Natercia

Loja Vendas Online

24 publicações neste tópico

Olá a todos,

Decidi colocar aqui as minhas dúvidas, visto uma repartição das finanças dizer me que "aqui não tratamos desse assunto, nem sabemos onde poderá tratar"...  >:(

Alguém me sabe dizer o que é necessário fazer para puder criar uma marca própria de produtos de estética e vender os mesmos apenas loja online.

Quanto teria de pagar pela Segurança Social?

Como estas, tenho muitas mais questões para esclarecer, sabem me dizer que departamento me consegue responder a isto? Ou alguém aqui consegue me ajudar?

Obrigada a todos  :)

0

Partilhar esta publicação


Link para a publicação
Partilhar noutros sites

Boas,

1º Quer registar a marca? Deve-o fazer junto do Instituto Nacional da Propriedade Industrial em: http://www.marcasepatentes.pt

2º Abertura da actividade para efeitos fiscais nas Finanças. Dependendo do volume de negócios, pode optar por abrir atividade como trabalhador independente (se já tiver uma actividade por conta de outrém, é vantajosa em termos de Segurança Social), ou pode optar por criar uma empresa no Empresa na Hora.

3º Consulta o site http://www.portaldaempresa.pt para informação adicional.

M

0

Partilhar esta publicação


Link para a publicação
Partilhar noutros sites

Desde já obrigada pela breve resposta... :) O volume de negócios seria pouco inicialmente (estimativa anual de 3000€ facturados) Estando a trabalhar por conta de outrem e criar este negócio, não pago o valor da segurança social certo? Sabe me dizer qual o valor aproximado que teria de pagar de segurança social para este valor de facturação anual? (se não trabalha se por contra de outrem...)Peço desculpa por tantas perguntas, mas nas finanças não me puderam ajudar e talvez aqui me encaminhem da melhor maneira. Obrigada

0

Partilhar esta publicação


Link para a publicação
Partilhar noutros sites

Já agora...qual a diferença/vantagens e desvantagens entre abrir actividade como trabalhador independente e criar uma empresa no "empresa na hora"?

Obrigada

0

Partilhar esta publicação


Link para a publicação
Partilhar noutros sites

Se já trabalhas por conta de outrem, ficas isenta de pagamento à Segurança Social pela atividade independente (a menos que o volume de vendas venha a ser muito superor aos rendimentos por conta de outrem - aí o caso pode mudar de figura).

Se só tens a atividade por conta própria e vais abrir pela primeira vez ficarás, em princípio, isenta da SS durante um ano. A partir daí começas a fazer descontos enquanto tiveres a atividade aberta. O valor dos descontos vai depender do montante das vendas. Vê mais no site da segurança social: http://www4.seg-social.pt/trabalhadores-independentes

0

Partilhar esta publicação


Link para a publicação
Partilhar noutros sites

Em principio não, o valor das vendas não irá ser superior ao valor ganho no trabalho por contra de outrem....Sendo assim estarei isenta de segurança social certo?!

O valor a pagar de IVA depende das vendas feitas...

Serei obrigada a ter marca própria? Visto ir comprar a outros para depois vender (tanto dentro, como fora da união europeia)

Obrigada

0

Partilhar esta publicação


Link para a publicação
Partilhar noutros sites

Serei obrigada a ter marca própria? Visto ir comprar a outros para depois vender (tanto dentro, como fora da união europeia)

Quem falou em criar marca própria foste tu ;)

Se não vais produzir o que vendes mas simplesmente servir de intermediária, então não tens de criar marca. Se vendesses coisas de outras marcas com a tua marca então poderias ser acusada de contrafação.

0

Partilhar esta publicação


Link para a publicação
Partilhar noutros sites

Sim, tem toda a razão :) eu falei em marca própria porque nem eu sei se será necessário...

A empresa que me irá fornecer os materias/produtos vendem os mesmos sem rótulos e em quantidades grandes para que possamos colocar a nossa "identificação" e fazermos o "enchimento" dos produtos  ...

Não sei se me estou a fazer entender...mas esta é a ideia e não sei se é necessário criar marca própria ou não...

Desculpem tanta ignorância  :-[  mas quero mesmo ficar esclarecida...

0

Partilhar esta publicação


Link para a publicação
Partilhar noutros sites

Boas,

Podes colocar a tua "marca" nos produtos, mesmo sem a registar - obviamente desde que não exista uma igual já registada no mercado!

Se não registares a marca, e imaginemos que faz sucesso porque tem um nome apelativo; nada impede que outros a usem porque tu não tens direitos sobre ela.

Tens de avaliar se os produtos que estás a vender valem mais ou menos, com ou sem marca. Podes chegar à conclusão que os custos de os marcar não compensam os ganhos... Precisas de um estudo de mercado para fazer essa avaliação.

M

0

Partilhar esta publicação


Link para a publicação
Partilhar noutros sites

Ah...

De facto não sabia até que ponto era legal introduzir uma "marca" nem que essa fosse apenas o meu nome e pouco mais, mas claro, não estando registada qualquer um poderá usa la, mas sendo o nome pessoal não corro esse risco.

Até podia vender os produtos sem rotulos, mas penso que não faz muito sentido, depois iria ter interrogatórios das clientes por esse mesmo motivo certamente...

Sabe me dizer que tipo de actividade teria de abrir, ou qual a diferença entre criar uma "empresa na hora" ou coletar me como trabalhador independente?

Obrigada mais uma vez por todas as explicações :)

0

Partilhar esta publicação


Link para a publicação
Partilhar noutros sites

Para essa previsão anual (3000), não lhe compensa estar a abrir empresa. Só para a abrir, gasta uns 300 euros??!! nem sei bem ao certo, mas não deve andar longe deste valor. Fora outras obrigações e custos que uma empresa implica.

Nestes primeiros tempos, é preferível iniciar como eni (ou trabalhador independente) no regime de isenção do iva e simplificado de tributação.

Depois conforme correr o negócio, pensa noutros voos.

Em relação à marca já lhe esclareceram e eu concordo com o que foi dito.

Mas em relação à rotulagem e embalagem, penso que não é uma coisa simples... Esse tipo de produtos devem ter legislação própria, pelo que convém informar-se.

0

Partilhar esta publicação


Link para a publicação
Partilhar noutros sites

Muito Obrigada por todas as vossas opiniões e ajuda  ;)

Sim, vou mesmo abrir actividade como trabalhador independente...

Alguém me sabe dizer qual o valor que estimado que vou pagar de irs no final do ano, tendo como base os 3000€ facturados/ano? Será o total de IVA que estive isento durante o ano?

Posso apresentar alguma despesa, como o valor facturado é baixo, será que posso?

0

Partilhar esta publicação


Link para a publicação
Partilhar noutros sites

Sim, vou mesmo abrir actividade como trabalhador independente...

Alguém me sabe dizer qual o valor que estimado que vou pagar de irs no final do ano, tendo como base os 3000€ facturados/ano?

Se ficares no regime simplificado o fisco assume como rendimentos 15% do valor das vendas. Ou seja, se venderes 3000€ em produtos, o fisco considera que o teu rendimento foi de 450€.

Quanto ao que vais pagar de IRS depende do resto dos teus rendimentos. Esta valor será adicionado ao resto dos rendimentos e a partir daí é que é determinado o teu escalão e quanto tens a pagar de imposto.

Será o total de IVA que estive isento durante o ano?

IVA é um imposto, IRS é outro. Não têm nada a ver.

Posso apresentar alguma despesa, como o valor facturado é baixo, será que posso?

Para apresentares despesas tens que estar no regime de contabilidade organizada. O que implica a despesa adicional de pagar a um contabilista.

Nesse regime tudo o que tiver a ver com despesas relacionadas com a tua atividade pode ser deduzido. Mas assim de repente diria que com exceção de um eventual pagamento pelo registo do domínio do site e o preço dos materiais que vais vender, pouco mais haverá para deduzir (talvez uma percentagem da conta do acesso à internet ou da luz, mas essas coisas são sempre um bocado difíceis de quantificar porque também as estás a pagar para consumo pessoal). Ou seja, só compensa ir para o regime de contabilidade organizada se o teu lucro for inferior aos tais 15%, para poderes deduzir mais despesas e ser tributada apenas pelo teu lucro real.

Para além disso, se optares pelo regime de contabilidade organizada tens de te manter nesse regime por 3 anos, salvo erro...

0

Partilhar esta publicação


Link para a publicação
Partilhar noutros sites

Se ficares no regime simplificado o fisco assume como rendimentos 15% do valor das vendas. Ou seja, se venderes 3000€ em produtos, o fisco considera que o teu rendimento foi de 450€.

Quanto ao que vais pagar de IRS depende do resto dos teus rendimentos. Esta valor será adicionado ao resto dos rendimentos e a partir daí é que é determinado o teu escalão e quanto tens a pagar de imposto.

IVA é um imposto, IRS é outro. Não têm nada a ver.

Para apresentares despesas tens que estar no regime de contabilidade organizada. O que implica a despesa adicional de pagar a um contabilista.

Nesse regime tudo o que tiver a ver com despesas relacionadas com a tua atividade pode ser deduzido. Mas assim de repente diria que com exceção de um eventual pagamento pelo registo do domínio do site e o preço dos materiais que vais vender, pouco mais haverá para deduzir (talvez uma percentagem da conta do acesso à internet ou da luz, mas essas coisas são sempre um bocado difíceis de quantificar porque também as estás a pagar para consumo pessoal). Ou seja, só compensa ir para o regime de contabilidade organizada se o teu lucro for inferior aos tais 15%, para poderes deduzir mais despesas e ser tributada apenas pelo teu lucro real.

Para além disso, se optares pelo regime de contabilidade organizada tens de te manter nesse regime por 3 anos, salvo erro...

Paulo, não é 20% em vez dos 15%?

??

0

Partilhar esta publicação


Link para a publicação
Partilhar noutros sites

Obrigada mais uma vez ...

Sim eu sei que IVA é um imposto e IRS outro, só estava a perguntar se o valor que eu teria de pagar de irs ao final do ano seria tanto como o valor do IVA que estive isenta. (neste caso cerca de 600€ a pagar de irs para o valor de 3000€ facturados)

Em relação ao meu rendimento mensal no trabalho por conta de outrem, recebo 600€ (mais qualquer coisa), nunca paguei irs, tenho recebido sempre...

Isto tudo junto iria me prejudicar muito no final do ano?

0

Partilhar esta publicação


Link para a publicação
Partilhar noutros sites

Paulo, não é 20% em vez dos 15%?

Eu também tinha ideia que sim. Mas no CIRS, no artigo 31º desde o início deste ano que fala em 15%. A versão que estava em vigor até ao fim do ano passado dizia 20%.

0

Partilhar esta publicação


Link para a publicação
Partilhar noutros sites

O orçamento de estado para 2014 alterou o coeficiente de 20% para 15%. E creio até que na proposta chegou a estar 4%.

Obrigada mais uma vez ...

Sim eu sei que IVA é um imposto e IRS outro, só estava a perguntar se o valor que eu teria de pagar de irs ao final do ano seria tanto como o valor do IVA que estive isenta. (neste caso cerca de 600€ a pagar de irs para o valor de 3000€ facturados)

Em relação ao meu rendimento mensal no trabalho por conta de outrem, recebo 600€ (mais qualquer coisa), nunca paguei irs, tenho recebido sempre...

Isto tudo junto iria me prejudicar muito no final do ano?

Isso só se prevê com a ajuda de um simulador de irs.

Mas se quiser ajuda com a simulação, precisamos de mais dados:

- Solteira? Casada?

- Dependentes?

- Rendimento conta outrem = 600 x 14 = 8400?

- Valor previsível das despesas de irs: Saúde, rendas, educação, ppr

Com uma simulação como solteira sem dependentes, com 8400 € TCO + 3000 € TI e sem despesas, dá um valor de 474 euros a pagar (a este valor abate eventuais retenções na fonte de irs).

0

Partilhar esta publicação


Link para a publicação
Partilhar noutros sites

Aqui ficam os dados...

Solteira, sem dependentes...

Rendimentos: 11.800,00€ (dados de irs 2011 é o que tinha aqui a mão)

Retenções : 803€

Contribuições: 1.299,00€

Sobretaxa: 76€

Despesas de saúde: 1500€

Tenho recebido sempre irs e nunca paguei...

Qual o valor a pagar de irs no final do ano, após me colectar como independente com facturação anual de 3000€?

0

Partilhar esta publicação


Link para a publicação
Partilhar noutros sites
(neste caso cerca de 600€ a pagar de irs para o valor de 3000€ facturados)

Só por curiosidade - como chegaste a esses 600€?

Em relação ao meu rendimento mensal no trabalho por conta de outrem, recebo 600€ (mais qualquer coisa), nunca paguei irs, tenho recebido sempre...

Isto tudo junto iria me prejudicar muito no final do ano?

Depende do que tu entendes por prejudicar - não fazendo retenção na fonte é certo que vais ter imposto a pagar por essa parte quando meteres a declaração no ano seguinte. Se o que fazes de retenção na fonte pela atividade por conta de outrem chega ou não para cobrir o imposto apurado por este lado, ou seja, se vai diminuir o teu reembolso ou se vais mesmo ter imposto a pagar só fazendo as simulações como disse o Ra.

Seja como for, mesmo que venhas a ter de pagar, é preciso não esquecer que, em princípio, continuas com mais dinheiro do que aquele que terias se não tivesses a atividade. Como eu costumo dizer: tomara eu pagar um milhão em impostos - era sinal que ganhava muito mais ;D

0

Partilhar esta publicação


Link para a publicação
Partilhar noutros sites

Cheguei aos 600€ da seguinte maneira...

Se estou isenta de IVA e o estado não dá nada a ninguém, no final do ano vai buscar tudo aquilo que me "ofereceu" neste caso 23% de 3000€ facturados daria 600 e poucos €...

Ou seja, teria de pagar de outra maneira (neste caso no irs) um valor aproximado do Iva a que estive isenta.

Se calhar este raciocínio não faz qualquer sentido, mas isto fui eu a pensar com os meus botões lol

Obrigada a todos mais uma vez, já enviei os dados para simular, caso alguém me possa dar essa informação...Agradeço

0

Partilhar esta publicação


Link para a publicação
Partilhar noutros sites

Cheguei aos 600€ da seguinte maneira...

Se estou isenta de IVA e o estado não dá nada a ninguém, no final do ano vai buscar tudo aquilo que me "ofereceu" neste caso 23% de 3000€ facturados daria 600 e poucos €...

Ou seja, teria de pagar de outra maneira (neste caso no irs) um valor aproximado do Iva a que estive isenta.

Se calhar este raciocínio não faz qualquer sentido, mas isto fui eu a pensar com os meus botões lol

Como eu tinha dito, são imposto diferentes.

Neste caso estão-te mesmo a dar isenção ;)

0

Partilhar esta publicação


Link para a publicação
Partilhar noutros sites

Muito Obrigada mais uma vez por todas as dicas :)

0

Partilhar esta publicação


Link para a publicação
Partilhar noutros sites

Boas,

Uma contabilista disse me que agora tinha que "informar" as finanças mensalmente as vendas e não só no final do ano, estão de acordo?Ou disse me isto apenas para ganhar mais uma cliente e lá tenho eu que pagar todos os meses a uma contabilista para me fazer esse serviço...

Obrigada a todos

0

Partilhar esta publicação


Link para a publicação
Partilhar noutros sites

Boas,

Uma contabilista disse me que agora tinha que "informar" as finanças mensalmente as vendas e não só no final do ano, estão de acordo?Ou disse me isto apenas para ganhar mais uma cliente e lá tenho eu que pagar todos os meses a uma contabilista para me fazer esse serviço...

Obrigada a todos

Sim, têm de ser comunicadas mensalmente as facturas emitidas (E-fatura).

0

Partilhar esta publicação


Link para a publicação
Partilhar noutros sites

Este conteúdo terá de ser aprovador por um moderador

Visitante
Está a comentar como Visitante. Se já se registou, por favor entre com o seu Nome de Utilizador.
Responder a este tópico

×   Colou conteúdo com formatação.   Remove formatting

×   Your link has been automatically embedded.   Display as a link instead