Ir para o conteúdo
anaritapaula

Taxas Fixas vs Taxas Variaveis

Recommended Posts

anaritapaula

Estou a pensar começar a construir a minha casa para aproveitar a descida dos juros, e tenho sondado ja alguns bancos no sentido de saber o que me é mais aconselhavel em termos de taxa (se fixa se variavel). Apesar de saber que neste momento a taxa variavel é a mais apelativa não me consigo esquecer do desespero estampado na cara de amigos meus, que já estavam a pagar os seus créditos habitação, todas as vezes que o euribor aumentava. Daí achar que com uma taxa fixa consigo de alguma forma assegurar alguma tranquilidade.

Não consigo é perceber se a taxa fixa está tambem anexada ao euribor e se sofre as mesmas oscilações que a taxa variavel, ou se me arrisco a contratar uma taxa que em nada beneficiou com as descidas do euribor.

Se alguem me pudesse explicar um pouco como funcionam as taxas fixas agradecia imenso.

RB

Partilhar esta publicação


Link para a publicação
Partilhar noutros sites
CFinanceiro

A euribor é um indexante que é utilizado pela maior parte dos bancos para as taxas variáveis enquanto na fixa é a swap, tu ao contratar uma taxa fixa ñ vais ter nada ligado a euribor. Em relação ás oscilações na taxa fixa ñ existe ou seja durante o período que contrates taxa fixa vais pagar sempre o mesmo.

Partilhar esta publicação


Link para a publicação
Partilhar noutros sites
pauloaguia

É tudo igual - só os nomes dos indexantes é que são diferentes.

Se indexares o empréstimo à Euribor a 3meses (3M) a taxa do teu empréstimo vai variar de 3 em 3 meses.

Se indexares à Euribor 6M vais ter variações de taxa 2 vezes por ano.

Se indexares à Swap 2A vais manter a taxa durante 2 anos... e depois muda

Se indexares à Swap a 30A vais manter a taxa durante esse tempo... e, se o teu empréstimo ainda durar nessa altura, vês a taxa revista quando lá chegares.

Normalmente nos casos da taxa dita "fixa", na altura da revisão da taxa os bancos dão a hipótese de passar para taxa variável, com um periodicidade de revisão mais curta, conforme a decisão do cliente (sem necessidade de renegociar isso com o banco).

Actualmente as taxas fixas andam um bocado altas, segundo o que têm dito por aqui as pessoas que andam a acompanhar esse assunto. Como as taxas de prazos mais curtos estão extremamente baixas, não deve compensar contratar a taxa fixa durante apenas 2 ou 3 anos. Claro que ninguém sabe o que o futuro trará, mas nesta altura não parece muito provável que as Euribor subam tão rapidamente.

Mais um pormenor - como tencionas pagar o teu empréstimo? Só o valor da prestação (para pagar nos tais 30 ou 40 anos) ou tencionas fazer amortizações extraordinárias para despachar a dívida o mais depressa possível? É que neste último caso os bancos costumam cobrar comissões. E se no caso das taxas variáveis, essas não podem ultrapassar os 0,5% do montante amortizado, caso tenhas taxa fixa o limite já pode chegar aos 2%.

Partilhar esta publicação


Link para a publicação
Partilhar noutros sites

Este conteúdo terá de ser aprovador por um moderador

Visitante
Está a comentar como Visitante. Se já se registou, por favor entre com o seu Nome de Utilizador.
Responder a este tópico

×   Colou conteúdo com formatação.   Paste as plain text instead

  Only 75 emoticons maximum are allowed.

×   Foi criada uma pré-visualização automática a partir da ligação que colocou.   Mostrar apenas como ligação

×   Your previous content has been restored.   Clear editor

×   You cannot paste images directly. Upload or insert images from URL.


×
FinancasPessoais.pt

Subscreva a newsletter e tenha acesso a todas as novidades do grupo de sites FinancasPessoais.pt e a conteúdos exclusivos.

Os sites FinancasPessoais.pt respeitam a sua privacidade e vontade:

Não mostrar mais esta caixa