Jump to content
  • FORMAS DE POUPAR

  • Sign in to follow this  
    Guest Teresa Neves

    Fazer o quê com o dinheiro?

    Recommended Posts

    Guest Teresa Neves

    Boa tarde

    Ando com muitas dúvidas. Vou vender uma casa e vou obter algum dinheiro. Sou pessimista de natureza e no meu ver (que economicamente é de leiga) como Portugal não produz façam o que fizerem vêm aí tempos de muita tristeza, desemprego e fome. Então, o meu dilema é: meu companheiro adquiriu há 3 anos um apartamento (em nome dele) e eu com esse dinheiro abatia metade do empréstimo (e claro atraves de advogados que ainda não sei o processo metade da casa era minha e ele ficaria responsável pelo empréstimo) ou então colocaria num banco. Como estou certa que muitos ou todos irão à falência que me aconselham? E que tal colocar num outro pais em que a moeda não seja o euro? Cumprimentos

    Teresa Neves

    Share this post


    Link to post
    Share on other sites
    MiguLuso

    Boa tarde

    Ando com muitas dúvidas. Vou vender uma casa e vou obter algum dinheiro. Sou pessimista de natureza e no meu ver (que economicamente é de leiga) como Portugal não produz façam o que fizerem vêm aí tempos de muita tristeza, desemprego e fome. Então, o meu dilema é: meu companheiro adquiriu há 3 anos um apartamento (em nome dele) e eu com esse dinheiro abatia metade do empréstimo (e claro atraves de advogados que ainda não sei o processo metade da casa era minha e ele ficaria responsável pelo empréstimo) ou então colocaria num banco. Como estou certa que muitos ou todos irão à falência que me aconselham? E que tal colocar num outro pais em que a moeda não seja o euro? Cumprimentos

    Teresa Neves

    Em relação a ir a falencia, desde que coloque um maximo de 100000 euros está abrangida pelo seguro.

    Share this post


    Link to post
    Share on other sites
    0liveira

    Boa tarde

    Ando com muitas dúvidas. Vou vender uma casa e vou obter algum dinheiro. Sou pessimista de natureza e no meu ver (que economicamente é de leiga) como Portugal não produz façam o que fizerem vêm aí tempos de muita tristeza, desemprego e fome. Então, o meu dilema é: meu companheiro adquiriu há 3 anos um apartamento (em nome dele) e eu com esse dinheiro abatia metade do empréstimo (e claro atraves de advogados que ainda não sei o processo metade da casa era minha e ele ficaria responsável pelo empréstimo) ou então colocaria num banco. Como estou certa que muitos ou todos irão à falência que me aconselham? E que tal colocar num outro pais em que a moeda não seja o euro? Cumprimentos

    Teresa Neves

    ;D ;D

    Que tantas certezas

    Share this post


    Link to post
    Share on other sites
    Guest Teresa Neves

    Sr. Oliveira, certezas não tenho mas há uma grande probabilidade de vir a acontecer. Depois falamos... ::) Espero que não aconteça mas, se não reparou eu escrevi que sou pessimista de natureza. Cumprimentos

    Teresa

    Share this post


    Link to post
    Share on other sites
    HMac

    Um conselho: sê simples.

    Penso que o factor que será mais importante para decidires onde deves colocar o dinheiro é o teu relacionamento e não a falência dos bancos e a falta de produção.

    Aquele esquema que falaste em pagar metade da casa do meu companheiro, vai-te criar um vinculo com ele e um dia, se a relação acabar, vais ter uma situação a resolver: a partilha da casa.

    Penso que deves avaliar a tua relação e em função disso decidir. Se vires que tens uma relação estável podes optar pela tua ideia de partilhar a casa. Se não, podes sempre investir o dinheiro.

    Se fosse eu na tua situação, optava por comprar uma casa para mim, eu "sustentava" a minha casa e a minha companheira a casa dela. Se a relação corresse bem e durasse óptimo éramos felizes e aproveitávamos muito  ;D Se a relação não corresse bem, cada um seguia a sua vida, não havia vínculos para resolver, logo menos dores de cabeça... Além disso, a compra de uma casa para ti podia ser vista como uma forma de investimento.

    Share this post


    Link to post
    Share on other sites
    carlos2008

    se tens tanto receio relativamente ao teu dinheiro, aos euros, a Portugal e aos bancos portugueses não convertas o teu património em euros, mantém-o num activo imobilizado (o teu apartamento) e se agora não necessitas dele para viver rentabiliza-o no mercado de aluguer: assim tens o rendimento, mantens o activo que, em principio, não sofre a erosão do dinheiro, e estás a salvo de falências de bancos, do Estado e do euro ! 

    acho que este é o melhor conselho que te posso dar. Mas.....

    se, mesmo assim, achares que tudo vai falir e que o teu activo pode desaparecer - terramoto, incêndio, derrocada, etc - pois na verdade pelas tuas palavras eu não te achei pessimista, achei-te "funerária" o que ainda é pior.. , nesse caso vende tudo rapidamente e foge daqui e vai para o Novo Mundo - Austrália, América, Canadá, Nova Zelândia (esta é talvez a melhor opção, fica nos antípodas, mais longe é impossível) e começa uma vida nova, radiosa e luminosa - longe do euro, dos bancos portugueses, do Cavaco, do Sócrates, de Portugal em geral, do Trichet e da Merkel: esta seria uma solução radical mas para o teu grau de pessimismo parece-me a melhor solução, para grandes males grandes remédios, não fiques cá a aguardar a derrocada final, foge rapariga !

    Share this post


    Link to post
    Share on other sites
    Guest Teresa Neves

    Bom, tive que me rir com o último comentário. Sou mesmo uma funerária e as ideias que apresentou como ir para outro país trabalhar já me passou pela cabeça :) Aos restantes comentários já tive minha casa arrendada e foi um pesadelo (aliás há um tópico sobre isto onde escrevi). Cumprimentos

    Teresa

    Share this post


    Link to post
    Share on other sites
    José Ribeiro

    Ando com muitas dúvidas. Vou vender uma casa e vou obter algum dinheiro.

    ....

    Mas já vendeu a casa?

    Vai uma grande distância entre a decisão de a vender e a obtenção do produto de venda, atendendo ao tal mercado de que tanto desconfia!...

    se tens tanto receio relativamente ao teu dinheiro, aos euros, a Portugal e aos bancos portugueses não convertas o teu património em euros, mantém-o num activo imobilizado (o teu apartamento) e se agora não necessitas dele para viver rentabiliza-o no mercado de aluguer: assim tens o rendimento, mantens o activo que, em principio, não sofre a erosão do dinheiro, e estás a salvo de falências de bancos, do Estado e do euro ! 

    ....

    se, mesmo assim, achares que tudo vai falir e que o teu activo pode desaparecer - terramoto, incêndio, derrocada, etc - pois na verdade pelas tuas palavras eu não te achei pessimista, achei-te "funerária" o que ainda é pior.. , nesse caso vende tudo rapidamente e foge daqui e vai para o Novo Mundo - Austrália, América, Canadá, Nova Zelândia (esta é talvez a melhor opção, fica nos antípodas, mais longe é impossível) e começa uma vida nova, radiosa e luminosa - longe do euro, dos bancos portugueses, do Cavaco, do Sócrates, de Portugal em geral, do Trichet e da Merkel: esta seria uma solução radical mas para o teu grau de pessimismo parece-me a melhor solução, para grandes males grandes remédios, não fiques cá a aguardar a derrocada final, foge rapariga !

    :D  :D  :D

    Share this post


    Link to post
    Share on other sites
    tiopatinhas

    Olá

    Os "medos" da Teresa também eu os tenho e penso que muitos de nós!

    Também já pensei em colocar algum do meu capital num Banco Espanhol sólido tipo Santander pois resido perto da fronteira.

    Assim agradecia toda a informação que me possam dar sobre a viabilidade de abrir uma conta a prazo em Espanha. Quais os procedimentos e documentos necessários e já agora em que banco colocar o capital.

    Obrigado

    Share this post


    Link to post
    Share on other sites
    Aprendiz Financeiro

    Olá

    Os "medos" da Teresa também eu os tenho e penso que muitos de nós!

    Também já pensei em colocar algum do meu capital num Banco Espanhol sólido tipo Santander pois resido perto da fronteira.

    Assim agradecia toda a informação que me possam dar sobre a viabilidade de abrir uma conta a prazo em Espanha. Quais os procedimentos e documentos necessários e já agora em que banco colocar o capital.

    Obrigado

    O risco sistémico da banca espanhola é superior ao da banca portuguesa. Se considera elevado os riscos de uns também deve considerar os dos outros. No entanto, o Santander de facto é muito grande para ir ao charco e é um banco bem gerido.

    Share this post


    Link to post
    Share on other sites
    tiopatinhas

    Eu não tenho medo de este ou aquele banco falir, tenho é medo da falencia de Portugal...pois aí é que nenhum fundo nos vale.

    ???

    Share this post


    Link to post
    Share on other sites
    migmac

    Não sejam tão pessimistas, não vai acontecer nada a Portugal sem ser a crise que já estamos a passar, eventualmente vamos passar um 2011 e 2012 complicados mas a tendência será de recuperarmos bem, a UE é demasiado forte para entrar em colapso e o euro é uma das moedas mais fortes do mundo, sejamos realistas, isto está muito sensionalismo à volta desta situação. Se o FMI vier a Portugal isso sim será optimo, significa que os nossos "gestores" não sabem gerir o país, o que é exactamente o que se pasa, se não fossem eles não estavamos nesta situação. Sendo assim com o FMI talvez a forma de gestão altere e aparecem pessoas com capacidade de nos levar a bom porto.

    Share this post


    Link to post
    Share on other sites
    carlos2008

    migmac

    é a 1ª vez que ouço alguém dizer que era óptimo vir aí o FMI por significar que os nossos governantes não sabem gerir o país.

    Achas isso óptimo ?  Achas que esse atestado de incompetência era óptimo ?

    E também acho que tu não percebes nada do que se está a passar: na realidade uma parte do que se passa será culpa nossa ( e não só dos nossos governantes, informa-te sobre a parte da dívida portuguesa que é de particulares e não do Estado... olha lá, quantas vezes trocaste de telemóvel nos últimos anos...? ), mas outra parte, talvez a maior, é culpa de um sistema financeiro internacional que entrou numa derrapagem de ganância descontrolada devido a muitos factores - entre os quais alguns que os nossos governantes não controlam como a derrocada do sub-prime nos EUA. 

    Share this post


    Link to post
    Share on other sites
    MiguLuso

    migmac

    é a 1ª vez que ouço alguém dizer que era óptimo vir aí o FMI por significar que os nossos governantes não sabem gerir o país.

    Achas isso óptimo ?  Achas que esse atestado de incompetência era óptimo ?

    E também acho que tu não percebes nada do que se está a passar: na realidade uma parte do que se passa será culpa nossa ( e não só dos nossos governantes, informa-te sobre a parte da dívida portuguesa que é de particulares e não do Estado... olha lá, quantas vezes trocaste de telemóvel nos últimos anos...? ), mas outra parte, talvez a maior, é culpa de um sistema financeiro internacional que entrou numa derrapagem de ganância descontrolada devido a muitos factores - entre os quais alguns que os nossos governantes não controlam como a derrocada do sub-prime nos EUA. 

    Eu tal como o outro user acho bom vir ca o FMI.

    E outra coisa, o que tem a ver o trocar de telemovel com a divida? Eu posso trocar de telemovel se tiver dinheiro e me apetecer. Já se for de carro isso e outra coisa....

    E achas bem que todos os dias os mais ricos estejam sempre a roubar os mais pobres????

    Share this post


    Link to post
    Share on other sites
    Goncalo

    Em relação a ir a falencia, desde que coloque um maximo de 100000 euros está abrangida pelo seguro.

    Chamemos as coisas pelos nomes.

    Não é seguro. É Fundo de Garantia de Depósito.

    Share this post


    Link to post
    Share on other sites
    MiguLuso

    Chamemos as coisas pelos nomes.

    Não é seguro. É Fundo de Garantia de Depósito.

    Exactamente, a senhora do Bcp é que me falou em seguro e isso ficou-me na cabeça.

    Mas ja agora: Esse fundo é mesmo seguro, isto é, se acontecer alguma coisa aos bancos posso reaver o meu dinheiro?

    Share this post


    Link to post
    Share on other sites
    Aprendiz Financeiro

    Chamemos as coisas pelos nomes.

    Não é seguro. É Fundo de Garantia de Depósito.

    E os 100000 euros vigoram só até ao fim de 2011, informem-se para não se sentirem enganados.

    Share this post


    Link to post
    Share on other sites
    migmac

    migmac

    é a 1ª vez que ouço alguém dizer que era óptimo vir aí o FMI por significar que os nossos governantes não sabem gerir o país.

    Achas isso óptimo ?  Achas que esse atestado de incompetência era óptimo ?

    E também acho que tu não percebes nada do que se está a passar: na realidade uma parte do que se passa será culpa nossa ( e não só dos nossos governantes, informa-te sobre a parte da dívida portuguesa que é de particulares e não do Estado... olha lá, quantas vezes trocaste de telemóvel nos últimos anos...? ), mas outra parte, talvez a maior, é culpa de um sistema financeiro internacional que entrou numa derrapagem de ganância descontrolada devido a muitos factores - entre os quais alguns que os nossos governantes não controlam como a derrocada do sub-prime nos EUA. 

    Não vou comentar muito visto este não ser o tópico correcto para esta discussão, não concordo com os teus comentários, a entrada do FMI é mau, mas pior é continuarmos como estamos. Por outro lado é pena que ainda se consiga convencer que o povito é que tem culpa da situação porque compra telémoveis todos os anos. Muito resumidamente o problema está na despesa pública (máquina gigante do estado que não funciona) e que não está a ser correctamente gerida, os desperdícios dariam para comprar milhares de telemóveis diariamente

    Share this post


    Link to post
    Share on other sites
    Guest Teresa Neves

    Boa noite

    Gostei de ler todos os comentários excepto quando parte para a agressividade. Acho este blog excelente e aprendo muito. O facto de eu ser pessimista: sei que cada um tem sua opinião, a qual respeito mas, neste caso, acho que estou a ser realista. Bom, espero que estejamos todos cá para posteriormente debatermos o caso e bem :) Portugal está enterrado e um país que tem pouca agricultura e pouca industria não pode nunca combater uma divida externa . Ou muitos dos senhores se voltam para agricultura (e não para receber subsidios para jipes mas, sim para produzir) ou vamos estar mesmo "tramados". A minha opinião é de leiga e vale o que vale. Em relação à vivenda ainda não a vendi mas, estou certa que em menos de seis meses vou vende-la. Vou aplicar o dinheiro na compra de metade deste apartamento e o restante será para dividir em três outras moedas. Se não o vender fico na mesma como estou. Obrigada pelas respostas e Deus queira que eu seja uma "funerária".

    Share this post


    Link to post
    Share on other sites
    HMac

    Ou muitos dos senhores se voltam para agricultura (e não para receber subsidios para jipes mas, sim para produzir) ou vamos estar mesmo "tramados". A minha opinião é de leiga e vale o que vale.

    A tua opinião está correcta... Tendo esse dinheiro em cash porque não pensas em investir num projecto agrícola?

    Plantação de morangos em hidropônia parece que tem uma rentabilidade jeitosa, estou a começar a ler sobre o assunto.

    Em vez de investires em 3 moedas e em produtos financeiros, apostas na produção nacional  :)

    Share this post


    Link to post
    Share on other sites
    Guest Teresa Neves

    Boa noite

    Minha familia tem duas herdades no Alentejo e estou-me a implementar como jovem agricultora. Infelizmente, sou muito conhecida em Portugal e no estrangeiro a nível avicola mas, como acontece com muito licenciados bom trabalhadores, ninguém me dá uma oportunidade em Portugal (tenho o maior site de avicultura português e propostas para o estrangeiro). No entanto, acho que neste momento Portugal precisa de gente a produzir e vou tentar até porque, ir para o estrangeiro com uma bebé pequena para mim, neste momento, é impensável. É no ramo da olivicultura. Cumprimentos

    Share this post


    Link to post
    Share on other sites
    HMac

    Tive a fazer uma leitura do teu site e pareceu-me muito interessante. Parabéns pelo site e votos de sucesso no investimento agrícola! :)

    Só uma duvida: queres desenvolver um projecto na área da olivicultura ou é a tua família tem um projecto de olivicultura?

    Share this post


    Link to post
    Share on other sites
    Guest Teresa Neves

    Sou eu mesmo que estou a desenvolver a actividade junto com meu pai (sou sócia gerente da empresa). Neste momento, foi aceite o projecto de investimento e vou receber um montante considerável. Já encomendei um tractor :)  Tenho orgulho em dizer que também já tirei a licença de tractores e o curso de Aplicação de Produtos Fitofarmaceuticos. No futuro (muito longinquo) gostaria de ter lagar e exportar o azeite. Felizmente, já conheço muitos jovens a seguir a actividade agro-pecuária com sucesso e é disso que nós precisamos. Vou ler acerca dos morangos :) Cumprimentos

    Share this post


    Link to post
    Share on other sites
    HMac

    Tens toda a razão em ter orgulho, eu também teria se estivesse no teu lugar... Vais ter o teu lagar!  ;)

    Share this post


    Link to post
    Share on other sites
    José Ribeiro

    Minha familia tem duas herdades no Alentejo e estou-me a implementar como jovem agricultora. Infelizmente, sou muito conhecida em Portugal e no estrangeiro a nível avicola ... (tenho o maior site de avicultura português e propostas para o estrangeiro).

    No entanto, acho que neste momento Portugal precisa de gente a produzir e vou tentar até porque, ir para o estrangeiro com uma bebé pequena para mim, neste momento, é impensável. É no ramo da olivicultura. Cumprimentos

    Este tópico deve interessar a titulo de curiosidade: http://www.pedropais.com/forum/index.php/topic,1926.0.html

    Portugal deveria virar-se para si (para o seu interior, para a sua riqueza natural) e não para o que lhe dizem lá de fora (apoios para não produzir). Em vez de estar tudo concentrado no meio citadino, dever-se-ia fomentar a vida no interior desenvolvendo novamente a agricultura e a indústria tal como havia umas décadas atrás em que todos se ajudavam uns aos outros (se calhar é uma utopia, mas a situação tal como está não é a melhor)!...

    Espero que consiga. Siga os seus sonhos e "lute" por eles!...

    Share this post


    Link to post
    Share on other sites

    Join the conversation

    You are posting as a guest. If you have an account, sign in now to post with your account.
    Note: Your post will require moderator approval before it will be visible.

    Guest
    Reply to this topic...

    ×   Pasted as rich text.   Paste as plain text instead

      Only 75 emoji are allowed.

    ×   Your link has been automatically embedded.   Display as a link instead

    ×   Your previous content has been restored.   Clear editor

    ×   You cannot paste images directly. Upload or insert images from URL.

    Sign in to follow this  

    ×
    ×
    • Create New...
    FinancasPessoais.pt

    Subscreva a newsletter e tenha acesso a todas as novidades do grupo de sites FinancasPessoais.pt e a conteúdos exclusivos.

    Os sites FinancasPessoais.pt respeitam a sua privacidade e vontade:

    Não mostrar mais esta caixa