Ir para o conteúdo
sasa

Seguro Montepio Mais

Recommended Posts

sasa

Olá a todos,

Sou novo por aqui, e acho este fórum excelente! Já tive oportunidade de ler e aprender algumas coisas!

Tenho uma dúvida que talvez me possam esclarecer:

Há uns tempos subscrevi este seguro no MG, em que pago um x por mês, e se no fim dos 8 anos não for accionado o seguro, os prémios pagos são devolvidos mas deduzidos da respectiva fiscalidade em vigor.

A minha dúvida é sobre qual a dedução fiscal que é feita, uma vez que não irei receber juros, apenas o capital entregue.

Sabem-me dizer quanto é que vai ser deduzido?

Obrigado,

Sérgio.

http://montepio.pt/ePortal/v10/PT/jsp/oferta/seguros/MGMaisValorizacao.jsp

Vantagens:

# Subscrição fácil, não carecendo de questionário médico;

# Garantias de Acidentes Pessoais e Vida, face à eventual ocorrência de acidente e doença;

# Em caso de ausência de sinistro, os prémios pagos são devolvidos deduzidos da respectiva fiscalidade em vigor à data do reembolso;

# Parte dos prémios pagos é dedutível em sede de IRS.

(...)

Fiscalidade:

O prémio de acidentes pessoais, correspondente a 9,13% do prémio no 1º ano do contrato, é dedutível anualmente no IRS.

As mais-valias existentes nas garantias, em caso de vida, são tributadas como rendimentos de categoria E, segundo o Código do IRS.

Partilhar esta publicação


Link para a publicação
Partilhar noutros sites
pauloaguia

O melhor é confirmar com o banco. Mas assim de repente, diria que tem a ver com a dedução que tu fazes no IRS por se tratar de prémios de seguros do ramo vida.

Se o dinheiro te vai ser devolvido, provavelmente deves ter que devolver também o dinheiro que abateste no IRS. É capaz de ser um pouco como quando usufruis do benefício fiscal de um PPR e depois o levantas para os fins não previstos - tens que devolver ao fisco o benefício fiscal.

Mas isto é só uma suposição, é melhor confirmares mesmo é com o banco...

Partilhar esta publicação


Link para a publicação
Partilhar noutros sites
sasa

Obrigado!

Contactei o banco que me informou que o valor é referente à taxa liberatória cobrada pelo estado que neste caso será a taxa mínima de 8% da totalidade das entregas efectuadas durante o prazo.

Não percebo o porquê ??? Será, como o Paulo diz, uma forma de "devolver" o benefício fiscal?

Cumps.

Partilhar esta publicação


Link para a publicação
Partilhar noutros sites
pauloaguia

Então não tem nada a ver com o que eu dizia.

Quando fazes uma aplicação, as mais valias são tributadas de acordo com a chamada taxa liberatória, normalmente 20%. No entanto, quando tens acesso ao capital apenas após 5 anos, essa taxa é de 16%. E se for apenas ao fim de 8 anos ou mais, o valor da taxa é de apenas 8%.

Naturalmente, para haver lugar à cobrança de imposto tem que haver rendimento ou mais valias. Em teoria penso que se pode considerar que se pagaste por um serviço e recebes o dinheiro de volta tens uma mais valia (não chegaste a acionar o seguro mas estiveste coberto por ele). Mesmo assim acho um pouco estranho... tens a certeza que percebeste bem como funciona esse produto?

Partilhar esta publicação


Link para a publicação
Partilhar noutros sites
sasa

É confuso!

Sei que estou coberto pelo seguro em caso de morte ou invalidez e por isso pago x por mês.

O que não percebo é porque terei que pagar uma taxa ao estado aquando da devolução dos prémios pagos.

Entretanto, também enviei um mail ao banco com esta questão.

Depois actualizo!

Partilhar esta publicação


Link para a publicação
Partilhar noutros sites
Pipocas

Sérgio :)

Vou só especular: normalmente quando pagamos um seguro não nos devolvem os prémios pagos se não ocorrerem sinistros, as seguradoras ficam com o dinheiro, não é verdade?

Neste Seguro devolvem...isto se, entretanto, não deixares de pagar o dito seguro...como aconteceu comigo :P

Partilhar esta publicação


Link para a publicação
Partilhar noutros sites
Pipocas

D@vid  :)

Salvo erro este seguro tinha duas Apólices, uma Apólice Vida e outra Apólice Acidentes Pessoais.

Em caso de ausência de sinistros durante  prazo do contrato: 8 anos e 1 dia, devolviam integralmente os prémios pagos.

Em caso de desistência após o 4º ano completo, devolviam 50% dos prémios pagos. Em ambos os casos só da Apólice Vida.

Penso que juros não nos davam... :P

Partilhar esta publicação


Link para a publicação
Partilhar noutros sites
Visitante Teresa Muge

Coberturas

Em caso de morte por acidente:

Pagamento imediato de 5.000 Euros, pagamento de uma renda mensal no valor de 500 Euros pagável durante 50 meses e devolução em simultâneo de 75% dos prémios pagos até à data do acidente, deduzidos do imposto aplicável.

Em caso de invalidez permanente por acidente:

Pagamento até 5.000 Euros, de acordo com o grau de invalidez, e devolução de 75% dos prémios pagos até à data do reconhecimento da mesma, deduzidos do imposto aplicável.

Em caso de morte por doença:

Qualquer que seja a causa, são devolvidos 75% dos prémios pagos até à data da morte, deduzidos do imposto aplicável.

Em caso de ausência de sinistro:

Os prémios pagos são devolvidos em simultâneo com o capital valorizado, deduzidos do imposto aplicável.

Partilhar esta publicação


Link para a publicação
Partilhar noutros sites

Este conteúdo terá de ser aprovador por um moderador

Visitante
Está a comentar como Visitante. Se já se registou, por favor entre com o seu Nome de Utilizador.
Responder a este tópico

×   Colou conteúdo com formatação.   Paste as plain text instead

  Only 75 emoticons maximum are allowed.

×   Foi criada uma pré-visualização automática a partir da ligação que colocou.   Mostrar apenas como ligação

×   Your previous content has been restored.   Clear editor

×   You cannot paste images directly. Upload or insert images from URL.


×
FinancasPessoais.pt

Subscreva a newsletter e tenha acesso a todas as novidades do grupo de sites FinancasPessoais.pt e a conteúdos exclusivos.

Os sites FinancasPessoais.pt respeitam a sua privacidade e vontade:

Não mostrar mais esta caixa