Jump to content
  • FORMAS DE POUPAR

  • Sign in to follow this  
    Rena

    Casa - pedir credito ou comprar a pronto?

    Recommended Posts

    Rena

    Caros colegas,

    Será que este raciocinio tambem se aplica ao emprestimo à habitação? isto é, se tivermos grande parte do valor para a compra de uma casa, devemos gastar este dinheiro e pedir o minimo possivel ao banco ou compensa mais gastar menos e pedir mais credito ao banco?

    No 1º caso, ficamos sem nenhum dinheiro (que custou tanto a ganhar) e ainda ficamos com um emprestimo para pagar a 30 ou 40 anos com uma prestação mas acessivel.

    vantagens:

    - menos responsablidades mensais

    desvantagens:

    - ficamos sem dinheiro (que faz tanta falta nem que seja como uma segurança)

    No 2º caso, guardamos o dinheiro e ficamos com uma prestação mais apertada.

    Algumas vantagens deste 2º cenario:

    - Beneficios fiscais

    - Podemos investir o dinheiro utilizando o rendimento para as prestações mensais ao banco

    - No fim do pagamento ao banco (ou, no caso mais normal, quando vendemos o imovel) o dinheiro continua na conta bancaria continuando a render.

    - Beneficios bancarios por ter o dinheiro no banco

    Grande desvantagem:

    - No final pagamos o equivalente a 3 casas

    - No final, uma vez que usamos os rendimentos do dinheiro para ajudar na prestaçaõ da casa, devido à inflação, o que conseguiremos comprar com isso?

    Obrigado pelos vossos comentarios

    Share this post


    Link to post
    Share on other sites
    pauloaguia

    Basicamente se conseguires por o teu dinheiro a render a uma taxa superior à do crédito mais vale pedir mais dinheiro emprestado. Senão mais vale entrar com mais dinheiro e pedir menos emprestado.

    Pegando na tua lista de vantagens:

    No 1º caso, ficamos sem nenhum dinheiro (que custou tanto a ganhar) e ainda ficamos com um emprestimo para pagar a 30 ou 40 anos com uma prestação mas acessivel.

    vantagens:

    - menos responsablidades mensais

    desvantagens:

    - ficamos sem dinheiro (que faz tanta falta nem que seja como uma segurança)

    Sim, mas o facto de pagares menos todos os meses também te permite voltar a amealhar dinheiro mais depressa, é preciso não esquecer isso. Quanto ao ficar sem dinheiro também não precisas (nem deves) entrar com todo o teu dinheiro para a casa, convém deixar sempre algum de lado justamente por questões de segurança. Mas se se estiver a decidir entre pedir 50 000€ ou 100 000€, então já não é isso que está em causa.

    No 2º caso, guardamos o dinheiro e ficamos com uma prestação mais apertada.

    Algumas vantagens deste 2º cenario:

    - Beneficios fiscais

    - Podemos investir o dinheiro utilizando o rendimento para as prestações mensais ao banco

    - No fim do pagamento ao banco (ou, no caso mais normal, quando vendemos o imovel) o dinheiro continua na conta bancaria continuando a render.

    - Beneficios bancarios por ter o dinheiro no banco

    Grande desvantagem:

    - No final pagamos o equivalente a 3 casas

    - No final, uma vez que usamos os rendimentos do dinheiro para ajudar na prestaçaõ da casa, devido à inflação, o que conseguiremos comprar com isso?

    Atenção que os benefícios fiscais também têm limites. A partir de um dado valor não te compensa pedir mais dinheiro só por causa disso porque simplesmente não vais descontar mais no IRS.

    No primeiro caso também podes investir o dinheiro que poupas por estar com uma prestação mais baixa - não é tanto para começar mas a longo prazo é preciso não esquecer que do dinheiro que investes neste cenário podes ter que retirar algum para pagar a prestação em caso de necessidade.

    Bem feitas as contas, a conclusão a que se chega é a que referi ao início - depende da taxa - se conseguires uma rentabilidade mais alta que a do empréstimo compensa pedir dinheiro emprestado para por a render nesse produto.

    Share this post


    Link to post
    Share on other sites
    pauloaguia

    Já agora, fiz umas contas parecidas aqui há uns tempos num outro tópico: http://www.pedropais.com/forum/index.php/topic,272.msg2291.html#msg2291 (cujas conclusões corrigi num outro comentário - http://www.pedropais.com/forum/index.php/topic,272.msg2317.html#msg2317). Não entrei em linha de conta com benefícios fiscais mas não deve ser difícil adaptares ao teu caso.

    A conclusão é justamente a que referi - não compensa pedir dinheiro emprestado quando a taxa do empréstimo é mais alta.

    Share this post


    Link to post
    Share on other sites
    CFinanceiro

    Já agora, fiz umas contas parecidas aqui há uns tempos num outro tópico: http://www.pedropais.com/forum/index.php/topic,272.msg2291.html#msg2291 (cujas conclusões corrigi num outro comentário - http://www.pedropais.com/forum/index.php/topic,272.msg2317.html#msg2317). Não entrei em linha de conta com benefícios fiscais mas não deve ser difícil adaptares ao teu caso.

    A conclusão é justamente a que referi - não compensa pedir dinheiro emprestado quando a taxa do empréstimo é mais alta.

    Concordo plenamente contigo Paulo! Acrescento só que a quantidade que tem para investir tb vai ser importante para a negociação tanto do emprestimo(como garantia) como tb para rentabilidade num possivel investimento a prazo.

    Share this post


    Link to post
    Share on other sites

    Join the conversation

    You are posting as a guest. If you have an account, sign in now to post with your account.
    Note: Your post will require moderator approval before it will be visible.

    Guest
    Reply to this topic...

    ×   Pasted as rich text.   Paste as plain text instead

      Only 75 emoji are allowed.

    ×   Your link has been automatically embedded.   Display as a link instead

    ×   Your previous content has been restored.   Clear editor

    ×   You cannot paste images directly. Upload or insert images from URL.

    Sign in to follow this  

    ×
    ×
    • Create New...
    FinancasPessoais.pt

    Subscreva a newsletter e tenha acesso a todas as novidades do grupo de sites FinancasPessoais.pt e a conteúdos exclusivos.

    Os sites FinancasPessoais.pt respeitam a sua privacidade e vontade:

    Não mostrar mais esta caixa