Jump to content
  • FORMAS DE POUPAR

  • Sign in to follow this  
    Bracarus

    alienação de 2 artigos, e seu reinvestimento num só

    Recommended Posts

    Bracarus

    Tem sido um calvário, tentar compreender o nosso ordenamento jurídico acerca das mais valias. ÀsFinanças, já me desloquei 5 vezes e nunca venho clarificado. Aliás, regresso a casa, e quando tento "implementar" a solução que me facultam no modelo de IRS, surge sempre indicação de erros...

    Vamos expor o caso de forma simplicada:

    - em 08/2000 como casados, adquirimos um (grande e excelente) apt com garagem. Foi uma compra de ocasião. A garagem era um artigo autónóno. Os valores de compra, vamos arredondar, foram de 70.000 o apt e 5.000 a garagem. A aquisição deu-se por recurso a crédito bancário de 75.000, acrescido de 25.000 para obras parciais (o apt era efectivamente usado, muito usado aliás)

    - em 2004, efectuamos as derradeiras e profundas obras de remodelação do apt, com recurso a novo crédito bancário à habitação, de 30.000 (pelo que ficamos com 2 créditos em curso: o de aquisição e das primeiras obras iniciais (pintura, soalho, 1 wc, parte da cozinha) e outro de obras adicionais (instalação ar condicionado, outros 2 wc, terraços, cozinha...)

    - em 08/2009 divorciamo-nos e a habitação ficou em nome da minha esposa

    - por sugestão da advogada e embora não tenha havido qualquer mais valia para mim, acordou-se que para efeitos de escritura, a transação do apt (+ garagem) se faria por valores próximos do mercado.

    Como os empréstimos bancários mudaram de banco, aproveitou-se para escriturar o apt pelo valor igual ao do capital em dívida do 1º empréstimo (capital inicial de 75.000 + 25.000 e e em divida à data, 85.000) e o da garagem, pelo valor do 2º empréstimo (capital inicial de 40.000 e em dívida à data 15.000).

    Em situações normais, a minha mais valia seria (sem considerar os coeficientes de actualização nem as despesas de aquisição), de :

    a) apt: aquisição por 75.000, venda por 85.000; 50% da mais valia = 5.000, sendo que seria apenas tributado em 50% deste valor  (atenção, que os 85.000 eram iguais ao capital em dívida)

    B) garagem: aquisição por 5.000, venda por 15.000: 50% mais valia = 5.000, sendo que seria apenas tributado por 50% deste valor (igualmente, o valor de 15.000 era o mesmo do empréstimo em dívida)

    Sucede que no mesmo ano, adquiri um novo apt (também com garagem, mas este já considerada a garagem no mesmo artigo) por 160.000, tendo solicitado empréstimo de 132.000 (logo, até teria "espaço" de reeinvestimento de 28.000 de mais valias)

    A questão que aqui coloco é:

    - a mais valia da garagem (não sendo habitação própria e permanente) é tributada ? É que a "aberração" do caso, apenas se deve ao facto de serem artigos (apt e garagem) autónomos...

    - como declarar no mod. IRS o reeinvestimento desta mais valia da garagem na aquisição de outro apt ? (é que o modelo, aparentemente só permite declarar o reeinvestimento de um dos artigos e não dos 2)

    Share this post


    Link to post
    Share on other sites
    pauloaguia

    Em situações normais, a minha mais valia seria (sem considerar os coeficientes de actualização nem as despesas de aquisição), de :

    a) apt: aquisição por 75.000, venda por 85.000; 50% da mais valia = 5.000, sendo que seria apenas tributado em 50% deste valor  (atenção, que os 85.000 eram iguais ao capital em dívida)

    Para te simplificar a vida vamos complicar e incluir os coeficientes de actualização:

    Compraste a tua metade da casa por 37.500€ em 2000 (http://www.millenniumbcp.pt/site/conteudos/60/6015/601520/article.jhtml?articleID=2743). Ou seja, esse valor actualizado para 2009 é de 37.500 * 1,28 = 48.000€. Vendeste a tua metade da casa por 42.500€.

    Logo não tens mais valias, não há o que reinvestir por este lado. Primeiro problema resolvido...

    Sobre o reinvestimento, diz o Código do IRS:

    Artigo 10.º

    Mais-Valias

    ...

    5 - São excluídos da tributação os ganhos provenientes da transmissão onerosa de

    imóveis destinados a habitação própria e permanente do sujeito passivo ou do seu

    agregado familiar, nas seguintes condições:

    ...

    Ou seja, parece que só dá para excluir da tributação as mais valias dos imóveis que eram para habitação própria e permanente.

    Como não é o caso da garagem, suponho eu, não podes reinvestir as mais-valias da venda da garagem.

    No entanto, salvo erro (é uma questão de fazeres a simulação), as menos valias do apartamento são descontadas às mais-valias da garagem.

    Se assim for, pegando novamente nos factores de actualização, não chegaste a ter mais valia - a compra de metade dos imóveis por 40.000€ traduz-se, depois de actualizada, num custo de mais de 51.000€, mais do que aquilo que ganhaste com a venda à tua ex-mulher.

    Ou seja, se a tua preocupação é como declarar o reinvestimento, diria que não tens que te preocupar em declarar essa parte...

    De qualquer forma, aguarda por mais algumas opiniões...

    Share this post


    Link to post
    Share on other sites

    Join the conversation

    You are posting as a guest. If you have an account, sign in now to post with your account.
    Note: Your post will require moderator approval before it will be visible.

    Guest
    Reply to this topic...

    ×   Pasted as rich text.   Paste as plain text instead

      Only 75 emoji are allowed.

    ×   Your link has been automatically embedded.   Display as a link instead

    ×   Your previous content has been restored.   Clear editor

    ×   You cannot paste images directly. Upload or insert images from URL.

    Sign in to follow this  

    ×
    ×
    • Create New...
    FinancasPessoais.pt

    Subscreva a newsletter e tenha acesso a todas as novidades do grupo de sites FinancasPessoais.pt e a conteúdos exclusivos.

    Os sites FinancasPessoais.pt respeitam a sua privacidade e vontade:

    Não mostrar mais esta caixa