Jump to content
  • FORMAS DE POUPAR

  • nautilus

    Psicologia do Investimento

    Recommended Posts

    nautilus

    Gostava de saber a vossa opinião, o que vos passa pela cabeça ao lidarem com a volatilidade.

    Estabelecem um stop do género, não aceito estar a perder mais do que x% e se a situação aí chegar saltam fora?

    Pensam que têm sempre razão, e por crença/teimosia, estabelecem a priori que só saem com lucro?

    Estabelecem um horizonte temporal e não interessa o que acontece pelo meio, só a situação final?

    Quando estão a ter lucro, dão-se por satisfeitos aos x% e realizam essas mais-valias?

    Há imensas formas de ver as coisas.

    Naturalmente, a questão não se aplica (corrijam-me se estiver errado) a quem investe unicamente em DP ou produtos do estado (embora reconheça que alguém possa passar um mau bocado questionando-se se o estado cumprirá as suas obrigações).

    Não encontrei no fórum nenhum tópico sobre este assunto que julgo importantíssimo.

    Share this post


    Link to post
    Share on other sites
    ruicarlov

    Isso depende muito do tipo de investimento que estamos a falar.

    Volatilidade numa única ação é uma coisa. Volatilidade num fundo é outra. E volatilidade num fundo integrado num portfolio bem diversificado por várias classes de activos para o longo prazo é outra coisa ainda.

    Como a minha estratégia de investimento cai mais na 3ª hipótese, a meu ver nunca salto fora. Se há uma grande queda de um activo e a sua percentagem no meu portfolio diminui, rebalanceio e reforço o fundo perdedor, resgatando de um ganhador. Se um fundo sobre demasiado, faço o inverso. O importante para mim é manter a alocação pré-definida a cada classe de activo.

    Share this post


    Link to post
    Share on other sites
    Jaymz

    Se há uma grande queda de um activo e a sua percentagem no meu portfolio diminui, rebalanceio e reforço o fundo perdedor, resgatando de um ganhador. Se um fundo sobre demasiado, faço o inverso. O importante para mim é manter a alocação pré-definida a cada classe de activo.

    Mas assim não estás a mascarar as perdas? Retirar dinheiro de onde está a render mais para tapar o buraco de onde está a render menos só para manter a alocação é preferível a mudar a alocação?

    Share this post


    Link to post
    Share on other sites
    ruicarlov

    Mas assim não estás a mascarar as perdas? Retirar dinheiro de onde está a render mais para tapar o buraco de onde está a render menos só para manter a alocação é preferível a mudar a alocação?

    Numa perspectiva de longo prazo penso que é bem melhor. Se ficamos com uma carteira muito desequilibrada, quando os ativos entram na outra fase do ciclo estamos menos preparados para aproveitar a recuperação. Vejamos por exemplo 2008. Super queda nas ações de subida na treasuries americanas. Quem rebalanceou a carteira conseguiu aproveitar muito melhor a recuperação que se sucedeu do que quem ficou com na mesma, sobrexposto a obrigações e subexposto a ações.

    Share this post


    Link to post
    Share on other sites
    Jaymz

    Numa perspectiva de longo prazo penso que é bem melhor. Se ficamos com uma carteira muito desequilibrada, quando os ativos entram na outra fase do ciclo estamos menos preparados para aproveitar a recuperação. Vejamos por exemplo 2008. Super queda nas ações de subida na treasuries americanas. Quem rebalanceou a carteira conseguiu aproveitar muito melhor a recuperação que se sucedeu do que quem ficou com na mesma, sobrexposto a obrigações e subexposto a ações.

    OK, eu estava a ver a questão como se fossem duas empresas só pela perspectiva do lucro. Se a A está a dar lucro e a B prejuízo, para quê estar a enterrar dinheiro do lucro da A na que dá prejuízo em vez de a fechar de vez? Mas lá está, se a ideia é esperar que venha uma altura em que o produto da empresa B seja mais requisitado pelo mercado, mais vale tê-la já em funcionamento e conseguir responder ao mercado em vez de ter de montar toda uma nova empresa B de raíz.

    Share this post


    Link to post
    Share on other sites
    nautilus

    O meu balanceamento é simplesmente aumentar a exposição quando um título cai, mas por injecção de capital e não por rebalanceamento do portfolio.

    Só tenho acções, e não estou nada diversificado. Antes de comprar faço uma análise o mais profunda que sei (balanços, demonstrações de resultados, performance histórica,...). Não faço short selling nem análise técnica (não tenho tempo, estou a trabalhar :P).

    Suponhamos que desta minha análise resultam duas companhias em que penso valer a pena investir à cotação actual.

    Se tenho posição longa e vejo que de repente alguma começa a descer, não me preocupo muito, tento não ficar afectado pela volatilidade diária (que é imensa...) e vejo mais como uma oportunidade de comprar mais.

    Se acreditas que algo é bom e está a cotar a X, se desce 10% das duas uma: ou desconfias da tua análise e sais com perda, ou se a tua análise estiver correta representa uma grande oportunidade para aumentar a exposição à acção.

    Estabeleço antes de entrar um price-target para a acção e só vendo chegando lá ou se houver alguma mudança significativa nas condições de análise. Tento não ficar à mercê da especulação. Se um dia um fundo de investimento der uma ordem de venda de €100M e o preço cair imenso, não faz qualquer sentido assumir uma perda por isso. Há sempre gente que se acobarda e vende nos dias seguinte podendo haver um agravamento da queda, mas na minha opinião se a queda, não resultar de alterações nos fundamentos da companhia, mas sim de pura especulação, só pode representar uma oportunidade.

    Bons investimentos

    Share this post


    Link to post
    Share on other sites
    atlas

    O meu balanceamento é simplesmente aumentar a exposição quando um título cai, mas por injecção de capital e não por rebalanceamento do portfolio.

    Só tenho acções, e não estou nada diversificado. Antes de comprar faço uma análise o mais profunda que sei (balanços, demonstrações de resultados, performance histórica,...). Não faço short selling nem análise técnica (não tenho tempo, estou a trabalhar :P).

    Suponhamos que desta minha análise resultam duas companhias em que penso valer a pena investir à cotação actual.

    Se tenho posição longa e vejo que de repente alguma começa a descer, não me preocupo muito, tento não ficar afectado pela volatilidade diária (que é imensa...) e vejo mais como uma oportunidade de comprar mais.

    Se acreditas que algo é bom e está a cotar a X, se desce 10% das duas uma: ou desconfias da tua análise e sais com perda, ou se a tua análise estiver correta representa uma grande oportunidade para aumentar a exposição à acção.

    Estabeleço antes de entrar um price-target para a acção e só vendo chegando lá ou se houver alguma mudança significativa nas condições de análise. Tento não ficar à mercê da especulação. Se um dia um fundo de investimento der uma ordem de venda de €100M e o preço cair imenso, não faz qualquer sentido assumir uma perda por isso. Há sempre gente que se acobarda e vende nos dias seguinte podendo haver um agravamento da queda, mas na minha opinião se a queda, não resultar de alterações nos fundamentos da companhia, mas sim de pura especulação, só pode representar uma oportunidade.

    Bons investimentos

    Isto é que é ter nervos de aço...

    Share this post


    Link to post
    Share on other sites
    azimuter

    Eu lido muito mal com a volatilidade.

    Eu ponho la o dinheiro e tento não olhar :-), porque a tendência normalmente é sair da montanha russa quando ela esta em andamento. E eu ja tenho uns valentes arranhões.

    Share this post


    Link to post
    Share on other sites
    marcopq

    Ter um PLANO é o mais importante  para qualquer tipo de investimento, que  preveja todos cenários possiveis (onde investir/o que ganho /o que perco) e reagir perante os acontecimentos.

    Para poder reagir perante a suposta "volatilidade" é preciso experiência, kilometros percorridos, sem isso nada feito.

    Psico-gestão do risco+experiência=proveitos no longo prazo.

    Bons investimentos a todos.

    Share this post


    Link to post
    Share on other sites
    marcopq

    PMI!!!! o que é isso??

    Os PMIs foram desenvolvidos para fornecer aos usuários dados precisos e em tempo hábil, ajudando-os a compreender melhor as condições económicas. Os PMIs baseiam-se em pesquisas mensais de empresas cuidadosamente selecionadas.

    As pesquisas PMI baseiam-se em factos e não em opiniões, e estão entre os primeiros indicadores das condições económicas publicados mensalmente. Uma metodologia consistente permite comparações internacionais.

    As pesquisas alcançam uma cobertura notável por parte da imprensa, e são amplamente utilizadas por profissionais de compras, pela alta gerência no setor empresarial, e por analistas económicos de instituições financeiras e de bancos centrais.

    Características chave dos dados do PMI:

    • fornece indicadores confiáveis baseados em factos, ao invés de opiniões ou indicadores baseados em convicção.
    • são produzidos rapidamente, e muito mais rápidos do que séries de dados oficiais semelhantes.
    • são divulgados mensalmente.
    • cobrem quase todas as atividades económicas do setor privado em vários países (incluindo os indispensáveis setores de serviços).
    • não são revisados após a publicação.
    • são produzidos usando metodologia consistente em todos os países.

    As vantagens oferecidas pelos dados do PMI refletem as deficiências nas estatísticas económicas oficiais:

    1. Publicação pouco frequente.

    2. Atrasos na publicação.

    3. Revisões após a primeira publicação.

    4. Falta de comparabilidade internacional.

    Os problemas acima levam os profissionais de compra e os analistas económicos a tentar monitorar as condições industriais atuais usando dados oficiais que estão desatualizados, que são sujeitos a revisão e que não podem ser comparados com os dados de outros países.

    As pesquisas PMI foram criadas para fornecer aos planejadores de negócios dados atualizados, precisos e confiáveis e que possam ser usados para comparar desempenhos e para estabelecer estratégias de negócios.

    Muitos pips verdes a todos os leitores.

    pips%2Bverdes.jpg

    Share this post


    Link to post
    Share on other sites

    Your content will need to be approved by a moderator

    Guest
    You are commenting as a guest. If you have an account, please sign in.
    Reply to this topic...

    ×   Pasted as rich text.   Paste as plain text instead

      Only 75 emoji are allowed.

    ×   Your link has been automatically embedded.   Display as a link instead

    ×   Your previous content has been restored.   Clear editor

    ×   You cannot paste images directly. Upload or insert images from URL.


    ×
    FinancasPessoais.pt

    Subscreva a newsletter e tenha acesso a todas as novidades do grupo de sites FinancasPessoais.pt e a conteúdos exclusivos.

    Os sites FinancasPessoais.pt respeitam a sua privacidade e vontade:

    Não mostrar mais esta caixa