psousa25

Jovem sem saber o que fazer

8 publicações neste tópico

É o seguinte,

Estou a chegar a uma face da minha vida que ou tudo corre mal ou tudo corre bem, mas tem mais possibilidades de correr mal...

Eu vivo com padrasto e duas irmãs... Minha mãe abandonou-me e já tem outros filhos e outro marido, e nunca fez parte da minha vida...  Acontece que, a minha família sempre foi bastante problemática: violência domestica, discussões, pobreza,  desde pequeno que vivi assim, e hoje com 25 anos, apesar de ter sido bastante forte hoje em dia parece que deixei de o ser, como se tivesse cansado de tudo. Claro que já deixou de haver violência domestica, entre outras coisas, mas vem outros problemas...

Meu padrasto vai deixar a casa, vai viver para o norte onde tem lá a casa dos pais... Minhas irmãs, uma vai viver com namorado, e a mais nova com a mãe...

E eu, pois, esse é o problema... Não sei!

Comecei este ano a trabalhar na minha área, Audiovisual... Recebo 650 euros mês a recibos verdes... Acontece que nem contrato tenho e posso mt bem ser despedido, e acho que não tenho assim tanta experiência para encontrar outro trabalho na área caso seja despedido...

Tenho 4 meses para juntar dinheiro, meu padrasto disse que em agosto deste ano, entrega a casa.

Ainda pensei aderir a Porta 65, mas não faço ideia como fazer isso, e nem sei se teria direito... Depois, mesmo que alugue um quarto, e se for despedido? É que se tiver casa com a porta 65 já ajudava para juntar algum, e se fosse despedido, tinha dinheiro para 2 meses para rapidamente procurar outro emprego, mesmo que não seja na minha área.

Depois tem outro problema, não ando bem psicologicamente... fui ao medico no mês passado e passei a tomar anti depressivos... Coisa que deixei de tomar porque não fazia nada, mesmo após tomar durante duas semanas...

E sinceramente eu admito aqui, sem andar a mentir, inventar ou chamar a atenção... Se tudo correr mal, eu acabo com minha vida porque eu já sofri de mais, estou cansado e não tenho capacidade para lutar mais, não estou preparado para isto...

0

Partilhar esta publicação


Link para a publicação
Partilhar noutros sites

É o seguinte,

Estou a chegar a uma face da minha vida que ou tudo corre mal ou tudo corre bem, mas tem mais possibilidades de correr mal...

Eu vivo com padrasto e duas irmãs... Minha mãe abandonou-me e já tem outros filhos e outro marido, e nunca fez parte da minha vida...  Acontece que, a minha família sempre foi bastante problemática: violência domestica, discussões, pobreza,  desde pequeno que vivi assim, e hoje com 25 anos, apesar de ter sido bastante forte hoje em dia parece que deixei de o ser, como se tivesse cansado de tudo. Claro que já deixou de haver violência domestica, entre outras coisas, mas vem outros problemas...

Meu padrasto vai deixar a casa, vai viver para o norte onde tem lá a casa dos pais... Minhas irmãs, uma vai viver com namorado, e a mais nova com a mãe...

E eu, pois, esse é o problema... Não sei!

Comecei este ano a trabalhar na minha área, Audiovisual... Recebo 650 euros mês a recibos verdes... Acontece que nem contrato tenho e posso mt bem ser despedido, e acho que não tenho assim tanta experiência para encontrar outro trabalho na área caso seja despedido...

Tenho 4 meses para juntar dinheiro, meu padrasto disse que em agosto deste ano, entrega a casa.

Ainda pensei aderir a Porta 65, mas não faço ideia como fazer isso, e nem sei se teria direito... Depois, mesmo que alugue um quarto, e se for despedido? É que se tiver casa com a porta 65 já ajudava para juntar algum, e se fosse despedido, tinha dinheiro para 2 meses para rapidamente procurar outro emprego, mesmo que não seja na minha área.

Depois tem outro problema, não ando bem psicologicamente... fui ao medico no mês passado e passei a tomar anti depressivos... Coisa que deixei de tomar porque não fazia nada, mesmo após tomar durante duas semanas...

E sinceramente eu admito aqui, sem andar a mentir, inventar ou chamar a atenção... Se tudo correr mal, eu acabo com minha vida porque eu já sofri de mais, estou cansado e não tenho capacidade para lutar mais, não estou preparado para isto...

Não podes para já pensar que vais ser despedido, já te estás a antecipar num problema que não existe neste momento, quanto ao Porta 65 informa-te sobre isso, não sei bem os critérios de atribuição, mas também depende do valor da renda da casa...

0

Partilhar esta publicação


Link para a publicação
Partilhar noutros sites

Não posso pensar que vou ser despedido? Mas pode acontecer, e a qualquer momento! Já passou por esta empresa, jovens que aqui trabalhavam serem despedidos assim de um dia para o outro, pelo patrão... É insensível nestas coisas!

E por causa da minha depressão, meu trabalho também não anda bem, sinto-me desmotivado e já tive varias queixas do meu comportamento... Por isso, mais dia e menos dia, devo bazar!

Por isso, vai tudo correr mal, sem trabalho, sem casa e sem futuro, sozinho... Tenho a sorte de morar num prédio bem alto, e resolve-se logo tudo de uma vez!

É isso... Só tenho que aproveitar estes 4 meses pra curtir, despedida em grande...

0

Partilhar esta publicação


Link para a publicação
Partilhar noutros sites

Vamos lá com calma. Quando uma pessoa está deprimida parece tudo negro e sem solução.

Embora seja complicado, o 1º passo é tentar convencer-se que a visão que tem de momento da sua realidade é muito mais pessimista do que ela realmente é.

Há para aí tanta gente desempregada, que apenas "possibilidade de vir ficar sem emprego" já é uma vantagem. Se/enquanto isso não se concretizar, ainda tem uma almofada de ar fresco.

Mas como compreendeu e muito bem, o seu estado de espírito atual só piora situações que poderiam ser resolvidas muito mais facilmente, criando um ciclo vicioso. Para além de ver do Porta 65 (cujo período de candidatura deve estar a abrir), penso que é muito importante quebrar esse ciclo, procurando algum tipo de ajuda. E não estou a falar de médicos que só receitam comprimidos, mas sim de algum serviço de aconselhamento psiocológico. Não sei de que região do país é, mas haverá certamente alguma oferta nesse sentido nos centros urbanos.

Resumidamente, tente perceber que o maior obstáculo que tem pela frente não é a situação em que está, mas sim como se sente em relação a ela.

0

Partilhar esta publicação


Link para a publicação
Partilhar noutros sites

Fica-se sem palavras com posts assim...

Sugiro que procures apoio na Junta de Freguesia onde moras, porque embora desconhecendo qual é, as JF costumam ter gabinetes de apoio, nomeadamente em zonas problemáticas.

M

0

Partilhar esta publicação


Link para a publicação
Partilhar noutros sites

Não vale a pena, eu simplesmente já não consigo...

Obrigado pela vossa paciência de responder ao tópico, mas já sei o que vou fazer...

0

Partilhar esta publicação


Link para a publicação
Partilhar noutros sites

Não vale a pena, eu simplesmente já não consigo...

Obrigado pela vossa paciência de responder ao tópico, mas já sei o que vou fazer...

A vida dá tantas voltas. Daqui a uns anos olhas para trás e vais ver que o que estás a passar só te tornou mais forte... vais ver que isto que estás a passar foi uma lição de vida.

Já pensaste que há muitas pessoas em pior situação e não é por isso que deixam de lutar.

Toma lá os antidepressivos. Não são 2 meses que curam uma depressão, tens que dar mais tempo e vais ver que sais dessa!

0

Partilhar esta publicação


Link para a publicação
Partilhar noutros sites

Eu também sou Paulo e também já tive 25 anos e também já estive numa situação parecida (embora felizmente diferente em muitos outros aspetos).

Acho que vieste bater ao fórum errado mas deste-te ao trabalho de criar uma conta (em vez de deixar uma mensagem como visitante) e pedir ajuda - isso é sinal que ainda não estás assim tão pronto a desistir.

Se calhar tens razão ao dizer que podes ser despedido a qualquer momento. Também podes ser atropelado de cada vez que atravessas a rua e quase que aposto que não passas o dia fechado em casa com medo que isso aconteça. Se não tens contrato e já trabalhaste pelo menos 2 meses, então estás efetivo. E se te despedirem, antes de entrar em desespero, contacta a Autoridade para as Condições do Trabalho para saber quais são os teus direitos (e deveres) quando isso acontecer.

Foca-te numa coisa de cada vez. Se queres arranjar uma casa para morar e achas que pode ser pelo Porta 65 que lá chegas, procura a informação que precisas, preocupa-te em conseguir superar esse objetivo - vais ver que o resto vai continuar a acontecer sem tu dares por ela e muito melhor porque a tua preocupação está noutro lado.

O site do Porta 65, imagino que já conheças: https://www.portaldahabitacao.pt/pt/porta65j/  Mas se chegares à conclusão que não podes ir por ali, pede sugestões aos teus amigos ou colegas de trabalho, pergunta na Junta de freguesia ou na paróquia mais próxima se conhecem algum tipo de apoio para o(s) teu(s) problema(s).

Quanto ao resto... como disse, acho que vieste parar ao fórum errado. E há coisas que não são para discutir em público, por isso vou enviar-te uma mensagem em privado.

Há sempre gente com mais problemas que nós e não se andam por aí a atirar de prédios abaixo todos os dias - até porque isso só vai servir para dar despesa e transtorno aos outros... Se os outros conseguem superar isso, vais ver que consegues tu também.

0

Partilhar esta publicação


Link para a publicação
Partilhar noutros sites

Este conteúdo terá de ser aprovador por um moderador

Visitante
Está a comentar como Visitante. Se já se registou, por favor entre com o seu Nome de Utilizador.
Responder a este tópico

×   Colou conteúdo com formatação.   Remove formatting

×   Your link has been automatically embedded.   Display as a link instead