Jump to content
  • FORMAS DE POUPAR

  • Despedida de empresa familiar


    Recommended Posts

    Atrodrigues

    Boa tarde,

    Venho expor a seguinte situação:

    Trabalhei durante 4 anos da na empresa dos meus pais, juntamente com o meu marido.

    Apesar de saber que trabalhar em ambientes familiares é complicado, sempre fizemos o nosso melhor e acreditamos que a empresa ganhou com a nossa entrada nos quadros. No entanto, e apesar de muitos pensarem que ser filha do patrão é só benefício, as 50 horas semanais que nos obrigam a trabalhar começaram a passar factura. Quando começamos a pedir uma melhoria das condições, nomeadamente a redução das horas de trabalho por já estarem a afectar a nossa saúde, sentimos que começaram a provocar o nosso despedimento.

    Com os tempos que correm, em meio de uma pandemia, achámos que não nos podíamos dar ao luxo de nos despedirmos, fomos resilientes, mas sempre reinvidincando um horário laboral mais aceitável. Acontece que quem perdeu a paciência foram os meus pais e despediram-nos aos dois, acusando-nos de querer viver às custas do trabalho deles e alegando questões pessoais, nomeadamente que o meu marido me tinha mudado a cabeça e maldita a hora em que nos tínhamos casado. Isto aconteceu em frente a outro membro da família, que depende deles económicamente, e dos outros colegas de trabalho. Fomos "escorraçados" da empresa com a frase a gritos "vai-te embora daqui, nunca mais ponhas cá os pés, nada disto é teu!". Sei que não poderei pedir a quem estava presente que testemunhe a meu favor, pois são todos dependentes dos donos da empresa.

    Sei que isto parece mais uma questão emocional do que laboral, o que acontece é que na lei laboral as questões familiares não estão previstas. Passaram vários dias desde este despedimento verbal, e até à data não tenho um documento que valide o despedimento. Além disso, no caso de assumirem o despedimento, devo exigir indemnização porque não fui avisada com atecedência? Poderei alegar que fui despedida por exigir o cumprimento das leis laborais? Como posso fazer isso? Poderei alegar que a minha entidade patronal está a usar motivos pessoais para provocar o nosso despedimento? Será legal despedir-me dizendo que a culpa é do meu marido, porque ele é uma má influência?

    Há ainda a ter em conta, que fico numa posição de desemprego juntamente com o meu marido, numa situação de pandemia, na qual vai ser muito difícil recomeçar. Além disso, fomos despedidos de uma empresa que está a dar lucros, da qual tenho uma percentagem, ainda que minoritária.

    Agradeço desde já quem me possa ajudar nesta situação.

     

     

    Link to post
    Share on other sites

    Nunca devia ter saído sem despedimento por escrito. 

    Após 5 dias de faltas injustificadas o despedimento é por justa causa. Não vai ter direito nem a subsidio de desemprego,

    Trabalhar para a família não significa ser escrava, muito menos aceitar faltas de respeito e ofensas verbais deste tipo. De ninguém.

    Quer dizer trabalhou 50 horas por semana, e o seus pais, ainda a ofendem por querer direitos que são de qualquer trabalhador?

    A lei do trabalho existe exatamente para defender os trabalhadores. São trabalhadores, não são escravos. 

    A lei laboral é para qualquer trabalhador, o facto dos patrões serem seus pais nada muda.

    Voçê trabalha a troco de um ordenado, a lei diz 40 horas semanais. O resto tem que ser pago como trabalho suplementar, e não é obrigado a fazer todos os dias.

    Nada diz que voçê deve, e tem que trabalhar: de sol a sol, de borla, a troco de uma sopa. Só porque os patrões são seus pais.

    Isso era no tempo do salazar.

    Os seus pai abusam  dos trabalhadores, faça queixa deles ACT..

    Link to post
    Share on other sites
    há 20 horas, Atrodrigues disse:

    Boa tarde,

    Venho expor a seguinte situação:

    Trabalhei durante 4 anos da na empresa dos meus pais, juntamente com o meu marido.

    Apesar de saber que trabalhar em ambientes familiares é complicado, sempre fizemos o nosso melhor e acreditamos que a empresa ganhou com a nossa entrada nos quadros. No entanto, e apesar de muitos pensarem que ser filha do patrão é só benefício, as 50 horas semanais que nos obrigam a trabalhar começaram a passar factura. Quando começamos a pedir uma melhoria das condições, nomeadamente a redução das horas de trabalho por já estarem a afectar a nossa saúde, sentimos que começaram a provocar o nosso despedimento.

    Com os tempos que correm, em meio de uma pandemia, achámos que não nos podíamos dar ao luxo de nos despedirmos, fomos resilientes, mas sempre reinvidincando um horário laboral mais aceitável. Acontece que quem perdeu a paciência foram os meus pais e despediram-nos aos dois, acusando-nos de querer viver às custas do trabalho deles e alegando questões pessoais, nomeadamente que o meu marido me tinha mudado a cabeça e maldita a hora em que nos tínhamos casado. Isto aconteceu em frente a outro membro da família, que depende deles económicamente, e dos outros colegas de trabalho. Fomos "escorraçados" da empresa com a frase a gritos "vai-te embora daqui, nunca mais ponhas cá os pés, nada disto é teu!". Sei que não poderei pedir a quem estava presente que testemunhe a meu favor, pois são todos dependentes dos donos da empresa.

    Sei que isto parece mais uma questão emocional do que laboral, o que acontece é que na lei laboral as questões familiares não estão previstas. Passaram vários dias desde este despedimento verbal, e até à data não tenho um documento que valide o despedimento. Além disso, no caso de assumirem o despedimento, devo exigir indemnização porque não fui avisada com atecedência? Poderei alegar que fui despedida por exigir o cumprimento das leis laborais? Como posso fazer isso? Poderei alegar que a minha entidade patronal está a usar motivos pessoais para provocar o nosso despedimento? Será legal despedir-me dizendo que a culpa é do meu marido, porque ele é uma má influência?

    Há ainda a ter em conta, que fico numa posição de desemprego juntamente com o meu marido, numa situação de pandemia, na qual vai ser muito difícil recomeçar. Além disso, fomos despedidos de uma empresa que está a dar lucros, da qual tenho uma percentagem, ainda que minoritária.

    Agradeço desde já quem me possa ajudar nesta situação.

     

     

    o fato de seres filha não te faz perder direitos laborais.

    parto do pressuposto de que não é gerente da empresa, assim terá direito a indeminização e sub de desemprego.

    Use o calculo do site da ACT para saber o valor 

    https://www.act.gov.pt/(pt-PT)/CentroInformacao/Simulador/Paginas/default.aspx

    Telefone para eles e denuncie o a situação (tel 300 069 300).

    Normalmente este formulário é entregue ao trabalhador para ele pedir o desemprego.

    http://www.seg-social.pt/documents/10152/38498/RP_5044_DGSS/3b3ee4d0-4246-4968-bd04-64bed991cbaf

    Tente contactar por meios eletrónicos com os pais (email, whatapp...) tudo que possa usar como prova que eles a despediram e não o contrário. Grave telefonemas...

    Link to post
    Share on other sites
    Atrodrigues
    há 3 horas, Aforrista disse:

    o fato de seres filha não te faz perder direitos laborais.

    parto do pressuposto de que não é gerente da empresa, assim terá direito a indeminização e sub de desemprego.

    Use o calculo do site da ACT para saber o valor 

    https://www.act.gov.pt/(pt-PT)/CentroInformacao/Simulador/Paginas/default.aspx

    Telefone para eles e denuncie o a situação (tel 300 069 300).

    Normalmente este formulário é entregue ao trabalhador para ele pedir o desemprego.

    http://www.seg-social.pt/documents/10152/38498/RP_5044_DGSS/3b3ee4d0-4246-4968-bd04-64bed991cbaf

    Tente contactar por meios eletrónicos com os pais (email, whatapp...) tudo que possa usar como prova que eles a despediram e não o contrário. Grave telefonemas...

    Obrigada pela resposta. 

    Não sou gerente da empresa, mas a empresa era dos meus avós que me doaram 15%, terei, portanto direito a indeminização e e subsidio de desemprego. Ainda que o melhor mesmo é ter emprego.

    Seguirei os seus conselhos. Obrigada.

    Edited by Atrodrigues
    Link to post
    Share on other sites
    Atrodrigues
    há 5 horas, Visitante AAA disse:

    Nunca devia ter saído sem despedimento por escrito. 

    Após 5 dias de faltas injustificadas o despedimento é por justa causa. Não vai ter direito nem a subsidio de desemprego,

    Trabalhar para a família não significa ser escrava, muito menos aceitar faltas de respeito e ofensas verbais deste tipo. De ninguém.

    Quer dizer trabalhou 50 horas por semana, e o seus pais, ainda a ofendem por querer direitos que são de qualquer trabalhador?

    A lei do trabalho existe exatamente para defender os trabalhadores. São trabalhadores, não são escravos. 

    A lei laboral é para qualquer trabalhador, o facto dos patrões serem seus pais nada muda.

    Voçê trabalha a troco de um ordenado, a lei diz 40 horas semanais. O resto tem que ser pago como trabalho suplementar, e não é obrigado a fazer todos os dias.

    Nada diz que voçê deve, e tem que trabalhar: de sol a sol, de borla, a troco de uma sopa. Só porque os patrões são seus pais.

    Isso era no tempo do salazar.

    Os seus pai abusam  dos trabalhadores, faça queixa deles ACT..

    Boa tarde. Desde já, obrigada pela sua resposta.

    Quando sai estava a ser ameaçada com levar com um furador na cabeça, portanto, nem se me ocorreu pedir o despedimento por escrito. Bem sei que o deveria ter feito. Isto aconteceu na passada terça-feira. Na quarta enviei um e-mail a pedir o despedimento por escrito. Não me responderam. Na quinta-feira enviei uma carta registada e aviso de recepção com o mesmo pedido. Até agora nada. ninguém entrou em contacto comigo ou com o meu marido. 

    Penso que irei à ACT, por muito que me custe, pois trata-se de família... Ainda não o fiz porque como estou a iniciar um processo de adopção de uma criança, e estes contenciosos familiares nunca ficam bem no processo. Mas daí, desempregados também não conseguiremos adoptar...

    Obrigada mais uma vez.

    Link to post
    Share on other sites

    Join the conversation

    You are posting as a guest. If you have an account, sign in now to post with your account.
    Note: Your post will require moderator approval before it will be visible.

    Guest
    Reply to this topic...

    ×   Pasted as rich text.   Paste as plain text instead

      Only 75 emoji are allowed.

    ×   Your link has been automatically embedded.   Display as a link instead

    ×   Your previous content has been restored.   Clear editor

    ×   You cannot paste images directly. Upload or insert images from URL.

    ×
    ×
    • Create New...