Jump to content
  • FORMAS DE POUPAR

  • patricio

    incumprimento da pensao de alimentos

    Recommended Posts

    patricio

    preciso de uma ajuda ha 2 anos ficou decidido em tribunal que eu devia pagar 100e atraves de transferencia bancaria para a conta da mae do meu filho acontece que ja la vao 2 anos e ela nunca ma mandou o nib da conta para fazer o deposito nem nunca vi o meu  filho agora recebo uma carta do tribunal por incumprimento.com0 pode uma pessoa fazer depositos quando a propria mae nao manda o nib para receber o que tem direito tendo ela a minha morada pelo que sei ela prefere nao ter o dinheiro a eu ver o meu filho,se eu quisesse agir de ma fe digo ao tribunal que lhe paguei ate agora pessoalmente ou seja e a palavra dela contra a minha e pelo que sei ela e obrigada a mandar uma carta registada com o nib pois se houver incumprimento ja pode fazer prova em tribunal.que devo fazer agir de ma fe?coisa que ta ela a fazer pois ela e que nao cumpriu com as visitas e em mandar o nib.

    Share this post


    Link to post
    Share on other sites
    PaiSolteiro

    No meu caso eu é que fiquei com o Gaiato, e ela é que me tem que dar €, e já vai para o 2º mês de incumprimento, mas quando fui a tribunal ficou assente em ACTA o meu NIB para que ela efectua-se a trasferencia.

    Share this post


    Link to post
    Share on other sites
    ildemaro

    E durante dois anos nunca quis ver o filho? Não fez nada para o ver? Não se preocupou em fazer-lhe chegar o dinheiro (que era do interresse do menor recebê-lo)?

    Se forem para tribunal será a palavra de um contra o outro. De certeza que não ficou em acta nada estabelecido?

    Share this post


    Link to post
    Share on other sites
    patricio

    nao posso dar dinheiro sem ter uma referencia para o depositar ela casou e nunca mais sobe dele

    Share this post


    Link to post
    Share on other sites
    hsfarao

    Porque este tema pode-se tornar sensivel, peço que não entrem em considerações e dêem a opinião de acordo com o V/ conhecimento.

    Share this post


    Link to post
    Share on other sites
    m.elis

    preciso de uma ajuda ha 2 anos ficou decidido em tribunal que eu devia pagar 100e atraves de transferencia bancaria para a conta da mae do meu filho acontece que ja la vao 2 anos e ela nunca ma mandou o nib da conta para fazer o deposito nem nunca vi o meu  filho agora recebo uma carta do tribunal por incumprimento.com0 pode uma pessoa fazer depositos quando a propria mae nao manda o nib para receber o que tem direito tendo ela a minha morada pelo que sei ela prefere nao ter o dinheiro a eu ver o meu filho,se eu quisesse agir de ma fe digo ao tribunal que lhe paguei ate agora pessoalmente ou seja e a palavra dela contra a minha e pelo que sei ela e obrigada a mandar uma carta registada com o nib pois se houver incumprimento ja pode fazer prova em tribunal.que devo fazer agir de ma fe?coisa que ta ela a fazer pois ela e que nao cumpriu com as visitas e em mandar o nib.

    À pergunta "que devo fazer, agir de má fé?", respondo, NÃO. Não se deve agir de má fé.

    "digo em tribunal que lhe paguei pessoalmente" - NÃO. Afinal não vê o seu filho, nem sabe dele.

    "ficou decidido em tribunal que eu devia pagar 100 €" - como não tinha o NIB, com certeza que guardou esse dinheiro, suponho que mensal, numa conta bancária, talvez à ordem da mãe do seu filho, e agora entregará tudo, pois no tribunal ela irá dar o NIB.

    E, pronto, o assunto fica arrumado, em termos monetários.

    Quanto às outras questões que o post levanta, seguirei o conselho do moderador hsfarao - não digo mais nada :-X :-X

    Share this post


    Link to post
    Share on other sites
    patricio

    a questao e pk e que ela nunca me mandou o nib nunca quis que eu visse o meu filho e agora diz que estou em incumprimento?

    Share this post


    Link to post
    Share on other sites
    Speedbird

    Não vale a pena perguntar porque é que ela não o fez.

    Voçê tem que lidar com fatos. Qual é o fato?? Ela não lhe deu o NIB.

    Agora em tribunal , paga tudo o que lhe deve , faz com que conste o nIb ,e se tem interesse, faz com que conste também a regularidade das visitas ao seu filho. 

    Ponto.

    Speedbird

    Share this post


    Link to post
    Share on other sites
    patricio

    mas na altura em tribunal ficou isso tudo decidido em acta que tinha que pagar por tranferencia bancaria ate dia 8 ela tinha que mandar o nib  e as visitas tambem.

    Share this post


    Link to post
    Share on other sites
    sultão

    Tendo conhecimento das explicações dadas posteriormente pelo autor do tópico, retiro a observação que fiz anteriormente.

    Share this post


    Link to post
    Share on other sites
    pauloaguia

    O facto de os outros não cumprirem com as suas obrigações não nos dá a nós o direito de deixarmos de cumprir com as nossas. Como diz a m.elis e o Speedbird isso não interessa para o caso.

    Se não tens o NIB nem tens como lho pedir, apresentas isso e pronto. Agora, não tens a morada dela ou o número de telefone? Não tiveste hipótese de lho pedir durante estes 2 anos?!? É que a dívida não parou de crescer... pagar isso agora tudo de uma vez...  :o

    Quanto à questão de ela não te deixar ver o teu filho aí és tu que podes meter um processo contra ela para a obrigar a respeitar os teus direitos. Contacta um advogado e vê qual é a melhor forma de prosseguir por aí. Mas, como disse, isso é outro processo independente - não deixas de ter obrigações que continuas a ter que cumprir entretanto.

    Share this post


    Link to post
    Share on other sites
    patricio

    ela nunca me atendeu o telemovel nem quando lhe liguei confidencial ela mora com  a avo e o marido pois casou ha 3 anos e tem outra filha a desculpa dela para eu nao ver a criança e que tive 1 ano fora e tinha que mentalizar a criança ou seja ate hoje nunca mais vi o meu filho e nunca mais soube nada dela moro em loures e no fim de 2007tb fiz queixa por incumprimneto de visitas e ate hoje nada,so mes resta aguardar para uma 2 reuniao de pais.

    Share this post


    Link to post
    Share on other sites
    Guest ALVARO SOARES

    A mãe do meu filho deixou de pagar a pensão de alimentos. Como, segundo ela não tem emprego, não pode o tribunal ordenar à entidade patronal a cativação dessa verba. Poderei ser reembolsado das pensões de alimentos através da penhora de bens.

    Share this post


    Link to post
    Share on other sites
    Guest joana (visitante)

    Bom dia

    ficou defenido em 2010 que o pai da minha filha pagaria 75 euros de pensão. E que o a mesma seria actualizada pela actualizaçao do salário minimo.

    Até hoje nunca foi actualizada apesar dos meus pedidos por escrito para o progenitor.

    A minha questão é a seguinte: posso pedir retroactivos deste incumprimento?


    Como posso proceder?

    Share this post


    Link to post
    Share on other sites
    pauloaguia

    ficou defenido em 2010 que o pai da minha filha pagaria 75 euros de pensão. E que o a mesma seria actualizada pela actualizaçao do salário minimo.

    Até hoje nunca foi actualizada apesar dos meus pedidos por escrito para o progenitor.

    A minha questão é a seguinte: posso pedir retroactivos deste incumprimento?

    Como posso proceder?

    O melhor é contactares um advogado. Se não puderes pagar a um, vai à Segurança Social ver se tens direito a apoio judiciário: http://www.seg-social.pt/protecao-juridica 

    Share this post


    Link to post
    Share on other sites
    Guest Visitante

    Na acta fica o registo do NIB para onde deve efectuar a TB, deveria ter-se preocupado em levantar a certidão da acta das regulações paternais.

    Share this post


    Link to post
    Share on other sites
    Sandrina

    Boa tarde recebo o salário mínimo e tenho que pagar 275 euros de renda e tenho um menor ao meu encargo. Mas de outro casamento tenho três meninas na qual devia pagar 225 euros, o pai destas pediu o incumprimento, qual o limite de penhora no meu caso?

    Share this post


    Link to post
    Share on other sites
    BlueSara

    @ Sandrina

    A pensão de alimentos deve ser fixada de forma proporcional às possibilidades de quem tem de a pagar e às necessidades de quem a recebe.
    Não havendo acordo o valor da pensão, terá de ser o tribunal a fixar o valor. Sugiro que dê uma espreitadela pelo guia disponível na Segurança Social (http://www.seg-social.pt/protecao-juridica).

    • Upvote 1

    Share this post


    Link to post
    Share on other sites

    Your content will need to be approved by a moderator

    Guest
    You are commenting as a guest. If you have an account, please sign in.
    Reply to this topic...

    ×   Pasted as rich text.   Paste as plain text instead

      Only 75 emoji are allowed.

    ×   Your link has been automatically embedded.   Display as a link instead

    ×   Your previous content has been restored.   Clear editor

    ×   You cannot paste images directly. Upload or insert images from URL.


    ×
    FinancasPessoais.pt

    Subscreva a newsletter e tenha acesso a todas as novidades do grupo de sites FinancasPessoais.pt e a conteúdos exclusivos.

    Os sites FinancasPessoais.pt respeitam a sua privacidade e vontade:

    Não mostrar mais esta caixa