Jump to content
  • FORMAS DE POUPAR

  • Sign in to follow this  
    Guest Liliana Rodrigues

    desempregada

    Recommended Posts

    Guest Liliana Rodrigues

    Bom dia trabalhava numa firma de limpezas a 4 meses e meio 

    Ganhava 3.06€ a hora os transportes erao pagos a nossa conta

    Nunca me derao contrato de trabalho nunca assinei nada a nao ser os resibos de me pagarem 

    Os meus dados forao dados pelo tlm nao tem decomentos meus 

    Chatiei me e vim embora o que aconte ce e que agora nao me querem pagar dizem que tinha de mandar uma carta de despidimento so pagao quando quiserem .

    Que devo faver para reseber os dias que trabalhei,

    Share this post


    Link to post
    Share on other sites
    pauloaguia

    O período experimental, durante o qual o trabalhador pode terminar o contrato de trabalho sem pré-aviso, é de 3 meses (artigo 112º do Código do Trabalho). Depois desse prazo devias ter dado pré-aviso de que te ias despedir, sim. Tendo estado a trabalhar menos de 2 anos, esse pré-aviso é de 30 dias (artigo 400º). Não tendo dado o pré-aviso, a empresa pode-te exigir o valor correspondente (ou seja, quase 1 mês de salário - menos 8 dias que corresponderiam a dias de férias a que entretanto já terias direito), bem como o pagamento de eventuais prejuízos que tenha sofrido pela súbita ausência...

    Em qualquer caso podes sempre contactar a Autoridade para as Condições do Trabalho - se tiveres direito a exigir alguma coisa, são eles que poderão forçar a empresa a pagar-te.

    Share this post


    Link to post
    Share on other sites
    Wakka
    A 07/04/2016 at 10:07, pauloaguia disse:

    O período experimental, durante o qual o trabalhador pode terminar o contrato de trabalho sem pré-aviso, é de 3 meses (artigo 112º do Código do Trabalho). Depois desse prazo devias ter dado pré-aviso de que te ias despedir, sim. Tendo estado a trabalhar menos de 2 anos, esse pré-aviso é de 30 dias (artigo 400º). Não tendo dado o pré-aviso, a empresa pode-te exigir o valor correspondente (ou seja, quase 1 mês de salário - menos 8 dias que corresponderiam a dias de férias a que entretanto já terias direito), bem como o pagamento de eventuais prejuízos que tenha sofrido pela súbita ausência...

    Em qualquer caso podes sempre contactar a Autoridade para as Condições do Trabalho - se tiveres direito a exigir alguma coisa, são eles que poderão forçar a empresa a pagar-te.

    Infelizmente o ACT tem-se descartado e diz que não pode actuar em situações em que as pessoas já não têm vínculo com a empresa...

    Share this post


    Link to post
    Share on other sites

    Your content will need to be approved by a moderator

    Guest
    You are commenting as a guest. If you have an account, please sign in.
    Reply to this topic...

    ×   Pasted as rich text.   Paste as plain text instead

      Only 75 emoji are allowed.

    ×   Your link has been automatically embedded.   Display as a link instead

    ×   Your previous content has been restored.   Clear editor

    ×   You cannot paste images directly. Upload or insert images from URL.

    Sign in to follow this  

    ×
    FinancasPessoais.pt

    Subscreva a newsletter e tenha acesso a todas as novidades do grupo de sites FinancasPessoais.pt e a conteúdos exclusivos.

    Os sites FinancasPessoais.pt respeitam a sua privacidade e vontade:

    Não mostrar mais esta caixa