Jump to content
  • FORMAS DE POUPAR

  • maria anjos

    acordo de pagamento de indeminização em prestações

    Recommended Posts

    maria anjos

    Boa noite

    Aceitei um acordo de despedimento, onde foi apurado o valor de indeminização e feito um acordo por escrito com a entidade patronal que o pagamento dessa indeminização seria feita em prestações de 100 eur mensais durante 18 meses, ficando o restante por pagar na totalizade findo esse prazo.

    O que acontece é que as primeiras prestações (cerca de oito) foram pagas, porém as mesmas deixaram de ser pagas. Gostaria de saber o que tenho que fazer, para que a pessoa em causa (ex entidade patronal) me pague o que deve.

    Obrigada 

    Maria Anjos Felix

    Share this post


    Link to post
    Share on other sites
    pauloaguia

    Já falaste com eles? Para saber o que se passou?

    Dá um aviso de que se os pagamentos não forem regularizados numa semana, avanças com expedientes para reaver o dinheiro (via judicial). No limite poderias pedir a falência da empresa pelo não pagamento de dívidas... Se as coisas chegarem a esse ponto, entra em contacto com a Autoridade para as Condições do Trabalho para pedir conselho sobre os passos a dar...

    Share this post


    Link to post
    Share on other sites
    Guest maria anjos felix

    sim já tentei falar porém acabam sempre por dar desculpas que pagam quando puderem etc agora já nem me atendem as chamadas.

    Já foi ACT para pedir aconselhamento que não me deu respostas apenas me encaminhou para o tribunal do trabalho, lá afirmam que nada podem fazer pois já passou um ano da data de cessação de contrato e o acordo de pagamento não é válido para nada? Esse apenas termina em Julho de 2015. Realmente já não sei onde me deslocar ou dirigir afim de pedir ajuda, talvez o melhor seja mesmo recorrer a um advogado e mover uma acção certo?

    Share this post


    Link to post
    Share on other sites
    pauloaguia

    Antes desse passo faz uma última tentativa - envia uma carta registada, indicando que se não regularizarem os pagamentos de acordo com o acordado, darás início a uma ação na justiça para reaver esse dinheiro e todo e qualquer montante que venhas a gastar com essa ação.

    Pode ser que a ameaça de virem a ter mais a pagar os faça mexer. É que o advogado também não vai sair barato...

    Mas se nem isso funcionar, diria que é a hipótese que te resta, sim...

    Share this post


    Link to post
    Share on other sites

    Your content will need to be approved by a moderator

    Guest
    You are commenting as a guest. If you have an account, please sign in.
    Reply to this topic...

    ×   Pasted as rich text.   Paste as plain text instead

      Only 75 emoji are allowed.

    ×   Your link has been automatically embedded.   Display as a link instead

    ×   Your previous content has been restored.   Clear editor

    ×   You cannot paste images directly. Upload or insert images from URL.


    ×
    FinancasPessoais.pt

    Subscreva a newsletter e tenha acesso a todas as novidades do grupo de sites FinancasPessoais.pt e a conteúdos exclusivos.

    Os sites FinancasPessoais.pt respeitam a sua privacidade e vontade:

    Não mostrar mais esta caixa