Ir para o conteúdo
maria natalia lourenco

Reformados da Segurança Social e novo contrato de trabalho

Recommended Posts

maria natalia lourenco

Boa noite:

Estou reformada pela Segurança Social, por Velhice. Arranjei contrato de trabalho por 3 meses numa área diferente da que me reformou. Posso juntar o valor da reforma e o vencimento mensal? Que descontos faz a entidade patronal e eu própria?

Será melhor através de recibos verdes?

Qual o decreto-lei que posso consultar.

Agradeço a informação

Cumprimentos,

m. natalia l.

 

Partilhar esta publicação


Link para a publicação
Partilhar noutros sites
maria natalia lourenco

obrigada pela resposta, estou esclarecida.

Porém como trabalhadora independente, os chamados recibos verdes, não pago Segurança Social? Tem o IVA e o IRS mas não tem valor para a SEgurança Social, certo?

 

Muito obrigada e os meus cumprimentos.

m natalia l

Partilhar esta publicação


Link para a publicação
Partilhar noutros sites
pauloaguia

De http://www.seg-social.pt/trabalhadores-independentes

O trabalhador independente pode ficar isento do pagamento de contribuir quando:

  • Acumule a sua atividade profissional com o exercício de atividade por conta de outrem, desde que, cumulativamente:
    • O exercício das duas atividades profissionais seja prestado a entidades empregadoras distintas e que não tenham entre si uma relação de domínio ou de grupo
    • O exercício de atividade por conta de outrem determine o enquadramento obrigatório noutro regime de proteção social que cubra a totalidade das eventualidades abrangidas pelo regime dos trabalhadores independentes
    • O valor da remuneração média mensal considerada para o outro regime de proteção social, nos 12 meses com remuneração anteriores à fixação da base de incidência contributiva, seja igual ou superior a 419,22 EUR (uma vez o IAS).
  • Seja simultaneamente pensionista de invalidez ou de velhice de regimes de proteção social, nacionais ou estrangeiros e a atividade profissional seja legalmente cumulável com a respetiva pensão
  • Seja simultaneamente titular de pensão resultante da verificação de risco profissional e que sofra de incapacidade para o trabalho igual ou superior a 70%
  • Tenha pago contribuições pelo período de um ano resultantes de rendimento relevante igual ou inferior a 2.515,32 EUR (6 vezes o IAS).

Partilhar esta publicação


Link para a publicação
Partilhar noutros sites
pauloaguia

Já agora, se faturares menos de 10.000€ ficas no regime em que não precisas de cobrar IVA... 

Partilhar esta publicação


Link para a publicação
Partilhar noutros sites

Este conteúdo terá de ser aprovador por um moderador

Visitante
Está a comentar como Visitante. Se já se registou, por favor entre com o seu Nome de Utilizador.
Responder a este tópico

×   Colou conteúdo com formatação.   Paste as plain text instead

  Only 75 emoticons maximum are allowed.

×   Foi criada uma pré-visualização automática a partir da ligação que colocou.   Mostrar apenas como ligação

×   Your previous content has been restored.   Clear editor

×   You cannot paste images directly. Upload or insert images from URL.


×
FinancasPessoais.pt

Subscreva a newsletter e tenha acesso a todas as novidades do grupo de sites FinancasPessoais.pt e a conteúdos exclusivos.

Os sites FinancasPessoais.pt respeitam a sua privacidade e vontade:

Não mostrar mais esta caixa