gfernandes

Duvidas sobre calculo e parcelas apresentadas em vencimento

6 publicações neste tópico

Bom dia a todos desde já

Mudei de empresa e para minha surpresa as condições apresentadas e negociadas são um pouco diferentes das que aparecem agora no meu recibo de vencimentos (Mais um abre olhos para a conta)

E precisava de ajuda na leitura do mesmo.

1- A parcela que corresponde "a férias não gozadas" , corresponde ao quê efectivamente? Ao meu vencimento no mês de férias?

E isso implica o quê? Quando estou de férias só recebo os dias que trabalhar?

2- Relativamente aos duodêcimos não percebo como chegaram aquele valor. Alguem pode facultar a formula de calculo? Quais os descontos sobre os duodêncimos?

3- A parcela "Desconto espécie" é aplicada porquê?!

4- A taxa de IRS de 7,5 ? Não deveria ser de 15.5?

É calculada de acordo com os valores brutos? É variável conforme o vencimento apresentado por mês?

Grato por qualquer esclarecimento.

Gonçalo

post-20191-14412396679245_thumb.jpg

0

Partilhar esta publicação


Link para a publicação
Partilhar noutros sites
1- A parcela que corresponde "a férias não gozadas" , corresponde ao quê efectivamente? Ao meu vencimento no mês de férias?

E isso implica o quê? Quando estou de férias só recebo os dias que trabalhar?

Teria sido um dia de férias não gozado e que, por esse motivo, a empresa agora é obrigada a pagar? Mas se agora entraste para lá não faz muito sentido que já tenhas férias não gozadas...

2- Relativamente aos duodêcimos não percebo como chegaram aquele valor. Alguem pode facultar a formula de calculo? Quais os descontos sobre os duodêncimos?
Aparentemente é o valor do salário a dividir por 12 (daí se chamarem duodécimos). À partida, dizendo respeito à medida de austeridade que esteve em vigor no ano passado e continua neste, deviam ser calculados só sobre metade do subsídio e não sobre a totalidade como parece estarem a ser. Mas sei de empresas que acordaram com os trabalhadores o pagamento de um duodécimo completo por cada subsídio para uniformizar a folha de pagamentos ao longo do ano e não terem de pagar valores extra no Verão e em Dezembro...

3- A parcela "Desconto espécie" é aplicada porquê?!
Sendo exatamente igual ao subsídio de alimentação dá ideia que estará relacionada. Talvez seja o crédito que te fazem no cartão do subsídio de alimentação?

4- A taxa de IRS de 7,5 ? Não deveria ser de 15.5?

É calculada de acordo com os valores brutos? É variável conforme o vencimento apresentado por mês?

A taxa varia de acordo com o rendimento bruto, local de habitação (continente, Açores ou Madeira), agregado familiar e situação de deficiente. Pode variar em cada mês, sim.

Faz uma pesquisa por tabelas de taxas de retenção na fonte IRS e vê o que se aplica ao teu caso concreto.

0

Partilhar esta publicação


Link para a publicação
Partilhar noutros sites
Teria sido um dia de férias não gozado e que, por esse motivo, a empresa agora é obrigada a pagar? Mas se agora entraste para lá não faz muito sentido que já tenhas férias não gozadas...

Pois lá está... o que me disseram aqui (os da mesma empresa)

É que eu quando tirar férias... eles só pagam os dias que trabalhar. Que o salário de férias já é esse "férias não gozadas"

Aparentemente é o valor do salário a dividir por 12 (daí se chamarem duodécimos). À partida, dizendo respeito à medida de austeridade que esteve em vigor no ano passado e continua neste, deviam ser calculados só sobre metade do subsídio e não sobre a totalidade como parece estarem a ser. Mas sei de empresas que acordaram com os trabalhadores o pagamento de um duodécimo completo por cada subsídio para uniformizar a folha de pagamentos ao longo do ano e não terem de pagar valores extra no Verão e em Dezembro...

Eu não fiz nenhum acordo para receber a totalidade. E a taxa a aplicar sobre os duodécimos?

Sendo exatamente igual ao subsídio de alimentação dá ideia que estará relacionada. Talvez seja o crédito que te fazem no cartão do subsídio de alimentação?

Pois é verdade. Mas porque raio é descontado? Do pouco que encontrei sobre "Especie" Só poderia sofrer esse desconto se tivesse recebido em especie o subsidio de almoço (Refeição em cantina própria por exemplo)

Eu recebo em cartão de refeição.

A taxa varia de acordo com o rendimento bruto, local de habitação (continente, Açores ou Madeira), agregado familiar e situação de deficiente. Pode variar em cada mês, sim.

Faz uma pesquisa por tabelas de taxas de retenção na fonte IRS e vê o que se aplica ao teu caso concreto.

Se pode variar a nível mensal tudo ok. Já tinha consultado as tabelas. Não tinha era noção se era variável ou não.

0

Partilhar esta publicação


Link para a publicação
Partilhar noutros sites

Obtive a seguinte resposta por parte da empresa contratante.

2-      A parcela que corresponde a férias não gozadas, corresponde ao quê efectivamente? Ao meu vencimento no mês de férias? E isso implica o quê? Quando estou de férias só recebo os dias que trabalhar?

R: A parcela de “férias não gozadas” corresponde ao pagamento antecipado do valor das suas Férias. Ou seja, é mensalmente contabilizado/pago os dois dias de férias que adquire por cada mês completo de trabalho. Quando efectivamente as gozar, esse valor já foi pago antecipadamente, pelo que esses dias serão contabilizados como ausências justificadas não remuneradas (de outra seriam receberia esses dias a dobrar);

[Eles podem fazer isto sem ter um acordo comigo?!]

3-      Pode explicar-me relativamente aos duodécimos como chegou ao valor de 55 euros?

R: Cada duodécimo perfaz 1/12 do seu vencimento base. Sendo assim, este mês (incompleto) teve um vencimento base de 660.40€ (18 dias de processamento) = 660.40/12 = 55.03€;

[uma vez mais: Eles podem fazer isto sem ter um acordo comigo?!]

4-      A parcela "Desconto espécie" é aplicada porquê?!

R: A parcela "Desconto espécie" refere-se ao valor pago no cartão refeição. Ou seja, o valor é contabilizado para o recibo de vencimento e depois, visto que não é transferido para a sua conta, tem de ser descontado para que não seja duplamente pago. Se reparar o valor é o mesmo que consta na rubrica “Subsidio de Alimentação – Cartão”;

[Acho que é a 1ª vez que tenho descontos sobre o que é pago em cartão... está correcto fazer isto?]

0

Partilhar esta publicação


Link para a publicação
Partilhar noutros sites

Que tipo de contrato tens?

Relativamente ao teu ponto 4 parece-me tudo bem - o valor que te aparece no recibo corresponde ao valor que te foi transferido para a conta. O subs. alimentação foi transferido para o cartão, logo aparece descontado daí.

Os descontos para o IRS e SS não levam esse valor em conta. Parece-me tudo bem...

0

Partilhar esta publicação


Link para a publicação
Partilhar noutros sites

Temporário a termo incerto.

0

Partilhar esta publicação


Link para a publicação
Partilhar noutros sites

Este conteúdo terá de ser aprovador por um moderador

Visitante
Está a comentar como Visitante. Se já se registou, por favor entre com o seu Nome de Utilizador.
Responder a este tópico

×   Colou conteúdo com formatação.   Remove formatting

×   Your link has been automatically embedded.   Display as a link instead