Rui Manuel

Divida de 1996

5 publicações neste tópico

Boa tarde,

Fui , em 1995, avalista de um emprestimo para uma empresa de construção, e na qual, em 1997 a empresa abriu falência, mas eu, como avalista, fiquei com uma divida para pagar, que ascende neste momento a quase 90.000€.

Recorri a todas as instancias judiciais para tentar provar que nada devia. Nada consegui.

Nada posso ter em meu nome. É um tormento, acreditem. Ainda para mais quando nunca vi ou usufrui um tostão da divida em questão.

Tenho este "tormento" ás costas vai fazer 20 anos em 2016. Pergunto eu: Esta divida não está abrangida por nenhuma lei de prescrição ou caducidade ???  :o

Grato desde já para quem me possa acender uma luzinha ao fundo do tunel

0

Partilhar esta publicação


Link para a publicação
Partilhar noutros sites

Por acaso é uma boa questão, se prescreve para os grandes devedores devia ser igual para os pequenos

0

Partilhar esta publicação


Link para a publicação
Partilhar noutros sites

Prescrever prescreve, mas a prescrição é suspensan durante algumas vezes do processo.

Será necessário consultar o processo e fazer contas.

0

Partilhar esta publicação


Link para a publicação
Partilhar noutros sites

Além disso também depende de quando é que o empréstimo supostamente terminava... imagino que o eventual prazo de prescrição só comece a contar depois disso...

Já pensou em pedir insolvência? Não ficava muito pior do que está agora e ao fim de 5 anos recomeçava sem dívidas...

0

Partilhar esta publicação


Link para a publicação
Partilhar noutros sites

Boa tarde. Desde já agradecido pela resposta.

Gostaria contudo de disponibilizar mais alguns dados para melhor apreciação.

A divida remonta a 1995 e deveria ter sido paga até Setembro de 1996.

Durante anos andou não sei por onde. Sei que em 2007 recebi uma notificação do tribunal a informar que devia ao IEFP a quantia de +-50.000€, por ter sido avalista no processo de emprestimo já mencionado. Corri e recorri todas as instancias até ao Supremo. Em 2009 o caso transitou em julgado.

 

0

Partilhar esta publicação


Link para a publicação
Partilhar noutros sites

Este conteúdo terá de ser aprovador por um moderador

Visitante
Está a comentar como Visitante. Se já se registou, por favor entre com o seu Nome de Utilizador.
Responder a este tópico

×   Colou conteúdo com formatação.   Remove formatting

×   Your link has been automatically embedded.   Display as a link instead