acham que um formador deve saber TUDO!!!

    Share this post


    Link to post
    Share on other sites
    José Ribeiro

    Olá bom dia,

    Tenho algumas dúvidas que precisava de esclarecer. Tenho que corrigir um trabalho sobre    painéis foto-voltaicos em pequenas empresas ou IPSS, mais concretamente se a sua aplicação é ou não rentável, não do ponto de vista da empresa que instala mas do ponto de vista da empresa que pretende mudar as suas fontes de energia e opta por painéis fotovoltaicos.

    Excluindo a componente ambiental, embora importante não é essencial neste caso, o que eu pretendia saber era se no ano de 2011 o Estado, através do QREN que apoiava as PME, ainda o está a fazer? Ou se agora as empresas que queiram introdizir essas mudanças têm que pedir financiamentos bancários como se fossem modernizar a empresa com uma grande máquina.

    O que tenho lido não me tira as dúvidas: http://www.paineissolares.gov.pt/solar2010.html e www.renovaveisnahora.pt, precisava de experiências concretas - boas ou más - do ponto de vista empresarial e não dos particulares.

    Muito obrigada pela potencial ajuda. Preciso de muita pois percebo pouco ou nada disto, mas há uns iluminados no M.E. que acham que um formador deve saber TUDO!!!

    Tudo é pouco!...  :D  :D  :D

    Ora dá uma vista de olhos aqui: http://www.dragteam.info/forum/energia-solar-termica/113366-subsidios-aos-paineis-solares-termicos-agora-sao-so-para-empresas-e-associacoes.html

    Atenção que a nível particular os benefícios fiscais só serão atribuidos de 4 em 4 anos: http://www.pedropais.com/forum/index.php/topic,3018.msg25674.html#msg25674

    Consoante a dimensão do projecto, ter-se-á que analisar caso a caso o custo final da instalação. Só depois, se pode dizer a partir de que momento o investimento se torna rentável.

    A titulo de exemplo para o caso de um particular:

    Kit 3,45 kWp

    Potência Total instalada - Painéis (potência mínima): 3.500,00 W

    Preço: 14.500,00€

    É esperado que haja retorno deste investimento, ao fim de 7 anos, isto no caso do tempo ser favorável e não haja lugar a despesas de manutenção muito elevadas. Mais uma vez, para um particular e para aquele kit, andarão na casa dos 100€/ano. Assim, é uma questão de adaptar esta realidade no caso particular, para a dimensão empresarial ou IPSS.

    Espero que se tenha feito umas luzes por ai!...  ;)

    Share this post


    Link to post
    Share on other sites
    José Ribeiro

    Como complemento aqui fica a informação relativa aos apoios estatais: http://energiasolare.blogs.sapo.pt/24083.html

    As Instituições Particulares de Solidariedade Social (IPSS) e as pequenas e médias empresas (PME) vão ter apoio para instalar painéis solares em instalações como escolas, piscinas e clubes desportivos. O protocolo assinado entre a Agência para a Energia e dez bancos prevê entre 25% a 30% de financiamento bancário, sendo que a grande fatia do apoio vem do QREN, mais precisamente 50 milhões de euros. Ouvido pela Antena 1, o secretário de Estado da Energia, Carlos Zorrinho, explica a importância deste apoio.

    Share this post


    Link to post
    Share on other sites
    m.elis

    Jribeiro,

    Muito obrigada. Já tenho com que me entreter :(

    O interessante é que os bancos não me dizem nada do que está no está no "papel".

    Direi qq coisa quando estiver mais informada, no entanto, se alguém tiver mais alguma dica a dar-me, ficarei grata.

    Share this post


    Link to post
    Share on other sites
    José Ribeiro

    Supostamente os "gestores" deveriam dar alguma informação sobre o assunto aqui tratado!...

    Se calhar é melhor ir à concorrência pedir informações e talvez deixar um contacto (email é o mais natural) para que alguêm especializado no assunto explique melhor o que aqui se fala!...  ;)

    Share this post


    Link to post
    Share on other sites

    Join the conversation

    You are posting as a guest. If you have an account, sign in now to post with your account.
    Note: Your post will require moderator approval before it will be visible.

    Guest
    Reply to this topic...

    ×   Pasted as rich text.   Paste as plain text instead

      Only 75 emoji are allowed.

    ×   Your link has been automatically embedded.   Display as a link instead

    ×   Your previous content has been restored.   Clear editor

    ×   You cannot paste images directly. Upload or insert images from URL.

    Sign in to follow this  

    ×
    ×
    • Create New...
    FinancasPessoais.pt

    Subscreva a newsletter e tenha acesso a todas as novidades do grupo de sites FinancasPessoais.pt e a conteúdos exclusivos.

    Os sites FinancasPessoais.pt respeitam a sua privacidade e vontade:

    Não mostrar mais esta caixa