Jump to content
  • FORMAS DE POUPAR

  • Recommended Posts

    Rexy

    Boa noite.

    Sou professor e não fui colocado em nenhuma escola pública nem privada.

    Foi-me apresentado um convite para entrar num centro de explicações, onde há bastante trabalho e reconhecedor.

    Para tal foi-me sugerido abrir atividade nas finanças e começar a passar recibos, tal e qual como trabalhador independente.

    Era sobre isso que eu gostava de perguntar, quero saber o máximo possível antes de tomar alguma decisão.

    Para abrir atividade tenho que me dirigir às finanças ou dá para fazer no portal das finanças, online?

    Se abrir atividade posso fechá-la ou suspender quando quiser?

    Ao passar recibo como sei os valores de descontos obrigatórios que devem ser feitos para cada uma das partes?

    Sei que, assim que abrir atividade, usufruo de um ano, ou até ao valor de 10mil euros, para não fazer descontos. Esse ano conta seguido ou fico em 'pausa' caso eu feche atividade a meio termo, isto é, se a meio fechar ou suspender atividade, esse ano continuo caso um dia a volte a abrir?

     

    Estas são algumas das questões que agora me surgiram. Desculpem a chatice e agradeço imenso.

    Share this post


    Link to post
    Share on other sites
    Guest PJA
    há 18 horas, Rexy disse:

    Para abrir atividade tenho que me dirigir às finanças ou dá para fazer no portal das finanças, online?

    Pode fazê-lo no Portal das Finanças

    Citação

    Se abrir atividade posso fechá-la ou suspender quando quiser?

    Sim

    Citação

    Ao passar recibo como sei os valores de descontos obrigatórios que devem ser feitos para cada uma das partes?

    Cada uma das opções tem a referência ao artigo que lhe diz respeito. É uma questão de ler esses trechos da legislação e confirmar o que se aplica ao seu caso concreto.

    Citação

    Sei que, assim que abrir atividade, usufruo de um ano, ou até ao valor de 10mil euros, para não fazer descontos. Esse ano conta seguido ou fico em 'pausa' caso eu feche atividade a meio termo, isto é, se a meio fechar ou suspender atividade, esse ano continuo caso um dia a volte a abrir?

    Tem um ano de isenção de descontos para a Segurança Social. Ao fim desse ano será colocado no escalão correspondente ao seu rendimento e deverá começar a fazer descontos: http://www.seg-social.pt/trabalhadores-independentes

    Enquanto fizer menos de 10.000€/ano (ou equivalente - se for abrir atividade no fim deste mês, só terá direito se fizer menos de 1666,67€ este ano) pode ficar no regime de isenção de cobrança de IVA (ao abrigo do artigo 53º do CIRS) e, consequentemente, de isenção de retenção na fonte de IRS (artigo 101.º-B nº1 a) do CIRS). Isto não quer dizer que não venha a pagar IRS - fá-lo-á quando submeter a declaração de rendimento no ano seguinte - apenas que não lhe será retido na fonte nenhum montante para esse efeito (ou seja, quase inevitavelmente terá imposto a pagar quando submeter a declaração).
    Se passar dos 10.000€ anuais (ou equivalente) deve, no início do ano seguinte, entregar uma declaração de alteração de atividade para ficar no regime de IVA.

    De qualquer forma, deve estar isento de IVA ao abrigo do nº 9 do artigo 9º do CIVA, pelo que o parágrafo anterior provavelmente não se lhe aplica no que ao IVA diz respeito...

    Share this post


    Link to post
    Share on other sites

    Your content will need to be approved by a moderator

    Guest
    You are commenting as a guest. If you have an account, please sign in.
    Reply to this topic...

    ×   Pasted as rich text.   Paste as plain text instead

      Only 75 emoji are allowed.

    ×   Your link has been automatically embedded.   Display as a link instead

    ×   Your previous content has been restored.   Clear editor

    ×   You cannot paste images directly. Upload or insert images from URL.


    ×
    FinancasPessoais.pt

    Subscreva a newsletter e tenha acesso a todas as novidades do grupo de sites FinancasPessoais.pt e a conteúdos exclusivos.

    Os sites FinancasPessoais.pt respeitam a sua privacidade e vontade:

    Não mostrar mais esta caixa