Jump to content
  • FORMAS DE POUPAR

  • Sign in to follow this  
    LiaF

    PPR

    Recommended Posts

    LiaF

    Bom dia,

    Este ano faço 40 anos e quero investir num PPR. Qual é a minha melhor opção?

    Obrigada.

    Share this post


    Link to post
    Share on other sites
    José Ribeiro

    Qual o banco onde habitualmente trabalha?

    Se tiver algum produto em vista, deixe um link, para verificar se está no bom caminho!... 

    Pode dar uma vista de olhos aqui: http://www.pedropais.com/escolher-um-ppr-1110.html

    E se de facto quiser avançar, tem de se despachar para obter "ainda" algum benefício fiscal relativo a este ano!...  ;)

    Share this post


    Link to post
    Share on other sites
    LiaF

    Obrigada.

    O meu Banco é o BES. Vou averiguar junto do BES mas tb junto de outros bancos.

    Share this post


    Link to post
    Share on other sites
    José Ribeiro

    Obrigada.

    O meu Banco é o BES. Vou averiguar junto do BES mas tb junto de outros bancos.

    Encpontra aqui os benefícios que pode ter se optar investir ainda este ano neste produto: http://www.pedropais.com/forum/index.php/topic,3018.msg31657/topicseen.html#msg31657

    Para o ano, logo se vê!...  ;)

    Observação: Pode experimentar efectuar uma simulação no site do BES, de acordo com os seus dados: http://bes-sec.bes.pt/simulacoes/stnsimbes/mcp.aspx?SV=18

    Share this post


    Link to post
    Share on other sites
    davidmleal

    Eu tenho uma teoria dos PRR.

    Primeiro vou escrever que não gosto do produto, porque por norma a rentabilidade a longo prazo é muito baixa. E mais vale investir o dinheiro noutros produtos e obter maior rentabilidade. O beneficio fiscal dilui-se rapidamente no prazo, se faltar muitos anos para a reforma.

    A minha teoria é a seguinte:

    Qual é um dos piores cenarios possiveis para a sobrevivencia de um fundo?

    1.º Queda dos mercados, SIM (mas isso é muito basico) embora o fundo possa sempre evitar partes das quedas através de uma mudança da sua carteira de investimentos.

    2.º Existência de montante superior de resgate comparativamente às subscrições.

    Por mais que um gestor tente evitar, se existir durante meses seguidos um valor superior de resgate face às subscrições, o gestor será obrigado a livrar de investimentos estrategicos antes do tempo. E por a rentabilidade do fundo irá diminuir. Mas com actuais regras dos PRR as subscrições irão diminuir em muito para os proximos anos, e os resgates irão começar a pesar cada vez mais. Por isso não acredito em investir neste tipo de produtos.

    Share this post


    Link to post
    Share on other sites
    CFinanceiro

    Muito obrigada.

    Concordo e subscrevo!

    Só recomendo quando esse produto faz descer substancialmente o preço de um crédito nesse caso a "rentabilidade" pode compensar.

    Share this post


    Link to post
    Share on other sites
    sollis

    Exclusão feita às rentabilidades e afins, até porque em pequenos montantes a diferença é pouca, acho que é uma boa forma de ter algum dinheiro de parte para verdadeiras situações criticas: o desemprego de longa duração ou doença grave.

    Afinal são reservas de produtos garantidos, se assim escolherem, nas quais não se mexe por qualquer motivo (afinal é resistente a tentações: carro novo ou férias), e com garantias de dedução em sede de IRS sem utilização de despesas.

    Deixo a sugestão de indicarem outras hipoteses válidas de se obter dedução em IRS sem perca de capital, traduzindo, pagar menos IRS sem ter de gastar em qualquer artigo.

    Share this post


    Link to post
    Share on other sites
    pauloaguia

    ...e com garantias de dedução em sede de IRS sem utilização de despesas.

    ... que não são tão garantidas assim. Ainda há uns anos este benefício fiscal foi suspenso e parece que se vai no mesmo caminho para os anos seguintes :-\

    Share this post


    Link to post
    Share on other sites
    sollis

    ... que não são tão garantidas assim. Ainda há uns anos este benefício fiscal foi suspenso e parece que se vai no mesmo caminho para os anos seguintes :-\

    Mas isso são casos que se sabe quando se faz a aplicação do valor.

    Share this post


    Link to post
    Share on other sites
    terminal

    Boas pessoal,

    Sigo este forum à bastante tempo e é muito útil! Parabéns!

    Neste momento estou com várias dúvidas relativamente ao PPR (está no meu nome mas a minha esposa tb está incluída)...

    Sou casado e este ano fiz entregas no valor total de 5000 € no BPI (PPR).

    À tempos o meu gerente disse que não valia apena declarar este valor na declaração de IRS pois dp se o quisesse levantar iria ter várias penalizações...

    Hoje qd fui depositar mais algum dinheiro e o sr. que estava no balcão disse-me que o melhor era colocar este valor na declaração de Irs uma vez q iria receber 400 €...

    Mas um dia se o quisesse levantar na totalidade teria de devolver os 400€ mais 10% de penalização ou seja mais 40 € (no total 440€).

    So poderia levantar o PPR em caso de desemprego (mais de um ano), invalidez, ou morte de algum de nós (eu ou minha esposa).

    As minhas dúvidas são as seguintes:

    - Uma vez que o meu gerente disse que não valia apena colocar o valor na declaração de IRS, será q o banco também tem interesse em nós não declararmos esse mesmo valor?

    - O sr. que estava no balcão tb me disse para criar outra conta PPR no valor de 2000 € (transferia dos 5000€ que tenho agora para esta nova).

    Ou seja ficaria só este valor (2000€) sem poder resgatar (devido às penalizações) os restantes 3000 € poderia levantar da outra conta sem penalizações.

    - Como sou casado e a minha esposa tem o PPR juntamente comigo nesta conta não terei direito a deduzir 800 €?

    Uma vez que por cada 2000€ existe um beneficio fiscal de 400 € e visto que temos 5000€...

    Ou terei de abrir novo PPR para receber mais 400 € de beneficio fiscal?

    - Agora esta é das minhas principais duvidas que tenho que se prende na altura do preenchimento da declaração do IRS:

    Tenho prestação da casa, faculdade e saúde (muito pouco) para deduzir no IRS ou seja provavelmente não receberei o IRS na totalidade...

    Assim gostaria de saber se tenho opção de incluir ou não os PPR na declaração de IRS?

    Ou seja vou simular primeiramente o IRS a ver se recebo ou não a totalidade depois se não receber irei colocar o valor do PPR para tentar receber na totalidade...

    Normalmente o BPI envia a declaração no inicio do ano com os valores que podemos introduzir na declaração de IRS certo?

    Depois logo optamos se colocamos ou não na declaração certo?

    Só poderei fazer estas operações com o PPR até final do ano, correcto?

    Na vossa opinião acham viável declarar o investimento PPR na declaração do IRS apesar das penalizações?

    Desculpem o texto muito extenso....

    Boas festas!

    Cumprimentos

    Share this post


    Link to post
    Share on other sites
    sollis

    Entretanto:

    Na página online da CMVM existe um simulador muito bom, com alguns PPR:

    ALVES RIBEIRO PPR - FUNDO DE INVESTIMENTO MOBILIÁRIO ABERTO

    BPI REFORMA ACÇÕES PPR - FUNDO DE INVESTIMENTO ABERTO

    BPI REFORMA INVESTIMENTO PPR - FUNDO DE INVESTIMENTO ABERTO

    BPI REFORMA SEGURA PPR - FUNDO DE INVESTIMENTO ABERTO

    BPI TAXA VARIÁVEL PPR - FUNDO DE INVESTIMENTO ABERTO

    ESPÍRITO SANTO PPR - FUNDO DE INVESTIMENTO ABERTO PLANO PARTICULAR DE REFORMA

    FUNDO DE INVESTIMENTO MOB. ABERTO DE FUNDOS BARCLAYS PPR ACÇÕES LIFE PATH 2020

    FUNDO DE INVESTIMENTO MOB. ABERTO DE FUNDOS BARCLAYS PPR ACÇÕES LIFE PATH 2025

    FUNDO DE INVESTIMENTO MOBILIÁRIO ABERTO BARCLAYS PPR

    FUNDO DE INVESTIMENTO MOBILIÁRIO ABERTO BARCLAYS PPR RENDIMENTO

    MILLENNIUM AFORRO PPR - FUNDO DE INVESTIMENTO DE POUPANÇA REFORMA ABERTO

    MILLENNIUM INVESTIMENTO PPR ACÇÕES - FUNDO DE INVESTIMENTO ABERTO

    MILLENNIUM POUPANÇA PPR - FUNDO DE INVESTIMENTO ABERTO DE POUPANÇA REFORMA

    OPTIMIZE CAPITAL REFORMA PPR ACÇÕES - FUNDO DE INVESTIMENTO ABERTO

    OPTIMIZE CAPITAL REFORMA PPR EQUILIBRADO - FUNDO DE INVESTIMENTO ABERTO

    Qual o valor em euros que pretende investir?

    Durante quantos anos pretende efectuar este investimento?

    Qual a taxa de rendibilidade anual bruta que estima obter?

    ESPÍRITO SANTO PPR - FUNDO DE INVESTIMENTO ABERTO PLANO PARTICULAR DE REFORMA

    Montante Inicial do Investimento: 500 euros

    Duração do Investimento: 35 anos

    Taxa de Rendibilidade Anual: 3%

    Comissão de Subscrição: 0,0000%

    Taxa Global de Custos: 1,2087%

    Comissão de Resgate: 0,0000%

    Resultado da Simulação

    Montante Final Bruto do Investimento: 1428,83 euros

    Montante Final Líquido do Investimento: 935,95 euros

    Custos a Suportar pelo Participante: 492,87 euros

    Custos em % do Montante Inicial do Investimento: 98,57%

    Custos em % do Montante Final Bruto do Investimento: 34,50%

    Custos em % do Montante Final Líquido do Investimento: 52,66%

    Custos a suportar pelo participante assumindo rendibilidade de 0%: 172,48 euros 

    http://web3.cmvm.pt/sdi2004/fundos/custos/compara.cfm

    Share this post


    Link to post
    Share on other sites
    José Ribeiro

    Sou casado e este ano fiz entregas no valor total de 5000 € no BPI (PPR).

    À tempos o meu gerente disse que não valia apena declarar este valor na declaração de IRS pois dp se o quisesse levantar iria ter várias penalizações...

    Hoje qd fui depositar mais algum dinheiro e o sr. que estava no balcão disse-me que o melhor era colocar este valor na declaração de Irs uma vez q iria receber 400 €...

    Mas um dia se o quisesse levantar na totalidade teria de devolver os 400€ mais 10% de penalização ou seja mais 40 € (no total 440€).

    So poderia levantar o PPR em caso de desemprego (mais de um ano), invalidez, ou morte de algum de nós (eu ou minha esposa).

    As minhas dúvidas são as seguintes:

    - Uma vez que o meu gerente disse que não valia apena colocar o valor na declaração de IRS, será q o banco também tem interesse em nós não declararmos esse mesmo valor?

    - O sr. que estava no balcão tb me disse para criar outra conta PPR no valor de 2000 € (transferia dos 5000€ que tenho agora para esta nova).

    Ou seja ficaria só este valor (2000€) sem poder resgatar (devido às penalizações) os restantes 3000 € poderia levantar da outra conta sem penalizações.

    - Como sou casado e a minha esposa tem o PPR juntamente comigo nesta conta não terei direito a deduzir 800 €?

    Uma vez que por cada 2000€ existe um beneficio fiscal de 400 € e visto que temos 5000€...

    Ou terei de abrir novo PPR para receber mais 400 € de beneficio fiscal?

    - Agora esta é das minhas principais duvidas que tenho que se prende na altura do preenchimento da declaração do IRS:

    Tenho prestação da casa, faculdade e saúde (muito pouco) para deduzir no IRS ou seja provavelmente não receberei o IRS na totalidade...

    Assim gostaria de saber se tenho opção de incluir ou não os PPR na declaração de IRS?

    Ou seja vou simular primeiramente o IRS a ver se recebo ou não a totalidade depois se não receber irei colocar o valor do PPR para tentar receber na totalidade...

    Normalmente o BPI envia a declaração no inicio do ano com os valores que podemos introduzir na declaração de IRS certo?

    Depois logo optamos se colocamos ou não na declaração certo?

    Só poderei fazer estas operações com o PPR até final do ano, correcto?

    Na vossa opinião acham viável declarar o investimento PPR na declaração do IRS apesar das penalizações?

    Boas festas!

    Cumprimentos

    Vou tentar responder rapidamente pois não consigo ler o texto todo.

    Divida esse montante, se for possível. Ou então retire já esse capital e faça um, dois ou invista noutro produto!...

    Só precisa de investir 2000€ para obter o tal benefício máximo (de acordo com a vossa idade). Portanto, só declara no IRS esse PPR (procure um PPR seguro) no valor de 2000€. O capital restante, use-o noutros produtos!...

    Share this post


    Link to post
    Share on other sites
    José Ribeiro

    - Agora esta é das minhas principais duvidas que tenho que se prende na altura do preenchimento da declaração do IRS:

    Tenho prestação da casa, faculdade e saúde (muito pouco) para deduzir no IRS ou seja provavelmente não receberei o IRS na totalidade...

    Assim gostaria de saber se tenho opção de incluir ou não os PPR na declaração de IRS?

    Ou seja vou simular primeiramente o IRS a ver se recebo ou não a totalidade depois se não receber irei colocar o valor do PPR para tentar receber na totalidade...

    Normalmente o BPI envia a declaração no inicio do ano com os valores que podemos introduzir na declaração de IRS certo?

    Depois logo optamos se colocamos ou não na declaração certo?

    Só poderei fazer estas operações com o PPR até final do ano, correcto?

    Na vossa opinião acham viável declarar o investimento PPR na declaração do IRS apesar das penalizações?

    Encontra um simulador aqui: http://www.pedropais.com/impostos/simulador-irs-2010

    Pode fazer já a simulação se já tiver valores (vencimentos e despesas). No meu caso, vou efectuando a soma das despesas (saúde,...) ao longo do ano e no final faço as contas num simulador.

    Eu não declararia nada ao IRS se fosse para o levantar passado um ou dois anos!...  :o

    2000€ é um valor que vos vais fazer falta nos próximos 15 ou 20 anos (não sei a vossa idade mas depreendo que andam na casa dos 30-40 anos)?

    O dinheiro fica a render todos os anos, entre 2 a 3% dependendo do que a entidade bancária oferece e se há lugar a distruibição de dividendos (já houve anos em que o PPR tradicional - e é só a esses que me refiro - andou próximo da casa dos dois digitos). Para o ano, fala-se que o PPR pode deduzir no máximo 100€. Nos anos seguintes, tanto pode ser mais como pode ser menos. Nos outros investimentos (acções, obrigações, mistos, derivados, complexos, simples,...), passa-se o mesmo.

    Uma conta a prazo "normal" tradicionalmente anda na casa 1,5-2%. Depois há aquelas "promoções" (chamaris) para cativar novos clientes/recursos que andam na casa dos 3,4 ou 5% para prazos de 3, 6, 9 ou 12 meses. Mas isso acaba, e depois tem de canalizar (ou fazem-no por si) para uma conta a prazo tradiconal ou para a conta à ordem.

    Portanto, se pensa em declarar o PPR no IRS para depois levantá-lo porque lhe dizem que está a "perder" dinheiro, esqueça já o PPR. Invista no PPR se for de capital garantido, com uma taxa agradável (acima de 3,5-4%) e como forma de diminuir o spread de um empréstimo bancário, por exemplo!...  ;)

    Share this post


    Link to post
    Share on other sites
    terminal

    Encontra um simulador aqui: http://www.pedropais.com/impostos/simulador-irs-2010

    Pode fazer já a simulação se já tiver valores (vencimentos e despesas). No meu caso, vou efectuando a soma das despesas (saúde,...) ao longo do ano e no final faço as contas num simulador.

    Eu não declararia nada ao IRS se fosse para o levantar passado um ou dois anos!...  :o

    2000€ é um valor que vos vais fazer falta nos próximos 15 ou 20 anos (não sei a vossa idade mas depreendo que andam na casa dos 30-40 anos)?

    O dinheiro fica a render todos os anos, entre 2 a 3% dependendo do que a entidade bancária oferece e se há lugar a distruibição de dividendos (já houve anos em que o PPR tradicional - e é só a esses que me refiro - andou próximo da casa dos dois digitos). Para o ano, fala-se que o PPR pode deduzir no máximo 100€. Nos anos seguintes, tanto pode ser mais como pode ser menos. Nos outros investimentos (acções, obrigações, mistos, derivados, complexos, simples,...), passa-se o mesmo.

    Uma conta a prazo "normal" tradicionalmente anda na casa 1,5-2%. Depois há aquelas "promoções" (chamaris) para cativar novos clientes/recursos que andam na casa dos 3,4 ou 5% para prazos de 3, 6, 9 ou 12 meses. Mas isso acaba, e depois tem de canalizar (ou fazem-no por si) para uma conta a prazo tradiconal ou para a conta à ordem.

    Portanto, se pensa em declarar o PPR no IRS para depois levantá-lo porque lhe dizem que está a "perder" dinheiro, esqueça já o PPR. Invista no PPR se for de capital garantido, com uma taxa agradável (acima de 3,5-4%) e como forma de diminuir o spread de um empréstimo bancário, por exemplo!...  ;)

    Boa tarde,

    Antes demais obrigado pela resposta.

    Pois o problema é se preciso do dinheiro posteriormente... Temos 28 anos e qualquer dia vêm os putos (mas da maneira q o país está ainda vai demorar...) e poderemos precisar do dinheiro.

    Esta conta do BPI só abri com a minha esposa para termos dinheiro noutro banco uma vez que o nosso crédito habitação está no millennium bcp e não quero ficar dependente só de um banco (não vá chatear-me com o gestor de conta (já aconteceu uma vez...)) e o gerente do bpi é porreiro (não vá futuramente necessitar de renegociar o crédito abitação...).

    O produto que tenho no bpi é o Seguro Capitalização - Reforma Aforro PPR em que o capital está garantido e as taxas de juro são calculadas no inicio do ano (por sinal costumam ser altas...) embora no inicio do próximo ano esteja para ver...

    Se for necessário retiro o dinheiro deste ppr pq n terei nenhuma penalização e aplico o dinheiro em outro produto.

    Mas já tirei a ideia de colocar na declaração do IRS :)

    abraço

    Share this post


    Link to post
    Share on other sites
    radical_pt

    Boa tarde,

    Antes demais obrigado pela resposta.

    Pois o problema é se preciso do dinheiro posteriormente... Temos 28 anos e qualquer dia vêm os putos (mas da maneira q o país está ainda vai demorar...) e poderemos precisar do dinheiro.

    Esta conta do BPI só abri com a minha esposa para termos dinheiro noutro banco uma vez que o nosso crédito habitação está no millennium bcp e não quero ficar dependente só de um banco (não vá chatear-me com o gestor de conta (já aconteceu uma vez...)) e o gerente do bpi é porreiro (não vá futuramente necessitar de renegociar o crédito abitação...).

    O produto que tenho no bpi é o Seguro Capitalização - Reforma Aforro PPR em que o capital está garantido e as taxas de juro são calculadas no inicio do ano (por sinal costumam ser altas...) embora no inicio do próximo ano esteja para ver...

    Se for necessário retiro o dinheiro deste ppr pq n terei nenhuma penalização e aplico o dinheiro em outro produto.

    Mas já tirei a ideia de colocar na declaração do IRS :)

    abraço

    Muito sinceramente, se não colocas em IRS, não vejo a vantagem substancial que esse tipo de produto apresenta, em comparação, por ex. com outro tipo de activos a médio prazo (fundos de investimento...)

    Share this post


    Link to post
    Share on other sites

    Join the conversation

    You are posting as a guest. If you have an account, sign in now to post with your account.
    Note: Your post will require moderator approval before it will be visible.

    Guest
    Reply to this topic...

    ×   Pasted as rich text.   Paste as plain text instead

      Only 75 emoji are allowed.

    ×   Your link has been automatically embedded.   Display as a link instead

    ×   Your previous content has been restored.   Clear editor

    ×   You cannot paste images directly. Upload or insert images from URL.

    Sign in to follow this  

    ×
    ×
    • Create New...
    FinancasPessoais.pt

    Subscreva a newsletter e tenha acesso a todas as novidades do grupo de sites FinancasPessoais.pt e a conteúdos exclusivos.

    Os sites FinancasPessoais.pt respeitam a sua privacidade e vontade:

    Não mostrar mais esta caixa