Ir para o conteúdo
joaopais

Montante necessário para deixar de trabalhar e viver dos juros

Recommended Posts

D@vid

Eu acho que a idade da pessoa também é um fator a ter em conta! Não concordam?

Conta sim, se for para a velhice então secalhar DPS seria o melhor :)

Partilhar esta publicação


Link para a publicação
Partilhar noutros sites
joaomr

Eu acho que a idade da pessoa também é um fator a ter em conta! Não concordam?

é verdade. Se tiver 80 anos e esperar viver mais 5... pode gastar 100k ano sem problemas (claro que poderão haver despesas de hospital inesperadas :)) mas isto dá 273 euros/dia ... já dá para uns bons almoços com os amigos!  8)

Partilhar esta publicação


Link para a publicação
Partilhar noutros sites
celsan

OK, ok, falhou-me essa parte do FGD  :-[

Nesse caso eu variava por 5 ou 6... sendo que distribuia por DP, fundo, obrigações, CT... Como preferisse, depois de analisar, claro  :D

Partilhar esta publicação


Link para a publicação
Partilhar noutros sites
Lvsitano

É preciso também ter em conta que seria necessário ter o dinheiro sempre disponível todos os meses, caso contrário chegava a uma altura e já não tinha capital à ordem para gastar. Poupanças com juros mensais existem muito poucas e normalmente os juros são reduzidos.

É muito arriscado a pessoa deixar de trabalhar assim de repente, acontece alguma coisa, algum imprevisto e já baralha as contas todas.

Também vai depender da vida de cada um. Eu conseguiria orientar a minha vida com 900€ mensais, desde que não pagasse uma fortuna de renda.

Partilhar esta publicação


Link para a publicação
Partilhar noutros sites
celsan

Claro, mas por isso mesmo é que eu inicialmente falei em assegurar €m ano, e dps claro que deveria ter valores a render em alturas diferentes

Partilhar esta publicação


Link para a publicação
Partilhar noutros sites
ruicarlov

Atenção, celsan, que nas contas devia começar a contar com os 28% de retenção, que ou me engano muito ou são para continuar nos próximos anos.

Há a tal história da inflação, mas isso também é um bocado relativo, pois depende que tipo de consumos fazemos.

Partilhar esta publicação


Link para a publicação
Partilhar noutros sites
USD

E vamos ver se esses 28% não irão para 30% ou até mais.

Eu acho um bocado arriscado deixar de trabalhar. Ainda assim muito depende da quantidade de despesas que a pessoa possa ter.

Partilhar esta publicação


Link para a publicação
Partilhar noutros sites
macase

Por esse valor eu só equacionava deixar de trabalhar talvez depois dos 50 anos (como idade psicológica), ou antes se o trabalho fosse penoso.

É preciso fazer bem as contas à vida e não entrar em deslumbramentos. Tudo depende da cabeça de cada um.

Há quem ganhe 700€/mês, gastando 700€. Mas se passar a ganhar 1.000€ e gastar 1.000€ de nada lhe serve o aumento, quando podia poupar 300€.

Tomara que muitos de nós tivesse esse dilema na realidade para resolver. É aproveitar para sonhar enquanto não se paga imposto. 8)

Partilhar esta publicação


Link para a publicação
Partilhar noutros sites
D@vid

É necessário no mínimo 1 milhão sensivelmente.

Acho exagerado, eu com 250 000€ já vivia de juros lol

Partilhar esta publicação


Link para a publicação
Partilhar noutros sites
PNogueira

Acho exagerado, eu com 250 000€ já vivia de juros lol

Acho exagerado, eu com 250 000€ já vivia de juros lol

Para chegar a esse valor apenas com o que sobra do ordenado nunca vou viver de juros

Partilhar esta publicação


Link para a publicação
Partilhar noutros sites
Visitante Salvador_

Por esse valor eu só equacionava deixar de trabalhar talvez depois dos 50 anos (como idade psicológica), ou antes se o trabalho fosse penoso.

É preciso fazer bem as contas à vida e não entrar em deslumbramentos. Tudo depende da cabeça de cada um.

Há quem ganhe 700€/mês, gastando 700€. Mas se passar a ganhar 1.000€ e gastar 1.000€ de nada lhe serve o aumento, quando podia poupar 300€.

Tomara que muitos de nós tivesse esse dilema na realidade para resolver. É aproveitar para sonhar enquanto não se paga imposto. 8)

Sim estou a assumir, um poder de compra de 2000 euros mensais constantes (ou seja ajustados a inflação) para uma pessoa de 35 anos.

Seriam precisos 1 milhão de euros e mesmo assim, seria a contar que vivesse apenas até aos 75 anos ..

Partilhar esta publicação


Link para a publicação
Partilhar noutros sites
Visitante Salvador_

Para chegar a esse valor apenas com o que sobra do ordenado nunca vou viver de juros

para isso é que se investe... para chegar a esses montantes... e nao nao é investir em DP's.

Partilhar esta publicação


Link para a publicação
Partilhar noutros sites
D@vid

para isso é que se investe... para chegar a esses montantes... e nao nao é investir em DP's.

DPs não é investir, é poupar com rendimento.

Partilhar esta publicação


Link para a publicação
Partilhar noutros sites
D@vid

nao... precisas mais.

a nao ser que aches que figures nos 0,01% melhores investidores do mundo.

Estou ao nivel do William Gross tens dúvidas? :) este tópico dava pano para mangas, já alguém falou também na questão dos custos, alguém pode ficar satisfeito com "juros" de 400€ por mês e outros que devido aos custos que têm precisam de uns 2000€, mas fazendo umas contas rápidas, 300 000€ aplicados no fundo de tesouraria de risco 1 com 15 meses de rentabilidade positiva nos últimos 15 meses e com médias de valorização mensal a rondar os 0.33% liquidos (4%anuais) falamos numa mais valia mensal de 990€/mês...não chega? a mim chegava lol

Mas saliento que não ia colocar tudo nesse fundo claro, é só um exemplo que a meu ver não se precisa de 1M ou de 500k para se ter uma mais valia mensal interessante, não obstante, se falarmos em 500k, e se uma pessoa tem despesas mensais fixas de 500€, seriam precisos 83 anos para esgotar os 500k...já pensaram nisso? :P

Partilhar esta publicação


Link para a publicação
Partilhar noutros sites
Schneider

Boas pessoal,

acho que a premissa aqui é usar apenas os juros, sem mexer no capital.

Fiz umas contas em cima do joelho e calculei que com uma taxa de inflação a 2% os preços dos bens duplicam em 35/36 anos.

Ou seja, na pratica a "anuidade" recebida ao fim de 35/36 anos daria para comprar o equivalente a metade dos bens comprados na data inicial.

Acho que dá que pensar... Isto assumindo que nunca se toca no capital inicial, sem investir nenhuma parte dos juros, claro.

Cumps

Partilhar esta publicação


Link para a publicação
Partilhar noutros sites
Visitante Salvador_

Estou ao nivel do William Gross tens dúvidas? :) este tópico dava pano para mangas, já alguém falou também na questão dos custos, alguém pode ficar satisfeito com "juros" de 400€ por mês e outros que devido aos custos que têm precisam de uns 2000€, mas fazendo umas contas rápidas, 300 000€ aplicados no fundo de tesouraria de risco 1 com 15 meses de rentabilidade positiva nos últimos 15 meses e com médias de valorização mensal a rondar os 0.33% liquidos (4%anuais) falamos numa mais valia mensal de 990€/mês...não chega? a mim chegava lol

Mas saliento que não ia colocar tudo nesse fundo claro, é só um exemplo que a meu ver não se precisa de 1M ou de 500k para se ter uma mais valia mensal interessante, não obstante, se falarmos em 500k, e se uma pessoa tem despesas mensais fixas de 500€, seriam precisos 83 anos para esgotar os 500k...já pensaram nisso? :P

Sim tenho dúvidas.

Eu não acredito que estás a usar rentabilidades passadas para extrapolar o que consegues no futuro.

Mas adiante.

De qualquer das formas, 4% anuais ok. 990 euros anuais chega para ti AGORA. No entanto tens que actualizar esses 990 euros ao longo dos anos.

Ou seja, daqui a 30 anos imagina não podes receber 990 euros, tens que receber para ai 2000 euros para MANTER o teu poder de compra actual de 990 euros.

É ai que tu tas a falhar.

Mas se há duvidas fica aqui:

Pessoa de 35 anos, que viva até aos 80 (e nem vamos considerar o aumento das despesas quando se chega à 3a idade).

Também não vamos considerar impostos (porrque para teres 4% ao ano, precisas de na verdade uma rentabilidade de 5,5% ao ano) e não vamos também considerar a volatilidade ou o desvio padrão (que diga-se é importante).

Precisas de no mínimo 530 mil euros (com estas premissas todas)

reformag.png

Partilhar esta publicação


Link para a publicação
Partilhar noutros sites
Visitante Salvador_

Ve-se realmente que não percebes muito do que estás a falar quando dizes que precisavas de 89 anos para esgotar 500 mil euros ...

35-4'0 anos e já ias com uma sorte ... a gastar 1000 euros por mes (e dizme alguem que para viver só precisa de 400 euros mensais sem dificuldades?) ninguém ... a não ser que ainda sejas um jovem e sem qualquer tipo de responsabilidades.

Partilhar esta publicação


Link para a publicação
Partilhar noutros sites

Este conteúdo terá de ser aprovador por um moderador

Visitante
Está a comentar como Visitante. Se já se registou, por favor entre com o seu Nome de Utilizador.
Responder a este tópico

×   Colou conteúdo com formatação.   Paste as plain text instead

  Only 75 emoticons maximum are allowed.

×   Foi criada uma pré-visualização automática a partir da ligação que colocou.   Mostrar apenas como ligação

×   Your previous content has been restored.   Clear editor

×   You cannot paste images directly. Upload or insert images from URL.


×
FinancasPessoais.pt

Subscreva a newsletter e tenha acesso a todas as novidades do grupo de sites FinancasPessoais.pt e a conteúdos exclusivos.

Os sites FinancasPessoais.pt respeitam a sua privacidade e vontade:

Não mostrar mais esta caixa