FoxNinja

Amortizar o crédito à habitação vale a pena?

113 publicações neste tópico

Tenho uma questão a colocar...

Amortizar o crédito à habitação vale a pena mesmo que seja em pequenas quantias tipo entre 2500€ a 5000€ por ano?

A minha intenção era se conseguisse juntar entre 2500€ a 5000€ num ano valeria a pena amortizar esses valore no crédito a habitação?

Aqui estão alguns dados relativos ao meu empréstimo:

Em dívida 73.813,28 EUR

Taxa de referência EURIBOR360 6M MEDIA MENSAL

Taxa nominal 1,621 %

Taxa efectiva 1,633 %

Taxa anual efectiva (TAE) 1,781 %

Spread 1,250 %

Se for necessário fornecer mais dados é só pedirem.

0

Partilhar esta publicação


Link para a publicação
Partilhar noutros sites

Tenho uma questão a colocar...

Amortizar o crédito à habitação vale a pena mesmo que seja em pequenas quantias tipo entre 2500€ a 5000€ por ano?

A minha intenção era se conseguisse juntar entre 2500€ a 5000€ num ano valeria a pena amortizar esses valore no crédito a habitação?

Aqui estão alguns dados relativos ao meu empréstimo:

Em dívida 73.813,28 EUR

Taxa de referência EURIBOR360 6M MEDIA MENSAL

Taxa nominal 1,621 %

Taxa efectiva 1,633 %

Taxa anual efectiva (TAE) 1,781 %

Spread 1,250 %

Se for necessário fornecer mais dados é só pedirem.

Não sabendo qual o banco, duração (tempo que decorreu e tempo que falta) e a relação que estabeleceu no seu contrato de crédito à habitação (CH), não hesitava em operar do modo que pretende, por duas razões:

1. A prestação mensal do CH diminui com os abatimentos efetuados;

2. O seguro de vida associado ao CH também diminui com a atualização do montante em divida.

0

Partilhar esta publicação


Link para a publicação
Partilhar noutros sites

Ora aqui vai mais informação

Prestações contratadas 540

Em dívida 444

Pagas 96

O banco é a CGD

0

Partilhar esta publicação


Link para a publicação
Partilhar noutros sites

Prestações contratadas 540

Em dívida 444

Pagas 96

O banco é a CGD

Não é que esses dados que acabou de acrescentar fossem essenciais mas as condições que escrevi continuam perfeitamente válidas. Tente abater o máximo possível de cada vez. Entre 2500 e 5000, abata os 5000€ pois assim notará de forma evidente a diminuição das prestações a pagar. Paga menos juros ao banco, diminui ligeiramente mais o capital em divida e o valor da prestação relativa ao seguro de vida (que deve estar associada ao banco... o que é péssimo!) também diminuirá!

0

Partilhar esta publicação


Link para a publicação
Partilhar noutros sites

Boas,

Amortizar capital é sempre vantajoso, desde que não tenha de pagar comissões por isso.

Convém é que não se descapitalize por completo de cada vez que o faz. imagine que fica sem a sua fonte de rendimento durante um período longo... O banco não lhe vai devolver o dinheiro que usou para amortizar, para fazer face ao serviço da dívida e vai acabar por lhe sair mais caro.

Ou então, amortiza o crédito à habitação e depois vai fazer um ALD para comprar carro...

A partir do 2015, deixa de poder abater no IRS os juros do crédito à habitação. Se pensar numa poupança a 30 anos, vai ver que consegue taxas liquidas superiores à que tem actualmente no crédito, e nesse caso compensa investir o dinheiro em vez de amortizar. Quando a EURIBOR começar a subir, a balança poderá pender para o outro lado, mas é sempre uma questão de  fazer contas...

M

0

Partilhar esta publicação


Link para a publicação
Partilhar noutros sites

A minha intenção era mesmo se conseguisse juntar um dinheiro extra abater no empréstimo... claro que não ia utilizar todas as minhas poupanças para fazer a amortização.

O que eu queria saber era se valia a pena abater ao empréstimo ou se valia mais a pena com essa quantia extra investir em algum produto financeiro.

Neste momento tenho algum dinheiro investido num fundo de investimento, mas não será esse dinheiro que será utilizado... seria mesmo um excedente...

Amortizar nem que seja 1000€ por ano vale a pena ou é uma quantia demasiado baixa?

0

Partilhar esta publicação


Link para a publicação
Partilhar noutros sites

A minha intenção era mesmo se conseguisse juntar um dinheiro extra abater no empréstimo... claro que não ia utilizar todas as minhas poupanças para fazer a amortização.

O que eu queria saber era se valia a pena abater ao empréstimo ou se valia mais a pena com essa quantia extra investir em algum produto financeiro.

Neste momento tenho algum dinheiro investido num fundo de investimento, mas não será esse dinheiro que será utilizado... seria mesmo um excedente...

Amortizar nem que seja 1000€ por ano vale a pena ou é uma quantia demasiado baixa?

Não sabendo ... a relação que estabeleceu no seu contrato de crédito à habitação (CH), não hesitava em operar do modo que pretende, por duas razões:

1. A prestação mensal do CH diminui com os abatimentos efetuados;

2. O seguro de vida associado ao CH também diminui com a atualização do montante em divida.

Verifique no seu contrato se há valor mínimo a partir do qual pode amortizar o seu CH.

O que prefere?

As opções 1. e 2. (agora que se sabe que tem fundo de maneio) que lhe indiquei umas mensagens atrás ou continuar a investir em poupanças enquanto a euribor está baixa, continuando assim à mercê do banco (suponho que tenha indexado o seu CH à euribor a 6 meses) pagando juros crescentes e respetivo seguro de vida (que irá  começar a diminuir lá para as calendas)?

0

Partilhar esta publicação


Link para a publicação
Partilhar noutros sites

Pelo que me indica o melhor mesmo é abater ao crédito habitação... quanto mais rápido me vir livre do crédito melhor isso não há dúvida...

Embora ainda faltem bastante anos para o seu fim...

Terei que confirmar qual é o montante mínimo que posso amortizar e ver se sofro alguma penalização...

0

Partilhar esta publicação


Link para a publicação
Partilhar noutros sites

Pessoalmente acho sempre boa politica amortizar.

Dou o meu exemplo:

Em Março de 2010 contraí um CH no valor de 95.000€, Euribor 3 M, Spread 0.9

Todos os anos tenho feito uma amortização parcial, no mês de Dezembro,l de forma a conseguir fazer um abate de 5000€ anual ao meu CH.

Em 2010 fiz uma amortização de : 2700€

Em 2011  : 2200€

Em 2012  : 2000€

Em 2013  : 1850€

Neste momento tenho um dívida de 74.959,42 €

Além disso, como valor da dívida vai baixando, o valor dos juros será sempre mais baixo.

Eu sei que com a Euribor tão baixa podia fazer um investimento em vez de fazer uma amortização, mas sinceramente ia ganhar uma migalhas e assim além de abater a minha dívida ao Banco tenho também o reconforto psicológico no final do ano de dizer, "já são 5000€ a menos que devo ao banco"

Enquanto conseguir fazer poupanças (extras) que me permitam conseguir fazer esta amortização é certo que o farei. Por exemplo este ano o reembolso do IRS foi exactamente para isto.

0

Partilhar esta publicação


Link para a publicação
Partilhar noutros sites

Pessoalmente acho sempre boa politica amortizar.

Dou o meu exemplo:

Em Março de 2010 contraí um CH no valor de 95.000€, Euribor 3 M, Spread 0.9

Todos os anos tenho feito uma amortização parcial, no mês de Dezembro,l de forma a conseguir fazer um abate de 5000€ anual ao meu CH.

Em 2010 fiz uma amortização de : 2700€

Em 2011  : 2200€

Em 2012  : 2000€

Em 2013  : 1850€

Neste momento tenho um dívida de 74.959,42 €

Além disso, como valor da dívida vai baixando, o valor dos juros será sempre mais baixo.

Eu sei que com a Euribor tão baixa podia fazer um investimento em vez de fazer uma amortização, mas sinceramente ia ganhar uma migalhas e assim além de abater a minha dívida ao Banco tenho também o reconforto psicológico no final do ano de dizer, "já são 5000€ a menos que devo ao banco"

Enquanto conseguir fazer poupanças (extras) que me permitam conseguir fazer esta amortização é certo que o farei. Por exemplo este ano o reembolso do IRS foi exactamente para isto.

Muito bem!

0

Partilhar esta publicação


Link para a publicação
Partilhar noutros sites

Pelo que me indica o melhor mesmo é abater ao crédito habitação... quanto mais rápido me vir livre do crédito melhor isso não há dúvida...

Embora ainda faltem bastante anos para o seu fim...

Terei que confirmar qual é o montante mínimo que posso amortizar e ver se sofro alguma penalização...

Pode verificar isso no contrato que deve ter consigo... Se não o tem, deverá pedir cópia (não sei se tem custos) ao "gestor" do seu banco.

O facto de abater não está relacionado com a diminuição do tempo do seu CH mas sim com a diminuição da prestação mensal, assim como dos juros pagos ao banco. O que pode fazer é "comprar" (abater) tempo em vez de abater no capital em divida.

Exemplo:

Prestação mensal de 500€

Se abater 2500€ no capital a prestação deve diminuir, suponhamos, para 475€.

Se abater 2500€ (convem que seja algo mais) no tempo, mantem a prestação mas em vez de faltarem 444 prestações, ficam a faltar 440...

O seu gestor pode-lhe efetuar simulações para estes casos e dizer-lhe quais os custos envolvidos. No entanto, o contrato tem esta informação. E a que não constar é porque tem liberdade para alterar sem qualquer penalização. No entanto, a CGD nesse aspeto parece-me que robustece os contratos... e as pessoas só se apercebem uns anos mais tarde!...

0

Partilhar esta publicação


Link para a publicação
Partilhar noutros sites

Bom dia,

A decisão de amortizar ou não o seu crédito é sempre sua e exitem fatores que são importantes para uns e menos importantes para outros. Tudo depende das suas prioridades. Para mim, amortizar foi sempre uma boa opção e asim, também posso dar o meu exemplo.

Adquiri um CH em outubro de 2010 no valor de 110 880€. Entre a procura e a formalização do emprestímo, o meu spreed passou de 0,5 para 1,35. Euribor a 6 meses.

Amortizei:

Março 2011: 2000

Outubro 2011: 2000

Abril 2012: 2000

Outubro 2012: 2000

Abril 2013: 2000

Outubro 2013: 5000

Neste momento devo ao banco cerca de 90 000.

Para mim, vale a pena amortizar.

Maria José

0

Partilhar esta publicação


Link para a publicação
Partilhar noutros sites

Na minha opinião depende!

Contratei o CH em Março de 2009.

Pedi 75000, devo 67500. Nunca amortizei.

Nos últimos anos a prestação foi sempre inferior a € 200, pagando actualmente cerca de € 190. 40 euros são juros, cerca de 2 euros de comissão de processamento e o resto capital. O seguro de vida é de 10 euros mensais.

Nos últimos dois anos tenho conseguido depósitos a prazo em que recebo de juros líquidos valores a rondar os 70 euros mensais.

O meu crédito habitação tem uma TAE de 1,928%, pelo que no meu caso creio que compensa mais certos depósitos a prazo do que amortizar o capital do CH.

0

Partilhar esta publicação


Link para a publicação
Partilhar noutros sites

Deixo aqui a minha experiencia pessoal...

Em 2001 adquiri uma casa por 50000€

Passados oito anos, com várias amortizações paguei a totalidade da casa despendendo um valor total 57000€. (Prestações pagas durante os oito anos e Amortizações)

Por contrato, não pagava nada ao banco (CGD) pela amortização desde que não ultrupassasse o valor da metade da divida.

Era novo não pensava :laugh: :laugh: :laugh:

Em 2010 adquiri outra casa desta vez pelo valor de 101500€.

Por contrato, pago por cada amortização 0,5 da valor da mesma amortização (Exemplo: 1000€ de amortização pago mais cinco euros).

O banco (Barclays) mostra no seu extrato a prestação da casa mais detalhadamente

Fiz então simulações de amortizar 2000€ por ano com a euribor 0.21€ e cheguei a uma conclusão.

Ao fim de vinte e cinco anos sem amortizaçoes deverei 50229.75 com amortizações de 2000€/ANO deverei 17555.51€.

Ao fim de vinte e cinco se puser numa conta os 2000€ terei 50000€ e amortizarei a totalidade do crédito a habitação.

Ao fim de vinte e cinco anos se for amortizando 2000€ ano deverei 17555,51€ a terei de esperar mais seis anos e um mês para pagar a totalidade do Crédito a habitação.

Explicação simples, cada vez que se amortiza o crédito à habitação (Independentemente do valor), a prestação que se paga todos os meses, em que uma parte é juros e a outra para amortizar o valor da divida, diminui o valor da amortização no crédito.

 

 

   

0

Partilhar esta publicação


Link para a publicação
Partilhar noutros sites

será mesmo a melhor opção?

No meu caso paguei 50€/mês de juros durante o ano 2013 e recebia mais de juros/Mês...

0

Partilhar esta publicação


Link para a publicação
Partilhar noutros sites

Já não entendo nada... uns dizem que é melhor amortizar; outros dizem que, se amortizarem, ainda ficam com uma dívida por mais 6 anos do que se não amortizarem.

Os bancos não têm, mais ou menos, CH semelhantes? Qual a razão desta diversidade de opiniões?

Deixo aqui a minha experiencia pessoal...

Em 2001 adquiri uma casa por 50000€

Passados oito anos, com várias amortizações paguei a totalidade da casa despendendo um valor total 57000€. (Prestações pagas durante os oito anos e Amortizações)

Por contrato, não pagava nada ao banco (CGD) pela amortização desde que não ultrupassasse o valor da metade da divida.

Era novo não pensava :laugh: :laugh: :laugh:

Em 2010 adquiri outra casa desta vez pelo valor de 101500€.

Por contrato, pago por cada amortização 0,5 da valor da mesma amortização (Exemplo: 1000€ de amortização pago mais cinco euros).

O banco (Barclays) mostra no seu extrato a prestação da casa mais detalhadamente

Fiz então simulações de amortizar 2000€ por ano com a euribor 0.21€ e cheguei a uma conclusão.

Ao fim de vinte e cinco anos sem amortizaçoes deverei 50229.75 com amortizações de 2000€/ANO deverei 17555.51€.

Ao fim de vinte e cinco se puser numa conta os 2000€ terei 50000€ e amortizarei a totalidade do crédito a habitação.

Ao fim de vinte e cinco anos se for amortizando 2000€ ano deverei 17555,51€ a terei de esperar mais seis anos e um mês para pagar a totalidade do Crédito a habitação.

Explicação simples, cada vez que se amortiza o crédito à habitação (Independentemente do valor), a prestação que se paga todos os meses, em que uma parte é juros e a outra para amortizar o valor da divida, diminui o valor da amortização no crédito.

 

 

 

0

Partilhar esta publicação


Link para a publicação
Partilhar noutros sites

será mesmo a melhor opção?

No meu caso paguei 50€/mês de juros durante o ano 2013 e recebia mais de juros/Mês...

E pode divulgar o produto que permite receber mais de 50€/mês com entregas próximas de 500€/mês?

0

Partilhar esta publicação


Link para a publicação
Partilhar noutros sites

Já não entendo nada... uns dizem que é melhor amortizar; outros dizem que, se amortizarem, ainda ficam com uma dívida por mais 6 anos do que se não amortizarem.

Os bancos não têm, mais ou menos, CH semelhantes? Qual a razão desta diversidade de opiniões?

"Outros"? Foi apenas um caso de alguém que não está registado. Quando "ele" se registar talvez possa explicar melhor as contas que apresenta!...

0

Partilhar esta publicação


Link para a publicação
Partilhar noutros sites

O amortizar ou não depende de vários factores.

O dinheiro que vou amortizar rende mais se abater ao CH ou se o investir? A Euribor está em valores extramamente baixos, qq banco tem DP com taxas superiores à Euribor. É uma questão de ver qual a TAE do teu CH e qual a percentagem de um DP para ver o que dá mais.

Normalmente, a amortização do CH implica o pagamento sobre o valor amortizado de 0,5%, existe o seguro de vida asociado ao CH que embora diminua consoante o valor em dívida tb aumenta com a idade do devedor, os DP, ou outros investimentos, pagam 28% de IRS, mas parte do IRS ainda pode (dependendo dos rendimentos totais) ser recuperado com o englobamento...

Depois também depende de cada um. Preferes dever 50 e ter 25 na carteira, ou dever 25 e ter 0 na carteira?

Se se olhar para os números apenas, é, como dizia o outro, uma questão de fazer contas e existem neste espaço simuladores para esse efeito.

Se além dos números quiseres ponderar uma segurança financeira tens que ter em conta quanto dinheiro queres ter na carteira.

Eu prefiro não amortizar, pois pelas minhas contas, actualmente, ganho mais em investir o dinheiro do que usá-lo para amortizar, mas isso só acontece pq a euribor está anormalmente baixa e tenho um spread de 0,45. Quem tem os famosos spread de 2, 3 e 4% talvez já não veja as coisas desta maneira.

Tendo em conta o que pago de empréstimo e o custo actual dele optei por não amortizar enquanto a euribor estiver conforme está. Assim o que pago de juros e custos associados ao CH consigo recuperá-lo com os investimentos e ainda fica com o capital do meu lado para o que for necessário.

Amanhã quando a Euribor subir logo vejo se uso o capital para amortizar ou para deixar tudo igual, pois a vida está difícil, não sei se amanhã terei trabalho ou se receberei o que recebo agora e assim também tenho fundo de maneio.

Acredito que a minha opção de não amortizar e investir apenas resulte ao longo da vida do empréstimo em meia dúziade momentos. Mesmo hoje, se não fosse a banca online ou investimentos que não DP já seria quase impossível compensar investir do que amortizar, mesmo tendo uma TAE do meu CH de apenas 1,928

0

Partilhar esta publicação


Link para a publicação
Partilhar noutros sites

Eu posso explicar as contas.

Ferramenta necessária: Calculadora num site que nos forneça um plano de pagamentos com os dados:

Total das prestações a pagar com os dados;

Prestação total (Capital e Juros);

Amortização capital;

Pagamento de juros;

Capital em divida;

Eu utilizei calculadora crédito habitação do diário económico mas pode ser a do jornal de negócios ou de um banco qualquer desde que nos forneça os dados acima indicados.

Devemos introduzir os dados:

Capital em divida;

Média da euribor;

Spread;

Quantas prestações faltam pagar;

Depois é uma questão de simular:

Exemplo:

Capital em divida – 100000€

Média da euribor - 0.25%

Spread - 1.75%

Quantas prestações faltam pagar – 540 (45 Anos)

Assim teríamos

Valor da divida ao fim de 12 prestações – 98615.39€

Se amortizarmos 2000€ teremos o valor da divida – 96615.39€

Nova simulação com os novos dados:

Capital em divida – 96615.39€

Média da euribor - 0.25%

Spread - 1.75%

Quantas prestações faltam pagar – 528

Com os novos dados introduzidos teríamos

Valor da divida ao fim de 12 prestações – 95231.48€

Se amortizarmos 2000€ teremos o valor da divida – 93231.48€

E assim por diante até termos o valor da divida em 0€

Se fizerem as contas reparam que o valor da divida no primeiro ano com as prestações foi amortizado um valor de 1384.61€ (100000€-98615.39€) no segundo ano foi amortizado pelas prestações 1383.91€ (96615.62€-5231.48€), ora esta diferença de valor ao longo dos anos vai sendo muito mais notória o que faz com que praticamente não amortizemos divida nas prestações pagas.

Em dez anos o valor da amortização desce para 1346,15€

Em quinze anos o valor da amortização desce para 1271.38€

Em vinte anos o valor da amortização desce para 1136,93€

Em vinte e cinco anos o valor da amortização desce para 914,10€

Em trinta anos o valor da amortização desce para 610,17€

Se não amortizar na prestação 318 o valor em divida é 52105.81€

Se dividirem 318/12=26.5 temos o número de anos

Ou seja em 26 anos e meio se juntar 2000€/ano terei  52000€ e amortizarei a divida toda

Se amortizar 2000€/ano só ao fim de 33/34 anos amortizarei a divida toda pois ao fim de 26 anos ainda tenho uma divida de 21235.88€

Posso estar enganado nos dados por isso agradeço que me corrijam se estiver enganado.

0

Partilhar esta publicação


Link para a publicação
Partilhar noutros sites

Mas isso é com taxa fixa, o que na euribor não é uma realidade.

Abraço

0

Partilhar esta publicação


Link para a publicação
Partilhar noutros sites

Agora entendi. E creio que encontrei o erro.

Estive a fazer os seus cálculos. Exatamente como os fez.

Ao fim de 12 meses, o valor da dívida = 98.615,39.

Prestações em falta? 528

E qual era o valor da prestação? 281,00

Amortiza 2000 euros ao capital.

O valor passa para 96.615,39.

Mas o valor da prestação mensal desce para 275 euros!!!

A amortização passa a ser menor mensalmente, porque também desce a prestação mensal!!

Se colocar os 2000 euros no banco e não amortizar (pagando apenas as prestações mensais), verifica que a prestação mensal se mantém igual em todo o tempo - 281,00

Se amortizar os 2000 euros anuais, verá que este valor da prestação mensal começa logo a descer. Logo na primeira amortização de 2000, passa para 275 euros.

Se usar este dinheiro, esta diferença nas prestações, em que paga menos, para proceder a maior amortização, estou convicto que ainda mais rapidamente se irá livrar deste CH.

Estarei a ver mal?

Eu posso explicar as contas.

Ferramenta necessária: Calculadora num site que nos forneça um plano de pagamentos com os dados:

Total das prestações a pagar com os dados;

Prestação total (Capital e Juros);

Amortização capital;

Pagamento de juros;

Capital em divida;

Eu utilizei calculadora crédito habitação do diário económico mas pode ser a do jornal de negócios ou de um banco qualquer desde que nos forneça os dados acima indicados.

Devemos introduzir os dados:

Capital em divida;

Média da euribor;

Spread;

Quantas prestações faltam pagar;

Depois é uma questão de simular:

Exemplo:

Capital em divida – 100000€

Média da euribor - 0.25%

Spread - 1.75%

Quantas prestações faltam pagar – 540 (45 Anos)

Assim teríamos

Valor da divida ao fim de 12 prestações – 98615.39€

Se amortizarmos 2000€ teremos o valor da divida – 96615.39€

Nova simulação com os novos dados:

Capital em divida – 96615.39€

Média da euribor - 0.25%

Spread - 1.75%

Quantas prestações faltam pagar – 528

Com os novos dados introduzidos teríamos

Valor da divida ao fim de 12 prestações – 95231.48€

Se amortizarmos 2000€ teremos o valor da divida – 93231.48€

E assim por diante até termos o valor da divida em 0€

Se fizerem as contas reparam que o valor da divida no primeiro ano com as prestações foi amortizado um valor de 1384.61€ (100000€-98615.39€) no segundo ano foi amortizado pelas prestações 1383.91€ (96615.62€-5231.48€), ora esta diferença de valor ao longo dos anos vai sendo muito mais notória o que faz com que praticamente não amortizemos divida nas prestações pagas.

Em dez anos o valor da amortização desce para 1346,15€

Em quinze anos o valor da amortização desce para 1271.38€

Em vinte anos o valor da amortização desce para 1136,93€

Em vinte e cinco anos o valor da amortização desce para 914,10€

Em trinta anos o valor da amortização desce para 610,17€

Se não amortizar na prestação 318 o valor em divida é 52105.81€

Se dividirem 318/12=26.5 temos o número de anos

Ou seja em 26 anos e meio se juntar 2000€/ano terei  52000€ e amortizarei a divida toda

Se amortizar 2000€/ano só ao fim de 33/34 anos amortizarei a divida toda pois ao fim de 26 anos ainda tenho uma divida de 21235.88€

Posso estar enganado nos dados por isso agradeço que me corrijam se estiver enganado.

0

Partilhar esta publicação


Link para a publicação
Partilhar noutros sites

A EXPLICAÇÃO JÁ DEMONSTRADA É BÁSICA

A PRESTAÇÃO DESCE SE MORTIZARMOS MAS ESSE DINHEIRO É PARA SE GASTAR E NÃO AFORRAR COMO O JUNTAR OS 2000€ AO LONGO DOS VINTE E SEIS ANOS OS JUROS GANHOS SÃO PARA SE GASTAR, DEVEM TER CONSTATADO QUE NÃO PUS OS JUROS.

QUANTO A PRESTAÇÃO BAIXAR, FIZ ESSAS CONTAS MAS COM OUTROS VALORES INTRODUZIDOS POR MIM

CONCLUSÃO:

COM AMORTIZAÇÃO DE 2000€ POR ANO (e bem) A PRESTAÇÃO BAIXA NO CASO SIMULADO POR MIM 5.81€ (Irei apresentar estes valores já por mim simulados)

ESSE VALOR É MULTIPLICADO POR 12 (um ano) QUE É IGUAL A 69.72€

ESSE VALOR SOMADO NO FIM DE 32 ANOS DE TRINTA E DOIS ANOS É IGUAL A 2231.01€

CADA ANO TEMOS UM VALOR DIFERENTE NA DIMINUIÇÃO DA PRESTAÇÃO

2ºANO-70.92€

3ºANO-72€  (este valor vai sempre aumentando)

PARA SABER  O VALOR TOTAL DO GANHO É SÓ MULTIPLICAR PELO NUMERO DE ANOS

2ºANO-70.92€*31=2198.52€

3ºANO-72€ *30=2160€

NO FINAL VINTE E CINCO ANOS TEMOS A SOMA TOTAL DE 26865.6€ (aqui multiplicamos por vinte e cinco)

ESTE É O GANHO DE TERMOS AMORTIZADO AO LONGO DE VINTE E CINCO ANOS

NO FINAL TRINTA E DOIS ANOS TEMOS A SOMA TOTAL DE 47221.32€

ESTE É O GANHO DE TERMOS AMORTIZADO AO LONGO DE TRINTA E DOIS ANOS

CLARO QUE SE VAMOS JUNTAR 2000€/ANO IREMOS POR NUMA CONTA A PRAZO

SIMULEI COM UM JURO DE 3.5%

NO PRIMEIRO ANO RENDE 50.4€

TODOS OS ANOS OS JUROS RECEBIDOS VÃO AUMENTANDO

NO FINAL DE VINTE E CINCO ANOS TEMOS A DIVIDA SALDADA

A PRESTAÇÃO CESSA

SE MULTIPLICARMOS O NUMERO DE ANOS PARA PERFAZER TRINTA E DOIS SÃO SETE

POUPAMOS 3735.84€ QUE SERIA O VALOR A PAGAR DAS PRESTAÇÕES EM FALTA JÁ COM TODAS AS AMORTIZAÇÕES 

RECEBEMOS UM TOTAL DE JUROS 20130.58€ AO LONGO DE VINTE E CINCO ANOS MAIS 380.62 DOS SETE ANOS EM FALTA

EM SETE ANOS TINHAMOS DE GASTAR MAIS 14000€ PARA AMORTIZAR O RESTO DA DIVIDA

OU SEJA  -  14000€+20130.58€+380.62€+3735.84€ = 38247.6€

GANHAMOS POR AMORTIZAR A DIVIDA COM A DIMINUIÇÃO DAS PRESTAÇÕES 26865.6€ (a divida ainda é 17555.51€

ASSIM 38247.6€-26865.6€=11382€

OUTRA SITUAÇÃO DIFERENTE

COM A DIFERENÇA DA PRESTAÇÃO AMORTIZAR TUDO

OU SEJA IMAGINEM PEGAR NOS 5.81€ E OS AMORTIZAR LOGO NAQUELE MÊS TODOS OS MESES TODOS OS ANOS

AO FIM DE VINTE E DOIS ANOS A DIVIDA É PAGA

SE SOMARMOS OS JUROS GANHOS POR PORMOS OS 2000€ NUMA CONTA A PRAZO E SOMARMOS TUDO AO FIM DE VINTE E DOIS ANOS TEMOS O DINHEIRO IGUAL PARA AMORTIZAR A DIVIDA

0

Partilhar esta publicação


Link para a publicação
Partilhar noutros sites

Tem razão. As contas que apresenta são totalmente conformes com os vários simuladores que consultei.

Conseguiu provar que é muito relevante o momento escolhido para a amortização.

Muito obrigado.

Cumprimentos,

A EXPLICAÇÃO JÁ DEMONSTRADA É BÁSICAA PRESTAÇÃO DESCE SE MORTIZARMOS MAS ESSE DINHEIRO É PARA SE GASTAR E NÃO AFORRAR COMO O JUNTAR OS 2000€ AO LONGO DOS VINTE E SEIS ANOS OS JUROS GANHOS SÃO PARA SE GASTAR, DEVEM TER CONSTATADO QUE NÃO PUS OS JUROS.QUANTO A PRESTAÇÃO BAIXAR, FIZ ESSAS CONTAS MAS COM OUTROS VALORES INTRODUZIDOS POR MIMCONCLUSÃO:COM AMORTIZAÇÃO DE 2000€ POR ANO (e bem) A PRESTAÇÃO BAIXA NO CASO SIMULADO POR MIM 5.81€ (Irei apresentar estes valores já por mim simulados)ESSE VALOR É MULTIPLICADO POR 12 (um ano) QUE É IGUAL A 69.72€ ESSE VALOR SOMADO NO FIM DE 32 ANOS DE TRINTA E DOIS ANOS É IGUAL A 2231.01€ CADA ANO TEMOS UM VALOR DIFERENTE NA DIMINUIÇÃO DA PRESTAÇÃO 2ºANO-70.92€3ºANO-72€  (este valor vai sempre aumentando)PARA SABER  O VALOR TOTAL DO GANHO É SÓ MULTIPLICAR PELO NUMERO DE ANOS2ºANO-70.92€*31=2198.52€3ºANO-72€ *30=2160€NO FINAL VINTE E CINCO ANOS TEMOS A SOMA TOTAL DE 26865.6€ (aqui multiplicamos por vinte e cinco)ESTE É O GANHO DE TERMOS AMORTIZADO AO LONGO DE VINTE E CINCO ANOSNO FINAL TRINTA E DOIS ANOS TEMOS A SOMA TOTAL DE 47221.32€ ESTE É O GANHO DE TERMOS AMORTIZADO AO LONGO DE TRINTA E DOIS ANOSCLARO QUE SE VAMOS JUNTAR 2000€/ANO IREMOS POR NUMA CONTA A PRAZOSIMULEI COM UM JURO DE 3.5%NO PRIMEIRO ANO RENDE 50.4€TODOS OS ANOS OS JUROS RECEBIDOS VÃO AUMENTANDONO FINAL DE VINTE E CINCO ANOS TEMOS A DIVIDA SALDADA A PRESTAÇÃO CESSA SE MULTIPLICARMOS O NUMERO DE ANOS PARA PERFAZER TRINTA E DOIS SÃO SETEPOUPAMOS 3735.84€ QUE SERIA O VALOR A PAGAR DAS PRESTAÇÕES EM FALTA JÁ COM TODAS AS AMORTIZAÇÕES  RECEBEMOS UM TOTAL DE JUROS 20130.58€ AO LONGO DE VINTE E CINCO ANOS MAIS 380.62 DOS SETE ANOS EM FALTAEM SETE ANOS TINHAMOS DE GASTAR MAIS 14000€ PARA AMORTIZAR O RESTO DA DIVIDAOU SEJA  -  14000€+20130.58€+380.62€+3735.84€ = 38247.6€GANHAMOS POR AMORTIZAR A DIVIDA COM A DIMINUIÇÃO DAS PRESTAÇÕES 26865.6€ (a divida ainda é 17555.51€ASSIM 38247.6€-26865.6€=11382€OUTRA SITUAÇÃO DIFERENTECOM A DIFERENÇA DA PRESTAÇÃO AMORTIZAR TUDO OU SEJA IMAGINEM PEGAR NOS 5.81€ E OS AMORTIZAR LOGO NAQUELE MÊS TODOS OS MESES TODOS OS ANOSAO FIM DE VINTE E DOIS ANOS A DIVIDA É PAGA SE SOMARMOS OS JUROS GANHOS POR PORMOS OS 2000€ NUMA CONTA A PRAZO E SOMARMOS TUDO AO FIM DE VINTE E DOIS ANOS TEMOS O DINHEIRO IGUAL PARA AMORTIZAR A DIVIDA

0

Partilhar esta publicação


Link para a publicação
Partilhar noutros sites

Não consigo "ver" (li na diagonal) a vantagem do último método apresentado.

Eu faço umas contas sumárias e obtenho "sempre" o contrário do que se pretende passar.

Exemplo (podem apresentar outros por forma a verificar as situações):

Capital em divida: 150000€

Prestação: 500€

Amortização: 2000€

Comissão: 0,5%

Taxa de juro (TANB) da melhor aplicação do mercado: 3%

Valor da nova prestação: 493,33€

Percentagem de capital amortizado: 4%

Valor da comissão: 10€

Preferem amortizar ou efetuar uma aplicação?

Eu, só vejo vantagem em amortizar pelo resultado obtido e pelas razões que expus anteriormente que volto a recordar:

diminui capital em divida, paga menos juros, a prestação mensal diminui assim como o seguro de vida - normalmente quase "ninguém" (funcionários, "gestores" de conta...) refere ou dá importância a esta parcela da "divida" mensal (ou anual) de quem tem CH!...

0

Partilhar esta publicação


Link para a publicação
Partilhar noutros sites

Este conteúdo terá de ser aprovador por um moderador

Visitante
Está a comentar como Visitante. Se já se registou, por favor entre com o seu Nome de Utilizador.
Responder a este tópico

×   Colou conteúdo com formatação.   Remove formatting

×   Your link has been automatically embedded.   Display as a link instead