Visitante sylvie

fiadores de devedores que recusam entregar a casa

4 publicações neste tópico

Sou fiadora com o meu marido de emprestimo de casal para habitação, que se separou e deixaram de pagar a casa.

O elemento do casal que ficou em acordo de divorcio com o usofruto recusa vender ou entregar ou comprar a casa. Nao declara rendimentos, tem direito a herança que não partilha pois não que pagar esta divida e pensaque vai ficar com a casa, pois antes do divorcio colocaram a casa no seu nome nas finanças e na conservatoria.

Nenhum dos devedores tem bens ou vencimentos a penhorar, há mais dois fiadores com bens, mas estão a passar para o nome dos filhos e não tém salários.

Eu e o meu marido trabakhamos por conta de outrem, descontamos, temom um apatamento com hipoteca que se vendermos apenas paga a nossa dívida ao banco.

Não posso impedir os outros de fugir a respinsabilidades, se assumir o pagamento em plano de pagamento, só posso exigir aos restabtes depois de acabar de pagar, aí já devo ter morrido!

Alguém me dá uma ideia para me proteger pelo menos? Posso tentar pagar o que falta da minha casa e passar para i nome do meu filho menor? Posso juntar algum dinheiromnuma conta em nome dele que não me tirem para quando me penhorarem a conta não ficar sem nada?

consultei um advogado que diz que tenho que ir acordar um plano de pagamento com o banco mas reaver o dinheiro...

Obrigada

0

Partilhar esta publicação


Link para a publicação
Partilhar noutros sites

Sou fiadora com o meu marido de emprestimo de casal para habitação, que se separou e deixaram de pagar a casa.

1. O elemento do casal que ficou em acordo de divorcio com o usofruto recusa vender ou entregar ou comprar a casa. Nao declara rendimentos, tem direito a herança que não partilha pois não que pagar esta divida e pensaque vai ficar com a casa, pois antes do divorcio colocaram a casa no seu nome nas finanças e na conservatoria.

Nenhum dos devedores tem bens ou vencimentos a penhorar, há mais dois fiadores com bens, mas estão a passar para o nome dos filhos e não tém salários.

Eu e o meu marido trabakhamos por conta de outrem, descontamos, temom um apatamento com hipoteca que se vendermos apenas paga a nossa dívida ao banco.

Não posso impedir os outros de fugir a respinsabilidades, se assumir o pagamento em plano de pagamento, só posso exigir aos restabtes depois de acabar de pagar, aí já devo ter morrido!

Alguém me dá uma ideia para me proteger pelo menos? Posso tentar pagar o que falta da minha casa e passar para i nome do meu filho menor? Posso juntar algum dinheiromnuma conta em nome dele que não me tirem para quando me penhorarem a conta não ficar sem nada?

consultei um advogado que diz que tenho que ir acordar um plano de pagamento com o banco mas reaver o dinheiro...

Obrigada

Um fiador praticamente não tem direitos!...

E quando o advogado diz isso, pouco mais há a fazer. Poderá é exigir que os elementos do "casal" lhe paguem (em bens, dinheiro, herança... se bem que se eles nada têm agora dificilmente terão algo depois...) o que irá ter de passar a pagar...

1. E relativamente ao banco? Também mudou a titularidade apenas para o seu nome?

"Ele" deve julgar que os "outros" (entidades bancárias) são todos parvinhos!...  :-X

0

Partilhar esta publicação


Link para a publicação
Partilhar noutros sites

O advogado não falou no Benefício da excussão? Ou tal não é possivel?

Leia os artigos 638º e seguintes do código civil.

0

Partilhar esta publicação


Link para a publicação
Partilhar noutros sites

Não referi a possibilidade de excussão, como tenho referido noutros casos que já apareceram por aqui, porque parti do principio que o advogado já tinha verificado o contrato.

Normalmente, para quem não está familiarizado com certas terminologias e está de boa fé como parece ter sido o caso, os fiadores assinam e nem se preocupam em verificar o conteúdo do documento. Os bancos, que não são "parvinhos", costumam colocar uma cláusula em que o fiador renuncia ao benefício da excussão prévia. Quando alguém repara, dizem que é obrigatório. É nestas alturas que deveria entrar o advogado... Depois, torna-se difícil porque essa cláusula impede o fiador de se opor a que os seus bens sejam utilizados para liquidar a dívida, mesmo que o primeiro tenha meios para o efeito.

Dai, que noutros tópicos já tenha alertado para uma certa prudência na assinatura deste tipo de contratos!...

Na eventualidade de no contrato não vir lá esta cláusula, então refira isso ao advogado ou vá a outro!...

0

Partilhar esta publicação


Link para a publicação
Partilhar noutros sites

Este conteúdo terá de ser aprovador por um moderador

Visitante
Está a comentar como Visitante. Se já se registou, por favor entre com o seu Nome de Utilizador.
Responder a este tópico

×   Colou conteúdo com formatação.   Remove formatting

×   Your link has been automatically embedded.   Display as a link instead

×   Your previous content has been restored.   Clear editor