Jump to content
  • FORMAS DE POUPAR

  • Sign in to follow this  
    tirarduvidas

    Retroatividade

    Recommended Posts

    tirarduvidas

    Boa Noite,

    Gostaria de perguntar , se ainda é possível efectuar uma declaração de substituição relativamente ao IRS de 2007, devido a alteração do "estado" do contribuinte;

    Ou seja, durante o ano de 2008 obteve o atestado de incapacidade de Multiusos, devido a doença cancerígena detectada e operada em Dezembro de 2007, passando a ter uma deficiência de 65% ?

    Em termos fiscais ainda é possível alterar o IRS de 2007, de modo a receber o que tem direito por lei ?

    Obrigado pelas respostas

    Carlos

    Share this post


    Link to post
    Share on other sites
    Guest Michael Collins

    Poderia e deveria tê-lo feito, 30 dias após o facto superveniente, ou seja, 30 dias contados da data de declaração de incapacidade, sem qualquer penalização. Pode, agora fazê-lo, contudo, sujeita-se a penalização ou pode até acontecer que o Chefe do Serviço de Finanças, afaste excepcionalmente a coima, tudo, nos termos do RGIT (Regime Geral das Infracções Tributárias)!

    Pode também fazê-lo através de Reclamação Graciosa, eventualmente, atentas as regras, para a exercer!

    De qualquer forma, há sempre possibilidade de exercer esse direito (declaração de substituição), já que sendo a declaração respeitante ao ano de 2007 e atendendo ao prazo de caducidade do imposto (4 anos), esse prazo cai em 2011, logo, está a tempo!

    Share this post


    Link to post
    Share on other sites
    sasa

    Boa noite,

    Segundo o artº 70 nº 1 do cod. proc. tributário, tem 120 dias para apresentar reclamação graciosa a contados a partir dos factos previstos no n.º 1 do artigo 102.º (presumo que seja a data de recepção da nota de liquidação).

    Mas no nº 4 do artº 70, diz que "4 - Em caso de documento ou sentença superveniente, bem como de qualquer outro facto que não tivesse sido possível invocar no prazo previsto no n.º 1, este conta-se a partir da data em que se tornou possível ao reclamante obter o documento ou conhecer o facto."

    Resumindo, tem 120 dias após obtenção do atestado de incapacidade para apresentar a reclamação graciosa, que deverá ser feita por escrito (de preferência via site da DGCI), bem fundamentada com todos os factos e com menção a documentos de suporte (relatórios médicos, notas de alta, etc.) a serem apresentados em mão na repartição de finanças e tentar justificar que só foi possível obter o atestado naquela data.

    Nestes termos, e como está tudo previsto na lei, o pedido tem que ser deferido.

    Se já tiverem passado os 120 dias da data de emissão do atestado, não perde nada em tentar!

    Cumps.

    Share this post


    Link to post
    Share on other sites
    Guest Michael Collins

    Boa noite Sérgio!

    O que refere é a parte respeitante aos prazos para deduzir reclamação graciosa.

    Se não o conseguir através da reclamação graciosa, só há 2 caminhos:

    1 - Declaração de substituição (com coima), até 2011 (prazo de caducidade do imposto); ou

    2 - Exposição dirigida ao Ministro das Finanças (norma que creio, está também contida no CIRS).

    Share this post


    Link to post
    Share on other sites
    tirarduvidas

    Boa noite,

    Agradeço ao Michael Collins e ao Sérgio os esclarecimentos prestados.

    Obrigado

    Carlos

    Share this post


    Link to post
    Share on other sites

    Join the conversation

    You are posting as a guest. If you have an account, sign in now to post with your account.
    Note: Your post will require moderator approval before it will be visible.

    Guest
    Reply to this topic...

    ×   Pasted as rich text.   Paste as plain text instead

      Only 75 emoji are allowed.

    ×   Your link has been automatically embedded.   Display as a link instead

    ×   Your previous content has been restored.   Clear editor

    ×   You cannot paste images directly. Upload or insert images from URL.

    Sign in to follow this  

    ×
    ×
    • Create New...
    FinancasPessoais.pt

    Subscreva a newsletter e tenha acesso a todas as novidades do grupo de sites FinancasPessoais.pt e a conteúdos exclusivos.

    Os sites FinancasPessoais.pt respeitam a sua privacidade e vontade:

    Não mostrar mais esta caixa